Respostas interessantes marcadas com a tag

62

Amigo, deixo aqui um pouco da minha experiência, trabalho com sistemas de automação comercial utilizando o Microsoft SQL Server, e sugiro fortemente que utilize campos monetários com tipo DECIMAL. Na empresa em que trabalho já chegamos a utilizar números de ponto flutuante para dinheiro, mas no entanto tivemos problemas sérios após os valores serem ...


42

É possível fazendo um Inner Join UPDATE Tabela SET Tabela.Col01 = Outra_tabela.Col01, Tabela.Col02 = Outra_tabela.Col02 FROM Tabela INNER JOIN Outra_tabela ON Tabela.id = Outra_tabela.id WHERE Condicao = 'Qualquer coisa' Coloquei o código no GitHub para referência futura.


37

Se você estiver usando o SQLServer 2012 pode usar OFFSET e FETCH SELECT * FROM Tabela ORDER BY coluna1 OFFSET 50 ROWS FETCH NEXT 100 ROWS ONLY Nota: OFFSET e FETCH só podem ser usados em conjunto com ORDER BY Ver Cláusula OFFSET FETCH


34

Decimal. Nunca use tipos com ponto flutuante (float, single, double, etc). Uma outra alternativa conhecida é armazenar os valores em centavos, como int's ou long's. Ou seja, ao invés de armazenar 12,34 (reais) você armazenaria 1234 (centavos). Isso só é viável se você trabalhar só com uma moeda pois o número de casas decimais varia de moeda para moeda. ...


30

Null não é uma string concreta, é valor nulo. Sendo assim o SQL não irá retornar valor, pois você perguntou: Retorna todos os registros que contenham valor DIFERENTE de N em minha tabela Sendo assim o SQL SERVER irá retornar os registros que contenham valores verdadeiros no campo texto que sejam diferente de valor N, como por exemplo: true, false, 0, -1 ...


29

Na verdade transação é o processo todo de consulta ou manipulação do banco de dados. É uma forma de estabelecer que algo deva ser feito atomicamente, ou seja, ou faz tudo ou faz nada, não pode fazer pela metade. É tudo feito em uma viagem da aplicação para o banco de dados. Em condições normais enquanto a transação não termina outras transações não podem ver ...


27

A principal diferença de funcionalidade é que o COALESCE aceita n argumentos, retornando o primeiro com valor não NULL entre eles. O ISNULL só aceita dois argumentos, um possivelmente NULL, e outro para retornar se o primeiro for NULL. Por exemplo, isto só dá para fazer com COALESCE: SELECT COALESCE(col1, col2, col3, col4) AS valor; Isso seleciona o ...


26

Isso ilustra bem o que é um deadlock: Existem quatro condições para a ocorrência de deadlock: Condição de exclusão mútua: Em um determinado instante, cada recurso está em uma de duas situações: ou associado a um único processo ou disponível. Condição de posso e espera: Processos que, em um determinado instante, retêm recursos concedidos anteriormente ...


25

Eu sempre tive está dúvida, mas nunca pesquisei e inclusive isto acontece bastante comigo. No StackOVerflow em Inglês tem esse tópico explicando quando usar uma e outra, as principais diferenças são: SET é padrão ANSI para atribuição de variáveis, SELECT não é. SET só pode atribuir uma variável por vez, SELECT pode fazer várias atribuições ao mesmo tempo. ...


24

Utilize Decimal, pois este tipo irá representar valores descritivos (isto é, valores exatos). Valores monetários e quantidades absolutas são exemplos deste caso; Os tipos de ponto flutuante (ex: float) servem para representação de valores contínuos (isto é, valores que representam uma aproximação, ou que "tendem a"). Exemplos da "vida real" seriam: peso, ...


24

Você pode usar o string.Format, passando o formato C (currency): <td> <asp:Label ID="lblCreditoCota" runat="server" Text='<%# string.Format("{0:C}", Eval("CreditoDisponivel")) %>' /> </td> É claro que este código simplesmente utiliza a cultura padrão para exibição da moeda. Eventualmente é necessário ...


23

Um deadlock acontece quando duas ou mais tarefas bloqueiam uma à outra permanentemente, sendo que cada uma tem o bloqueio de um recurso, que a outra tarefa está tentando bloquear. Por exemplo: A transação A adquire um bloqueio compartilhado da linha 1. A transação B adquire um bloqueio compartilhado da linha 2. A transação A agora solicita um bloqueio ...


23

Null não é um valor. Como dito no comentário do @rray, null é ausência de valor. Seu select está trazendo todos os campos que não sejam nulos e que sejam diferentes de N. Para incluir os nulos na sua consulta você precisa deixar isso explícito: SELECT * FROM TABELA WHERE TEXTO <> 'N' OR TEXTO IS NULL Para verificar se um campo é nulo em SQL você ...


23

NULL é NULL, ele não se compara (em condições normais) com outras coisas. Sua seleção está pegando todos os dados não nulos que sejam diferentes de N. Para incluir os nulos a consulta deve dizer isto explicitamente. select * from Exemplo where texto <> 'N' or texto is null Veja executando no SQLFiddle. Neste caso você está pedindo todos os dados ...


22

O jeito mais correto que conheço é: SELECT FLOOR(DATEDIFF(DAY, DataNascimento, GETDATE()) / 365.25) Esta forma é mais correta que utilizar as horas de um ano (como @rodrigorgs sugeriu) pois a hora do dia em que a query é executada não é considerada. Em alguns casos, se uma pessoa faz aniversário no dia seguinte ao dia de hoje, a query considerando as horas ...


22

Basta fazer 2 INNER JOIN relacionando as chaves das tabelas. SELECT * FROM TB_ContratoCotista INNER JOIN TB_Contrato ON TB_Contrato.id_contrato = TB_ContratoCotista.id_contrato INNER JOIN TB_Cotista ON TB_Cotista = TB_ContratoCotista.id_cotista Você pode definir quais campos aparecem no select: Retornando as colunas de todas as tabelas select * from... ...


21

A partir da versão SQL Server 2005, você pode usar também o ROW_NUMBER: SELECT TOP (100) * FROM ( SELECT row_number() OVER (ORDER BY coluna1 ASC) AS row_number, * FROM Tabela ) TabelaNumerada WHERE row_number > 50 melhor ainda filtrando com BETWEEN: SELECT * FROM ( SELECT row_number() OVER (ORDER BY coluna1 ASC) AS ...


21

O que fazer para otimizar a velocidade das consultas? Bom, a criação de indexes é fundamental em tabelas de grande e pequeno tamanho. Entretanto existem casos que o index pode ser prejudicial. Mais detalhes aqui No seu caso em específico, como você não especificou as colunas quer quer filtrar vou assumir que seu problema seja com as colunas que são do ...


21

ROW_NUMBER é uma função não-determinística que retorna um número sequencial - e potencialmente volátil - calculado enquanto (e sempre que) a query é executada e serve para enumerar os resultados da execução desta query. Sempre que usar a função ROW_NUMBER é necessário usar a cláusula OVER() com um ORDER BY. Não necessariamente este ORDER BY precisa ser a ...


20

TL;DR: Imagine que o banco de dados é um carteiro que acaba de chegar em uma cidade que lhe é desconhecida, e que os dados são os destinatários das cartas que ele tem que entregar. Um índice mais simples seria como o sistema de códigos postais (no Brasil, CEP) enquanto índices mais robustos seriam como endereços completos. Ao contrário do carteiro da vida ...


19

Quando você faz a comparação cli.cpf = NULL o = serve para comparar valores, e NULL não é um valor. NULL é um espaço reservado para indicar a ausência de valor, é por isso que neste caso deve-se utilizar os predicados IS NULL ou IS NOT NULL.


18

Você pode executar a consulta como abaixo: SELECT CAMPO FROM TABELA WITH (INDEX(INDEX_LOTA)) E também é possível adicionar INDEX em um join SELECT CAMPO FROM TABELA T WITH (INDEX(INDEX_LOTA)) INNER JOIN OUTRA_TABELA OT WITH (INDEX(OUTRO_INDICE)) ON OT.ID = T.ID


18

DECLARE @antes DATETIME = '2013-11-29 11:30:40.157'; DECLARE @depois DATETIME = '2014-05-27 14:10:50.637'; SELECT CONVERT(VARCHAR, DATEDIFF(DAY, @antes, @depois)) + 'd ' + RIGHT('00' + CONVERT(VARCHAR, DATEDIFF(HOUR, @antes, @depois) % 24), 2) + ':' + RIGHT('00' + CONVERT(VARCHAR, DATEDIFF(MINUTE, @antes, @depois) % 60), 2) + ':' + ...


17

TEXT não tem um limite específico de tamanho além do máximo do banco de dados. Ele é armazenado na área específica para blobs já que a expectativa é que ele será grande. VARCHAR pode ter um limite de tamanho e é armazenado direto na linha de dados (a não ser que ultrapasse um limite, acho que 8KB). VARCHAR(MAX) é essencialmente o mesmo que TEXT ...


17

Tem a ver com a codificação de caracteres. O NVARCHAR é um tipo multibyte para armazenar textos Unicode. Até onde eu sei só existe no SQL Server, ele não faz parte do padrão. A pergunta tem a tag de MySQL, mas ele não aceita este tipo. Há diferença intrínseca de performance já que a codificação usada pelo NVARCHAR tem várias desvantagens. Eu adoto VARCHAR ...


16

Prefiro ir pro lado mais extenso e seguro e usar uma função com lógica tradicional de cálculo de idade, para não ter problemas com arredondamento e fórmulas: SELECT YEAR(dHoje)-YEAR(dNasc)-IIF(MONTH(dHoje)*32+DAY(dHoje)<MONTH(dNasc)*32+DAY(dNasc),1,0) Você pode trocar o dHoje por GETDATE() (CURDATE() no MySQL) ou mesmo CURRENT_TIMESTAMP quando for ...


16

Nunca use tipos ponto flutuante tal como float ou double. A representação desses valores segue o padrão IEEE_754 e foram projetados exclusivamente para aplicações científicas. Aplicações financeiras exigem precisão absoluta pois em em um sistema de contabilidade, por exemplo, não pode ser tolerado nenhuma diferença num saldo, mesmo que seja de poucos ...


16

Deadlock não é um conceito exclusivo de banco de dados, mas sim de aplicações concorrentes. Em poucas palavras: É uma situação em que duas ou mais ações concorrentes estão cada uma esperando que a outra termine, e, portanto, isto nunca ocorre. Para o caso de um banco de dados, um deadlock é provocado normalmente havendo transações, e envolvendo travas ...


16

Segundo a documentação do COLLATE (traduzido by Google) é: COLLATE é uma cláusula que pode ser aplicada a uma definição de banco de dados ou a uma definição de coluna para definir o agrupamento ou a uma expressão de seqüência de caracteres para aplicar um elenco de agrupamento. Em resumo, especifica o conjunto de caracteres e regras que está utilizando. ...


15

É possível usar a função REPLACE do tsql, da seguinte forma em um comando UPDATE: UPDATE nomeTabela SET colunaTexto = REPLACE ( colunaTexto , 'tetxo-erraddo' , 'texto-correto' ) Além do mais, se quiser fazer update somente nos registros necessários, use uma cláusula WHERE, filtrando os registros usando LIKE: UPDATE nomeTabela SET colunaTexto = REPLACE ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam