4

Vejo muitas pessoas dizendo que é errado fazer switch no código, pois acaba pesando e é feio.

É correto a maneira que eu estou usando e qual seria uma alternativa ao uso dele? Encher o código de if/else?

      int TipoOsFiltrada = 0;

      switch (TipoOsFiltrada)
      {
        case 0:
          field = "nome";
          fieldValue = "'" + usuarioLogado.NOME + "'";
          break;
        case 1:
          field = "codcar";
          fieldValue = codCar.ToString();
          break;
        case 2:
          field = "codset";
          fieldValue = codSet.ToString();
          break;
        default:
          field = "nome";
          fieldValue = "'" + usuarioLogado.NOME + "'";
          break;
      }
  • 2
    Depende muito da situação, o swtich case pode ser muito bom em determinados casos, conforme a própria documentação já explica "A instrução switch geralmente é usada como uma alternativa para um constructo if-else se uma única expressão é testada com três ou mais condições. Por exemplo, a instrução switch a seguir determina se uma variável do tipo Color tem um dos três valores:" documentação – Jonathan Igor Bockorny Pereira 29/11/18 às 11:11
8

Vejo muitas pessoas dizendo que é errado fazer switch no código, pois acaba pesando e é feio

Não vejo isto. Pode ser que eu use bons programadores como referência :)

switch é elegante e rápido, por isso toda linguagem moderna, como as antigas, possuem ele. Sabendo usar ele é muito poderoso e facilita bastante, além de ser mais rápido que outras opções na maioria dos cenários. De fato ele existe por otimização de execução em primeiro lugar, e elegância em segundo, portanto não consigo imaginar de onde surge essas ideias.

Bom, até imagino em outro cenário. Existem umas pessoas que falam isso porque porque é menos orientado a objeto. Mas se você perguntar porque é ruim, em geral elas não sabem dizer, leram em algum lugar e ficam repetindo. Elas não dão contexto, como ocorre com quem tem entendimento incompleto das coisas (algo que você está buscando se livrar aqui). Claro que em algum contexto não é tão adequado usá-lo, mas isto vale para todos os recursos da linguagem de programação, sem exceção, vale para variáveis, literais, operadores, todos os comandos, até um simples ponto e vírgula.

Se a comparação é com if eu diria que ele costuma ser mais elegante nos casos onde ele pode ser usado (nem todos ele pode). O caso mostrado na pergunta é bem básico e o mais ideal para sua adoção. Ele fica mais rápido e mais bonito, ainda que bonito seja algo subjetivo (seria mais se não fosse obrigado usar break).

Claro que considerando a primeira linha, ele nem faz sentido porque é garantido que só o primeiro será executado.

Tem uma pergunta que fala mais sobre o funcionamento dele: Como funciona o switch por baixo dos panos? (apesar de ser outra linguagem, funciona igual)

Também pode ser útil ler:

Nem falei no seu uso como pattern matching que é muito mais poderoso e interessante, e está disponível no C#, apesar de muitos não saberem disto. E na versão 8 poderá ser usado como expressão.

  • Pesado "Não vejo isto. Pode ser que eu use bons programadores como referência :)" kkkkk Mas obrigado! – Victor Laio 29/11/18 às 11:43
3

A Questão do uso do Switch/Case não pode ser pautada entre deixar o código bonito ou feio, mas sim se é válido ou não.

Vejo switch/case sendo comumente usado para fazer a atribuição de variáveis de ambiente por exemplo. Seu exemplo de código se encaixa nessa premissa pois trata de um filtro pré estipulado.

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.