O Tomcat é um servidor contentor de aplicações Web em Java. Como contentor, ele simplifica o código das aplicações fazendo a gestão de: comunicação, contextos e tarefas. Além disso, tem também ferramentas de gestão e apoio ao desenvolvimento.

O Tomcat é um servidor contentor de aplicações Web em Java. Como contentor (container), simplifica o código das aplicações, fazendo a gestão de comunicação, contextos e tarefas. Além disso, possui ferramentas de gestão e apoio ao desenvolvimento.

Contentor

As aplicações Web não precisam implementar os protocolos de comunicação, como o HTTP e o HTTPS. Os pedidos e respostas HTTP são convertidos para objetos Java já validados e muito mais simples de utilizar.

As aplicações Web não precisam de criar contextos para guardar o estado das aplicações. Existem contextos para guardar variáveis da aplicação e das sessões dos utilizadores.

Contentor de aplicações Web

As aplicações Web não precisam de criar tarefas (threads) para poder atender múltiplos pedidos em simultâneo. As tarefas são geridas em conjunto (pool) pelo contentor, sendo atribuídas ao processamento dos pedidos, à medida das necessidades. As aplicações continuam a ser responsáveis pela sincronização do acesso às variáveis partilhadas, para garantir o acesso em exclusão mútua.

Múltiplas tarefas no contentor de aplicações Web

Ferramentas

O comando catalina permite iniciar e parar o Tomcat:

> catalina start

> catalina stop

O System.out das aplicações do servidor é redirecionado para o ficheiro de log (.../logs/launcher.server.log). Este ficheiro é muito útil durante o desenvolvimento, especialmente quando acontecem erros.

O Tomcat admin (http://localhost:8080/admin/) é uma alternativa à edição dos ficheiros de configuração, como o server.xml, tomcat-users.xml, etc.

O Tomcat manager (http://localhost:8080/manager/html) é um gestor de aplicações. Permite instalar (deploy) e remover (undeploy) aplicações Web.

A gestão de aplicações também pode ser feita com a ferramenta Ant.

> ant deploy

> ant redeploy

> ant undeploy

Depois de instaladas, as aplicações Web ficam à espera de pedidos. Os recursos são pedidos por URL, no formato:

http://host:port/context-path/alias-path

Onde:

  • 'host' é o nome ou endereço IP da máquina;
  • 'port' é o porto TCP/IP (por omissão, 80);
  • 'context-path' é nome da aplicação (contexto);
  • 'alias-path' é o nome do recurso.

O 'context-path' é definido no build.xml. O 'alias-path' é definido no ficheiro web.xml da aplicação.

Gestão de aplicações no Tomcat

Instalação

O Tomcat pode ser obtido em http://tomcat.apache.org. Há formas automáticas de instalá-lo, usando Docker, Chocolatey, Homebrew, apt-get e yum.

A instalação pode ser feita descompactando o ficheiro (core) em um diretório. Deve ser definido uma variável de ambiente CATALINA_HOME com o nome do diretório onde o Tomcat foi descompactado.

Para poder utilizar o mecanismo de deploy automático fornecido pelo ImportAnt e exemplificado nos programas disponibilizados, deve ser adicionadas as seguintes linhas ao ficheiro $CATALINA_HOME/conf/tomcat-users.xml:

<role rolename="manager"/>
<user username="admin" password="adminadmin" roles="manager"/>

O programa é lançado usando o comando acima referido.

histórico | histórico do fragmento