Skip to main content

Utilize esta tag quando a pergunta se refere a algum recurso, informação ou problema relacionado exclusivamente ao pré-processador Sass. Sass é um pré-processador de folhas de estilo para auxiliar na produtividade e manutenção do código CSS. É uma extensão do CSS que adiciona recursos como regras aninhadas, variáveis, mixins e extensões de classe. Isso permite aos desenvolvedores escrever CSS estruturados, gerenciáveis e reutilizáveis.

Descrito no site oficial como "css com super poderes", o Sass possui algumas características:

Variáveis

Variáveis são uma maneira de armazenar as informações que você deseja reutilizar em toda a folha de estilo (ou em outras). Você pode armazenar cores, fontes ou qualquer valor de CSS que achar que deseja reutilizar. Sass usa o símbolo $ para transformar algo em variável. Aqui está um exemplo:

Sass

$font-stack:    Helvetica, sans-serif;
$primary-color: #333

body
  font: 100% $font-stack
  color: $primary-color

CSS

body {
  font: 100% Helvetica, sans-serif;
  color: #333;
}

Aninhamento

O Sass permitirá aninhar seus seletores de CSS de uma maneira que segue a mesma hierarquia visual do seu HTML. Esteja ciente de que regras excessivamente aninhadas resultarão em CSS super qualificado que pode ser difícil de manter e geralmente é considerado uma má prática.

Sass

nav
  ul
    margin: 0
    padding: 0
    list-style: none

  li
    display: inline-block

CSS

nav ul {
  margin: 0;
  padding: 0;
  list-style: none;
}
nav li {
  display: inline-block;
}

Mixins

Um mixin permite que você faça grupos de declarações CSS que deseja reutilizar em todo o site. Você pode até passar valores para tornar sua mixagem mais flexível. Um bom uso de um mixin é para vendor prefixes. Aqui está um exemplo para o transform:

Sass

=transform($property)
  -webkit-transform: $property
  -ms-transform: $property
  transform: $property
.box
  +transform(rotate(30deg))

CSS

.box {
  -webkit-transform: rotate(30deg);
  -ms-transform: rotate(30deg);
  transform: rotate(30deg);
}

Todas as informações acimas foram obtidas através do site oficial, para mais detalhes, veja o guia Sass Basics.

Links Relacionados: