Respostas interessantes marcadas com a tag

25

A comparação frouxa é a padrão do PHP. Como uma linguagem de tipagem fraca, ela deixa de lado a rigidez de tipos no momento de comprar, então tenta-se obter um resultado, mesmo que esteja comparando bananas com maçãs, o que costuma ser danoso. Em geral isto é considerado prática ruim e só deveria ser usado se tiver um benefício muito grande, conforme mostra ...


22

Em suma, a estrutura de controlo switch é um um if para operar sobre a mesma variável ou expressão de entrada. Não existe propriamente uma comparação entre os dois para apurar a sua performance dado o objetivo de cada um ser distinto. O que existe é o uso correto da estrutura de controlo mais adequada para o nosso objetivo. switch Devemos utilizar quando ...


21

O return acaba com a execução do método independente de onde estiver e retorna o valor. O break força (manualmente) a saida de um laço ou condicional no caso o switch. No segundo código se existir algo mais a ser executado depois switch será executado, se fosse um return como no primeiro exemplo o método acabaria ali mesmo. O exemplo abaixo mostra que ...


18

A comparação frouxa não compara o tipo como na comparação rígida. $x = 1 $y = "1" $x é diferente de $y pois apesar de possuírem o mesmo valor, o primeiro é uma variável to tipo int e o segundo é do tipo string. A comparação frouxa ignora o tipo e compara apenas o valor. Quando identifica que é um número na string, esse passa a ser tratado como número. Por ...


18

Não, isto é perfeitamente válido e usual se é o que deseja. Se todos estes estados devem executar a mesma ação é assim mesmo que deve ser. Em geral terá melhor performance do que fazer o mesmo com if, fora que faz mais sentido neste caso. Eu só indentaria e alinharia um pouco melhor: switch (estado) { case "AL": case "BA": ...


15

A principal razão neste caso é que ele não compara as strings com equals() e sim com hashCode(). Depois de compilado cada case guardará o hash da string e não a string em si. Aí ele gera o hash da variável que está sendo usada no switch e compara estes valores inteiros que é muito mais rápido que comparar uma sequência de caracteres (se tiver alguma forma de ...


15

Não tem, em geral a solução é usar if e elif: x = 1 if x == 0: print("imprime 0") elif x == 1: print("imprime 1") elif x == 2: print("imprime 2") else: print("imprime outra coisa") Ou um dicionário que gera algo próximo, mas não tem opção default então teria que verificar antes se encaixa em alguma ou ter certeza que sempre será válido. x = ...


13

Um engano muito comum é as pessoas acharem que o case é um bloco de comandos e gera um novo escopo. Na verdade o case é apenas um label. Então é apenas um nome para um endereço do código usado para provocar um desvio. Na verdade um switch é apenas um goto baseado em um valor. Isto já funciona: #include <stdio.h> int main(void) { int valor = 0; ...


13

Você também consegue resolver seu problema criando um array com as vogais e verificando se o valor digitado no prompt se encontra dentro do array, usando a função indexOf, dessa forma: let letra = prompt("Insira uma letra") let vogais = ["a", "e", "i", "o", "u"] if (vogais.indexOf(letra.toLowerCase()) !== -1) { alert("Vogal") } else { alert(...


13

Você também pode utilizar o método test(), que executa uma busca por uma correspondência entre uma expressão regular e uma string e retorna true ou false. function isVogal(char) { return /^[aeiou]$/.test(char.toLowerCase()); } alert(isVogal(prompt("Introduza uma letra")) ? "Vogal" : "Consoante"); E como o Luiz Felipe comentou abaixo: Se ...


12

O case não funciona da maneira como você espera. Ele não é um substituto para o if. Veja a documentação dele. O case só aceita um valor, ele só testa a igualdade desse valor. Mais ou menos o que você deseja é isso: $num = 0; if ($num > 100) echo 'valor muito alto'; else if ($num < 80 && $num > 51) echo 'valor medio'; else if ($num == 50) ...


11

De fato o comando switch-case é bastante feio e quase sempre dispensável. Em vez de usar este comando ou longas cadeias de if-elseif-elseif..., você pode usar dicionários. No seu caso, você preencheria um dicionário de dicionários, com a seguinte semântica: profissão -> site -> profissão naquele site Assim, em vez de fazer um código imperativo ...


11

Como isso funciona é detalhe de implementação, não é especificado e você não pode se valer disto para fazer algo que só funcione se for implementado de uma forma específica. O que nós sabemos é que o compilador faz o melhor possível para otimizar o seu uso. Nem sempre ele consegue ou é viável, por isso não há garantias do que ocorrerá. Ele pode funcionar de ...


11

Quantos anos você acha que levará para escrever quase 300 milhões de cases? Já percebeu a impraticabilidade disso? Mesmo que sejam só alguns milhares, cabe no arquivo do código fonte que o compilador é capaz de processar? A não ser que tenha um padrão que permite colocar isso em um laço, o que já elimina o case. Como o gato comentou, se tiver muitos, e por ...


10

Testei e funciona direitinho o seu código como pode ver neste exemplo por isso o problema tem de estar no input que é passado para $subsecao;. Faça echo "::$subsecao::"; para verificar se o input está correto. Nota: Como disse e muito bem o @NovoK pode usar a função trim para retirar os espaços trim($subsecao);


10

O break, só encerra a execução do switch e vai para a próxima instrução depois dele, é essencialmente o mesmo que ocorre em um laço. O return não faz algo especial dentro do switch, ele encerra a execução da função onde está esse código. Foi uma infelicidade o break ser o mesmo comando de saída de um laço. Mais ainda ele ser obrigatório e o padrão usar em ...


10

Kotlin trabalha com um controle de fluxo diferente, chamado when. Seu código, usando o when, poder ser assim. Obviamente que o código poderia ser diferente, mas entendo que sua dúvida seja somente sobre o uso de switch. fun main(args: Array<String>) { val month = 8 val monthString = when(month) { 1 -> "Janeiro" 2 -> "...


10

Pura matemática: class Main { public static void main (String[] args) { int x = 534; switch (x / 200) { case 0: System.out.println("entre 0 e 199"); break; case 1: System.out.println("entre 200 e 399"); break; case 2: ...


9

Não é possível o uso do || ou qualquer operador. Se precisar fazer isso, deve usar uma estrutura de if. O switch foi criado para comparação de valores de forma direta e individual, ele não pode ter expressões. Mas dá para obter o que você quer neste caso específico já que ele é fallthrough: switch ($options) { case 1: case 2: echo "Valor de opção 1 ...


9

Abordagem com Map Já que o seu propósito é setar uma cor diferente para cada região, então: private static final Map<String, String> regioes = new HashMap<>(27); private static final Map<String, Color> cores = new HashMap<>(27); static { String[] norte = {"AM", "AP", "AC", "RO", "RR", "PA", "TO"}; String[] sul = {"PR", "SC",...


9

Não há nenhum bug no switch. O problema está na lógica do seu código. Pois, para todos os cases, está retornando verdadeiro, já que 0 é menor do que qualquer um dos valores dos seus cases, com exceção do $xp > 5000. Logo, ele está retornando a atribuição do último case. Se remover o case($xp > 5000), verá que o valor de $nivel será 19. No seu caso, o ...


9

Estes são dois esboços que podem ou não ser aplicaveis ao seu código, mas elaborei com alternativa ao que já foi postado. Tem que analisar o resto do código para ver qual opção cabe, pois depende de como você usa a variável do loop, se tem alguma operação depois do switch, essas coisas que só dá para saber com o código real onde vai ser aplicada a solução. ...


9

O código tem vários erros. Um deles é que dá um break antes de retornar alguma coisa, então acaba retornando a outra, o break tem que ser a última instrução do bloco, mas se você vai dar um return nem tem porque usar um break porque ele nunca será alcançado. Não está guardando o valor lido em variável alguma. Eu mantive a variável `letra, mas nem precisava ...


8

Por incrível que pode parecer, o else-if é o mais performático dentre as opções possíveis. Neste e neste benchmark, analisamos que o Chrome possui um desempenho superior em condições else-if quase que independente da versão do navegador. O benchmark é um avaliador técnico. Pela lógica, o else-if é uma condição simples e explítica, enquanto o switch, por ...


8

Neste caso o Ruby utliza a estrutura case...when case objeto when 1 puts "Seu número é 1" when 2..10 puts "Seu número está entre 2 e 10" when 11,13,17,19 puts "é um número primo entre 10 e 20" when String puts "é uma String" else puts "Qualquer outra coisa." end Você pode criar essa estrutura sem parâmentro também case when objeto < 10 puts ...


8

Para usar o mesmo comportamento em diferentes "cases", você deve escrever ele desta maneira: switch($options) { //Observe que não dei um break no case 1, pois ele executará a mesma função do case2. case 1: case 2: echo "Valor de opção 1 ou 2"; break; case 3: echo "Valor de opção 3"; break; default: ...


8

A comparação deve ser feita na verdade entre switch e if. O case é parte da construção do switch para identificar cada bloco. O else já tem uma forma semelhante mas funciona de forma diferente. O switch é usado para comparar a igualdade de valores com uma expressão (em geral uma variável é usada). Ele não pode fazer outros tipos de comparação ou relação ...


8

Vejo muitas pessoas dizendo que é errado fazer switch no código, pois acaba pesando e é feio Não vejo isso. Pode ser que eu use bons programadores como referência :) switch é elegante e rápido, por isso toda linguagem moderna, como as antigas, possuem ele. Sabendo usar ele é muito poderoso e facilita bastante, além de ser mais rápido que outras opções na ...


8

Você pode tentar colocar uma outra condição no for bool forceExit = false; for (int i = 0; i < length && !forceExit; i++) { ... } Quando quiser sair do for forceExit=true


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam