3

Eu preciso de um script que compile um .ini para evitar uma leitura fácil. O arquivo deve ser lido com o PHP. Parece que o C# tem um recurso semelhante. A pergunta é como eu faço isso e depois leio o .ini com o PHP.

Exemplo do arquivo .ini:

[db_production]
host = db_production.fiber01.intraservers
type = mssql
user = db_user
pass = db_pass
namedb = db_name
0

Se esta resposta não é boa o suficiente, favor verificar minha outra resposta para esta pergunta, ao invés de ficar negativando a resposta que serviu ao autor da pergunta e que pode servir para outras pessoas no futuro.

Você pode codificar seu resultado em Base64. Fica assim:

W2RiX3Byb2R1Y3Rpb25dDQpob3N0ID0gZGJfcHJvZHVjdGlvbi5maWJlcjAxLmludHJhc2VydmVycw0KdHlwZSA9IG1zc3FsDQp1c2VyID0gZGJfdXNlcg0KcGFzcyA9IGRiX3Bhc3MNCm5hbWVkYiA9IGRiX25hbWU=

Codificando Base64 em C#:

public static string Base64Encode(string plainText) {
    var plainTextBytes = System.Text.Encoding.UTF8.GetBytes(plainText);
    return System.Convert.ToBase64String(plainTextBytes);
}

Decodificando em C#:

public static string Base64Decode(string base64EncodedData) {
    var base64EncodedBytes = System.Convert.FromBase64String(base64EncodedData);
    return System.Text.Encoding.UTF8.GetString(base64EncodedBytes);
}

Codificando Base64 em PHP:

$codificada = base64_encode($string);

Decodificando em PHP:

$original = base64_decode($codificada);
  • 1
    sempre achei feio essa exposição da senha do db. Mts vezes é configurado em um xml, um ini um arquivo de texto simples. É uma duvida interessante. – Skywalker 10/12/14 às 21:17
  • 7
    @HiagoSouza O problema é que base64 não é uma criptografia de fato e há até sites para desembaralhar um texto codificado: base64decode.org (e só de olhar o texto codificado já fica óbvio que é base64). Se você quer de fato impedir a leitura, use criptografia de verdade, como uma TripleDES. C#: msdn.microsoft.com/en-us/library/…. PHP: php.net/manual/en/mcrypt.examples.php. – Caffé 10/12/14 às 21:19
  • 3
    @HiagoSouza Se você colocar uma vírgula, eu tiro porque sei que ela não faz parte de uma representação base64 :-) Mas eu entendi seu ponto - no final você vai acabar fazendo uma criptografia na mão; só que isso vai te dar algum trabalho e possivelmente ainda assim nenhuma segurança. É mais fácil e seguro usar TripleDES. – Caffé 11/12/14 às 11:05
  • 3
    isso é sem vergonha, melhor ficar sem essa criptografia, qual é o motivo disso? – Édipo Costa Rebouças 11/12/14 às 12:27
  • 2
    @ÉdipoCostaRebouças Existe uma diferença entre proteger uma "senha" e proteger um "segredo" - como no caso a "senha" não é aquilo que desbloqueia o acesso ao aplicativo em si, mas sim que desbloqueia o acesso a alguma outra coisa (o BD) a forma de proteção tem que ser diferente. No caso, é muito difícil dar uma proteção adequada a um custo razoável (que não envolva, por exemplo, guardar o segredo na memória e entrar de novo toda vez que der o boot), então o usual é guardar sem proteção mesmo. O base64 quando usado pra esse fim ajuda a prevenir acesso acidental, e não acesso malicioso. – mgibsonbr 15/09/15 às 21:46
0

Considerando que minha primeira resposta foi muito questionada, estou colocando aqui mais uma maneira de criptografar o conteúdo do arquivo .ini utilizado o algoritmo TripleDES.

O método TripleDES exige uma chave de criptografia (ou um salt, nome comum) que deve ser salva em algum lugar. Para os exemplos, suponha um Helper chamado SettingsReader que lê este valor de algum lugar.

Note que o TripleDES também usa Base64 no algoritmo.

Codificando TripleDES em C#:

public static string Encrypt(string toEncrypt, bool useHashing)
{
    byte[] keyArray;
    byte[] toEncryptArray = UTF8Encoding.UTF8.GetBytes(toEncrypt);

    System.Configuration.AppSettingsReader settingsReader = 
                                        new AppSettingsReader();

    // Obtendo a chave de segurança do arquivo de configuração.

    string key = (string)settingsReader.GetValue("SecurityKey", 
                                                     typeof(String));
    //System.Windows.Forms.MessageBox.Show(key);
    //If hashing use get hashcode regards to your key
    if (useHashing)
    {
        MD5CryptoServiceProvider hashmd5 = new MD5CryptoServiceProvider();
        keyArray = hashmd5.ComputeHash(UTF8Encoding.UTF8.GetBytes(key));
        hashmd5.Clear();
    }
    else
        keyArray = UTF8Encoding.UTF8.GetBytes(key);

    TripleDESCryptoServiceProvider tdes = new TripleDESCryptoServiceProvider();
    tdes.Key = keyArray;

    // Há 5 modos de operação. O utilizado nessa resposta é o ECB (Electronic Code Book)
    tdes.Mode = CipherMode.ECB;
    // O padding é o método definido para trabalhar com bytes residuais.
    tdes.Padding = PaddingMode.PKCS7;

    ICryptoTransform cTransform = tdes.CreateEncryptor();
    byte[] resultArray = 
      cTransform.TransformFinalBlock(toEncryptArray, 0, 
      toEncryptArray.Length);
    tdes.Clear();

    return Convert.ToBase64String(resultArray, 0, resultArray.Length);
}

Decodificando TripleDES em C#:

public static string Decrypt(string cipherString, bool useHashing)
{
    byte[] keyArray;    
    byte[] toEncryptArray = Convert.FromBase64String(cipherString);

    System.Configuration.AppSettingsReader settingsReader = 
                                        new AppSettingsReader();
    string key = (string)settingsReader.GetValue("SecurityKey", 
                                                 typeof(String));

    if (useHashing)
    {
        MD5CryptoServiceProvider hashmd5 = new MD5CryptoServiceProvider();
        keyArray = hashmd5.ComputeHash(UTF8Encoding.UTF8.GetBytes(key));
        hashmd5.Clear();
    }
    else
    {
        keyArray = UTF8Encoding.UTF8.GetBytes(key);
    }

    TripleDESCryptoServiceProvider tdes = new TripleDESCryptoServiceProvider();
    tdes.Key = keyArray;

    tdes.Mode = CipherMode.ECB;
    tdes.Padding = PaddingMode.PKCS7;

    ICryptoTransform cTransform = tdes.CreateDecryptor();
    byte[] resultArray = cTransform.TransformFinalBlock(
                         toEncryptArray, 0, toEncryptArray.Length);           
    tdes.Clear();
    return UTF8Encoding.UTF8.GetString(resultArray);
}

Codificando TripleDES em PHP:

function encrypt($input,$ky)
{
   $key = $ky;
   $size = mcrypt_get_block_size(MCRYPT_TRIPLEDES, 'ecb');
   $input = pkcs5_pad($input, $size);
   $td = mcrypt_module_open(MCRYPT_TRIPLEDES, '', 'ecb', '');
   $iv = mcrypt_create_iv (mcrypt_enc_get_iv_size($td), MCRYPT_RAND);
   mcrypt_generic_init($td, $key, $iv);
   $data = mcrypt_generic($td, $input);
   mcrypt_generic_deinit($td);
   mcrypt_module_close($td);
   $data = base64_encode($data);
   $data = urlencode($data);
   return $data;
}

Decodificando TripleDES em PHP:

function decrypt($crypt,$ky)
{

    $crypt = urldecode($crypt);
    $crypt = base64_decode($crypt);
    $key = $ky;
    $td = mcrypt_module_open (MCRYPT_TRIPLEDES, '', 'ecb', '');
    $iv = mcrypt_create_iv (mcrypt_enc_get_iv_size($td), MCRYPT_RAND);
    mcrypt_generic_init($td, $key, $iv);
    $decrypted_data = mdecrypt_generic ($td, $crypt);
    mcrypt_generic_deinit ($td);
    mcrypt_module_close ($td);
    $decrypted_data = pkcs5_unpad($decrypted_data);
    $decrypted_data = rtrim($decrypted_data);
    return $decrypted_data;
}

Funções adicionais para cuidar do padding:

function pkcs5_pad($text, $blocksize)
{
   $pad = $blocksize - (strlen($text) % $blocksize);
   return $text . str_repeat(chr($pad), $pad);
}

function pkcs5_unpad($text)
{
   $pad = ord($text{strlen($text)-1});
   if ($pad > strlen($text)) return false;
   return substr($text, 0, -1 * $pad);
}
  • 2
    realmente não tem muito milagre, continua 6 por meia dúzia. mas não acredito que o problema é a resposta, mas sim a pergunta. – Édipo Costa Rebouças 11/12/14 às 16:52
  • 1
    Sua primeira resposta está perfeita, o pessoal que está criticando não sabe o que está falando. Usar criptografia simétrica pra proteger senha e usar nada é praticamente a mesma coisa. E se um hash não se aplica (pois a senha original é indispensável ao funcionamento da aplicação), tentar adicionar "proteção" só vai dar uma ilusão de segurança, não segurança verdadeira. – mgibsonbr 15/09/15 às 21:41
  • @mgibsonbr Agradeço imensamente pela lucidez ;) – Cigano Morrison Mendez 15/09/15 às 21:45

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.