5

Sei que no PHP podemos acessar um header chamado User-Agent e, assim, descobrir informações sobre o sistema operacional e navegador, utilizado pelo cliente.

A única coisa que não entendo é que sempre aparece "Mozilla /5.0" (mesmo que eu utilize outro navegador, que não o Firefox).

Exemplo:

print_r($_SERVER['HTTP_USER_AGENT']);

Saída:

Mozilla/5.0 (X11; Ubuntu; Linux x86_64; rv:39.0) Gecko/20100101 Firefox/39.0

Essa string acima foi retornada do PHP. Estava utilizando Firefox 39.0nos meus testes. Porém, se eu fizesse isso com outro navegador, me retornaria o "Mozilla/5.0"

Então aqui vão duas perguntas (estarei satisfeito se apenas a primeira for respondida):

  • Por que é que esse header retorna o nome do navegador, também retorna "Mozilla /5.0"? É outra coisa que não tem relacionamento nenhum com Firefox?
4

Eu não sei responder em detalhes. Estou respondendo apenas para ter uma resposta que não é errada.

O motivo dos navegadores usarem isto deve ser mais ou menos o mesmo motivo do que alegam o Windows 10 não chamar Windows 9.

Programadores ruins ou preguiçosos ou maliciosos usam a string Mozilla para fazer certas verificações em seus códigos e saber se pode executar alguma coisa. Se usasse o próprio nome, um monte de código existente que poderia rodar normalmente não funcionaria por um if mal colocado.

Então todos navegadores fingem serem o Mozilla para não serem prejudicados por códigos ruins.

Na verdade a coisa é pior porque eles gostam de por várias palavras para se passar por vários navegadores.

  • Aqui no setor de TI temos um bordão para isso: Nossa, que gambiarra! – Wallace Maxters 10/09/15 às 15:27
  • Provavelmente, alguma coisa bem na linha dos programadores "ruins ou preguiçosos ..." e do "... if mal colocado" faz com que o widget de fotos do Estadão não funcione no Opera :) – Bacco 28/05/16 às 0:20
5

Esse excelente artigo sobre a história dos navegadores explica um pouco sobre a história deles, e o trecho abaixo é o que mais interessa para o contexto da pergunta:

(...) Mozilla built Gecko, and called itself Mozilla/5.0 (Windows; U; Windows NT 5.0; en-US; rv:1.1) Gecko/20020826, and Gecko was the rendering engine, and Gecko was good. And Mozilla became Firefox, and called itself Mozilla/5.0 (Windows; U; Windows NT 5.1; sv-SE; rv:1.7.5) Gecko/20041108 Firefox/1.0, and Firefox was very good.

And Gecko began to multiply, and other browsers were born that used its code, and they called themselves Mozilla/5.0 (Macintosh; U; PPC Mac OS X Mach-O; en-US; rv:1.7.2) Gecko/20040825 Camino/0.8.1 the one, and Mozilla/5.0 (Windows; U; Windows NT 5.1; de; rv:1.8.1.8) Gecko/20071008 SeaMonkey/1.0 another, each pretending to be Mozilla, and all of them powered by Gecko.

Basicamente, o Gecko (que também se chama Mozilla/5.0) é o motor de renderização open-source implementado pela maioria dos navegadores hoje em dia — por isso que a string de user-agent começa com Mozilla/5.0.

  • 2
    Esta resposta está errada. O IE não usa o Gecko e tem esta string como user-agent. O mesmo vale para o Chrome, Opera e o Safari, só para ficar nos principais mesmo. – Maniero 9/09/15 às 14:34
  • Então por que é que aparece isso @bigown? – Wallace Maxters 10/09/15 às 15:06
  • @WallaceMaxters está na minha resposta – Maniero 28/05/16 às 0:55
4

Primeiro é preciso entender o significado user-agent, ou o agente do usuário, ou seja o que age/interage.

Em geral, é necessário saber qual tipo de funcionalidade é compatível com esse agente, para então disponibilizar o conteúdo em uma maneira interpretável para o mesmo, e é daí que a confusão com a repetida Mozilla começa.

O primeiro navegador web, lançado em 1993, foi o Mosaic, e este utilizava user-agent: NCSA_Mosaic/2.0.

A Mosaic Communications, responsável pelo navegador, tornou-se Netscape Communications, e criou o Netscape Navigator, que inicialmente se chamava Mozilla (uma brincadeira na junção em inglês de Mosaic e Killer - Matador do Mosaic), e portanto sua user-agent era Mozilla/1.0.

Como o navegador da Netscape inseria interpretações para novas funcionalidades, como frames, os servidores web passaram a prover páginas com os novos recursos, mas precisavam manter compatibilidade com o antigo Mosaic, então, restringiam as novas páginas aos agentes que continham Mozilla, enviando a página antiga, compatível com o Mosaic, aos que não tinham.

Quando a Microsoft criou o Internet Explorer, lançado em 1995, este tinha suporte a frames e demais funcionalidades do Netscape, mas seu user-agent não continha Mozilla, o que fazia com que os servidores retornassem o conteúdo pobre, interpretando-o como Mosaic. 8

Impaciente por esperar que os administradores tomassem consciência de seu novo navegador, este se apropriou do nome, e passou a enviar a user-agent Mozilla/1.22, declarando-se compatível com o agente Mozilla. 10

Assim, o agente do usuário tem a função de especificar compatibilidades, e é utilizado assim até hoje, dizendo que ele compatível ao Mozilla, ou com KHTML like Gecko para mostrar suporte às funcionalidades do Gecko, e navegadores Android se passando por Safari. 14 15

Note que este não tem relação com a organização sem fins lucrativos Mozilla, responsável pelo Firefox.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.