Novas respostas marcadas com a tag

5

Existem duas diferenças fundamentais: random.choice retorna um elemento da sequência sorteada, enquanto random.choices retorna uma lista de elementos da sequência sorteada random.choices aceita pesos para as observações, enquanto o peso das observações é igual para todos os elementos em random.choice Veja como a diferença nos argumentos da função permitem ...


-2

https://cadernodelaboratorio.com.br/pymysql-integrando-python-com-o-mariadb/ import pymysql.cursors con = pymysql.connect(host='', user='', password='', database='', cursorclass=pymysql.cursors.DictCursor) with con.cursor() as c: sql = "SELECT *FROM *" c.execute(sql) res = c.fetchone() print(res) con.close()


1

O problema é que o programa também precisa entender que o usuário pode colocar somente 1 número ou nenhum Bom, para isso você precisa analisar o que foi digitado, antes de converter para int e sair fazendo a conta. Primeiro você pega o input e faz o split: valores = input("Insira 2 valores separados por vírgula: ").split(",") O que ...


0

Mudando somente um pouco import sys def soma (num1, num2): return num1 + num2 try: s1, s2 = input("Insira 2 valores separados por vírgula: ").split(",") except: print("Erro na entrada de dados.") sys.exit(0) try: print(soma(float(s1),float(s2))) except: print("Tem certeza que os valores ...


0

De acordo com os comentários esta usando o gnu/linux, segunda a estrutura FHS (Filesystem Hierarchy Standard) o local /usr/bin/ contém apenas arquivos não essenciais (que não são necessários para que o sistema funcione ou para a sua recuperação). ou seja não precisa ser root para acessar. instalando : sudo apt-get install python3 python3-setuptools python3-...


0

Eu sinceramente não sei se essa é a melhor solução para este problema, mas ainda assim é uma solução. Sim, existe um recurso no PyQt5 para criar sinais e é a classe QtCore.pyqtSignal. Através dela, você pode definir uma função a ser executada — utilizando o método connect — e passar para a thread o método emit que, ao ser executado, irá emitir um sinal para ...


0

Utilize o método de lista count, que retorna não só a quantidade de números como também de qualquer outro tipo de valor. Veja o código abaixo: def obter_frequencia(lista, *valores): dicionario = {} for valor in valores: dicionario[valor] = lista.count(valor) return dicionario obter_frequencia([1,1,2,1,2,2,1,1,2], 1, 2) # Retorno: {1: 5, ...


1

O problema é que os objetos de QAction, no final da execução do método, perdem suas referências e são coletados pelo Garbage Collector. Para solucionar o problema, você deve instanciar cada um dos objetos, a fim de manter a referência dos mesmos. No seu caso, armazene cada objeto em uma lista. Veja o código abaixo: class QTrayIcon(object): __options = []...


0

Qual versão do python voce está usando? Dê uma olhada nesse link: A diferença das funções input() e raw_input() Se estiver usando Python 2, use raw_input ao inves de input. def pesquisa_audiencia (canal): global canal_cultura, canal_globo, canal_band, canal_record if canal == "Encerrar": print('Encerrado') print_resultados()...


3

Outra forma interessante de resolver esta questão é utilizando a biblioteca dateutil. Dessa forma podemos implementar o seguinte código: from datetime import datetime from dateutil.relativedelta import relativedelta a = "2015-08-05 08:12:23" b = "2015-08-09 08:12:23" f = "%Y-%m-%d %H:%M:%S" ini = datetime.strptime(a, f) fim = ...


0

voce quer ajuda com fatoração com pivoteamento parcial? independente do que precisar, pesquise e tente implementar alguma solução e traga o erro, que ai a gente pode ajudar a encontrar alternativas que funcionem mas aqui não é lugar de resolver todo um código ou projeto


1

Para criar o y com o tamanho desejado basta criar uma listcomp usando o código abaixo, considerando que você está querendo travar o ycomo a média do atributo SG. y = [df['SG'].mean() for k in range(0, len(df['SG']))] OBSERVAÇÃO: Isso soluciona a questão do erro apresentado, mas do ponto de vista estatístico se deseja a correlação das variáveis, talvez não ...


-1

Bom uma forma de fazer isso em pyautogui seria basicamente assim: #pega o retorno da posicao atual de x e y do mouse e passa o valor da tupla para as duas variaveis x, y = pyautogui.position() print ("Posicao atual do mouse:") print ("x = "+str(x)+" y = "+str(y)) #retorna True se x & y estiverem dentro da tela print ("\...


0

Tem vários problemas aí, o mais grave na minha opinião é a função opcao_player chamá-la dentro dela mesma. Pode parecer algo "inocente" e que "funciona", mas não é. Chamar uma função dentro dela mesma se chama recursão, e ela tem usos bem específicos, não devendo ser usada em casos nos quais um loop simples resolve. E em vez de comparar ...


-1

Olá! O que está chegando com este request é um HTML e o json.loads não funcionará. Para carregar esta página deverás utilizar outros recursos como: scrapy e scrapy-splash. O scrapy-splash irá renderizar a página e então, assim, conseguirás recuperar o json lá contido, conforme informastes. Acredito que este vídeo poderá te ajudar. https://www.youtube.com/...


4

Basta incluir uma verificação a mais no if: def nome_ordena(nomes): for i in range(len(nomes)): i_menor = i for j in range(i + 1, len(nomes)): # se tamanho é diferente, ou se o tamanho é igual, usa a ordem alfabética if ( len(nomes[i_menor]) > len(nomes[j]) ) or ( len(nomes[i_menor]) == len(nomes[j]) and nomes[...


0

Boa noite. Me caro não sei se entendi seu problema, mas creio que você precisa que o código continue em loop até o usuário quitar o valor da bebida, correto? Primeiro vamos começar adicionando uma variável para definir o valor de cada bebida: preco = 0; if n1 == 1: print('\nVocê escolheu Água com Gás. Valor da compra R$3.00') preco = 3 elif n1 == 2: ...


2

Edit: Conforme lembrado nos comentários pelo usuário hkotsubo foi adicionado o padrão \b que corresponde a string vazia, apensado ao inicio e ao final de padrão determinando um limite formal da palavra a ser correspondida assim evitando a captura de "Botafogo .... gelol", "fogos ... congelou",... Ao invés de vasculhar uma string, em um ...


-1

numeros = input("Digite uma lista com números inteiros: ") print("Você digitou os seguintes números: ") print(numeros) #Cria a função remove_repetidos que cria e ordena um set a #partir de uma lista remove_repetidos = lambda l: list(sorted(set(l))) '''remove_repetidos.remove(" ")''' print("Sua lista filtrada e ordenada: ...


0

Crie esse campo como integer: totmatérias = models.IntegerField() Na hora de voce popular essa tabela, voce faz a logica e manda o numero que deseja... Voce pode sobrescrever o metodo save, para que, na hora de salvar, faça essa logica desejada: class Escritor(models.Model): id = models.IntegerField(primary_key=True) totmatérias = models....


3

não pode fazer os cortes e separação usando caracteres especiais como colchetes, asteriscos, e operadores matemáticos É claro que pode. Mas em vez de fazer um split, acho mais fácil pegar somente os trechos que você quer (no caso, tudo que está entre colchetes): import re texto = r"[1232131] testando [teste2] [teste3] e [teste4]" for i, ...


1

Se deseja imprimir individualmente os elementos de uma sequencia irregular simples, sequencia formada de sequencias regulares, uma opção é achatar essa sequencia para imprimir individualmente os elementos da forma que o convier. Para achatar uma sequencia irregular simples, pode-se utilizar o método de classe chain.from_iterable() que é usado para encadear ...


-1

no caso do seu algoritmo o break não irá funcionar, recomendo que use sys.exit() ou return na condição em que o usuário acerta o número secreto.


4

Como já foi dito nos comentários: Use os métodos str.lower() ou str.upper() para obter uma cópia da entrada em minúsculas ou maiúsculas e faça a comparação. Aplicar uma conversão de str() a saída de um input() é desnecessário pois o retorno de input já é uma string. No exemplo a expressão x:= input(pergunta).upper() != 'REPETE' pode ser entendida assim: ...


1

Uma forma de resolver essa questão mantendo o seu código seria da seguinte forma, usando a função capitalize() while(1): x= input('Meu avô tinha dois cachorros, um se chamava Pet e o outro se chamava Repete, o Pet morreu, quem é que ficou?') if x.capitalize() != 'Repete': print("Errado!") break else: print("...


1

Observe que este programa, assim como o próprio autor disse, é uma piada de mau gosto. O intuito deste programa é, caso o usuário digite a resposta CERTA o programa seja reexecutado. E, caso a resposta seja ERRADA o programa exibe uma mensagem de erro e encerra. A ideia do código é aquela velha piada sem graça do 5° ano, ou seja, toda vez que alguém digitar ...


0

Opa, tente com isso aqui: import json from datetime import datetime from peewee import (PostgresqlDatabase, CompositeKey, Model, CharField, DateTimeField, DoubleField, IntegerField, TextField, BooleanField) default_ config = {"banco": "ALTERDATA_WSHOP", "user": "postgres", ...


1

O problema está na sua lógica para não repetir os valores: num = randint(1, 60) if num not in lista[0]: lista[0].append(num) else: while num in lista[0]: num = randint(1, 60) lista[0].append(num) A ideia aqui é adicionar o num apenas se ele ainda não está em lista[0], porém o seu while definirá um laço infinito, visto que a condição ...


1

Não estou reproduzindo tudo que está no seu exemplo, mas acho que dá para ter uma ideia. Definindo Beta >>> class Beta: ... def __init__(self, a, b): ... self.a = a ... self.b = b ... def calculate(self): ... return self.a + self.b Definindo Experiment >>> class Experiment: ... def __init__(self, a, b, c)...


-1

Poderia utilizar a função str.format (retro-compatível com python 2.6+). print('O candidato(a): {} tem {} votos.'.format(aux['NOME'], aux['NUM_VOTOS'])) Uma versão compatível apenas para (Python 3.6+) seria utilizando a sintaxe de f-strings em python: print(f'O candidato(a): {aux["NOME"]} tem {aux["NUM_VOTOS"]} votos.')


1

Use: try...except com usando int() aninhado: while True: try: num = int(input('Escolha um número: ')) break except ValueError: print("Não é um número!") print(f'{num} é um número inteiro.') Utilizando o método str.isdecimal(): while True: inp = input('Escolha um número: ') if inp.isdecimal(): break print("Não é um ...


1

Tem que processar isso condicionalmente e apresentar o que deseja. O resultado de um booleano não foi feito para ser apresentado a não ser em circunstâncias muitos específicas. lm = input ('Digite uma letra ') print('essa é uma letra minúscula? {}'.format('Sim' if lm.islower() else 'Não')) Veja funcionando no ideone. E no repl.it. Também coloquei no GitHub ...


0

Para condições simples, você pode usar o if ternário do Python: print('obrigado, bom saber') if input('Você gosta de mim? ') in ['sim','claro','obvio'] else print('Que pena') Algumas pessoas consideram que esse é o jeito "Pythônico" de fazer. Outros dirão que prejudica a legibilidade. Como o seu objetivo parece ser aprender a usar o if, fica aí ...


1

Se não há necessidade de termino imediato do processo pB é possível com o método terminate() sinalizar de um processo a outro que seja finalizado passando sua referência por meio dos parâmetros args ou kwargs do constructor da classe Process. from multiprocessing import Process #Parâmetro p é o processo que será finalizado ao termino dessa função. def a(p): ...


1

Neste seu caso eu usaria uma classe e consideraria uma variável interna da classe como parâmetro, faça o teste: from multiprocessing import Process class Classe: processar = True def a(self): while True: print('a') break self.processar = False def b(self): while self.processar is True: ...


1

O que ocorre é que você está criando dois cursor e quando você fecha um deles, automaticamente fecha o outro. Pois trata-se da mesma conexão, diferenciando somente onde armazenou o cursor. Fiz a adição do dictionary=True, pois sem ele, quando executar um for (para casos fetchall()) terá que informar a posição do valor com index e se sua tabela mudar as ...


2

As suas listas contatoNome, contatoIdade e contatoNumero estão guardando todos os valores, então não adianta adicioná-las em lista1 e lista2, pois aí ambas terão todos os valores também. Na verdade eu sugiro rever a forma como está estruturando os dados. Se o nome, idade e número estão relacionados (se todas as informações referem-se à mesma pessoa), faz ...


1

Eu não sei exatamente o que quer fazer, mais vão algumas ideias: Inicialmente pode remover o aninhamento de classes e instanciar uma propriedade: class CrudTDados: def __init__(self, parent): self._parent = parent def select(self): print("select") def delete(self): print("delete") class CrudRegionalSPC(): ...


3

Tenho que dizer que é uma estrutura bastante confusa e muito tendenciosa a ser um Problema XY. Mas a título de conhecimento, ao definir o método como estático ele passará a atuar basicamente como uma função normal dentro da classe, então nem há a necessidade do self como parâmetro, visto que pertencerá à classe e não à instância. class CrudRegionalSPC: ...


0

Para filtros mais complexos que os disponibilizados nativamente, sugiro fazer manualmente, algo assim: for option in select.options: if 'Terrano II 2.7' in option.text: select.select_by_visible_text(option.text) break


2

Dicionários em Python não tem .append: eles sempre guardam uma chave e um valor, e isso independe da ordem de inserção - Dada a chave (no caso, o "nome"), ele sempre vai levar o mesmo tempo para te devolver o valor correspondente ("idade"): pessoas = {} quantidade = int(input("Quantas pessoas serão cadastradas? ")) for a in ...


1

def printar(self): print("ação") Button: id: option text: "Options" on_press: root.printar() Sempre que houver uma ação no botão a função chamada printar() sera iniciada, se só chamar a função "printar()" não sera encontrada tem que fazer referencia a instancia. Pode fazer a parte das especificações ...


0

Olá... Primeiro o seu return está retornando uma tupla com todos os valores que você pediu para serem retornados, isto acontece pois: o python não permite múltiplos retornos, então ele joga tudo isto dentro de uma tupla e lhe retorna. Por isto este retorno gigante da função repeatedString. Segundo o seu código possui alguns erros de lógica e ele está ...


2

Alguém sabe me dizer o problema desse código? Sim, eu digo que o código está todo errado. Pelos seguintes motivos: A abordagem é complicada demais para um problema simples. Não resolve nem o seu problema inicial que é construir uma string com base em outra para contar os caracteres a repetidos. É de difícil interpretação. Mesmo o código fosse corrigido o ...


0

Se quer trabalhar com nomes de arquivos, você até poderia manipular as strings diretamente, como indica a outra resposta. Mas também tem a opção de usar um módulo específico para tal, como o pathlib. Assim você pode verificar a extensão do arquivo e mudá-la de acordo: from pathlib import Path def change_extension(nome_arq): path = Path(nome_arq) # ...


As 50 principais respostas recentes são incluídas