Respostas interessantes marcadas com a tag

29

Simplesmente pressione ctrl + L (funciona no shell também - você nem precisa escrever clear). Isso no terminal. Em um programa, você pode simplesmente imprimir um número de linhas em branco maior que o tamanho do terminal: print("\n" * 130), ou, se estiver no Linux ou Mac, imprimir a sequência ANSI que apaga a tela: print("\x1b[2J"). Veja mais detalhes ...


28

Tente isso: import os os.system('cls' if os.name == 'nt' else 'clear') Segue o link do SOen, aqui, tem outras alternativas também.


11

A forma mais simples para verificar isto seria usando o comando: nmap -sT -O localhost Como adicionado pelo Marco pode ser testado de um ponto externo: telnet meudominio.com 443 (onde 443 é o número da sua porta) Existe uma opção também seria utilizar o netstat: # netstat -tl - lista as conexões abertas de tcp em modo de escuta # netstat -t - lista as ...


10

O comando: git commit -m "Teste" Faz o commit apenas dos arquivos modificados e que encontram-se adicionados na área de stage (Changes to be committed) do Git. Ou seja, trata-se apenas dos arquivos que você adicionou usando um comando como este: git add nome_arquivo.txt Ou este: git add . Já o comando: git commit -am "Teste" Faz duas coisas: adiciona ...


8

clear Elimina o conteúdo da área visível. O que ele na verdade faz é rolar a barra para que você veja somente a área limpa. Mas se você der um scroll para cima verá todo o conteúdo anterior lá. reset Realmente limpa o terminal. Equivale a fechar e abrir um novo terminal.


7

Olá tudo bem? Podemos sim utilizar o php com linha de comando. Exemplo: vamos usar o php em linha de comando para executar um script que exiba a mensagem "Hello terminal"; No caso você cria o arquivo php, por exemplo de nome 'script.php', coloca a mensagem dentro. Após abre o terminal de onde o seu arquivo está e executa qualquer um dos comandos abaixo (o -...


6

Uma classe não é uma estrutura procedural e não pode conter sequencias de instruções para execução a menos que estejam dentro de um método. As duas últimas linhas do código que você postou referem-se ao uso da classe que você está definindo. No Playground do XCode você pode executar com sucesso o seu código se colocá-las fora da classe: class People { .....


6

Acredito que seja importante saber como funciona no terminal, mas a não ser que você vá utilizar comandos muito específicos para compilar não há necessidade. Toda IDE foi feita com o intuito de agilizar e ajudar o trabalho do programador, sendo que muitas delas permite que você passe parâmetros antes da compilação. Existem diversos fatores que ...


5

Faça: >>> import os >>> clear = lambda: os.system('clear') >>> clear() Dessa forma é só tu chamar o clear() quando quiser limpar, se tiver no Windows só trocar clear por cls.


5

Shell significa "interpretador de comandos". O Bash é um tipo de shell do Unix/Linux, que contém sua própria sintaxe de comandos. O Cmd é o interpretador de comandos dos Windows modernos (CMD.EXE). Ou seja, ele é um tipo de Shell. No Windows 95, 98 e Me ele se chamava COMMAND.COM. DOS significa "Sistema operacional de disco". Basicamente é um sistema ...


5

Pode-se utilizar o find para encontrar pastas vazias, veja abaixo: find . -type d -empty O . indica que a procura será realizada a partir da pasta em que o comando for executado. Já o type -d indica que a produra será feita apenas por diretórios (pastas). Finalmente o -empty indica que a procura será feita por diretórios vazios.


5

Tu pode usar o comando tr para substituir os : por e depois usar o comando cut para selecionar apenas as colunas pares. Ex.: cat arquivo.txt | tr ':' ' ' | cut -d' ' -f2,4,6,8 TR: substitui todos os dois pontos por espaço CUT: -d: define o caracter espaço como delimitador de campo -f: Seleciona apenas os campos 2, 4, 6 e 8 que são os números que tu tem ...


4

Sim, utilizando o scp. Para sua documentação faça o comando no terminal man scp e veja mais em: http://www.hypexr.org/linux_scp_help.php


4

Segundo esta resposta do site SuperUser você pode usar o comando dpkg com o parâmetro -L, assim: dpkg -L <nome-do-pacote> E para ver onde está o código-fonte: apt-get source <nome-do-pacote>


4

Como contei no comentários com o @SneepSNinjA, encontrei a solução realizando alguns testes nos .desktop em usr/share/applications/. Notei que a única diferença entre os arquivos : skype.desktop [Desktop Entry] Name=Skype Comment=Skype Internet Telephony Exec=skype %U Icon=skype.png Terminal=false Type=Application Encoding=UTF-8 Categories=Network;...


4

Você precisa especificar a versão que deseja instalar. Algo como $> sudo apt-get install lua5.2 Veja: http://packages.ubuntu.com/search?keywords=lua5.2


4

Você pode acrescentar essas linhas no arquivo /etc/profile, Assim que o usuário efetuar o login, as informações são carregadas. $ sudo vim /etc/profile ou $ sudo nano /etc/profile profile: #... alias tt="php artisan tinker --env=local" alias artisan="php artisan --env=local" Para aplicar as alterações, deve efetuar o logout.


4

De acordo com uma pergunta do SO: O console (ou shell) em que o programa está sendo executado é totalmente independente do seu programa, ele é só uma interface de usuário (I/O). Tentar fechar o console não é uma boa ideia - ao invés disso você deveria inicializar o seu programa sem amarrá-lo(attached). (isso é fácil no ambiente Unix, mas mais difícil em ...


4

O shell_exec() já executa e retorna a saída do comando como string: <?php $output = shell_exec('df -h'); echo "<pre>$output</pre>"; ?> Lembre-se que a conta de usuário que estiver executando o PHP precisa ter permissão para a execução.


4

Se entendi o que você precisa é passar o resultado do comando ruby como argumento para outro programa, no windows acredito que precisará armazenar o valor em uma variavel, maneiras que consegui chegar ao resultado foram: Armazenar o resultado em um arquivo Desta maneira vai gerar um arquivo chamado resultado.tmp com a resposta do comando executado com ruby ...


4

Solução com os utilitários find + du + awk: $ find . -iname "*RData" | du | awk '{bytes+=$1} END{print bytes}'


4

Se você deseja remover este arquivo do repositório e fazer com que ele não fique mais versionado no mesmo, você precisa adicionar ele no .gitignore e remover ele usando o comando abaixo: git rm --cached package-lock.json Agora, se você deseja manter este arquivo no repositório mas não quer que qualquer nova mudança nele possa ser commitada, você deve usar ...


4

Ao invés de você precisar fazer um git add <meu arquivo> (que adiciona o arquivo para realizar o seu commit) e depois fazer um git commit -m <minha mensagem de commit> (que commita sua alteração atribuindo uma mensagem a ela), o git commit -am <minha mensagem de commit> já faz esses dois passos de uma só vez.


4

É possível, tem manual sobre isto. Então é só chamar o interpretador da linguagem passando o script que pretende executar e eventualmente argumentos para ele. php -f script.php


3

O comando del não deleta os arquivos somente leitura, a menos que você o force com /f. Então, uma forma de deletar todos os arquivos menos os .java é tornar os .java somente leitura e depois retorná-los. Tornar somente leitura: cd src\main\java attrib +r *.java Deletar todos os arquivos (os .java vão ficar pois são somente leitura): del /q *.* Sendo o /...


3

Para pegar os nomes e valores dos argumentos pela linha de comando utilize $argv linha de comando: php cmd.php -p1 v1 -p2 v2 cmd.php print_r($argv); Sendo que o primeiro item de $argv é o nome do script. A saida de cmd.php será: Array ( [0] => cmd.php [1] => -p1 [2] => v1 [3] => -p2 [4] => v2 )


3

Digite: :set statusline+=%F :set laststatus=2 Ou, para deixar permanente, coloque as linhas abaixo no seu ~/.vimrc set statusline+=%F set laststatus=2 Fonte: https://stackoverflow.com/questions/10488717/how-can-i-permanently-display-the-path-of-the-current-file-in-vim


3

Você pode usar a função system. No entanto devo alertar que deve tomar muito cuidado com ele. Em primeiro lugar por que esse comando vai enviar o argumento diretamente ao terminal, que vai executar de acordo com o ambiente do usuário. Assim talvez o comando não faça o que você espera que ele faça. Se foi definido um alias para mkdir, ou se o próprio ...


3

Teve um cara que teve o mesmo problema e depois conseguiu resolver. Ele reportou no SO versão em inglês. Vou postar a resposta aqui numa tradução livre: Bom, nós fizemos os seguintes passos: Procuramos no Google sobre o erro Chegamos aos Links do SO(este e este) que sugeriram a mesma coisa, que tenho atualizar as configurações de proxy do Git. Droga, não ...


3

Use expressões regulares para realizar a extração necessária do arquivo .txt, para pegar o que você precisa utilizei a seguinte expressão: :\d.\d{3} Teste aqui


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam