2

Digamos que eu tenha uma função que dependa de um logger para funcionar. Para seguir as "boas práticas" e atingir um certo nível de desacoplamento, resolvo fazer uso de injeção de dependência para que essa função não dependa de nenhum logger concreto, apenas de uma interface pré-definida.

No JavaScript, existem duas principais formas "manuais" (i.e. sem depender de frameworks de D.I.) para este fim. Para exemplificar, considere os dois excertos de código abaixo, iguais em funcionalidade:

  1. Classes

    Uma das opções mais comuns para isso é utilizar classes e injetar a dependência através do construtor:

    interface ILogger {
      log(data: string): void;
    }
    
    export class DoStuffClass {
      constructor(logger: ILogger) {
        this._logger = logger;
      }
    
      doStuff() {
        // ...
        this._logger.log('Deu certo!');
      }
    }
    

    E para instanciar, no main:

    // Implementação concreta de ILogger:
    import { Logger } from './logger.ts';
    
    // Nossa classe:
    import { DoStuffClass } from './do-stuff-class.ts';
    
    const logger = new Logger();
    
    const instance = new DoStuffClass(logger);
    instance.doStuff(); // OK. ✔︎
    
  2. Factory functions

    Uma outra opção é utilizar uma factory function fazendo uso do mecanismo de closures do JavaScript:

    type LogFn = (data: string) => void;
    
    interface Deps {
      log: LogFn;
    }
    
    export function DoStuff({ log }: Deps) {
      return function doStuff() {
        // ...
        log('Deu certo!');
      }
    }
    

    E para "instanciar", no main:

    // Implementação concreta da função `LogFn`
    import { log } from './log.ts';
    
    // Nossa factory function:
    import { DoStuff } from './do-stuff.ts';
    
    const doStuff = DoStuff({ log });
    doStuff(); // OK. ✔︎
    

Note que o escopo da pergunta é somente relativo à injeção de dependência. Inicialmente não pretendo manter estado, então é indiferente comparar classes ou factory functions para esse fim, embora seja possível com as duas construções.

Enfim, não quero opiniões; se possível gostaria de saber os fatos:

  • Quais são as vantagens de utilizar construtor de classes para injeção de dependência? E as desvantagens?
  • E as vantagens (e desvantagens) de visar injeção de dependência com factory functions?

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.