Respostas interessantes marcadas com a tag

11

Em termos de performance e assertividade os dois são praticamente equivalentes: A unique index guarantees that the index key contains no duplicate values and therefore every row in the table is in some way unique. There are no significant differences between creating a UNIQUE constraint and creating a unique index that is independent of a constraint. Data ...


9

No MySQL é a mesma coisa. ALTER TABLE tabela ADD CONSTRAINT UNIQUE KEY é a mesma coisa que CREATE UNIQUE INDEX De acordo com a documentação: KEY e INDEX são sinônimos. KEY is normally a synonym for INDEX. The key attribute PRIMARY KEY can also be specified as just KEY when given in a column definition. This was implemented for compatibility with ...


6

KEY e INDEX são sinônimos em MySQL. Eles querem dizer a mesma coisa. No banco de dados você usaria índices para melhorar a velocidade de recuperação de dados. Um índice é tipicamente criado em colunas usadas em cláusulas JOIN, WHERE e ORDER BY. Importante : Você só pode ter uma chave primária por tabela, mas várias restrições exclusivas. Há uma diferença ...


6

O PostgreSQL permite que uma coluna seja nula mesmo que tenha uma restrição de UNIQUE já que o valor NULL é excepcional e nunca é igual a outros nulos. Não há nada que impeça o que você está fazendo. Você só teria problemas se tentar fazer isto em chave primária, o que não é o caso. Há uma corrente que defende que uma tabela nunca deveria ter nulos. Isto é ...


3

Se você colocar uma restrição no banco de dados deve resolver. Isto é feito através da cláusula UNIQUE KEY. CREATE TABLE `tbl_users` ( `id` int(11) NOT NULL auto_increment, `username` varchar(250) collate latin1_general_ci NOT NULL UNIQUE KEY, `password` varchar(250) collate latin1_general_ci NOT NULL, PRIMARY KEY (`id`) ) ENGINE=MyISAM DEFAULT CHARSET=...


3

Muitos devem pensar que isso não faz diferença no banco de dados, mas faz! E não só para o DBA/Administrador, mas para os desenvolvedores também pois pode influenciar como um código é escrito. Trabalho muito com IBM Informix e nele sei que existe as diferenças abaixo. Indice UNIQUE Pode ser criado/apagado ONLINE, com usuários utilizando a tabela Isso ...


2

O comportamento padrão do PHP é utilizar o hash md5 ou sha1 de alguns valores obtidos no momento da geração do ID: IP do cliente; Horário atual; Número aleatório qualquer (pode ser fornecido por um PRNG do SO, como /dev/urandom). É possível haver colisão? Sim! Como se é conhecido, tanto o MD5 quanto o SHA1 são inseguros. Mas o objetivo é simplesmente ...


2

Para ver como o identificador é gerado, basta olhar no código, basicamente ele é baseado em MD5 por padrão, mas pode ser SHA1 ou outra. Outros ingredientes: Endereço IP do cliente - L298. Horário atual - L300 Um gerador de número aleatório - PRNG - L349 Se o sistema operacional tiver uma fonte aleatória específico do sistema operacional, o mesmo é usado, ...


2

Eu geralmente utilizo o IP do usuário ($_SERVER["REMOTE_ADDR"]) com o timestamp em segundos do momento da criação da sessão utilizando a função time() juntamente com alguma palavra chave, tudo isso converto pra md5 (md5()) ou sha1 (sha1()) e crio a minha hash! Para uma mais precisa ainda, pode utilizar a função microtime() que retorna o tempo em ...


1

A geração da sequência é/precisa ser independente da transação. A ideia é que ela mantenha, sempre, um valor único, crescente: estão em sequência mas não é garantido que sejam contíguos. Imagine um cenário onde você abra uma transação, insira 1000 registros, ao mesmo tempo outro usuário do banco insere 100 registros sem qualquer transação. Os ids gerados ...


1

Deixarei traduzido o link que o @Wallace Masters informou acima para quem não sabe inglês. "Eu não acho que o CI tenha uma solução interna para caso com mais de uma Chave Primaria. Eu usaria um callback_ como este: Mas perceba que você precisa enviar a segunda chave primária como uma uma informação extra e a regra precisa ser aplicada na primeira chave ...


1

A unique key garante a unicidade de informações na sua tabela, a primary key também porém esta última pode ser utilizada para relacionamentos de foreign key com outras tabelas. Geralmente chaves únicas também pode ter registros nulos, por isso não podem ser chave primária. Deve-se ficar atento a isso.


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam