Respostas interessantes marcadas com a tag

6

O problema está na notação do LaTeX. Altere suas fórmulas para $$\sqrt{\frac{a}{b}}$$ $$\forall x \exists y(F(x,y)) \to Q(y,x))$$ $$s = \sqrt{\frac {\sum_{i=1}^N(x- \bar{x})^2} {N -1} }$$ Note que a maneira correta de escrever o operador de existência é \exists, com um s ao final. Há três maneiras principais de escrever fórmulas no LaTeX: Na própria ...


4

Creio que o seguinte código R, com algum awk preparatório, faz o que a pergunta pede. Primeiro vou redirecionar a saída do comando iconv da pergunta para um ficheiro novo, o ficheiro 2019_Viagem_UTF8.csv. iconv -f ISO-8859-1 -t UTF-8 2019_Viagem.csv > 2019_Viagem_UTF8.csv É este ficheiro que vou processar. Agora vou mudar ligeiramente a linha de ...


4

Você pode usar a função strptime() e outras mais que coloquei no exemplo: x <- "23:02:1989 14:22" dataHora <-strptime(x, "%d:%m:%Y %H:%M") # converte para o formato adequado # [1] "1989-02-23 14:22:00 GMT" E se quiser separar em data e em hora: data <- as.Date(dataHora, "%d:%m:%Y") hora <- format(dataHora, "%H:%M")


4

Eu não vejo uma solução automatizada para isso por dois motivos. Tu não tem (ou ao menos não forneceu) uma função que relacione x e dado. Desta forma, é impossível calcular dado a partir de x. Talvez esta função nem exista, pois estes dados podem ser experimentais. x está definido nos inteiros entre 1 e 30, mas quantile(x,probs=1/3) é igual a 10.66667, o ...


4

O arquivo está preenchido de maneira incorreta na fonte. Até onde sei, vai ser impossível ler ele, desta maneira, dentro do R. Descobri isso ao rodar, no terminal, o comando cat 2019_Viagem.csv | awk -F";" '{print NF-1}' | head -7379 | tail -3 Indo por partes, o que este comando faz é o seguinte: cat 2019_Viagem.csv: imprime o conteúdo do arquivo ...


3

Toda posição de um data frame df no R pode ser acessada através do comando df[x, y] Em que x é a linha de interesse e y é a coluna de interesse. Entretanto, ao rodar df[x, ], sem especificar a coluna desejada, o R entende que deve reportar todas as colunas do data frame. Para selecionar as linhas da coluna Área.dos.estabelecimentos.agropecuários..Hectares....


3

Vou fazer em duas linhas de código. Basta ver que os valores lógicos FALSE/TRUE são codificados internamente pelo R como inteiros 0/1, respetivamente. Então, vê-se primeiro se os valores da duas colunas são iguais e depois transforma-se em inteiros. Há ainda que ver se as colunas são de classe "character" ou "factor". As funções read.table e derivadas ...


3

O melhor para fazer o que a pergunta pede é usar o pacote ggplot2. Vou ainda usar o pacote reshape2 para reformatar os dados de formato largo para formato longo. library(ggplot2) longo <- reshape2::melt(Total_CPIs, id.vars = "Período") ggplot(longo, aes(x = factor(Período), y = value, fill = variable)) + geom_bar(position = position_dodge(1), stat="...


3

Uma maneira é ajustar um modelo linear, uma vez que o gráfico de (x, dado) é quase uma reta. Este valor é comum aos dois gráficos abaixo. tercil <- quantile(x, probs = 1/3) Agora, vendo o gráfico só de x e dado vê-se que não é uma reta perfeita mas quase. Assim, vou primeiro ajustar um modelo com os dados completos. O valor de y correspondente a ...


3

Pode fazer o que quer com duas aplicações de lapply, a melhor maneira de o fazer. Com o ciclo for e assign, fica com vários dataframes no .GlobalEnv, com lapply fica com uma lista que os mantém todos no mesmo sítio. É melhor prática deixar o .GlobalEnv bem arrumado e além disso é muito mais fácil processá-los depois. nome_arquivo <- list.files() ler &...


2

Você deve primeiro criar as duas variáveis: censo2$Minimo <- NA censo2$Maximo <- NA Existem algumas maneiras de aplicar a condição que você deseja. Uma forma clara (talvez não a mais rápida) é através de um loop for. for(i in 1:nrow(censo2)) { if(censo2$`Grupos de área total`[i] == "Mais de 0 a menos de 0,1 ha") { censo2$Minimo[i] <- "0" ...


2

Note que em nenhum momento a função mq retorna um objeto com os valores das estatísticas de Ljung-Box. Todos os resultados são colocados diretamente no prompt através do comando printCoefmat: function (x, lag = 24, adj = 0) { if (!is.matrix(x)) x = as.matrix(x) nr = nrow(x) nc = ncol(x) g0 = var(x) ginv = solve(g0) qm = 0 ...


2

Outra alternativa é usar o pacote lubridate, que faz parte do tidyverse. Assim teríamos: library(lubridate) x <- "23:02:1989 14:22" data_hora <- dmy_hm(x) class(data_hora) [1] "POSIXct" "POSIXt" A função dmy_hm() faz o parse de datas que estejam no formato dia, mês, ano, hora e minuto. A solução oferecida pelo @WillianVieira deixa as horas num ...


1

Tive uma pequena epopeia para instalar esse pacote no meu computador. Primeiro eu atualizei o meu java. Depois tive que instalar o pacote rJava. Para instalar o tabulizer fui direto no R, sem ser através da IDE (utilizo o RStudio) e inicializei como administrador. Só então utilizei o install.packages("tabulizer", dependencies = TRUE). Não sei exatamente ...


1

O seguinte faz o que a pergunta pede. i_col <- grep("área.dos.estabelecimentos", names(censo), ignore.case = TRUE) i_linha <- grepl("-", censo[[i_col]]) censo2 <- censo[!i_linha, ]


1

Olha, o gráfico que tu mandou a imagem tá em minutos não? Se vai de 0 a 9 minutos o gráfico mostra de 00:00 a 09:00, sendo minutos:segundos. Mas enfim, se quiser ter certeza que é pra manter os segundos ou minutos é só usar minute() do pacote dplyr. Aqui tô usando second() porque os primeiros 20 dados são todos no primeiro minuto. Mas o que eu faria pra ...


1

O código seguinte calcula o para cada valor de V_de_Busca o primeiro valor de V_Encontrado maior que esse valor de V_de_Busca. x$Maior <- sapply(seq.int(nrow(x)), function(i){ if(x[i, "V_de_Busca"] == 0){ 0 } else { j <- i + which(x[i:nrow(x), "V_Encontrado"] > x[i, "V_de_Busca"]) - 1 if(length(j) > 0) x[j[1], "V_Encontrado"] ...


1

Eis uma maneira de fazer o que a pergunta pede, só com R base. Primeiro fazemos uma cópia das colunas da base que vão ser processadas. E transformamos os seus vetores em vetores numéricos tendo em atenção que as casas decimais estão marcadas com vírgulas. É necessário substituí-las por pontos. tmp <- censo3[(ncol(censo3) - 3):ncol(censo3)] tmp[] <- ...


1

Pode fazer o que a pergunta pede da seguinte maneira completamente vetorizada. Esta maneira utiliza o pacote stringi. library(stringi) censo2$Minimo <- NA censo2$Maximo <- NA grupos <- unique(censo2[['Grupos de área total']]) Min <- stri_extract_first(grupos, regex = "[[:digit:]\\.,]+") Max <- ifelse(grepl('menos', grupos), ...


1

Notei que você fez uma nova pergunta querendo saber como trabalhar com a legenda do gráfico. A minha sugestão é parecida com a do colega, com algumas diferenças: A função utilizada para a reformatação do gráfico é a gather() do pacote tidyr. Observe que chamei de UF a coluna com os estados e, da forma que o gráfico foi montado, este vai ser o nome da ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam