Respostas interessantes marcadas com a tag

7

Se entendi o que você quer como resultado: data.frame(palavras = unlist(strsplit(palavras_cnae_agro$palavras, ' '))) EDITADO Ao invés de usar ' ' como espaço, é recomendado usar a sintax \\s+ do regex que considera todos os tipos de espaço: data.frame(palavras = unlist(strsplit(palavras_cnae_agro$palavras, '\\s+'))) Fonte: https://stackoverflow.com/a/...


6

O princípio a seguir é este: Em R as funções retornam o resultado da última instrução. Então, para retornar uma variável, basta pô-la sózinha na última instrução. construcaoSudoku <- function(){ matrizSudoku <- NA #atribuindo NA para o rbind funcionar corretamente for(i in seq(1, quantLinhas)){ linhaEntrada <- scan() matrizSudoku &...


6

Utilizando o paste. lenesson <- 10 paste("Seu número é", lenesson) Output. [1] "Seu número é 10"


6

Uma forma simples de fazer isso com R base é através do comando substr. Com ele, eu consigo extrair uma substring indicando onde ela começa e onde ela termina. Vejamos dois exemplos práticos, com os nomes Joao e Maria: Joao 1234 Maria 12345 Para extrair ao de Joao, o comando substr precisa extrair os caracteres 3 e 4. Para extrair ia de Maria, o comando ...


5

As linhas no gráfico que quer reproduzir não correspondem ao resultado de uma regressão linear, mas simplesmente à porcentagens do valor de x. Pode adicioná-las com stat_function. Se for usar em vários gráficos, pode primeiro guardá-las em uma lista. Estou usando dados simulados para facilitar a reprodução por outros usuários: library(ggplot2) set.seed(89) ...


5

Em linhas gerais, ao ajustar um modelo a um conjunto de dados, procuramos ajustar o modelo mais simples possível no maior conjunto de dados disponível. Lembre-se disso ao ler a minha resposta a seguir. O problema do teu código está no comando richards<-nls(y~a/((1+exp(b-c*x))^(1/d)),start = list(a=22.3,b=18.7,c=0.165,d=2.1)), que não informa ao R qual é o ...


5

Acho que o problema é como você define os valores iniciais e paramêtros dentro da função do modelo. Olhando a documentação do pacote deSolve e seguindo as orientações de como construir o modelo com a função with(), vai funcionar: library(deSolve) monod = function(t, c, parametros){ with(as.list( c(c, parametros)), { # derivadas d/dt dX ...


5

O problema está na repetição de valores no vetor positions. Só há 14 valores todos eles repetidos. Então o argumento limits reserva espaço para 14*2 posições no eixo dos y. Creio que a maneira mais natural é transformar o vetor DNASat em fator com os níveis definidos pela ordem de valores em positions. Mas para isso vou ficar só com os repetidos, porque é a ...


5

Isso ocorre porque o R segue as convenções da matemática. Primeiro é feita a potenciação e sua operação inversa, depois multiplicação e sua inversa e, por fim, adição e sua inversa. Dessa forma, 2 + 2 %>% sqrt() significa criar a expressão 2 + sqrt(2). Para obter o resultado desejado, é necessário informar explicitamente que a adição possui prioridade em ...


4

Você pode usar \b ou \<\> para limitar o início e fim de uma palavra: grep('\\balho\\b', c("produção e trabalho","fabricante de alho", "alho brasileiro","tem alho aqui"), value = TRUE) grep('\\<alho\\>', c("produção e trabalho","fabricante de alho", "alho brasileiro","tem ...


4

Os valores que serão apresentados no gráfico são controlados pelo scale_y_continuous, basta adicionar + scale_y_continuous(breaks = c(seq(0, max(engrep$Reprovações, na.rm = T)+50, 100))) no final do código que você vai ter o que deseja. O breaks delimita as linhas horizontais no gráfico, o label vai ser o mesmo que os valores do breaks. Se você preferir, ...


4

No R o operador %>% é chamado de pipe, ele vai usar o valor mais a esquerda para passar para a função, veja o que seria equivalente library(magrittr) print(2 + 2 %>% sqrt()) print(sqrt(2)+2) Resultado de cada print: [1] 3.414214 [1] 3.414214 vc deve estar imaginando que ele iria passar 2+2 = 4 para o sqrt, mas não é isso que acontece, isso seria ...


4

Se só precisa do mês abreviado, basta ficar com as 3 primeiras letras dessa coluna. Isso faz-se com a função R base substr. library(dplyr) library(tidyr) fen <- fen %>% gather(Mes, Voos, c("Janeiro":"Maio")) %>% mutate(mes_abbr = substr(Mes, 1, 3)) %>% select(Ano, mes_abbr, Voos) head(fen) # Ano mes_abbr Voos #1 ...


4

Basta ter um NA no vetor para que range retorne c(NA, NA). O exemplo mínimo é esse. vetor <- c(1, NA, 3) range(vetor) # [1] NA NA Para corrigir isso, use o argumento na.rm. Assim range(vetor, na.rm = TRUE) # [1] 1 3


4

Eis duas opções: x <- 10 cat("seu numero é", x, "\n") #seu numero é 10 sprintf("seu número é %g", x) #[1] "seu número é 10" Note que cat não põe a string entre aspas. Veja ainda os formatos em help("sprintf").


4

Pode converter para caracter e usar strsplit, convertendo depois de volta para número: numero <- 516481*10^9 algarismos <- as.integer(strsplit(as.character(format(numero, scientific = FALSE)), "")[[1]]) > algarismos [1] 5 1 6 4 8 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 strsplit retorna uma lista; o [[1]] indica para pegar o primeiro (e único, no caso) ...


3

O R não tem essa sintaxe da f-string, mas o pacote glue disponibiliza algo semelhante. Com ele poderíamos fazer algo assim: x <- 10 glue::glue("seu numero é {x}") #> seu numero é 10 Ele funciona de forma que ele avalia códigos r dentro nas partes dentro das chaves dentro das strings.


3

O problema está no excesso de parâmetros para tão poucos pontos. Se a função a ajustar está a usar uma translação do eixo dos x representada por x - C, pode-se eliminar um dos parâmetros, C, ajustando a função com valores de x1 = x - C0. fdata$x1 <- fdata$x - C0 fit1 <- nls(y ~ A*(1 + erf(E*B*x1/sqrt(2)))*dnorm(B*x1) + D, data = fdata, ...


3

Um ponto de partida para se conhecer o funcionamento de qualquer site são as ferramentas para desenvolvedor disponíveis nos navegadores. Neste caso, eu utilizei a aba Network (Rede) do Chrome para verificar de onde o arquivo estava sendo baixado: Daí percebi que ao selecionar o PT do Espírito Santo, por exemplo, o navegador fez uma requisição para a URL: ...


3

Apesar de já haver uma resposta aceite, eis uma solução com scan. data.frame(palavras = scan(what = character(), text = palavras_cnae_agro[[1]]))


2

Identifiquei algumas situações para para o plot e falta de coerência para o df. Achei interessante ajustar as data para poder checar se a organização do df realmente retratava a realidade. E ao proceder com as modificações percebi que os dados estavam organizados para o ano de 2090 e o seu filter não fazia sentido para datas. Ajustando isto e criando uma ...


2

Não é necessário carregar um pacote externo para fazer essa substituição, o R base tem funções sub e gsub que resolvem o problema. sub("^agr.*\\b", "agr.", filtro_palavras$palavras) # [1] "cultivo" "produtos" "atacadista" "papel" # [5] "madeira" "água" "...


2

É possível realizar isto para o chunk e para inline. Veja no exemplo abaixo: o valor real, valor com modificação para inline e a modificação para o chunk. O code abaixo está em rmd, e consta de head, print valores originais (chunk 1), função para ajuste inline (chunk 2), ajuste para print de resultado (chunk 3) e print valores com padrão de casas decimais (...


2

Você está confundindo no código fazer o loop com um contador e um loop de array. Quando se faz o for i in v, cada vez que o loop roda ele roda ele coloca o valor do próximo valor de v em i. A forma correta seria: pares <- function(v){ for(i in v){ if ((i%%2)==0){ b <- append(b, i) } } print(b) }


2

Aparentemente um dos problemas é a possibilidade de haver cores iguais para referências diferentes. A função fun abaixo resolve esse problema, criando um vetor de cores em que os nomes são valores únicos de ref e os valores de cor correspondentes. fun <- function(ref, cor){ cor <- as.character(cor) x <- unique(ref) i <- match(x, ref) ...


2

Como apontado por @rui-barradas nos comentários, pode usar setNames para associar os nomes das cores com o código hexa, só precisa fazer isso como uma lista e garantir que os nomes estejam associados aos códigos corretos. Também entendi pelo título que quer ordenar as barras pela ordem de REF. Para isso pode usar reorder. Como não forneceu seu conjunto ...


1

O problema está na primeira instrução. A função readline deve ser executada numa linha à parte, com ou sem as.integer. Senão, quando passa para a instrução seguinte está a enviar um <Enter> (seja <CR> seja <CR><LF>) automaticamente. Execute a primeira linha de código, introduzindo um número. Depois sim, pode seleccionar e executar ...


1

Pelo que entendi do seu código, quando o programa fez a pergunta Escreva sua idade: Você não digitou um inteiro válido (por exemplo, digitar uma string a ou apenas digitar <enter>), porém esse valor é necessário para executar o if. Já que o valor lido é armazenado na variável id. O erro ocorre porque o valor id é nulo. Uma maneira de tratar este erro ...


1

Estes dois exemplos dão em cada linha valores diferentes das somas. O primeiro exemplo é o da pergunta, só com ungroup no fim de modo a obter TRUE quando os resultados são comparados com o segundo método,muito mais simples. Quanto à segunda pergunta, para não ter as mensagens do summarise segue-se o que está na documentação, help('summarise'), When .groups ...


1

Você pode usar os [ ], que são uma ferramenta de indexação poderosíssima e subestimada, assim: df[is.na(df)] <- ''


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam