Respostas interessantes marcadas com a tag

12

O problema é que quando você digita o seguinte: A [enter] B [enter] Foi inserido no buffer de entrada o seguinte: A\nB\n Quando executa scanf("%c", &c) você lê um único caractere do buffer. No caso é A. \nB\n Repare que em momento nenhum o \n foi consumido. No próximo scanf("%c", &c), ele será lido. Então c = '\n' e o buffer é: B\n E aqui ...


11

Não tem como fazer isso. O scanf() é útil para leituras bem básicas. Se precisa de algo mais complexo precisa escrever uma função mais sofisticada ou usar alguma biblioteca que forneça algo melhor. Em aplicações reais é comum os programadores terem algo assim à mão. Sequer dá para limitar a quantidade de casas decimais usando um double já que a ...


8

Como a performance pode variar de acordo com a implementação, quem fará programação competitiva certamente testará isto na implementação usada para ter certeza de qual é melhor. Se a pessoa não souber que este é o caminho correto é melhor não entrar em competição. Em um bom compilador (biblioteca padrão), sem bugs, bem escrito, se usar std::ios_base::...


7

O problema é que as suas variáveis são declaradas como char, mas você faz a leitura como int. Assim, a função scanf faz a leitura de mais do que 1 byte e invade a memória da variável x2 (que como foi declarada depois, está logo em seguida na memória). Usando o Visual Studio, por exemplo, dá pra perceber que os endereços de memória de cada uma das variáveis ...


7

Na verdade a pergunta parte da premissa errada. O código que cria a string está a limitando em 5 caracteres, não tem nada de ilimitado ali. Este código reservará 6 bytes no código para alocar os 5 caracteres mais o terminador e no momento que a função for chamada será a alocado um ponteiro para esta região. Você não pode mudar esse tamanho. O que pode ser ...


6

Resolvi responder para dar um código mais limpo e dentro dos padrões: #include <stdio.h> int main() { char op = ' '; char letra = ' '; do { printf("\n0) Sair\ \n1) Digite uma letra\ \n2) Mostre a letra\ \nOp: "); scanf(" %c", &op); switch (op) { ...


6

scanf("%d",...) vai ler e colocar um valor inteiro (exemplo 4 bytes) no endereço que lhe for passado. Como a variável para onde estás a ler só tem um byte (char), a desgraçada da variável vizinha fica atropelada. Este tipo de coisas pode causar efeitos imprevisíveis (ex, segmentation fault)


6

Quer dizer em comparação ao scanf() e printf() que são os mais comuns que as pessoas tem contato no início de aprendizado? Esse s indica que a operação ocorrerá em um buffer de string previamente existente, em oposição ao console que é o normal nas funções mais comuns de entrada e saída de dados. Todas as operações de scan e printf pegam dados de um stream ...


6

SSCANF De acordo com o livro "The ANSI C Programming Language", de Brian W. Kernighan, a função sscanf, cuja declaração é int sscanf(char *s, const char *format, ...); é uma função equivalente a função scanf, cuja declaração é int scanf(const char *format, ...); ou seja, sscanf faz o mesmo que scanf, exceto que os caracteres de entrada são recebidos da ...


6

scanf("%d", &variavelA) Está manando ler no console um dado que deverá ser compatível com um número decimal. O valor será colocado na variável variavelA através da sua referência (&). Ela retornará o número de dados lidos corretamente, portanto espera-se que retorne o valor 1, embora possa eventualmente vir maior que isto. Se falhar a ...


5

Pra falar a verdade nenhum. Em código real em produção quase todo mundo usa algo criado para ler porque tudo o que existe tem problemas. Isto corre com várias funções de C, e este é um dos problemas de uma linguagem que quer fornecer só o básico e não quer evoluir (ainda que isto tenha suas vantagens também). Para exercícios e códigos simples depende do que ...


4

Tem vários erros aí. Você nunca viu em livros por causa disto. Acho que falta você entender pelo menos dois conceitos em C. Não vou entrar em muitos detalhes. Ponteiros Quando você escreve &dia é o mesmo que dizer "no endereço de". Isto é uma forma de usar ponteiro. O ponteiro é um indicador que você vai usar um endereço de memória. O scanf() ...


4

O que acontece neste caso é que esta a passar ao scanf(...) uma string de formatação. Esta string de formatação indica ao scanf(...) como processar o input lido, ou seja é uma directiva de formatação. Se ao processar o input a validação desta directiva falhar, o scanf(...) para de ler os inputs e retorna. Uma directiva pode ser constituída pelo(s) seguinte(...


4

Experimenta com arrays em vez de ponteiros #include <stdio.h> int main(void) { char string[1000]; // array em vez de ponteiro char string2[1000]; // array em vez de ponteiro printf("Primeiro nome: "); if (scanf("%999s", string) != 1) /* erro */; printf("Ultimo sobrenome: "); if (scanf("%999s", string2) != 1) /* erro */; ...


4

O principal motivo do problema é que está pegando o endereço do matriz para imprimir. Então para resolver é só tirar o operador & no argumento do printf(). O operador é necessário no scanf() apenas para passar uma referência, na impressão isto não é necessário, então o parâmetro não está esperando uma. Dei uma melhorada geral, mas dá para evitar o laço ...


4

O scanf possui um formato para a leitura de caracteres, assim ele lê tudo o que for digitado até um valor especifico. scanf("%[^\n]", var); // irá ler tudo que estiver antes do \n (quebra de linha) Como sua String tem um tamanho fixo, pode usar uma constante para indicar o tamanho máximo que deseja ler. scanf("%100[^\n], var); // irá ler os antes de \n ...


4

Crie uma variável float e uma inteira para comparar uma com a outra, dessa forma. #include<stdlib.h> #include<stdio.h> int lerInteiro(); int main() { int numero=0; numero=lerInteiro(); printf("Numero: %d .\n",numero); return 0; } int lerInteiro() { float numero=0; int ...


4

Uma das formas é usar a leitura normal adaptando às necessidades, algo assim: char arquivo[] = "1 2 3 4 5"; int a, b, c, d, e; sscanf (arquivo, "%d %d %d %d %d", &a, &b, &c, &d, &e); printf ("%d - %d - %d - %d - %d", a, b, c, d, e); Veja funcionando no ideone. E no repl.it. Também coloquei no GitHub para ...


4

Se quiser ignorar o zero deve ler de forma obrigatoriamente decimal, e isto se dá usado o %d, e por ser um long long de ser %lld: #include <stdio.h> int main(void) { long long valid; scanf("%lld", &valid); printf("%lld", valid); } Veja funcionando no ideone. E no repl.it. Também coloquei no GitHub para referência ...


3

Fiz esse teste aqui e ele leu a linha inteira. Como você está verificando o valor lido? Pode ser que o erro esteja nessa parte. Veja o meu código: #include <stdio.h> #include <stdlib.h> int main() { char texto[3000]; fgets(texto, 3000, stdin); printf("%s", texto); return 0; }


3

Porque o scanf() trata a entrada com uma quebra de linha no final e isto pode causar problemas de buffer. Este espaço indica que haverá uma substituição da quebra de linha que é espúrio aí. Normalmente só dá problema quando há repetição de leitura onde a quebra de linha acaba ficando para a próxima entrada. Relacionado.


3

Este código não faz sentido e nem compila. O principal problema é que o scanf() interpreta espaços de forma inadequada, então precisa pedir para ele formatar da forma adequada. Na verdade qualquer coisa além de exercícios simples não se deve usar scanf(). #include<stdio.h> #include<ctype.h> void namechange(char abc[]) { for (int i = 0; abc[...


3

Antes de começar, acho que você na verdade queria usar "%19[^\n]" ao invés de "%19[^\n]s". A segunda versão na verdade quer dizer "uma string de até 19 caracteres sem ser \n, seguido da letra "s". A razão para o comportamento estranho do seu primeiro programa é que o primeiro scanf não consome o \n da primeira linha do seu arquivo de entrada. Quando o ...


3

Funcionar X certo Entenda que C deixa você fazer tudo, e exige que você se responsabilize por tudo. Isso é ao mesmo tempo ponto positivo e negativo da linguagem. Ela é próxima do Assembly. Então só não "funciona" o que não tem jeito de funcionar. Mas funcionar e estar certo são coisas bem diferentes, eu vivo falando isso e quase ninguém ouve. Em C ...


3

A melhor (sem falhas, compativel com todos os sistemas) maneira de ler input do utilizador é utilizar unicamente fgets() para obter dados (nao misturar com scanf(), getchar(), ou outras funcoes de leitura). Cada vez que se faz um fgets() deve-se verificar se se leu uma linha completa (o ultimo elemento da string lida é '\n') e, caso contrario, continuar a ...


3

O maior problema é que não está passando o endereço da variável onde deve ser colocado o valor no scanf(). Esta função precisa saber onde deve colocar o valor digitado. Passar o valor que está nela não serve para nada. Funciona diferente do Python que o valor é retornado na função. O operador & pega o endereço da variável. É isto que precisa mudar no ...


3

O principal problema é a formatação do scan() errada, e nada tem a ver com o laço. d é para inteiros, e o double deve usar lf. #include <stdio.h> double power(double n, int p) { double pow = 1; for (int i = 1; i <= p; i++) pow *= n; return pow; } int main() { printf("%.0f\n", power(5, 2)); printf("Enter n and p (...


3

Não faz sentido ler desta forma, peça um inteiro e seja feliz. Entenda que estes mecanismos padrões de console de C, especialmente leitura, existem só pra fazer coisas muito básicas e em códigos reais as pessoas usam mecanismos próprios ou de bibliotecas que executam isto de forma mais adequada. O objetivo do uso deles é só pra dar sustentação para ...


3

Estão dando soluções complicadas demais... Como fazer: Person pessoa; printf("Digite seu nome:\n"); scanf(" %99[^\n]", pessoa.name); // um espaco antes de %99[^\n] printf("Digite seu endereço:\n"); scanf(" %99[^\n]", pessoa.address); // um espaco antes de %99[^\n] printf("Digite sua idade:\n"); scanf("%d", &pessoa.age); // aqui nao precisa do ...


2

Poderia muito bem continuar com o que está fazendo e criar um vetor de um tamanho praticamente ilimitado e.g entrada[500000]; Ou criar um buffer e ir carregando os itens parcialmente : #include <stdio.h> #include <string.h> #include <stdlib.h> void* vetgen(void *vetor,int newsize,int size){ void *newarr=malloc(newsize); memcpy(...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam