2
#include <stdio.h>

int main()
{
    int vetor[][3] = {1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12};
    int valor= *(vetor[1] + 1) + **(vetor + 3);
    printf("%d", valor);
}

O código acima foi retirado de exercícios teóricos, porém não possuo o gabarito, mas verifiquei que compila e imprime o valor 15. Entretanto minhas dúvidas são as seguintes:

  1. Por que o array foi declarado com o 'subscrito' da linha vazio int vetor[][3] e qual a diferença entre int vetor[0][3]?

  2. Entendi que o trecho vetor[1]+1 retorna o valor 5 do array, mas por que o trecho **(vetor+3) retorna o valor 10?

  3. Por que o ponteiro para ponteiro **(vetor+3) funciona mas o ponteiro *(vetor+3) não funciona?

9

Primeiro vamos combinar que esse código está potencialmente errado. Ele compila em compiladores ruins ou mal configurados. Eu não tentaria aprender por ele.

Fiat 147 todo detonado andando pelas ruas

Por que o array foi declarado com o 'subscrito' da linha vazio int vetor[][1] e qual a diferença entre int vetor[0][1]?

Porque ele pega do tamanho informado no literal logo à frente na atribuição, ele conta que tem 12 e como uma das dimensões é 3 ele adota 4 e usa este número.

Se usar 0 terá um tamanho de 0, não é o que você quer, não faz sentido ter um array que cabe 0 elementos. Em bom compilador nem aceitaria.

Desnecessário fazer estas maluquices, melhor escrever um código legível e conforme.

Entendi que o trecho vetor[1] + 1 retorna o valor 5 do array, mas por que o trecho **(vetor+3) retorna o valor 10?

Pelo mesmo motivo que o trecho anterior pegou 4 e somou com 1 (primeiro elemento da segunda dimensão dentro do elemento 1 da primeira dimensão). Ele pegou o primeiro elemento da segunda dimensão dentro do elemento 3 da primeira dimensão, que é 10.

Por que o ponteiro para ponteiro **(vetor+3) funciona mas o ponteiro *(vetor+3) não funciona?

Porque você está pegando o valor da segunda dimensão e não da primeira, então há duas indireções.

Este código faz a mesma coisa com os mesmos compromissos e é muito mais legível:

#include <stdio.h>

int main() {
    int vetor[4][3] = {{1, 2, 3}, {4, 5, 6}, {7, 8, 9}, {10, 11, 12}};
    printf("%d", vetor[1][0] + 1 + vetor[3][0]);
}

Veja funcionando no ideone. E no repl.it. Também coloquei no GitHub para referência futura.

2

Por que o array foi declarado com o 'subscrito' da linha vazio int vetor[][3] e qual a diferença entre int vetor[0][3]?

Nessa linha você está criando uma matriz. Quando você deixa de especificar a quantidade de elementos em um vetor ele é gerado com base na quantidade de elementos que você coloca na inicialização dele. Por exemplo:

int v[] = {1, 2, 3};

Nesse caso o vetor v será gerado com 3 elementos. Já no seu caso, foi definido apenas a quantidade de colunas da matriz. Como na inicialização temos 12 elementos, o programa irá criar uma matriz de 4 linhas por 3 colunas. Seria uma prática melhor definir previamente a quantidade de elementos, dessa maneira:

int vetor[4][3] = {{1,2,3}, {4,5,6}, {7,8,9}, {10,11,12}};

O código acima deixa claro como a matriz será organizada, além de definir previamente a quantidade de elementos.

Entendi que o trecho vetor[1]+1 retorna o valor 5 do array, mas por que o trecho **(vetor+3) retorna o valor 10 ?

Vamos analisar primeiramente o caso *(vetor[1]+1). Lembrando que o vetor é um ponteiro para o primeiro elemento e os elementos seguintes são armazenados em sequência. Como a variável vetor é uma matriz (ou seja, um vetor de vetores) quando se coloca vetor[1] é retornado o endereço à linha 1 da matriz (ou seja, o endereço para o elemento 0 da linha 1). Ao adicionar 1 a esse endereço pegamos o endereço do elemento seguinte (elemento 1 da linha 1 da matriz, lembrando que as linhas e colunas são contadas a partir de 0). Ao colocar o * antes de vetor, que está armazenando o endereço, pegamos o valor que está armazenado naquele endereço, portanto 5. Na parte **(vetor+3) o que acontece é que pegamos vetor (que é um ponteiro para um ponteiro, pois é um vetor de vetores e cada vetor é um ponteiro) e adicionamos 3 a ele. O que acontece então é que pegamos o ponteiro que contém o endereço para vetor[3]. vetor é um ponteiro para ponteiro. Então quando você usa *vetor[3] você está acessando o conteúdo de v[3], que será um ponteiro, e então acessando o conteúdo desse outro ponteiro.

Por que o ponteiro para ponteiro **(vetor+3) funciona mas o ponteiro *(vetor+3) não funciona?

Como dito na resposta anterior, *(vetor+3) é apenas o endereço para o conteúdo que você quer acessar. Para acessá-lo você deverá usar **(vetor+3).

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.