Respostas interessantes marcadas com a tag

10

Redis usa um paradigma diferente do MongoDB. Redis utiliza o paradigma chave-valor para o armazenamento de dados. Basicamente, é um "array gigante" que fica na memória do servidor, você pede para o Redis "me dê os dados da chave XXX" e ele só retorna os dados. Ele pode trabalhar com dados simples e com listas de dados. Vantagens: o acesso aos dados é ...


10

Amigo, eu utilizo Redis em um ecommerce e acho que posso te dar uma ideia bem simples e prática da sua utilização. Antes de usar o Redis eu utilizava memcached então vamos tentar entender em que ponto isso me ajudou. 1º Minha loja tinha muito acesso e eu não poderia toda vez que o usuario fosse no catalogo ou na página de detalhe carregar o produto pelo ...


7

Bancos NoSQL, entende-se “Not only SQL”: Esses surgiram da necessidade de escalar bancos de dados relacionais com propriedades ACID em projetos web de alta disponibilidade que operam em larga escala. Suas principais características são alta performance, escalabilidade, fácil replicação e suporte a dados estruturados. Este rompimento com os padrões SQL ...


6

Os 3 são coisas diferentes que podem ser entendidos como um pool de soluções que utilizados em conjunto podem solucionar problemas de arquitetura e escalabilidade para aplicações que necessitam de um grande desempenho (quando possuem muitos acessos simultâneos, busca constantes, realtime, etc). O Redis você pode utilizar para várias finalidades como ...


5

Os dados ficam na memória do servidor, eventualmente armazenados em disco de acordo com as configurações do redis. Quando um cliente recebe os dados, fica na memória do cliente até você fazer alguma coisa com aquele dado. PubSub é um mecanismo de notificações em tempo real. Acho que você já está com uma ideia boa sobre isso. Num sistema de notificações, ...


4

Em production você deve rodar o Sidekiq em background (através do parametro -d) e deve também indicar o arquivo onde será gravado o log do sidekiq. bundle exec sidekiq -d -L sidekiq.log -e production Onde você vai rodar isso depende muito de como você esta fazendo esse deploy. Se for no capistrano, existem os hooks para rodar pra você.


3

O ideal seria que tudo dentro do for ocorresse dentro de uma função separada, mas creio que apenas mudar isto: for (var i = 0; i < req.body.Acoes.length ; i++) { //... } para: req.body.Acoes.forEach(function(acao, i, Acoes) { //... }); Resolveria seu problema. O loop termina antes das funções assíncronas acabarem, mas no segundo caso a variável ...


2

creio que não há problema nenhum. É só deixar a porta deles diferente (por padrão já é). Não sei se estou certo, mas o Mongodb não armazena na memória, Memcached e Redis armazena. O mongo pode fazer algumas operações e armazenar na memória por um tempo pra agilizar mas ele tem um arquivo que é seu banco de dados.


2

Consegui resolver o problema com os seguintes passos: Rodei isso no prompt: set GYP_MSVS_VERSION=2015 npm config set msvs_version 2015 --global Criei um arquivo Project Visual C++ no Visual Studio 2015 Instalei tudo o que pedia (C++, Windows SDK, etc) Executei o prompt como ADM e rodei o comando de instalação do módulo novamente. Deu certo!


2

Contornei o problema com a seguinte solução: No método de entrada onde tenho o Aspecto mudei os tipos para dynamic. Sendo assim a entrada e saída é genérica, utilizando object também funcionou. Por enquanto manterei dessa forma. [RedisCacheableResult] public List<dynamic> ReturnCustomer() { var lstCustomer = new List<dynamic>(); var ...


2

Isto não faz sentido: console.log(getCache('fatorial:7')); Porque o return dentro de um callback não vai ser SINCRONO, vai ser provavelmente assincrono, e mesmo que não fosse assincrono, ainda sim o retorno está em um ESCOPO diferente da função getCache: function getCache(key) { cache.get(key, (err, value) => { if(err){ return ("...


1

Problema clássico de "parametros por referência ou por valor". No ruby os parametros das funções são passados por referencia, porém, quando você faz um assignment nessa variável o ruby cria uma nova variável com outro endereço na memória. Exemplo: def change_value arg puts "#{arg} - #{arg.object_id}" # true - 3 arg = false # a função = cria outra ...


1

Na classe de modelo acrescente a anotação @Indexed do pacote org.springframework.data.redis.core.index.Indexed; @Data @RedisHash("customer") public class Customer { @Id private String id; @NotNull @Indexed private String firstName; ...


1

O Centrifugo é um servidor pubsub, ele "cria canais" no websocket (na verdade é uma camada de abstração, ele cuida dos usuários singulares e permite que você agrupe-os em canais). Isso sem ter o redis como intermediário. Então vamos supor que seu mapa é dividido em setores. A intenção é entregar uma mensagem para milhares de jogadores que estão no setor (1,...


1

Eu utilizo o redis na mesma rede, mas já tive problemas com o volume trafegado em rede com as chaves do redis. Esse problema eu resolvi utilizado o MessagePack para diminuir o tamanho dos dados(ao invés de utilizar o valor das chaves em json). Para escalar o redis, utilizamos o twemProxy na frente de 3 servidores de redis, ele distribui as chaves entre os ...


1

A princípio disco é sempre mais rápido que rede, ainda mais se tiver que passar pela internet... Se o volume de dados que você pretende usar não for muito grande, não haveria problemas em colocar o Redis em um outro host dentro da mesma rede, caso o volume seja grande, o melhor a fazer é utilizar ele local e "entupir" o host local de memória...


1

O registro duplicado não é o registro log fantasma como acontece com servidor SCALA? "Uma solução alternativa para evitar registros de log duplicados após a reinicialização do logstash é configurar o parâmetro sincedb_path no plug-in de arquivo como /dev/null, indicando, portanto, para o logstash, que ignore o rastreamento da última posição monitorada do ...


1

Bem, oque eu fiz para solucionar meu problema foi uma função recursiva com um callback e no callback dou a resposta. Atualmente isso esta resolvendo meu problema


1

Eu administro uma plataforma de desenvolvimento de sites e nela usamos Redis e MySQL. O MySQL, obviamente, armazena todos os dados do sistema, inclusive os dados que renderizam os sites. Mas por quê então eu tenho um banco redis junto com esse MySQL? Simples: velocidade. Por fornecer sites, eu sempre quero que o site abra da forma mais rápida possível, tanto ...


1

Se você estiver usando PHP, sim, você pode sofrer com SQL Injection, porém, o formato que é usado para gravar dados no MongoDB (BSON) é um formato onde a sua query é interpretada como um objeto e não como string, por tanto é livre de SQL Injection. Algumas outras diretivas podem ser tomadas para tornar mais difícil um possível SQL Injection como: 1) ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam