Respostas interessantes marcadas com a tag

71

São duas sintaxes diferentes do SASS com as mesmas funcionalidades. O SASS era originalmente a sintaxe oficial e ela é um pouco diferente da sintaxe do CSS, sem chaves e pontos e virgulas. A sintaxe SCSS agora é a oficial e é mais parecida com a sintaxe do CSS. Na prática a escolha entre as duas é uma questão de gosto. Olhe abaixo um exemplo da sintaxe SASS ...


19

Há um Gist em que as diferenças e especificidades são colocadas em detalhes. Há também este documento em que se ponderam vários aspectos mais macro entre os dois padrões, que na avaliação final o SASS é superior, embora o LESS tenha várias coisas a seu favor. Recomendo ler também a parte dos comentários. Há ainda um padrão chamado Stylus, muito sucinto e ...


16

se eles cumprem o mesmo papel, ou se possuem uma abordagem diferente. Essa sua frase define o tom da sua pergunta. Vou procurar basear minha resposta em ambos os pontos citados. Eles cumprem o mesmo papel? Basicamente, sim. O papel do pré-processador é fornecer o ferramental necessário para que seja possível contornar alguns problemas recorrentes da ...


12

O SASS, como você mesmo disse, é um pré-processador. A ideia de usar o SASS é justamente estender o CSS com algumas funcionalidades que tornem a tarefa de escrever folhas de estilo mais fácil. Algumas dessas funcionalidades são nesting, mixins e variáveis. A parte mais importante do SASS é que ele não existe como um substituto do CSS. Dessa forma, você ...


10

Por que utilizam essa ferramenta: https://developer.chrome.com/devtools/docs/css-preprocessors Como os arquivos CSS são gerados, editar os arquivos CSS diretamente não é tão útil. Para pre-processadores que suportam mapas de origem CSS (.css.map), DevTools permite editar seus arquivos de origem(.sass) no painel e visualizar os resultados sem ter que sair ...


10

Pré-processadores de CSS3 são linguagens com o propósito de ajudar na criação de estilos compatíveis com todos os navegadores e com diversos recursos para nos ajudar, principalmente quando temos CSS's enormes. O mais importante é reconhecer a sintaxe, e para nossa sorte todos esses pré-processadores usam uma linguagem semelhante entre si. Sass e LESS ...


9

Vou compartilhar o que conheço e algumas fontes sobre o assunto. O que elas fazem exatamente? LESS, SASS e SCSS são extensões do CSS, ou seja, de uma maneira bem simples, adicionam funcionalidades ao CSS. Pegando o contexto de desenvolvimento Web, podemos pensar em como o TypeScript é para o Javascript, adiciona novas funcionalidades, sem quebrar a ...


7

A utilização de @mixin e @extend pode parecer semelhante e ter a mesma finalidade, apesar de isso ser verdade, elas possuem propósitos diferentes bem como seus prós e contras. Ambas, se utilizadas de modo errado, podem se tornar uma baita dor de cabeça. No começo a gente pode tender a utilizar um ou outro aos montes devido a praticidade que eles nos dão para ...


7

mixins Permitem que você defina estilos que podem ser reutilizados em toda a folha de estilo. Permite reproduzir regras CSS completas em um documento Sass e até mesmo ter argumentos que permite que você produza uma grande variedade de estilos com muito poucos mixins. Imagine que você tenha algumas declarações que são repetidas várias vezes em sua folha de ...


6

Bom, podemos dizer que SCSS e SASS fazem tudo que o CSS deveria fazer e não faz. Aqui vai alguns exemplos: Fácil manutenção Imagine que tenho um site com uma determinada paleta de cores e preciso alterar a paleta do mesmo ou criar um novo template para variar em determinada página. Assim temos: Em CSS eu teria que acessar todos os arquivos de estilo e ...


6

Com CSS puro vc pode fazer usando custom variables, não é exatamente como vc quer mas pode te ajudar Caso queira uma cor especial para o :hover, basta no :root vc tb declarar uma cor que vai usar no :hover, no caso a var(--red), e no p.azul:hover vc muda o valor de --azul para var(--red) 😉 Veja o exemplo para entender melhor: :root { --azul: ...


5

@at-root é uma diretiva . Ela funciona pra 'saltar' de onde você aninhou em seu Sass para um nível superior. Por exemplo, você pode usá-lo assim: h1 { font-size: 16px; @at-root { header { margin: 0 auto; width: 98%; } } } E o resultado é assim: h1 { font-size: 16px; } header { margin: 0 auto; ...


5

Um script jQuery bem simples resolve! O que precisa fazer é mudar o css quando o elemento é selecionado. $('#estado').change(function(){ $(this).css('color', 'red'); }); Veja funcionando no jsfiddle


5

Você pode instalar o Node.js na sua máquina. Ele serve para rodar diversas aplicações que você pode baixar no NPM, dentre elas o Gulp. O Gulp automatiza diversas operações para você. Aliado ao gulp-sass, por exemplo, você poderá compilar seus arquivos SASS automaticamente a cada vez que forem salvos - o plugin fica observando o diretório onde eles estão e ...


5

% é feito para criar um "placeholder" de CSS, e para utiliza-lo vc precisa fazer um @extend. Veja a documentação oficial do placeholder https://sass-lang.com/documentation/style-rules/placeholder-selectors Aqui tem um exemplo de como o seu código ficaria %cf { &:after { content: ''; display: block; clear: both; } } ....


4

sass --watch scss:css --style compressed


4

Altere as configurações no seu config.rb. Você pode definir a variavel output_style para :compressed por exemplo. No comentário da linha desta variável, por padrão vem escrito outras opções, você pode testar elas para ver qual se encaixa melhor na sua necessidade.


4

Quando o :has for suportado nos navegadores poderia utilizar, acredito que iria funcionar: select:has(option[value=""]) { color: red; } Entretanto, até o momento nenhum navegador suporta e talvez isto nem saia do papel. Uma opção seria criar uma longa transação/animação, assim prevenindo que a cor volte para o estado normal. /!\ Isso é uma gambiarra! ...


4

Existe ainda um outro conceito que não foi abordado pelas outras resposta que é o aninhamento de seletores ou em inglês nested selector Essa prática é muito interessante na hora de criar componentes web. Veja abaixo um exemplo de código CSS aninhado. .features { background-color: #cccccc; .box { border-radius: 3px; border: 1px solid #666666; ...


4

Isso é possivel usando @mixin com @content. Por exemplo: @mixin mobile { @media (max-width: 992px) { background: black; @content; } } .exemplo { @include mobile { color: white; } } Vai compilar: @media (max-width: 992px) { .exemplo { background: black; color: white; } } Documentação


4

Um pós-processador de CSS nada mais é que um programa para ajudar no desenvolvimento de códigos CSS. Igual o SASS? Não. pré-processamento vs pós-processamento Diferente do pré-processamento de códigos (Sass, Lass e Stylus) que, quando processado, seu código é interpretado e é transformado em CSS, o pós-processamento pode atuar diretamente no código CSS ...


4

Essa fórmula vai fazer a progressão das colunas em PX até 1272px $grid__cols: 12; @for $i from 1 through $grid__cols { .col-#{$i} { flex-basis: (1272 / ($grid__cols / $i) ) * 1px; } } OUTPUT .col-1 { flex-basis: 106px; } .col-2 { flex-basis: 212px; } .col-3 { flex-basis: 318px; } .col-4 { flex-basis: 424px; } .col-5 { flex-basis: 530px; } ....


3

Apesar dos dois terem quase o mesmo propósito, eles tem um pequena diferença, onde mixin serve mais para incluir um bloco de código enquanto a function serve mais retorna um valor. What is the real difference between mixins and functions? Exemplo Mixin: A seguir mixin pode aceitar argumentos e fazer cálculos. A saída deste mixin (neste caso) é uma regra ...


3

adicione sudo antes do comando que está rodando antes: comando depois sudo comando


3

Tem por javascript. Utilizando jQuery você pode pegar o tamanho de uma div, por exemplo, assim: var largura = $('div#id').width(); A altura: var altura = $('div#id').height();


3

Basta apenas acrescentar o posicionamento da imagem: Utilize este css para a .box-img > img: .box-img > img { width: 100%; height: 100%; vertical-align: middle; } Simplificando, apenas adicione esta linha de código em .box-img > img: vertical-align: middle;


3

Tenho uma resposta que pode te ajudar. Ela não resolve o bug de compilação, mas resolve a questão do número sobrescrito no content. Repare o content:"" do elemento ::after pode receber caracteres em unicode, mas para resolver isso vc pode usar o código unicode do caractere substituindo o "m²" por "m\00B2". Assim vc evita o caractere especial e usa o apenas ...


3

Acredito que primeiramente vc deve criar o seu @mixin, e depois fazer o @include como vc pode consultar no guia: https://sass-lang.com/guide Dessa forma: $purple: #9b0aa8; @mixin transform($property, $propertyx) { transform: $property, $propertyx; } #fofo{ width:40px; height:40px; background: $purple; } #fofo:hover{ @include transform(rotate(...


3

Amigo vc está escrevendo errado....! não tem o espaço entre o -- e o version.... deve ser assim node --version como o -- colado no version


3

Cara qualquer servidor vc pode hospedar um arquivo .sass ou .scss ou .less. Mas o que não vai acontecer é o serviço de hospedagem compilar seus aquivos para .css de forma que o browser consiga renderiza-lo. O Browser por contra própria não consegue compilar aquivos desse tipo (.sass/.scss/.less) em um .css. O que vc pode fazer é usar algum tipo de WebPack ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam