3

Tenho uma aplicação no qual uso persistência de dados com SharedPreference. Desde o começo quando comecei criar aplicações, sempre criei uma classe, por exemplo, com nome Consts para armazenar variáveis do tipo static final, no qual não precisam ser alteradas e podem ser acessadas de qualquer parte do projeto. Veja um exemplo:

public static final String AUTHOR = "author";

Quando uso o SharedPreference, geralmente faço desta forma:

SharedPreferences.Editor editor = sharedpreferences.edit();
editor.putString(Consts.AUTHOR, "Jon Snow");
editor.commit();

Recentemente assistindo uma determinada vídeo aula de um desenvolvedor do Google, que trabalha como Android Developer, ele usou o string resource desta forma:

<string name="str_author" translatable="false">author</string>

Então no SharedPreference ele fez assim:

SharedPreferences.Editor editor = sharedpreferences.edit();
editor.putString(getString(R.string.str_author), "Jon Snow");
editor.commit();

Esses dois códigos possuem a mesma finalidade. Mas ai que vem a questão que me levou a pensar um pouco.

  • Devo criar um string resource ou uma classe de contantes?
  • Ou essa opção de usar o string resource seria somente para SharedPreference?
  • Em questão de performance e/ou praticidade, qual seria melhor opção?

2 Respostas 2

3

Para o caso que refere, chave para um valor guardado na SharedPreferences, deve usar constantes.

O resource string destina-se a texto para ser apresentado ao usuário, aproveitando as suas capacidades de formatação, estilo, pluralização e idioma.

O uso em SharedPreference não aproveita nenhuma dessas características, por isso não encontro justificação(1) para ser usado aí.

O uso de um tipo primitivo ou String, declarado como static final, tem um custo muito menor do que usar um método para obter a string dos resources.

(1) - A não ser que tenha guardados valores diferentes por idioma e os queira aceder por uma única chave.

Referências:

  • Sempre usei contantes para SharedPreferences, mas fiquei encucado porque o cara do Google usou string resource para a situação. Ele usou translatable="false" para que não seja traduzido. – viana 30/03/17 às 11:42
  • É como disse na resposta, não vejo vantagem nenhuma em usar string resources como chave para um valor guardado na SharedPreferences, a não ser que o valor seja diferente por idioma. Em termos de preformance, o string resources é "transformado" no valor usando getString() durante a execução. A constante é "transformada" no valor durante a compilação. – ramaral 30/03/17 às 12:52
  • Porém não tem como usar uma variável criada numa classe de constante dentro do XML, a não ser que instancie primeiro. – viana 4/04/17 às 15:41
  • Não entendi...! – ramaral 4/04/17 às 15:46
  • 1
    Era só um comentário! =D Obrigado pela resposta. – viana 4/04/17 às 15:47
0

Pesquisei sobre o assunto e o resultado ainda foi um pouco misto, porém, basear-me-ei na documentação oficial.

"Devo criar um string resource ou uma classe de contantes?"

A documentação oficial sugere (por exemplos) utilizar string resource para SharedPreferences, porém não acredito que seja uma "verdade escrita na pedra" e se você utilizar ou não o arquivo de resource para expor dados para o usuário.

"Em questão de performance e/ou praticidade, qual seria melhor opção?"

Quando a performance não acredito que seja algo que gere delays na aplicação, porém, a praticidade de utilizar string resource é muito grande, visto que está disponível a partir de toda a aplicação. Já no caso de classes constantes você precisa importar a classe (o que também não seria grande problema, já que a classe R também seria importada). Lendo a documentação, acredito ser melhor o uso dos resources, visto que ela cria um ID único de acesso global.

Algumas ressalvas:

A pasta de resources é um passível de internacionalização (não encontrei a página em PT-BR), se você criar um arquivo que contenha para uso na SharedPrefference, trate-o para ser "global" ou seja, mantenha-o na pasta raiz, ou trate-o por idioma.

Ack Lay: No momento não consigo fazer um teste para ver o resultado usando pastas de outros idiomas sem usar o raiz, farei o teste e posteriormente editarei a questão com o resultado.

Espero que tenha ajudado.

  • Obrigado pela resposta Carlos! Quanto ao "A pasta de resources é um passível de internacionalização[...]" para este caso não faz muito diferença, por isso é usado o translatable="false" para que não seja traduzido. – viana 30/03/17 às 14:58

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.