Respostas interessantes marcadas com a tag

18

Você deveria proceder com operações paralelas, se tive um processador bom pode executar da seguinte forma: ALTER SESSION ENABLE PARALLEL DML; DELETE /*+ parallel(pessoa, 20) */ FROM pessoa WHERE idade > 40; Segue o link do site da Oracle onde fala sobre paralelização de processos, outra boa referência, e mais uma referência de como deletar grandes ...


7

Ao invés de você rodar o delete para deletar todos os registros, você pode criar uma PL e ir deletando aos poucos e realizando o commit a cada x registros, isso vai evitar que "trave" os outros usuários. declare cursor c is select p.rowid r from pessoa p where p.idade > 40; c_commit number:= 0; l_commit number:= 10000; begin for t in c ...


7

Não sou especialista em oracle, mas você também pode criar uma tabela com os registros que você quer manter. Algo como: create table pessoa_new as select * from pessoa where idade <= 40; Depois disso, execute um truncate na tabela original: truncate table pessoa Note que o truncate não cria log no oracle, isto é, você não vai conseguir fazer ...


6

Acoplamento de controle Antes de responder a sua dúvida diretamente, permita-me falar um pouco sobre o acoplamento de controle. Se você tem um método que tem um parâmetro que denota o que ele tem que fazer e lá dentro você tem um if ou um switch que com base neste parâmetro decide o comportamento desejado, ainda mais quando um tipo de comportamento tem ...


4

Existem várias(1) inconsistências(2) e instabilidades(3) documentadas relativas à utilização do ODP.NET não gerenciado que podem depender, entre outros fatores, da versão do cliente e do assembly instalados. A solução recomendada envolve utilizar o pacote nuget Oracle.ManagedDataAccess, que é considerado mais estável. https://www.nuget.org/packages/Oracle....


3

Voce poderia fazer assim: SELECT OBJECT_NAME FROM ALL_OBJECTS A LEFT JOIN ALL_ARGUMENTS B ON A.OBJECT_ID = B.OBJECT_ID WHERE OBJECT_TYPE IN ('PROCEDURE') AND B.ARGUMENT_NAME = 'XPTO'


3

No Firebird existem os generators. Já no Oracle existem as sequences. Para criá-la você deve fazer: create sequence seq_tabela_exemplo; Inclusive pode definir várias configurações: create sequence seq_tabela_exemplo start with 5 increment by -1 maxvalue 5 minvalue 0 nocache cycle; Para obter o próximo valor, execute: select ...


3

Segue abaixo script para apagar todos os objetos de um owner, ter controle do que está excluindo e gerar um log de cada objeto a ser excluído. set verify off set heading off set feedback off accept vo prompt 'Informe o Owner: ' accept dir prompt 'Diretorio de spool: ' column global_name new_value instancia noprint select replace(global_name, '.WORLD', ...


3

So usar GRANT CONNECT, RESOURCE TO Aluno;


3

Acredito que um backup lógico (dump), gerado através do utilitário EXPDP, seja a opção mais simples. O diretório utilizado como destino do dump deve existir no sistema de arquivos do sistema operacional e ser referenciado no banco de dados por um objeto do tipo Directory. Criando um diretório no sistema operacional (use o terminal): # mkdir /u02/DPUMP ...


3

Eis sugestão para SQL Server. -- código #1 v2 SELECT Placa, -- método 1 substring (Placa, 1, 4) + char ((65 + cast (substring (Placa, 5, 1) as int))) + substring (Placa, 6, 2) as [Placa 1], -- método 2 stuff (Placa, 5, 1, char ((65 + cast (substring(Placa, 5, 1) as int)))) as [Placa 2] from ...


2

Eu acho que o que precisa para preencher o array é isto no DECLARE: type tab01_type is table of tabela01%rowtype; (SEM INDICAÇÃO DO INDEX BY) depois, crie uma variável baseada nesse tipo: v_tab01_array tab01_type; E o bulk collect já funciona.


2

Um erro PLS-00302 no Oracle PL/SQL significa que algum componente utilizado no código do statement não foi declarado. Os motivos mais comuns para que isso aconteça são: Esquecer de declarar variáveis Declarar variáveis com o mesmo nome de algum artefato (e.g., você tem um SCHEMA e um objeto qualquer com o mesmo nome) Typos (declaração e uso com nomes ...


2

Caso interesse a outrem , resolvi com um HINT SELECT /*+USE_CONCAT*/ * from (select a,b,c,virtual.d from tabela1, (select a,b,c,d from tabela2 where ....) virtual where virtual.a = tabela1.a and virtual.b = tabela1.b virtual.c = tabela1.c) where ((c <> d) or (a=1)) Fonte


2

Você já verificou o TNSNAMES? Ele fica no caminho: [seuDiretório]\Oracle\product\11.2.0\client_1\network\admin\tnsnames.ora O erro TNS-03505 siginifica que houve uma falha para resolver o nome ou SERVICE_NAME. Segue abaixo um exemplo de conexão de entrada: BDTESTE = (DESCRIPTION = (ADDRESS_LIST = (ADDRESS = (PROTOCOL = TCP)(HOST = 192.168....


2

No caso de: CONSTRAINT PAIS_UNIQUE UNIQUE (NomePais, SiglaPais) As colunas serão analisadas juntas sim, o que resultará em: 'Brasil' | 'BR' <- Permitido 'Brasil' | 'BR' <- Violação 'Brazil' | 'BR' <- Permitido Agora Para: CONSTRAINT PAIS_UNIQUE UNIQUE (SiglaPais) 'Brasil' | 'BR' <- Permitido 'Brasil' | 'BR' <- Violação 'Brazil' | 'BR' &...


2

Sim, é possível! É necessário conceder(GRANT) as devidas permissões para o USER/ROLE. Para criar a permissão específica para tabela seria utilizando o seguinte comando: GRANT SELECT, INSERT, DELETE, UPDATE ON Y.TABELA to X


2

Como o pacote utl_http é usado para acessar dados através da Internet, se você estiver acessando a Internet através de um proxy, numa empresa por exemplo onde isso é bem comum, os comandos do utl_http vão falhar, porque eles tentam acessar a rede diretamente. Então o set_proxy serve para informar ao pacote utl_http as configurações de proxy para que ele ...


1

Assumindo que só há uma entrada com o valor máximo da coluna pretendida (para as condições colocadas), pode-se resolver a questão desta forma: SELECT ID, TICKET_ID, QUEUE_ID FROM TICKET_HISTORY WHERE ID IN ( SELECT MAX(ID) FROM TICKET_HISTORY WHERE HISTORY_TYPE_ID = 27 AND STATE_ID = 2 AND TICKET_ID = 1290 );


1

Data Type and Java-to-Java Type Mappings SQL and PL/SQL Data Type Oracle Mapping JDBC Mapping RAW, LONG RAW oracle.sql.RAW byte[] Tente mapeá-lo para byte[]. Se você conseguir java.sql.SQLException: Stream has already been closed, tente definir useFetchSizeWithLongColumn = true as propriedades de conexão para o ...


1

Para solucionar este problema você necessitará abrir um bloco anonimo de sql, conferir antes se existe e caso não exista criar: Criar se não existir declare nCount NUMBER; v_sql LONG; begin SELECT count(*) into nCount FROM dba_tables where table_name = 'EMPLOYEE'; IF(nCount <= 0) THEN v_sql:=' create table EMPLOYEE ( ID NUMBER(3), NAME VARCHAR2(30) NOT ...


1

A sua procedure possui uma variavel de saida (out) , que deve ser declarada na sua chamada no c# também. Consumindo uma variável de saída ora_cmd.Parameters.Add("Lc_Exito", OracleDbType.Int32).Direction = ParameterDirection.Output; ora_cmd.ExecuteNonQuery(); var returno = ora_cmd.Parameters["Lc_Exito"].value Assim o seu código deve funcionar. Cursor ...


1

Boa tarde, consegui fazer assim: 1 - Abrindo a opção command window 2 - SQL> @"c:\arquivo.sql" Observe que o "@" está fora das aspas e não tem ";".


1

Entendo que você queira usar um cursor. Em PL/SQL você pode fazer usando FOR. Suponha que você tenha uma tabela com os campos Codigo e Nome, um exemplo seria assim: FOR i IN (SELECT Codigo, Nome FROM Tabela) LOOP /*Aqui é possível ler cada campo da tupla usando a variável "i"*/ DBMS_OUTPUT.PUT_LINE(i.Codigo||' '||i.Nome); END LOOP;


1

Uma solução pode ser criar uma check constraint. Por exemplo ALTER TABLE CLIENTES ADD CONSTRAINT CHK_CLIENTES_TEL CHECK (TELEFONE IS NULL OR LENGTH(TRIM(TELEFONE)) IN (8,9)); Aqui por exemplo irá se permitir telefone nulo , cliente não tem não telefone , etc, mas se preenchido deverá ter tamanho de 8 ou 9.


1

Considerando que o ID é único para cada registro, agrupe por esses campos usando o GROUP BY e filtre os registros com mais de uma ocorrência usando o HAVING. SELECT NOME, SOBRENOME, DATA_NASCIMENTO FROM PESSOAS GROUP BY NOME, SOBRENOME, DATA_NASCIMENTO HAVING COUNT(*) > 1; Caso você queira visualizar os registros como um todo, uma opção é: SELECT A....


1

Resolvi, tive que reinstalar o Oracle Client, baixei uma versão com Thread Safe do PHP e a seguinte DLL.


1

Elaine, acredito que não precisa criar o campo de horalocacao e horadevolucao, pode fazer da seguinte maneira: Com base nos dados que passou, a criação tabela ficaria assim: CREATE TABLE LOCACAO (loc_codigo number(11) ,cli_codigo number(11) NOT NULL PRIMARY KEY ,vei_placa varchar(7) NOT NULL ,datalocacao date NOT NULL ,datadevolucao date NOT ...


1

Assim: SELECT TO_CHAR(datahora,'HH24') AS HORA FROM tabela


1

A solução do Aron Linhares funciona bem, só acrescentaria o uso do BULK COLLECT para melhorar o desempenho. DECLARE CURSOR C_CURSOR IS SELECT P.ROWID AS CHAVE FROM PESSOA P WHERE P.IDADE > 40; TYPE TYPE_CURSOR IS TABLE OF C_CURSOR%ROWTYPE INDEX BY BINARY_INTEGER; R_CURSOR TYPE_CURSOR; BEGIN OPEN C_CURSOR; LOOP --preeche ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam