Respostas interessantes marcadas com a tag

10

Use a função RIGHT() ela retorna o(s) N caractere(s) à direita, a quantidade é informada pelo segundo argumento. SET @VALOR = RIGHT('0000050529-G', 1)


10

Problema O comando TRIM só é reconhecido a partir da versão de 2017, por isso que o seu Sql Server Managemente o reconhece, mas se você esta conectando a uma versão antiga do Sql Server você vai precisar utiliza o RTRIM e o LTRIM. Fonte Solução Versões acima do 2017 Executando o comando nas versões acima do 2017 SELECT TRIM(' test ') AS Result; ...


9

O motivo exato é difícil definir, é assim porque se tornou assim. Provavelmente porque cada um achou que aquilo atendia melhor suas necessidades. É uma questão em parte técnica e parte comercial (lock-in). A linguagem SQL ANSI ou ISO é uma só, mas segue-a estritamente quem quer, e ninguém quis. De certa forma o correto é chamar cada SQL com um nome ...


8

Boas observações na pergunta. De fato o cursor é a forma mais imperativa, apesar de ainda ser colocado de forma declarativa no código. O CTE é mais funcional. O motivo de achar mais legível é que programamos imperativo o tempo todo. O CTE pode oferecer mais performance, mas isso não é automático e de fato por ser algo menos comum para muitas pessoas pode ...


7

O NULL é o indefinido, indeterminado e indefinível. Ele não é falso, mas também não é verdadeiro. Nem 8 e nem 80. Ele não é um valor, porém a falta de um. Por não ser um valor, ele pode ser considerado um estado. Um estado de indefinido. Por ter essa definição, ao comparar NULL utilizando os comparadores padrões (igual, diferente de, maior que, menor que, ...


7

A diferença não é só a notação é o conteúdo, é o valor que ele armazena. O primeiro não tem hora, só a data, o segundo tem ambos, isto é importante porque é possível extrair só a data ou só a hora do segundo, mas o primeiro só tem data. A precisão é justamente até que ponto ele consegue ser granular. Podemos pensar em quantas casas de dados ele possui, ou ...


7

O SQL está dizendo que a coluna StockPhotos.Pacote.Nome deve: Estar sendo computada com uma função de agregação, por exemplo SUM ou COUNT, ou Deve fazer parte do agrupamento, ou seja, deve estar no GROUP BY. Basicamente, quando usamos GROUP BY todos os campos usados no SELECT devem, ou estar sendo usados em funções de agregação, ou devem também fazer ...


6

Chupei de uma resposta no SO: Se você costuma fazer muito mais buscas ao contrário (e isto não é comum) pode ser mais rápido se usar o DESC na edição do SQL Server que suporta buscas paralelizadas, já que somente buscas sequenciais para frente podem ser paralelizadas. Então se tiver um ASC e mandar consultar DESC, não tem paralelização (hoje). Também falam ...


6

Pode combinar a função left() para pegar todos os caracteres iniciando a esquerda até o limite que é definido por len() (que retorno o tamanho da string) -1. Algo como: select left('0495747500000049908275289000100040000000041', len('0495747500000049908275289000100040000000041') - 1) Ou select left(campo, len(campo) - 1)


6

Truncate – é um comando DDL que remove todas as linhas de uma tabela. Não pode ser revertido, é mais rápido e não usa tanto o espaço como desfazer um delete. Delete – é um comando DML usado para remover linhas de uma tabela. Depois de executado podem ser executados os comandos COMMIT e ROLLBACK para confirmar ou desfazer a operação. Quando não é ...


5

No Oracle temos um dicionário de dados que mostra todas as opções de visões do sistema, (...) Qual o equivalente no SQL Server para listar todas as visões do sistema? Essa forma é uma implementação particular do Oracle Database. Como consta em verbete da Wikipedia, “Em bancos de dados relacionais o esquema de informações (information_schema) é um ...


5

Breve explicação sobre os tipos Não é uma comparação tão simples assim. O único ponto em comum entre Date e DateTime é que os dois são usados para armazenar datas. O tipo DateTime e SmallDateTime são tipos pré SQL Server 2008 (eles estão lá desde, pelo menos, a versão 4.5NT, o primeiro Microsoft SQL Server) e muitos defendem que eles deveriam ser ...


5

Usando a resposta do Ricardo e resolvendo o caso de haver mais de 99 horas na string de entrada ficaria assim: declare @h int, @m int, @s int, @time varchar(8), @pos int set @time = '155:00:00' set @pos = CHARINDEX( ':', @time ) set @h = SUBSTRING(@time, 1, @pos-1) set @m = SUBSTRING(@time, @pos+1, 2) set @s = SUBSTRING(@time, @pos+4, 2) select cast (@h/24 ...


5

Penso que dessa forma conseguirá chegar ao que pretende: CREATE TABLE [log] ( Id UNIQUEIDENTIFIER CONSTRAINT log_Id_DF DEFAULT(NEWID()) NOT NULL , [Timestamp] DATETIME CONSTRAINT log_Timestamp_DF DEFAULT(GETDATE()) NOT NULL , Tabela NVARCHAR(255) NOT NULL , Colunas NVARCHAR(MAX) ...


5

O caractere a que se refere não se denomina “aspa simples” mas sim ápice, embora no dia a dia o confundamos com o apóstrofo. Em termos gráficos há uma diferença sutil entre ápice e apóstrofo. Na tabela ASCII o ápice possui o valor decimal de 39. Há algumas formas de selecioná-lo, sendo uma delas através da função char(): -- código #1 SELECT colunas from ...


5

SELECT * FROM tabela AS t WHERE (t.saldo = 0 AND EXISTS (SELECT 1 FROM tabela2 AS t2 WHERE t2.outracondicao = 'condicao')) -- OR t.saldo <> 0 Quando o saldo for igual a zero, só será executada a pesquisa se a condição da segunda tabela for atendida (como você não mostrou a estrutura das tabelas, ...


5

Usando o CASE: SELECT (CASE WHEN A.campo1 IS NULL THEN B.campo1 ELSE A.campo1 END) as Resultado FROM tabelaA A LEFT JOIN tabelaB B ON B.id = A.idB Também pode usar IIF, como dito pelo @RobertodeCampos SELECT IIF(A.campo1 IS NULL, B.campo1, A.campo1) as Resultado FROM tabelaA A LEFT JOIN tabelaB B ON B.id = A.idB


5

Se entendi o que você quer, não precisa de agrupamento nem soma, seria algo assim: SELECT tbCliente.ClienteID, tbCliente. ClienteNome, tbPagamento.PagamentoValor FROM tbCliente INNER JOIN tbPagamento ON tbPagamento.ClienteID = tbCliente.ClienteID WHERE tbPagamento.PagamentoValor > 50 ORDER BY tbPagamento.PagamentoData


5

Você pode adicionar um objeto SqlParameter para cada parâmetro que você precisar. Para adicionar parâmetros na query basta utilizar @nomeDaVariavel, e no SqlParameter você passa o nome do parâmetro sem o arroba e o valor do parâmetro: string nomeEstado = "Minas Gerais"; string query = @"INSERT INTO TimeFut (nome, estado) VALUES (@nome, @estado)"; db....


5

Basta adicionar mais um INNER JOIN com a outra tabela de Marca: SELECT * FROM tblMaquina maq INNER JOIN tblEquipamento equi ON equi.equId = maq.maqTipoEqui; INNER JOIN tblMarca marca ON equi.marcaId = marca.marcaId; Observação: Não se esqueça de alterar os nomes das tabelas e campos para ficarem iguais ao seu modelo. Fiz dessa forma de ...


5

MySQL - Usando o LIMIT. SELECT coluna1, coluna2, coluna3 FROM tabela WHERE coluna2 > 0 ORDER BY coluna3 DESC LIMIT 10 SQL Server - Usando TOP. SELECT TOP 10 coluna1, coluna2, coluna3 FROM tabela WHERE coluna2 > 0 ORDER BY coluna3 DESC


5

Select simples: select * from Tabela A inner join Tabela B on A.Col1 = B.Col1 inner join Tabela C on A.Col1 = C.Col1 left join Tabela D on B.Col1 = D.Col2+D.Col3 Utilizei aqui o left join para a tabela D por entender que é uma chave composta e pode não trazer resultados necessários para o join. Espero ter ajudado.


5

É possível obter esse resultado numa tabela simples como essa? Não Existe algum índice oculto que possa fazer esse order by? Não A partir do SQL Server 2007 você pode utilizar uma coluna IDENTITY. Altere sua tabela e adicione uma coluna com sequência: ALTER TABLE teste ADD sequencia INT IDENTITY; E selecione utilizando o ORDER BY: SELECT t.Nome ...


5

Eu utilizo sp_help, que obtém informação de toda a tabela sp_help NomeTabela https://docs.microsoft.com/pt-br/sql/relational-databases/system-stored-procedures/sp-help-transact-sql?view=sql-server-2017


5

No trecho de código INNER JOIN Totvs12.dbo.SE1010 receber ON receber.E1_FILIAL + receber.E1_NUM + receber.E1_PREFIXO = pedido.C5_FILIAL + pedido.C5_NOTA + pedido.C5_SERIE essa concatenação de colunas nada mais é do que uma expressão, o que torna o predicado non sargable. Se as colunas receber.E1_FILIAL, receber.E1_NUM e receber.E1_PREFIXO corresponderem ...


4

.... , SUM(CASE WHEN quota_re_mes1 > 0 THEN quota_re_mes1 ELSE 0 END) AS NO_MES ....


4

A mensagem é clara, não pode achar o arquivo de backup. Não se esqueça que ao executar o comando backup database no servidor do SQL-Server, ele vai procurar "C:\DBBackup" no disco local do servidor. Se o arquivo estiver no C: da máquina que estiver executado o aplicativo não vai encontrar o arquivo.


4

Isso é uma característica do MS SQL Server. Ele adiciona esses _ e depois um identificador para saber de qual conexão ela veio, assim se outra conexão criar uma tabela temporária com o mesmo nome não terá problemas. Nada com o que se preocupar, pode continuar usando normalmente apenas com o #temp. Mais informações: https://stackoverflow.com/a/19670997/...


4

Talvez o uso de CTE resolva e até deixe o código mais legível. -- código #1 with CadaCarro as ( SELECT A.CARRO, (SELECT top (1) B.VALOR from tab2 as B where B.DATA <= A.DATA order by B.DATA desc) as VALOR from tab1 as A ) SELECT CARRO, sum(VALOR) as somaVALOR from CadaCarro group by CARRO; No Porto SQL há um ...


4

Considerando que DATAINCLUSAO é do tipo datetime você pode tentar o seguinte UPDATE: UPDATE tabela SET datainclusao = CONVERT( datetime, FORMAT(datainclusao, 'yyyy-MM-01 H:mm:ss') ); Na função FORMAT estou formatando a data para um formato que o datetime irá entender, alterando a parte do dia. Em seguida com CONVERT converto a data de volta para ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam