3

Tenho a seguinte estrutura em um arquivo .txt de um servidor FTP:

CodigoPedido: 120952

DataPedido: 2014-03-11-10:19

LocalVenda: MERCADO LIVRE

Status: A ENVIAR

Parceiro: 0

IdCliente: 103002

NomeCliente: Juliano Ramires Garcia | JRAMIRES GARCIA

Existe alguma forma de automatizar o processo para o SQL Server conectar no FTP, carregar o arquivo, fazer um parseamento, inserir o registro e deletar o arquivo do FTP?

  • Queres mesmo fazer isso? Estas' a abrir uma porta que te podera' trazer graves problemas de seguranca. – antao 11/03/14 às 14:28
  • Não vejo falha de segurança nisso. Qual seria? – juniorb2ss 11/03/14 às 14:33
  • Simples imagina que eu envio um ficheiro para esse ftp com um comando como por exemplo drop database. – antao 11/03/14 às 16:35
3

Recomendação inicial

Antes de mais nada, eu recomendaria criar um processo a parte para fazer isso.

Poderia ser um script em ShellScript, Python, PHP ou uma linguagem similar executado de forma agendada pelo cron (Linux) ou Agendador de Tarefas (Windows).

Esse script seria responsável por recuperar o arquivo, ler os dados, validar e então enviar um comando ao SQL, sendo este passivo nessa história.

Solução com T-SQL

Habilitar execução de comandos do sistema

Entretanto, a linguagem T-SQL (Transact-SQL) possui comandos que possibilitam a interação com o ambiente.

O primeiro passo é habilitar o comando xp_cmdshell. Para isso, siga os passos descritos na documentação oficial:

-- To allow advanced options to be changed.
EXEC sp_configure 'show advanced options', 1
GO
-- To update the currently configured value for advanced options.
RECONFIGURE
GO
-- To enable the feature.
EXEC sp_configure 'xp_cmdshell', 1
GO
-- To update the currently configured value for this feature.
RECONFIGURE
GO

Chamar o FTP

Então, no seu script SQL, você pode recuperar o arquivo remoto invocando o utilitário ftp do Windows. O parâmetro -s permite especificar um arquivo com os comandos FTP. Veja este exemplo:

Set @cmd = 'ftp -s:"C:\comandos.txt" 127.0.0.0'
exec master..xp_cmdshell @cmd

No exemplo acima, o arquivo comandos.txt teria os comandos FTP a serem executados.

Mas o importante aqui é que com a possibilidade de executar um programa qualquer, você pode virtualmente fazer o que quiser. Pode chamar um programa em Java ou um script qualquer.

Lendo o arquivo em uma variável

Em seguida, para ler o arquivo, você pode usar o comando OPENROWSET. Tem um exemplo no link da documentação que permite ler o arquivo em formato binário. Modificando o formato para caracteres, você pode colocar numa variável qualquer. Use SINGLE_CLOB se o conteúdo do arquivo for codificado em ASCII ou SINGLE_NCLOB se for Unicode. Exemplo:

DECLARE @conteudo NVARCHAR(2000)
SELECT @conteudo = BulkColumn
FROM OPENROWSET(BULK N'C:\dados.txt', SINGLE_CLOB) AS Document;

Fazendo o "parseamento"

A última etapa seria fazer o parse. Na verdade, o ideal é já gravar o arquivo num formato adequado, separado por vírgulas, com aspas e assim por diante. Tente não deixar essa carga para o SQL Server porque ele não foi feito para isso.

Não vou desenvolver a solução porque seria algo muito específico e não vale a pena. Porém, vou deixar alguns comandos que podem ajudar caso você precise.

Existem várias funções de manipulação de strings:

  1. Com o CHARINDEX e PATINDEX você consegue encontrar a posição dos labels.

  2. Então, com o SUBSTRING dá pra pegar o texto que fica na frente deles. Não é tão complicado, é mais questão de trabalho manual.

Considerações finais

Embora seja possível fazer essa solução, existem formas melhores e mais flexíveis, como apresentadas no início da resposta.

Segurança

Quanto à questão da segurança, isso pode ser um problema dependendo de onde fica o FTP. Se for um servidor interno da empresa com acesso apenas pelos administradores isso não seria tão ruim. Porém, se for um FTP externo pode ser uma grande falha. Primeiro, o FTP não é um protocolo seguro, os dados trafegam em texto puro, por exemplo. Segundo, você estaria acrescentando um outro ponto de invasão. Se um hacker comprometer o servidor de FTP, ele pode injetar comandos espúrios no arquivo text e conseguir executar algum comando no seu servidor de bancos de dados. O que seria o nome de um cliente, pode ser um SQL Injection.

inserir a descrição da imagem aqui

Desempenho

Outro fator que pode ser impactado é o desempenho do seu servidor de banco de dados. Dependendo de quantos arquivos forem lidos no dia, o fato do SQL ter que conectar ao FTP (que pode ser uma conexão lenta) e então fazer a interpretação do conteúdo, pode gerar uma carga adicional desnecessário ao servidor.

Sinceramente eu não sei como o SQL Server trata a questão de threads e processos, mas com certeza uma delas ficaria bloqueada aguardando a resposta do comando ftp, por exemplo.

  • 2
    A questão do formato do arquivo não tem como alterar, pois já é a saída de um outro software, estou fazendo adaptação. E não há possíbilidade de deixar via cron, já havia pensado nessa alternativa. O que me resta é deixar por cargo do próprio MSSQL. Já achei um script que baixa os arquivos do ftp necessários e armazena em uma pasta temp, a questão é abrir, parsear e inserir. Na questão de carga excessiva não sera um problema, pois são poucos os dados inseridos. Na questão de segurança realmente é um fator delicado, porém, não foi uma decisão minha esse método... – juniorb2ss 11/03/14 às 16:41

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.