Respostas interessantes marcadas com a tag

5

Você pode incluir um chunk de CSS no corpo do arquivo .Rmd, para definir os atributos visuais dos elementos HTML da página que é gerada. Nesse caso específico, é preciso incluir, nesse chunk CSS, um seletor que identifique o cabeçalho, para então definir a cor de fundo desejada por meio da propriedade background-color. Um seletor possível seria div.header-...


5

Creio que o seguinte código R, com algum awk preparatório, faz o que a pergunta pede. Primeiro vou redirecionar a saída do comando iconv da pergunta para um ficheiro novo, o ficheiro 2019_Viagem_UTF8.csv. iconv -f ISO-8859-1 -t UTF-8 2019_Viagem.csv > 2019_Viagem_UTF8.csv É este ficheiro que vou processar. Agora vou mudar ligeiramente a linha de ...


5

O problema está na utilização de && em vez de &. Da documentação, help('&&') (ênfase minha.): & and && indicate logical AND and | and || indicate logical OR. The shorter form performs elementwise comparisons in much the same way as arithmetic operators. The longer form evaluates left to right examining only the first ...


4

Como está no comentário do Carlos Eduardo Lagosta, o pacote ggpubr tem uma função, stat_compare_means que pode inserir as linhas de comparação. No caso do exemplo abaixo, essas comparações serão as efetuadas por testes t, função t.test. library(ggplot2) library(ggpubr) symnum.args <- list(cutpoints = c(0, 0.0001, 0.001, 0.01, 0.05, 1), ...


4

A primeira coisa que eu faria é avisar para o R quais são os valores que anos pode assumir. No caso, estes valores vão de 1988 a 2014. Para mim, a melhor maneira de fazer isto é convertendo a coluna anos em fator e, explicitamente, dizendo que valores ela pode assumir: dados$anos <- factor(dados$anos, levels = seq(1988, 2014)) Isto feito, basta usar a ...


4

O ggplot2 se perde no teu gráfico com dois grupos porque, na realidade, tu tem duas variáveis de agrupamento para o teu problema: grupo (com os níveis A e B) e variable (com os níveis v1 a v5). Uma forma de resolver isso é criando uma terceira variável, que indique a interação entre elas. A função interaction faz isso perfeitamente e pode ser aplicada dentro ...


3

Use os argumentos vp.width e vp.height dentro do aes do geom_plot. Ambos os argumentos vp.width e vp.height variam de 0 a 1, onde 0 é o menor valor possível para o gráfico inserido e 1 é um gráfico inserido que ocupa a área inteira do gráfico original. Gráfico padrão, ocupando 1/3 das dimensões dos eixos jitter_iris + geom_plot(data = data.tb, aes(x, y, ...


3

Você pode tentar usar a função showModal(), para mostrar um aviso no final da etapa. library(shiny) library(rmarkdown) library(shinythemes) ui <- fluidPage( #tema theme = shinytheme("darkly"), navbarPage(title = "exemplo", # painél para relatório --------------------------------------------------- tabPanel("relatorio", ...


3

Depende de qual pacote você está utilizando o Knn, mas geralmente para avaliar o modelo você utiliza a função predict(modelo, novo_dado). Segue um exemplo utilizando o pacote caret que já escolhe os melhores parâmetros automaticamente: library(caret) # fixar semente RNG para resultado reprodutível set.seed(123) # treinar modelo knn utilizando a coluna ...


3

Uma solução pode ser encontrada no Stack Overflow em Inglês. Vou ainda usar o gráfico da resposta do usuário João Pedro Bazzo Vieira. Usa-se guides para dar outro valor ao aesthetic size com override.aes, e theme para tirar a cor do fundo das linhas da legenda. library(ggplot2) ggplot(economics_long, aes(x = date, y = value01)) + geom_line(aes(colour = ...


3

Foi dificil achar uma solução. Fiz com algumas cambiarras, mas funcionou. Basicamente, dupliquei o comando geom_line() para um intervalo além dos limites do eixo y: value01+100. require(ggplot2) # ANTES ggplot(economics_long, aes(x=date, y=value01)) + geom_line(aes(x=date, y=value01,colour=variable),alpha=0.5)+ scale_y_continuous(limits=c(0,max(...


3

Pode fazer de várias maneiras, aqui vão três delas. Em ambas o trabalho todo é feito por apply(dados, 2, sample, n, TRUE) A diferença está em como chamar esta instrução. 1ª Combinar replicate com apply. O resultado é um "array" com 3 dimensões. A terceira dimensão é nBS, as duas primeiras são as dimensões da matriz original. set.seed(1234) res1 <...


3

Pode extrair os preços com uma combinação de gregexpr e de regmatches. No que se segue tenho duas soluções a serem usadas consoante a estrutura dos preços no Brasil (sou Português). Se um preço pode não ter a parte decimal, use esta primeira expressão regular. m <- gregexpr("\\$[[:digit:]]+,{0,1}[[:digit:]]{0,2}", a) regmatches(a, m) #[[1]] #[1] "$...


2

O código da pergunta tem a variável a agregar, VALOR_DIA, onde deveria estar a variável de agregação. E falta a variável de agregação, que não pode ser a base inteira, um objeto de classe "data.frame". Uma maneira de agregar. Esta maneira usa uma formula para agregar o lado esquerdo pelas variáveis do lado direito (só uma). agg <- aggregate(...


2

Segue uma solução: library(dplyr) # Para manipulação dos dados library(ggplot2) # Para fazer gráficos # Criando seus dados: dados <- data_frame(Grupo = rep(c("Asia", "Europe", "Northern American", "Africa", "LAC", "Oceania"), each = 2), Dados = c(49.2, 79.6, 56.3, 77.9, 40.4, 57.7, 14.8, 24.7, 6.6, 9.5, 5.4, 8.4), ...


2

O que acontece é que seu if só dá uma resposta, TRUE ou FALSE, porque ele lê a lista toda de uma vez. Como todos os elementos não atendem as condições a comparação resulta em FALSE e vai direto pro else. Você tem que fazer a função ser aplicada para cada elemento, aí o if é testado para cada valor do vetor. Você pode fazer isso com uma das funções da ...


2

O código que se segue faz o que a pergunta pede. As mudanças foram: Com o pacote dplyr: extrair o primeiro nome de SUPERVISOR. Transformar a data/hora em só data. No gráfico: lab.size = 3 para ter anotações das barras mais pequenas. facet.by = 'DATA' para dividir por grupos de DATA. O eixo dos y foi esticado, para as anotações das barras se poderem ver. ...


2

Para ter todos os valores pode por os que quer na lista de saída da função. BEKK11 <- list(Original = list(data = rt, estimates = est, HessianMtx = Hessian, Sigma.t = Sigma.t, include.mean = include.mean), Everton = list(initial = par, lower = c1, upper = c2, loglike = -va, coef ...


2

Você tem que passar os novos dados como uma data frame como newdata para a função forecast. Sendo que o nome das colunas do data frame tem que bater com o nome das variáveis do modelo. library(forecast) mortos = window(Seatbelts[,c("DriversKilled")], start = c(1975,1), end= c(1984,12)) motoristas = window(Seatbelts[,c("drivers")], start = c(1975,1), end= ...


2

Pode criar uma tabela latex para cada matriz de estimativas com a seguinte função. Não vou usar o pacote stargazer mas sim o pacote xtable, que é mais simples e que para este problema chega bem. A saída da função é uma lista com as tabelas latex, uma por cada membro da lista. library(mgarchBEKK) library(xtable) mgarchBEKKlatex <- function(x, digits = ...


2

Seus dados estão no formato character e não como numeric. Vou postar solucionando logo pelas informações que você passou. Você também pode corrigir isso na importação, vendo os parâmetros que você usou. Se fizer isso recomendo não transformar em matriz, é um passo que você não precisa e se houverem formatos diferentes ela vai forçar tudo a ser character ...


2

Se precisar de um data.frame com os nomes e preços: library(magrittr) # para os operadores de fluxo dados <- strsplit(a, "(?<=[0-9] )", perl = TRUE) %>% unlist() %>% strsplit("R\\$") %>% do.call(rbind.data.frame, .) names(dados) <- c("item", "preço") E uma limpeza nos dados: dados$item %<>% gsub("\n ", ""...


1

Um truque para selecionar linhas alternadas é usar um vetor lógico na indexação, o qual será reciclado por toda a extensão do data.frame: dados.brutos <- structure(list(key = c("pais", "litros_cerveja", "pais.1", "litros_spirit", "pais.2", "litros_vinho", "pais.3", "litros_alcool_puro"), value = c("Venezuela", "333", "Guyana", "302", "Argentina", "221", "...


1

Tem várias maneiras. Aqui uma usando a função apply, com um for e com o pacote dplyr. Só tinha postado a primeira que foi a única que consegui com os dados iguaizinhos ao que você mandou. As outras precisam que as entradas sejam caracteres e não fatores, o que se conserta fácil na entrada ou no código e que até faz mais sentido pelo jeito que os dados ...


1

Apesar da resposta do Willian Vieira estar, num certo sentido, correta, é preciso notar que talvez não seja a solução para todos os casos. A função which.min (e a correspondente which.max) retorna o primeiro valor do mínimo do vetor (respetivamente, do máximo do vetor). Se houver mais que um mínimo então, para obter todos, deverá ser de outro modo. x <...


1

Você não precisa criar a função para encontrar o menor valor, elas já existem: min() # para retornar o menor valor which.min() # para retornar a posição do menor valor no seu caso seria algo assim: pos <- which.min(df_ar[, 'litros_cerveja']) # retornar posição do menor valor menor_cerveja <- df_ar[pos, c('pais', 'litros_cerveja')]


1

Peço que das próximas vezes nos envie um código reprodutível, facilita muito o trabalho. Enfim, o problema do seu gráfico é a falta da declaração do aes(), ela é uma "função de citação", isto é, ela descreve as propriedades com que as variáveis serão exibidas em seu gráfico. ggplot(dados, aes(x = dados$`Renda per capita`, y = dados$`% de 18 a ...


1

Um função quefitdist chama, startarg, resulta em erro se houver algum valor igual a zero no vetor inserido em fitdist. if (distr == "weibull") { if (any(x < 0)) stop("values must be positive to fit an Weibull distribution") m <- mean(log(x)) v <- var(log(x)) shape <- 1.2/sqrt(v) scale <- exp(m + 0.572/shape) ...


1

Pode-se quebrar o título com title e subtitle. E para ter texto em itálicos, pode-se fazer com bquote e plotmath. library(ggplot2) ggplot(dados, aes(grupo, a)) + stat_boxplot(geom = "errorbar", size = 1, width = 0.3) + geom_boxplot(aes(fill = grupo), show.legend = F) + stat_summary(fun.y=mean, geom="point", shape=17, size=4) + labs(title = 'rMSSD', ...


1

Duas coisas que mudei pra conseguir fazer o gráfico. O eixo x tem que estar no formato datetime e não em date. Pra ficar no mesmo formato do eixo x do gráfico. Usei 11:00 como horário, mas serve qualquer um no dia que te interesse. Tirar o parâmetro rows, ou colocar o valor 1, já que só temos um gráfico e o parâmetro serve pra restringir as mudanças a ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam