6

Estou fazendo uma estrutura de decisão que depende de mais de uma variável, mas a legibilidade e manutenção usando if ou switch são péssimas.

Quais alternativas e tenho para esse caso?

Exemplo de switch aninhados:

switch (var1)
{
    case "A":
        switch (var2)
        {
            case 0:
                ...
                break;
            case 1:
                ...
                break;
            case 2:
                ...
                break;
        }
        break;
    case "B":
        switch (var2)
        {
            case 0:
                ...
                break;
            case 1:
                ...
                break;
            case 2:
                ...
                break;
        }
        break;
}

Na situação real eu estou fazendo um programa estilo crawler que a partir de um formulário único precisa replicar as informações preenchendo formulários parecidos em vários outros sites.
No meu formulário eu tenho, por exemplo, um combo com dezenas de profissões, daí preciso que a mesma profissão que for escolhida aqui seja mapeada para a opção correspondente do outro site.

A opção que no meu combo é Engenheiro (a) em um site é Engenheiro, em outro é Engenheiro (outros), em outro é Engenheiro(a)/Arquiteto(a), em outro é Engenheiro/Arquiteto...

Portanto no caso real, as variáveis que uso no Switch..Case são o nome do site que estou mapeando e a opção selecionada no combo.

  • 2
    Que tipo de alternativa você quer? Qual é seu problema? Está apenas achando feio? – Maniero 31/05/16 às 23:15
  • 3
    se tem mesmo de ser, extraí o código para funções – Tiago Bértolo 1/06/16 às 1:13
  • Corrigi o Preciso ( fazer fazer ) uma :) – Marconcilio Souza 1/06/16 às 14:45
  • O problema é basicamente ser feio. Eu só coloquei um exemplo porque o código real é MUITO maior. Fazer ele não é tão trabalhoso porque fui montando os switch..case com regex, mas ler ele e dar manutenção está muito ruim. Cadastrar tudo em um banco seria uma alternativa, mas os valores praticamente não vão mudar e o acesso ao banco deixaria mais lento. Pode ser que simplesmente não tem outra opção e terei que viver com isso :( – Daniel Dutra 1/06/16 às 15:54
  • Acho que o melhor jeito é extrair cada switch secundário para uma função mais genérica, é que depende muito do caso, com sorte e alguma abstração você consegue até usar essa função novamente, mas está bem vaga sua pergunta então não tem como te ajudar mais do que isso. Sinto muito. – Guilherme Golfetto 1/06/16 às 16:04
11

De fato o comando switch-case é bastante feio e quase sempre dispensável.

Em vez de usar este comando ou longas cadeias de if-elseif-elseif..., você pode usar dicionários.

No seu caso, você preencheria um dicionário de dicionários, com a seguinte semântica:

profissão -> site -> profissão naquele site

Assim, em vez de fazer um código imperativo longo, confuso, feio e de difícil manutenção como este:

switch (profissao_selecionada)
{
    case "Engenheiro(a)":
        switch (site_selecionado)
        {
            case "site A":
                profissao_no_outro_site = "Engenheiro/Arquiteto";
                break;
            case "site B":
                profissao_no_outro_site = "Engenheiro (outros)";
                break;
        }
        break;
    case "Astronauta":
        switch (site_selecionado)
        {
            case "site A":
                profissao_no_outro_site = "Cosmonauta";
                break;
            case "site B":
                profissao_no_outro_site = "Espaçonauta";
                break;
        }
        break;
}

você pode associar profissão e site de uma forma mais declarativa:

profissoes["Engenheiro(a)"]["site A"] = "Engenheiro/Arquiteto";
profissoes["Engenheiro(a)"]["site B"] = "Engenheiro (outros)";

profissoes["Astronauta"]["site A"] = "Cosmonauta";
profissoes["Astronauta"]["site B"] = "Espaçonauta";

E então, em apenas uma única linha, sem nenhum switch-case, você verifica como a profissão selecionada no combo é definida em determinado site, mais ou menos assim:

profissao_no_outro_site = profissoes[profissao_selecionada][site_selecionado];

Veja que você pode usar o próprio dicionário para popular as profissões no combo em vez de replicá-las no combo e no código, de modo a dar manutenção nos itens em um único lugar.

Exemplo completo

Se ficou alguma dúvida, veja este exemplo funcional completo:

public partial class Form1 : Form
{
    Dictionary<String, Dictionary<String, String>> profissoes;

    public Form1()
    {
        InitializeComponent();

        var engenheiro = new Dictionary<String, String>();
        engenheiro["site A"] = "Engenheiro";
        engenheiro["site B"] = "Engenheiro (outros)";
        engenheiro["site C"] = "Engenheiro(a)/Arquiteto(a)";

        var astronauta = new Dictionary<String, String>();
        astronauta["site A"] = "Cosmonauta";
        astronauta["site B"] = "Espaçonauta";
        astronauta["site C"] = "Lunático";

        profissoes = new Dictionary<String, Dictionary<String, String>>();
        profissoes["Engenheiro(a)"] = engenheiro;
        profissoes["Astronauto(a)"] = astronauta;
    }
    private void Form1_Load(object sender, EventArgs e)
    {
        foreach (var profissao in profissoes)
            comboProfissoes.Items.Add(profissao.Key);
    }
    private void seleciona_Click(object sender, EventArgs e)
    {
        var profissaoSelecionada = (String)comboProfissoes.SelectedItem;
        var mensagem = "A profissão " + profissaoSelecionada 
            + " no site B é " + profissoes[profissaoSelecionada]["site B"];
        MessageBox.Show(mensagem);
    }
}

Cujo "output" é assim:

inserir a descrição da imagem aqui

Armazenando código complexo no dicionário

E se em cada bloco case você precisasse executar algumas linhas de código em vez de simplesmente setar uma variável como eu fiz no exemplo acima? O dicionário ainda é a solução!

No exemplo acima, usamos o dicionário para armazenar a legenda da profissão em outro site, mas podemos usá-lo para armazenar qualquer objeto e não apenas strings. Ou seja: podemos adicionar blocos de código no dicionário para serem executados em momento oportuno, dispensando o switch-case em praticamente qualquer situação.

Desde que o dicionário suporta objetos e quase tudo em C# é um objeto, existem várias maneiras de se armazenar blocos de código no dicionário: você pode armazenar actions, functions, pode definir seus próprios delegates, interfaces, classes abstratas... O céu é o limite :D

Observe que a própria chave do dicionário também pode ser qualquer objeto, expadindo ainda mais os horizontes.

Um pequeno exemplo

Vamos supor que aquele mesmo blocão switch lá de cima faça mais coisas além de simplesmente setar uma variável:

switch (profissao_selecionada)
{
    case "Engenheiro(a)":
        switch (site_selecionado)
        {
            case "site A":
                // faz um trabalho muito específico aqui
                break;
            case "site B":
                // faz outro trabalho específico aqui
                break;
        }
        break;
    case "Astronauta":
        switch (site_selecionado)
        {
            case "site A":
                // mais trabalhos complexos
                break;
            case "site B":
                // outros serviços impensáveis
                break;
        }
        break;
}

O que você tem a fazer é encapsular cada bloco de código em métodos com uma assinatura comum:

void Metodo_01()
{
    // faz um trabalho muito específico aqui
}
void Metodo_02()
{
    // faz outro trabalho específico aqui
}
void Metodo_03()
{
    // mais trabalhos complexos
}
void Metodo_04()
{
    // outros serviços impensáveis
}

Daí você declara um delegate com esta assinatura comum (ou usa os delegates nativos do .Net, se preferir):

delegate void ProcessadorProfissoes();

E então preenche o dicionário como antes, só que agora adicionando métodos nele em vez de adicionar strings:

var processadorEngenheiro = new Dictionary<String, ProcessadorProfissoes>();
processadorEngenheiro["site A"] = Metodo_01;
processadorEngenheiro["site B"] = Metodo_02;

var processadorAstronauta = new Dictionary<String, ProcessadorProfissoes>();
processadorAstronauta["site A"] = Metodo_03;
processadorAstronauta["site B"] = Metodo_04;

processadorProfissoes = new Dictionary<string,Dictionary<string, ProcessadorProfissoes>>();
processadorProfissoes["Engenheiro(a)"] = processadorEngenheiro;
processadorProfissoes["Astronauta"] = processadorAstronauta;

Agora, para executar o bloco de código referente à profissão e site selecionados, basta esta simples linha, sem switch-case, sem if...:

processadorProfissoes[profissaoSelecionada][siteSelecionado]();

Conclusão

Código com blocos switch-case e longos blocos if-else if na maioria das vezes podem ser melhor expressados através de dicionários ou combinação de dicionários, simplificando a manutenção do código.

Nos exemplos desta resposta, foram armazenados no dicionário strings e métodos com assinatura simples; mas podemos armazenar qualquer tipo de objeto, podendo ter então métodos com assinaturas complexas, retornando valores, ou objetos completos recheados de estado para poderem executar trabalhos complexos.

1

Poderia deixar com valores predefinido

$valores = array(
    'carro' => array('item1' => 'pneu', 'item2' => 'pneu','item3' => 'pneu'),

    'moto' => array('item1' =>'gidao', 'item2' => 'pneu', 'item3' =>'quadro'),

    'caminhao' => array('item1' => 'volante', 'item2' =>'banco', 'item3' =>'porta'),

);

echo $valores[$tipo][$item];

OBS: não tinha reparado que a pergunta era para C#. Como já respondi, entenda apenas a ideia.

  • Que é uma ótima idéia; a mesma que já foi dada na outra resposta, inclusive. – Caffé 1/06/16 às 20:22

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.