Estamos recompensando usuários que escrevem perguntas & reputações serão recalculadas! Saiba mais.

Respostas interessantes marcadas com a tag

6

Basta você fazer o tratamento de erros com essa mesma API de XML do PHP. A função simplexml_load_string retorna false quando não consegue processar corretamente o XML, então basta analisar o retorno da função. $meuXml = simplexml_load_string($meuXml); if (!$meuXml) { die("Erro ao processar o XML"); } Mas dependendo das configurações do seu servidor, ...


5

Dentro da especificação do HTML não consta isto, então não é algo que qualquer navegador deva reconhecer, e até onde eu sei nenhum reconhece. Isto provavelmente é algo inserido como sintaxe específica para alguma ferramenta. Pode ser algo que seja interpretado no backend antes de enviar para o browser ou pode ser até mesmo algo que algum framework de (...


4

É muito raro você encontrar um XML que já está na estrutura certa para transformá-lo em um data.frame. O ideal é você transformar o arquivo para uma lista e aí extrair da lista o que você precisar. Supondo que o seu arquivo em XML se chama arquivo.XML então o seguinte código lerá o XML e o transformará em uma lista: xml_arquivo <- xmlParse(file = '...


4

Antes de qualquer coisa eu indico que leia a documentação da classe SoapClient e veja se não é o caminho mais adequado para o seu projeto. Caso SoapClient não se adeque ao seu projeto você pode ter em mãos dois problemas sérios e sem resolução, porém contornáveis. Um o contorno é simples e outro mais complicado. O primeiro é o alerta com qual você se ...


3

Quando você carrega os arquivo via SimpleXMLElement ou simplexml_load_file ele já entra na raiz do xml, ou seja, o índice categorias já é o índice padrão, para pegar o id default será necessário apenas executar o seguinte comando: echo $arquivo_xml->id_220 Caso no futuro você tenha várias categorias o certo a se fazer no xml seria: <lista> &...


3

A função contains serve para informar se existe algum elemento cujo o atributo contenha determinado valor. É uma função lógica portanto retorna apenas true ou falsee normalmente é usada como parâmetro. A expressão que você está procurando é: //*[contains(@x1,"b")] Onde a consulta //* significa todos os elementos do documento e a expressão entre ...


3

Essa tag não é padrão do HTML, ela foi criada utilizando componentes de marcação como a documentação do FreeMarker explica. Respondendo sua pergunta: Você usa tags FTL para chamar diretivas . No exemplo, você chamou a listdiretiva. Sintaticamente você fez isso com duas tags: <#list (pageRender.getInstancesIds("SlotB"))! as id> e </#list>. ...


3

Uma solução é com XDocument do namespace System.Xml.Linq, exemplo: XNamespace ns = XNamespace .Get("http://www.betha.com.br/e-nota-contribuinte-ws"); string soapResult = System.IO.File.ReadAllText(@"./data.xml", System.Text.Encoding.GetEncoding("ISO-8859-1")); var xDoc = XDocument.Parse(soapResult, LoadOptions.None) .Descendants(ns + "...


3

Cria uma classe para servir de modelo para guardar os itens desse XML, exemplo: public class Rows { public int GenericKitName { get; set; } public int QueryID { get; set; } } e o código a seguir para preenchimento dos dados do XML para uma lista de rows interando em cada item e adicionando na lista tipada criada com o modelo das duas informações ...


3

Sim, é possível, é só utilizar CDATA: https://en.wikipedia.org/wiki/CDATA Exemplo: <xml> <title>Your HTML title</title> <htmlData><![CDATA[<html> <head> <script/> </head> <body> Your HTML's body </body> </html> ]]>...


3

XML etá longe de ter morrido, ainda tem um absurdo de coisas em XML, incluindo aí suas variações como XAML só para citar um exemplo (tem várias outras com propósito semelhante), muitos arquivos de configuração usam. XML foi criado para ser extensível e não para ser usado de forma pura porque é simples demais. XML tem uma série de recursos que JSON não tem, ...


2

Na sua consulta está a colocar filtros diretamente no LEFT JOIN quando deveriam estar na cláusula WHERE: SELECT '; ' + DA.DESCRICAO FROM BD.pre_matricula_doc PDA LEFT JOIN BD.DOCUMENTOS DA ON DA.CODIGO = PDA.documento WHERE PDA.pre_matricula IN (2, 3) AND PDA.apresentado = '1' GROUP BY PDA.pre_matricula ...


2

Só troquei a XQuery do @APP e do @LOTE. O resto tá tudo quase igual. DECLARE @XML XML = CONVERT(XML,' <ROOT v="2.15.0"> <LOTEANIH APP="00B1" LOTE="1"> <LOTEANIM ANIMAL="10" /> <LOTEANIM ANIMAL="11" /> <LOTEANIM ANIMAL="12" /> <LOTEANIM ANIMAL="13" /> <LOTEANIM ANIMAL="14" /> </LOTEANIH> &...


2

Usando System.Xml.Linq.XDocument: var xml = @"<?xml version=""1.0"" encoding=""utf-16""?> <TICM> <DataProvider> <FCM> <Row GenericKitName=""12000"" QueryID=""999"" SubQueryID=""0"" OutboundMessageCode=""100"" OutboundMessageType=""CannedMessage"" Description=""Confirma Panico"" Prompt="""" IsHexadecimalConvert=""...


2

Na função LerDispositivo() mude a linha: csp.Flags = CspProviderFlags.NoPrompt | CspProviderFlags.UseDefaultKeyContainer; para: csp.Flags = CspProviderFlags.NoPrompt | CspProviderFlags.UseExistingKey; Veja o que diz a documentação do enum CspProviderFlags (usado na propriedade CspParameters.Flags): UseDefaultKeyContainer => Use key information from ...


2

De forma geral é gosto, mas dá para afirmar que o código imperativo (o que está chamando de programaticamente) sempre será mais flexível ou poderoso, a não ser que a tecnologia tenha muita "mágica", e mesmo assim só será melhor em alguns pontos específicos onde a mágica foi criada. A forma declarativa (que o AP chama de XML) pode ser mais prática em certos ...


2

O que é melhor em programação depende do contexto. A mesma abordagem pode ser melhor numa situação e não o ser noutra. A utilização do xml é na maioria das situações, por ser declarativa, mais eficiente na perspectiva do programador. Você diz o que quer e o Android fica encarregue do "como o fazer". No Java é possível fazer tudo o que é feito por xml mas ...


2

O XML é feito de vários nós, quando você utiliza a função XMLReader::isValid(), ele valida somente o nó passado por parâmetro e não os "sub nós" que esse nó contem. O que você pode fazer é validar o XML junto com o seu XSD usando DOMDocument::schemaValidate. Caso não tenha o xsd, você pode fazer um tratamento de exceção no simplexml_load_string e mostrar ...


2

Acho que a forma mais fácil, e se calhar evitando o erro, será alterar o DataTable associado à DataGridView e depois fazer a atribuição de novo: DataTable dt = dtGridViewImportacaoXML.DataSource as DataTable; dt?.Columns.Remove("Column1"); dt?.Columns.Remove("Column2"); dtGridViewImportacaoXML.DataSource = dt; As colunas terão de ser removidas por nome e ...


1

Não precisa fazer um if para o tipo xml; basta verificar se o campo é null. Para isso deve se ter @isNullable = 1 e entrará nesse trecho que faz a verificação: /*vérifie si est nullable et si la colonne est nule*/ if @isNullable = 1 if LEN(@checks)> 0 set @checks = @checks + ' OR [' + @colName + '] IS NULL ' else set @checks = '[' +@colName + '] ...


1

Obrigado aos que viram o post, porém eu e um amigo já encontramos uma solução que consiste em colocar as informações que estão armazenadas no ListView em um ArrayList, vou mostrar o código: //Cria a variável usuariosArray na classe Adapter private ArrayList<Usuarios> usuariosArray; Instância do Adapter: public AuxliaresAdapter(Context ctx, List<...


1

Gabriel o problema é que você está procurando as informações no nível errado, essa informações estão na verdade alguns níveis mais pra dentro. Tenta dessa forma: foreach ($arq->NFe->infNFe->children() as $infNFe) { echo $infNFe->natOp; echo $infNFe->mod; echo $infNFe->tpNF; echo $infNFe->dhEmi; }


1

Foi resolvido ao não utilizar o RestSharp. public async void Testar() { var link = "https://www.averbeporto.com.br/websys/php/conn.php"; var client = new RestClient(link); var request = new RestRequest(Method.POST); var parametros = @"mod=login&comp=5&user=00234567000122&pass=0023"; request....


1

Ao invés de fazer todo esse processo você pode simplesmente usar o método addFile ex: if (login.StatusCode == HttpStatusCode.OK) { // continua var cookies = login.Cookies; var restResponseCookie = new RestResponseCookie(); restResponseCookie = cookies[0]; client = new RestClient("https://www.averbeporto.com.br/...


1

Tem 2 formas de alterar o fontFamily: Usando o método setTypeface(): textView.setTypeface(Typeface.create("sans-serif-light", Typeface.NORMAL)); TextView.setTypeface(ResourcesCompat.getFont(context, R.font.YOUR_FONT)); TextView.setTypeface(Typeface.createFromAsset(getAssets(),"fonts/mycustomfont.ttf")); Usando o método setTextAppearance(): Crie um estilo ...


1

Aqui fica um exemplo que pode ajudá-lo na solução: Dim strXml As String = "<xml> <det nItem=""1""> <prod> <cProd>7898577370182</cProd> <xProd>J.WATANABE/COUVE MANTE</xProd> <vItem>0,99</vItem> </prod> </...


1

Eu analisei o seu código e os XMLs e tudo parece estar certo, mas aí eu percebi que o problema parece estar nessa linha aqui: $doc->save($array['xml-assinado'], LIBXML_NOEMPTYTAG | LIBXML_HTML_NOIMPLIED | LIBXML_HTML_NODEFDTD); Primeiro que, ao consultar a documentação do método DOMDocument::save, verifiquei que esse método só aceita a ...


1

Quando você usa AddChild() para adicionar uma nova tag filho e não especifica explicitamente um namespace, a tag filho herda o namespace da tag pai. Isso é um comportamento do próprio AddChild(), você não pode alterá-lo. É por isso que o prefixo ns1: é herdado em todos os nós filhos. Para resolver isso você pode fazer uma sobrecarga do método AddChild() ...


1

Primeiramente, você pode implementar uma função capaz de extrair o CNPJ do emissor a partir do arquivo .XML contendo os dados de uma Nota Fiscal Eletrônica. O exemplo abaixo faz uso do módulo xml.etree.ElementTree, que possui suporte a XPath, simplificando bastante o trabalho de parsing do XML: import xml.etree.ElementTree as ET def obter_cnpj_emissor( ...


1

Usando xml encontrei algumas respostas aqui: Condicionais em XML (StackOverflow Inglês) Ou usando xslt desta forma: <xsl:if test="1 == 2"> <property name="SHAZAM" value="Esse é o conteúdo ${env.SHAZAM}"> </xsl:if>


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam