Respostas interessantes marcadas com a tag

7

Se duas pessoas tem a mesma mãe, logo são irmãos. O caminho mais fácil seria criar a relação irmão e irmã: irmao(X,Y) :- gerou(Z,X), gerou(Z,Y), homem(X) irma(X,Y) :- gerou(Z,X), gerou(Z,Y), mulher(X) Finalmente, a relação tio seria: tio(X,Y) :- irmao(X,Z), pai(Z,Y); irma(Z, X), mae(Z, Y) Agora se criar a relação irmão e irmã não é permitido, é possível ...


5

Nao ha erro nenhum no seu codigo. O prolog esta retornando todos os pares (X,Y) que satisfazem a query avo(X,Y). Ele iria retornar true se voce fizesse uma pergunta em que ambas as "variaveis" X e Y "tem algum valor": avo(gil, noe) por exemplo.


4

A tipagem usada no Prolog é dinâmica da mesma forma que a da maioria das linguagens dinâmicas como por exemplo Python. (E sim, todas as linguagens não estáticas são dinâmicas desde que haja tipagem de variáveis) Estendendo um pouco para a força na tipagem das variáveis: Prolog é uma linguagem na qual a maioria dos casos não há tipos definidos, ou seja pode ...


4

A sua lógica, em alto nível, seria o seguinte: Se existe um viagem de Partida a Destino, faça ela e pronto; Caso contrário, viaje para um ponto X que você ainda não visitou, e depois tente viajar de X para Destino. Verificar se você já visitou X ou não é importante, caso contrário você pode entrar num loop infinito. Isso pode ser feito salvando os pontos ...


3

Na realidade, ao utilizar History e verificar se o nó já faz ou não parte de History, você já está limitando a busca e evitando nós repetidos. Não é necessário limitar artificialmente a profundidade (tipo buscar até uma profundidade X arbitrária). Seu problema é que você usa tanto fatos edge para representar seu grafo quanto uma regra edge que visita o ...


3

Conforme o SWI-Prolog.com: Para uso local, geralmente você não vai querer fazer um executável. Simplesmente crie um script, como descrito em PrologScript, é fácil e inicia somente um pouco mais lento na maioria dos casos. Um executável SWI-Prolog é um arquivo único que consiste de um executável nativo do sistema, com o saved-state junto a ele. State é ...


3

Uma alternativa é a biblioteca tuProlog usei na para fazer um joguinho de xadrez usando java para a interface e prolog como motor de inferência No arquivo Java teria algo como: static Prolog engine = new Prolog(); engine.setTheory(new Theory(new FileInputStream("prolog/xadrez.pl"))); engine.solve("iniciarJava."); info = engine.solve("mostrartab(T)."); No ...


3

Há duas maneiras de se percorrer uma lista, a mais "natural" - usando recursão, que provavelmente você já conhece - ou através de uma combinação de member com findall/bagof/setof. Vou mostrar ambas as formas, pois elas têm vantagens e desvantagens (na legibilidade, principalmente, e talvez na performance). Recursão Em primeiro lugar, é necessário ...


2

O erro não está falando da linguagem Prolog, e sim do prólogo XML, que é aquele trecho em que você declara que o documento está em XML, antes do nó raiz e do conteúdo em si.


2

Inserir no início é trivial - [X|L]. Isso cria uma lista cuja cabeça é X e cuja cauda é L (a lista original). Para inserir no final é necessário percorrer toda a lista, substituindo o [] no final por uma lista unitária com o elemento desejado: inserir_final([], Y, [Y]). % Se a lista estava vazia, o resultado é [Y] inserir_final([I|R], Y, [I|R1]) :- ...


2

Este é um aviso para ajudá-la com dois erros comuns: Erros de ortografia nas variáveis Uma variável que não está a ser utilizado Portanto, no seu caso em específico, esse aviso diz que no ficheiro trab1.pl, na linha 35 (que é o:35), pode estar a usar variáveis que não foram mais usados nessa regra ou fato. Pode significar também um erro de ortografia. No ...


1

A forma mais comum de se representar matrizes em linguagens de programação que não possuem um tipo nativo para tal é através de uma lista de listas: ambiente([[_,_,_,_,_,_,_,_,_,_], [_,_,_,_,_,_,_,_,_,_], ... [_,_,_,_,_,_,_,_,_,_]]). No entanto, outras representações são possíveis. Uma lista em Prolog é sempre uma lista encadeada, de modo que para acessar ...


1

Seu segundo append está com os argumentos na ordem errada. Lembre-se que o valor de saída de test é List, então List é que tem que começar com Dir e terminar com o resultado da recursão: append([Dir], List1, List), Além disso, seu caso base está retornando "qualquer coisa" caso a entrada só tenha um elemento - o ideal seria retornar a lista vazia, pois do ...


1

Uma variável livre é uma variável que ainda não possui um valor. Uma ligada é uma que possui (e na ausência de backtracking após uma variável receber um valor ela está ligada a ele para sempre, não sendo possível lhe atribuir um outro valor). Exemplo: ?- member(X, Y). Y = [X|_G3168] . Ao chamar member/2, tanto X quanto Y eram variáveis livres. Após a ...


1

Para fazer aritmética em Prolog se usa o predicado is/2: o lado direito precisa conter uma expressão concreta (i.e. não pode ter variáveis livres), que será avaliada e o resultado unificado com o lado esquerdo. Sendo assim, uma função [ingênua] para somar itens de uma lista seria assim: somar([], 0). somar([elemento(_,_,N,_,_)|R], Total) :- somar(R, ...


1

Prolog usa uma estratégia de execução chamada busca em profundidade com retrocesso. Isso significa que dadas duas chamadas, ele tentará achar uma solução pra primeira, em seguida uma pra segunda, e se por alguma razão a segunda falhar ele "desfaz" o que ele já fez até o momento e tenta achar alguma outra solução pra primeira chamada, tentando de novo a ...


1

O comando read/1 serve para ler termos de um arquivo com a mesma sintaxe do Prolog. Para ler conteúdo arbitrário (i.e. strings) você vai precisar dos métodos de leitura de caracteres primitivos, como por exemplo o get_char/1. Um exemplo (sem entrar no mérito da codificação do arquivo, que eu assumo que você já especificou ao abrir a stream de entrada) seria: ...


1

Para simplificar, vou ignorar as questoes de masculino/feminino. Convem evitar que: todos sejam irmãos de si próprios os pais sejam tios de seus filhos Para tal juntei uma condição X ≠ Y neste caso codificada como X \== Y irmao(X,Y) :- gerou(PAI,X), gerou(PAI,Y), X \== Y. tio(T,Y) :- gerou(AVO, T), gerou(AVO, PAI), gerou(PAI,Y), T \== PAI. ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam