O framework Selenium é uma das ferramentas mais conhecidas e utilizadas da atualidade para realizar a automação de testes de aceitação em aplicações web por meio da utilização do browser. A tag é para dúvidas práticas ou conceituais que possam ser sintetizadas e autocontidas na pergunta. Não faça perguntas que dependam da situação de páginas específicas externas ao site, que podem mudar a qualquer momento e não funcionam bem como referência coletiva.

Selenium é um ambiente integrado de desenvolvimento para scripts de testes automatizados. Inicialmente ele foi implementado como uma extensão do Firefox e permite gravar, editar e depurar os testes. O Selenium IDE inclui o Selenium Core , permitindo que você facilmente e rapidamente possa gravar e reproduzir os testes no ambiente real que será executado.

Links Relacionados

É possível utilizá-la tanto por meio de sua interface de gravação de testes, o Selenium IDE, quanto utilizando sua API para escrever os testes em diferentes linguagens como: Java, C#, Ruby, Perl, PHP e Groovy.

Ele foi criado em 2004, nos laboratórios da ThoughtWorks em Chicago, por Jason Huggins, que na época trabalhava em um projeto interno chamado Time and Expense (T&E), que fazia uso extensivo da linguagem JavaScript.

A ThoughtWorks é uma empresa mundialmente reconhecida pela excelência em desenvolvimento ágil de software e tem como um de seus principais líderes, Martin Fowler. Posteriormente, o projeto foi aberto e outras pessoas ajudaram a evoluir até chegar ao que temos hoje.

A principal motivação por trás da criação do Selenium está relacionada à ineficiência dos testes manuais, que consumiam um tempo excessivo da equipe do projeto T&E da ThoughtWorks, além do custo elevado de outras ferramentas similares no mercado, que estava além do orçamento do projeto.