1

Tenho um sistema Desktop que a cada 1 hora faz uma consulta no banco e gera um arquivo .xml e um sistema javaWeb que lê esse .xml. Eu desenvolvi essa solução pois a empresa que trabalho tem algumas normas de segurança onde não é permitido um sistema que ficará na Internet acessar a base de dados diretamente. Porém quando eu fizer o deploy desse sistema na nuvem ele terá que se conectar com o servidor da empresa para que consiga ler o .xml e isso também não seria seguro.

A primeira alternativa é fazer com que meu sistema desktop gere esses arquivos dentro de um servidor FTP no qual o sistema web tenha uma conexão e possa ler esses arquivos.

Porém tenho pensando se seria mais viável utilizar o conceito de WebService para resolver esse problema, e se eu criasse um sistema local que faça as consultas e o meu sistema que ficará na nuvem consumisse os dados?

Qual das opções parece ser a mais viável e segura?

  • Na minha opnião usar o WebService seria o mais adequado, porque no webservice você deixa disponivel apenas os métodos e informações que você quer, tendo um controle maior. Não recomendaria usar o FTP. – Armando K. 7/07/15 às 13:50
1

WebService seria uma forma elegante de resolver isso, um acesso crossdomain também resolveria, agora essa história do ftp fica meio que gambiarra ao meu ver.

Edit: viável e segura todas seriam ou teriam uma margem, se claro tudo for usado com as medidas cabíveis a cada uma delas.

  • Então eu também achei gambiarra kk, porém eu ainda não entendia muito bem o conceito de WebService. – DiegoAugusto 7/07/15 às 13:52
  • Se tiver conhecimentos em PHP e/ou ajax sugiro crossdomain, se já tem alguma bagagem no JAVA é só dar uma lida e mão na massa – SneepS NinjA 7/07/15 às 13:55
  • Beleza, muito obrigado, vou fazer tudo em java mesmo. – DiegoAugusto 7/07/15 às 14:02

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.