Respostas interessantes marcadas com a tag

4

SELECT (campos) FROM tabela1 t1 -- t1 é um alias, como se fosse um 'apelido', poderia ser qualquer nome INNER JOIN tabela2 t2 on t1.campoReferenciado = t2.campoReferenciado No seu caso seria: select * from tb_chamados c inner join tb_empresas e on e.id = c.fkidempresa Para entender os tipos de joins veja este link E uma boa ilustração para representar ...


3

WITH CTE_R AS ( SELECT e.ID_Pessoa, ROW_NUMBER() OVER(ORDER BY ID_Pessoa) AS RowNum FROM Empresa e WITH(NOLOCK) ) SELECT @id_empresa = ID_Pessoa FROM CTE_R WHERE RowNum = 1 Mas na realidade você tem outra forma de conseguir esse valor: SELECT TOP 1 @id_empresa = e.ID_Pessoa FROM Empresa e WITH(NOLOCK) ORDER BY ID_Pessoa Observação: ...


3

Eis sugestão para SQL Server. -- código #1 v2 SELECT Placa, -- método 1 substring (Placa, 1, 4) + char ((65 + cast (substring (Placa, 5, 1) as int))) + substring (Placa, 6, 2) as [Placa 1], -- método 2 stuff (Placa, 5, 1, char ((65 + cast (substring(Placa, 5, 1) as int)))) as [Placa 2] from ...


3

Você precisará inserir os valores diretamente na sua query: const parametros = part_numbers_array.map((item) => "'${item}'").join(','); this._connection.query(`SELECT * FROM tab_price_list as PL WHERE PL.PartNumber IN (${parametros});`, part_numbers_array, callback);


2

Pela explicação do retorno esperado, seria mais indicado você usar um right join ao invés do union, já que pretende trazer prioritariamente o que tem na segunda tabela: SELECT DISTINCT e.nome, e.idade, e.data_nascimento, e.cpf FROM internos i RIGHT JOIN externos e ON e.cpf = i.cpf WHERE e.cpf = '12345678911' Considerando que os dados retornados serão ...


2

Bom dia D. Watson. Neste exemplo que você apresentou, está ocorrendo a conversão implícita entre um INT e um VARCHAR. Neste cenário, o SQL Server aplica as suas regras de precendência https://docs.microsoft.com/pt-br/sql/t-sql/data-types/data-type-precedence-transact-sql?view=sql-server-2017 Quando um operador combinar duas expressões com tipos de ...


1

Ora ve la se te ajuda :) declare @tmp table( [ID] int, [A] int, [B] int ) insert into @tmp values (35, 30, 28) insert into @tmp values (20, 10, 4 ) insert into @tmp values (20, 10, 5 ) -- resultados com ID unico select ID, max(A) AS A, max(B) AS B, sum(B) / cast(sum(A) as float) as Resultado from @tmp group by ID having count(...


1

Uma vez que não pode usar a cláusula ORDER BY num update, pode por exemplo, realizar o update indirectamente através de uma CTE. ;WITH CTE As ( SELECT Codigo, ROW_NUMBER() OVER (ORDER BY Descricao) AS RN FROM MinhaTabela ) UPDATE CTE SET Codigo = RN Se quiser que o Codigo inicie no 0 (Zero), basta substituir 1 ao RN: ;WITH CTE As ( SELECT ...


1

Apenas está faltando dizer à query quem é o ch que você quer referenciar: from carta_habilid ch inner join habilidades h on ch.idhabilidades=h.idhabilidades where ch.idcarta=c.idcarta group by h.nome;


1

Verifique se a data de nascimento é nula e considere a tabela adequada. SELECT CASE WHEN i.data_nascimento IS NULL THEN e.id ELSE i.id END AS id, CASE WHEN i.data_nascimento IS NULL THEN e.nome ELSE i.nome END AS nome, CASE WHEN i.data_nascimento IS NULL THEN e.idade ELSE i.idade END AS idade, CASE WHEN i.data_nascimento IS NULL THEN e.cpf ...


1

Considerando que no segundo select não vai existir caso esteja completo na primeira, outra forma de você fazer seria adicionando no where do select is not null. SELECT id, nome, idade, data_nascimento, cpf FROM internos WHERE cpf = '12345678911' AND data_nascimento IS NOT NULL UNION SELECT id, nome, idade, ...


1

Pelo que pude entender, quando chove, as colunas relacionadas a chuva recebem o valor 1, quando não chove, recebem o valor 0. Dependendo da sua versão do SQL Server, creio que você pode resolver tudo com uma única consulta: SELECT COUNT(1) FROM (SELECT c.chuva_manha, Lead(c.chuva_tarde, 1, 0) OVER (ORDER BY c.dia) ...


1

Uma solução ( apenas o sql) SELECT * FROM dbchuva c1 WHERE [id] = id AND chuva_manha != 0" AND EXISTS (SELECT 1 FROM dbchuva C2 WHERE C2.id = (C1.id + 1) AND C2.chuva_tarde != 0) O EXISTS procura a ocorrência de um registro na condição passsda, no caso chuva a tarde no dia seguinte.


1

Você pode criar uma CTE com os intervalos possíveis dentro dos horários que você determinou e assim cruzar os dados que você já tem. Para os intervalos utilize a cláusula WITH da seguinte forma: DECLARE @inicio DATETIME = '2019-05-16 08:00:00'; DECLARE @fim DATETIME = '2019-05-16 09:00:00'; WITH intervalos AS ( SELECT 1 AS id, @inicio AS inicio, ...


1

Esse comando pegará tudo que está depois do último / select right(minhaString, charIndex('/', reverse(minhaString) + '_') - 1) Este pegará tudo que está antes do último / select left(minhaString, len(minhaString) - charindex('/', reverse(minhaString) + '/')) EDIT E para pegar sempre à partir do 9º caractere: substring(@string, 9, len(@string))


1

O problema foi resolvido configurando o AutoMapper para que ele mapeie dinamicamente o objeto, através do CreateMissingTypeMaps. Segue o Código: public List<T> DataReader<T>(string Procedure, List<SqlParameter> parameters) { var rows = ExecuteProcedureReader(Procedure, parameters); if (rows.HasRows) { var config = ...


1

Esta quantidade que um dia pode ter é ridiculamente baixa, e tudo o que demonstrou mesmo em quantidade muito grande não parece causar qualquer problema. Mesmo que erros mais ou menos graves de configuração e modelagem sejam cometidos não deve causar um estrago tão grande, ainda que seja melhor fazer tudo certo para obter o máximo de performance. Mesmo em uma ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam