Respostas interessantes marcadas com a tag

12

O que são Schemas? São coleções de objetos dentro de um determinado banco de dados, que organizam vários aspectos e são importantes para segmentação da segurança, facilitando a administração dos objetos e dos dados. A partir do SQL Server 2005, todo e qualquer objeto de banco de dados deixou de pertencer a um usuário para pertencer a um Schema. Sendo assim,...


11

O que são Schemas? É um recipiente que podem conter vários objetos. São utilizados para gerir e organizar os objetos do banco de dados. Você consegue separar logicamente procedures, views, triggers, sequences e etc. Os objetos passam a pertencerem ao schema, assim as permissões são aplicadas aos schemas, dessa forma você pode dar permissões para usuários ...


10

Basta fazer um join normal, dando nomes (aliases) para as tabelas consultadas e - no retorno do select - referenciando as tabelas específicas e também dando nomes para elas: select g.IDgestao as IDgestao, g.NIB as NIB, g.nconta as nconta, b.nomeBanco as nomeBanco, l.nomeLoja as nomeLoja, c1.descricao as descricao_conta1, c2.descricao as ...


7

Sua questão é muito interessante e é muito mais profunda do que a minha simples resposta e depende de fatores como: O que se pretende com a consulta, o SGBD em questão e tipo de leitura que você pretende. Vamos definir dois conceitos antes: leitura não confirmada ou suja "dirty read": ler dados de uma tabela que não foram confirmados por meio de commit. ...


6

Faça isso pequeno padawan: CONVERT (VARCHAR, CONVERT(DATETIME, dataSistema, 103), 102) AS novaData Exemplo: http://sqlfiddle.com/#!6/2173d/2 Na documentação tem alguns exemplos e explicações sobre o CONVERT


5

Nos datasets, a propriedade DataSource é apenas para fazer mestre/detalhe. A linkagem para exibição e edição é: Dataset -> Datasource.Dataset -> DBControle(s).Datasource Mestre/Detalhe: DatasetMestre -> DataSource.DatasetSet -> DatasetDetalhe.DataSource Exemplo(Edição/Exibição): var DtsVenda : TAdoQuery; . . DtsVenda.Close; // Sql só para ...


4

Verifique as configurações dos serviços TCP do SQL em:Todos os programas\SQL Managment\Ferramentas de Configuração\SQL Server Configurartion\Configuração de rede do SQL\Protocolos para MSSQLSERVER\TCP/IP na aba endereço ip deve conter IP Servidor e Habilitado:sim em todos, isso também implica diretamente na forma que o SQL foi instalado, como autoridades de ...


4

Verifique duas coisas através do SQL Server Management Studio: Como é SQL Server Express, possivelmente é preciso especificar o nome da instância: Data Source=192.168.1.1\SQLEXPRESS; Initial Catalog=banco; User ID=sa; pwd=senha; MultipleActiveResultSets=True; Connection Reset=True; Connection Lifetime=600


4

Se os dados lidos do xml são guardados numa List<T> antes de serem gravados no banco então elimine os duplicados da lista antes de gravar. Uma forma simples de o fazer é usar o método IQueryable.Distinct. Para que esse método possa distinguir o que é uma linha duplicada a sua classe terá de implementar a interface IEquatable<T>: public ...


4

DECLARE @data datetime=GetDate() SELECT concat(YEAR(@data),'-',MONTH(@data),'-',DAY(@data)) As data_convertida A função Concat é válida apenas a partir do SQL Server 2012 caso nao tenha esse SQL use a que se segue SELECT cast(YEAR(@data) as varchar(4))+'-'+cast(MONTH(@data) as varchar(2))+'-'+cast(DAY(@data) as varchar(4)) As data_convertida Nota: Veja ...


4

Jhonathan, normalmente não é uma saída de erro convencional, mas esse trecho pode te ajudar: BEGIN TRY -- Generate a divide-by-zero error. SELECT 1 / 0; END TRY BEGIN CATCH SELECT [qt].text FROM [sys].[dm_exec_connections] AS [A] CROSS APPLY [sys].[dm_exec_sql_text]([A].[most_recent_sql_handle]) AS [qt] WHERE [...


4

tb1 precisa ter alguma coluna que referencia à tb2, mesmo que esta não seja uma constraint (a.k.a foreign key). Então, digamos que tb1 tenha a coluna tb2_id que referencia tb2_id em tb2, você poderá fazer assim.: SELECT * FROM TB1 WHERE NOT EXISTS(SELECT tb2_id FROM tb2 WHERE TB1.tb2_id = tb2.tb2_id) Você também pode tentar.: SELECT TB1.* FROM TB1 LEFT ...


3

Atenção: Faça um backup antes da sua base de dados. O ideal é executar isso numa base de teste. Pela interface gráfica do SQL Management Studio: Clicar com o botão direito do mouse em cima do banco de dados que você deseja; Selecionar a opção Gerar Scripts. Avançar e selecionar para quais tipos de objeto você deseja gerar o script. Na tela aonde ...


3

Eis uma solução que agrupa por quantidades de 1.00 a 9.99, 10.00 a 99.99, 100.00 a 999.99 e assim sucessivamente: SELECT POWER( 10, FLOOR( LOG10( valor ) + 1 ) ) - .01 AS Teto, COUNT(*) AS Quantidade FROM valores GROUP BY FLOOR( LOG10( valor ) + 1 ) ORDER BY Teto; Veja funcionando no SQL Fiddle. O importante aqui é o FLOOR( LOG10( valor ) ) ...


3

Quando efectuares o SELECT usa a seguinte sintaxe: SELECT CONVERT(VARCHAR(23), GETDATE(), 121) Substituir função getdate() pelo nome da coluna que pretendes converter.


3

O tipo long não existe no SQL Server. Use o bigint.


3

Antes de mais convém dizer que são poucos os problemas que necessitam de cursores para serem resolvidos em SQL. Dito isto, aparentemente não estás a fechar e libertar (dealocate) os cursores. CLOSE cursor_tab2 DEALLOCATE cursor_tab2 Caso estejas e não seja esse o problema então declara o cursor como LOCAL. DECLARE teuCursor CURSOR LOCAL ...


3

Sim existe uma forma mais prática de fazer isso, use as funções especializadas para isso, não trate a situação como um problema de formatação de texto. Para datas use a classe DateTime, ela tem o método createFromFormat() que recebe uma data no formato deseja e retorna um objeto DateTime, use o método format() para mudar o formato da data de d/m/Y para Y-m-...


3

O SQL Server não possui formato algum, ele guarda dados, todos os banco de dados funcionam assim. Formato é algo que a aplicação deve usar. Ele até pode ser a aplicação e usar um formato quando se faz uma query. Mas armazenamento é outra coisa. Se for olhar lá no arquivo verá que nem é este formato que você acha que tem. Obviamente que se fizer uma query ele ...


3

Voce vai precisar editar manualmente a migration gerada, substituindo Add e Drop por Rename: public override void Up() { //AddColumn("dbo.Produto", "PesoProduto", c => c.Decimal(precision: 18, scale: 2)); //DropColumn("dbo.Produto", "Peso"); // Vira RenameColumn("dbo.[Produtos]", "Peso", "PesoProduto"); } public override void Down() { ...


3

Consegui resolve declarando o tipo no OnModelCreating(); Isso faz com que a tabela não crie a linha; ALTER TABLE [dbo].[Usuarios] ADD DEFAULT ('1900-01-01T00:00:00.000') FOR [dtAdmissao] GO Esse valor DEFAULT ('1900-01-01T00:00:00.000') , que estava quebrando meu código. protected override void OnModelCreating(DbModelBuilder modelBuilder) { ...


3

Só contextualizando a reposta do @Rovann O DATEADD retorna uma data. O MONTH retorna um inteiro que representa o mês da data. Logo sua clausulá where MONTH(TarVencimento) = DATEADD(MONTH,1,TarData) não parece fazer sentido. Passa a fazer mais sentido sua clausulá where, alterando ela para MONTH(TarVencimento) = MONTH(DATEADD(MONTH,1,TarData)). Onde você ...


3

Você precisa utilizar a função de agregação STRING_AGG: SELECT pga.Titulo, STRING_AGG(e.Codigo,', ') as Codigos FROM Qualidade_Diagrama_Processo_Grupo_Acao pga JOIN Qualidade_Diagrama_Acao_Entidade ae on (ae.Id_Proc_Grupo_Acao = pga.Id) JOIN Qualidade_Diagrama_Entidade e on (e.Id = ae.Id_Entidade) WHERE ae.Id_Proc_Grupo_Acao = 48 Group by pga....


3

Você deve ter criado a tabela com a declaração do email assim: email varchar(max) unique Coloquei max apenas como exemplo. Isso vai gerar uma constraint que não permitirá valores duplicados, incluindo null. Como você marcou a tag sql-server-2012, para versão você tem uma alternativa (da versão 2008 em diante na verdade): Remova o unique da coluna ...


2

Presumo que sua tabela seja assim (nesta ordem): cid_nomec | cid_nucep (nome) 87365000 (nome) 68912350 (nome) 48320000 (nome) 74423970 Em algum lugar há este CEP 77777777: cid_nomec | cid_nucep ... (nome) 77777777 ... O problema é que você restringiu a consulta a um resultado que traz uma linha só, portanto LEAD e LAG virão ...


2

Você pode utilizar a função interna MONTH, que retorna qual o mês do parâmetro informado, que deve ser um time, date, smalldatetime, datetime, datetime2 ou datetimeoffset, conforme consta na documentação da função. Em conjunto com o MONTH, você também pode utilizar o CASE e SUM para verificar se a data é de um mês específico, se for você soma mais um, caso ...


2

A pergunta fala em alta disponibilidade e em centralização de dados remotos, e você logo já adianta que não pode contar com conexão de alta disponibilidade. Se as lojas não possuem conexão de alta disponibilidade, e você já disse que não possuem, então não há opção senão cada loja trabalhar offline ou "casualmente conectada", certo? Sincronização casual ...


2

O SQL Server possui alguma solução que me ajude com isso? Não é fácil afirmar. Estas coisas precisam de um estudo aprofundado e ninguém na internet poderá lhe dizer com propriedade algo que realmente te ajude. Até onde eu sei não tem nada pronto no SQL Server. Ele tem uma série de recursos que usados em conjunto pode facilitar um pouco, mas você terá que ...


2

Este índice não seria útil para este tipo de query que você descreveu. Não devemos criar índices para colunas cuja informação varia muito pouco entre os registros. Por exemplo, não faz sentido criar um índice para uma coluna que contenha sempre ou zero ou um. É pouco provável que um índice como este seja usado pelo banco pois um table scan (percorrer a ...


2

Veja o que o erro diz Column, parameter, or variable #1: Cannot find data type long. Parameter or variable '@IDCatOrigem' has an invalid data type. Não existe o tipo de dados long no SQL Server, o equivalente é o tipo bigint.


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam