Novas respostas marcadas com a tag

-1

Na realidade a f-string possui tempo de execução menor que as demais formas de formatação de strings, como mostra o benchmarks abaixo: https://cito.github.io/blog/f-strings/


1

Talvez o problema seja com a precisão da variável. Altere a linha 12 de while (i!=0.000007): para while (i<=0.000007): # menor ou igual a 0.000007 O comentário abaixo de @EltonNunes é perfeito. Apenas complementando: comparações de inequalidade (!=) são problemáticas quando utilizando operações de ponto flutuante dada a imprecisão à medida em que ...


1

Dado que vc confia na fonte da informação (a string que contem o json sempre está correta), pode usar isso: import json import requests json_string = """{ "contrato": { "atb1": "013128415879", "atb2": "20200109", "atb3": 0, "obj1": { "atb4": "182938", "atb5": "ABCD", "atb6": 3 }...


1

Use a seguinte expressão regular /([a-zA-Z0-9._-]+@[a-zA-Z0-9._-]+\.[a-zA-Z0-9_-]+)/ logo seu código fica: from urllib.request import urlopen from re import findall def emails(url): content = urlopen(url).read().decode() #print(content) padrao = "([a-zA-Z0-9._-]+@[a-zA-Z0-9._-]+\.[a-zA-Z0-9_-]+)" mails = findall(padrao, content) ...


6

Uma alternativa é usar o atalho \w, que em Python 3, por padrão, já pega letras acentuadas: from re import findall def frequency(string): palavras = findall(r"\w+", string) dicionario = {} for w in palavras: if w in dicionario: dicionario[w] += 1 else: dicionario[w] = 1 return dicionario string = "Eu ...


2

A maneira mais fácil de aceitar acentuação é esta: [A-zÀ-ú]+ // aceita caracteres minúsculos e maiúsculos [A-zÀ-ÿ]+ // como acima, mas incluindo letras com um trema (inclui [] ^ \ × ÷) [A-Za-zÀ-ÿ]+ // como acima, mas sem incluir [] ^ \ [A-Za-zÀ-ÖØ-öø-ÿ]+ // como acima, mas sem incluir [] ^ \ × assim seu código pode ficar: # -*- coding: utf-8 -*- from re ...


-2

Uma forma alternativa com format # -*- coding: utf-8 -*- valor_hora = float(input('Valor da hora trabalhada: ')) qtd_horas_trabalhadas = int(input('Quantidade de horas trabalahadas: ')) salario_bruto = valor_hora * qtd_horas_trabalhadas ir = salario_bruto * 0.11 inss = salario_bruto * 0.08 sindicato = salario_bruto * 0.05 salario_liquido = salario_bruto - ...


4

O erro esta em: - IR (11%) : R$ {ir:2.f} e: - INSS (8%) : R$ {inss:2.f} Se você executasse separado iria notar qual falhou: print(f'''+ Salário Bruto : R$ {salario_bruto:.2f}''') print(f'''- IR (11%) : R$ {ir:2.f}''') print(f'''- INSS (8%) : R$ {inss:2.f}''') print(f'''- SINDICATO (5%) : R$ {sindicato:.2f}''') print('----------------------------') print(...


-5

Você precisa converter para FLOAT print(f'''+ Salário Bruto : R$ {.format(float(salario_bruto:.2f)} - IR (11%) : R$ {ir:2.f} - INSS (8%) : R$ {inss:2.f} - SINDICATO (5%) : R$ {sindicato:.2f} ---------------------------- = Salário líquido : R${salario_liquido:.2f}''') Também sou inexperiente mas é para ...


0

Vê se isso ajuda em alguma coisa. import sys from PyQt5.QtPrintSupport import QPrintDialog, QPrinter, QPrintPreviewDialog from PyQt5.QtWidgets import QApplication, QWidget, QPushButton, QTextEdit, QToolTip, QVBoxLayout, QHBoxLayout class Window(QWidget): def __init__(self, **ac): super( ).__init__(**ac) self.vbox = QVBoxLayout( ) ...


1

Se você tem uma variável em um local que espera um literal precisa dizer que é uma variável, então da mesma forma que faz para dizer que é uma expressão a ser interpolada e não um literal de texto, tem que dizer que ali é uma expressão, esta forma é o uso das chaves nessa parte também, portanto pode usar chaves aninhadas: def titulo(msg): tam = len(msg) + ...


0

with open('Pedentes.csv') as pendente: arq1 = pendente.readlines() with open('Cancelados.csv') as cancelamentos: arq2 = cancelamentos.readlines() with open('resultado.csv', 'w') as res: for i in arq1: for y in arq2: if arq1 in arq2: res.write(arq1 + '\n') ...


0

A sua variável board é uma string de tamanho len(a), que é um tipo imutável em Python. Como sugerido na resposta anterior, você pode alterar essa variável de forma que seja um vetor de strings.


0

Você deve usar o método seek para mover o cursor para a primeira posição antes de executar o read. filename = input('Informe o nome do arquivo: ') filename += '.txt' arquivo = open(filename,'w+') arquivo.write(input('O que deseja escrever?: ')) # Voltar para a posição inicial arquivo.seek(0) # O método read() retorna o conteúdo do arquivo conteudo = ...


1

Esta solução utiliza List Comprehension. from bs4 import BeautifulSoup, Comment soup = BeautifulSoup(html, 'html.parser') [x.parent.decompose() for x in soup.find_all(text=lambda x: isinstance(x, Comment))]


1

Você tem duas funções com o mesmo nome: def mostraLinha(tamLinha): print('=' * tamLinha) print() e: def mostraLinha(): print('=' * 25) print() Aqui você passa um parametro: mostraLinha(parâmetro), as a função executa a segunda e me parece que você deseja executar a primeira, creio que a segunda nem deveria existir.


1

Eu não sou um especialista em criar funções recursivas mas eu dei o meu melhor para conseguir responder sua questão. É possível fazer à mão uma função como o walk através de recursividade só que ainda assim eu precisei utilizar algumas funções do módulo os para completar essa tarefa. Abaixo está a função search() que verifica todas as pastas e sub-pastas ...


1

Uma forma é criando campos ocultos (type="hidden") dentro do último form (o form que sofrerá o submit). Cada campo input terá um name correspondente a cada opção dos botões clicados nas abas anteriores: <input type="hidden" name="method"> <input type="hidden" name="acquirer"> <input type="hidden" name="mode"> Feito isso, adicione uma ...


1

Você tem que editar sua view para receber estes valores, no flask eu sei que tem o request.form.ge["nome do campo"] no django nome_do_campo = request.POST.get('nome_do_campo') Obs.: tem que ver caso o form seja POST , mas pode ser request.GET.get('nome_do_campo')


0

Assim como o @jsbueno indicou, a sintaxe do programa esta errada. O python define seus blocos de código com a identação, se quiser lembrar de uma maneira facil é só pensar que a cada : que você usa, a linha de baixo tem de ter dois espaços a mais, e quando você quer sair desse escopo é só tirar dois espaços. Ex a = 1 if a == 1: #aqui abrimos um escopo (...


1

Dê uma olhada em listas e a diferença entre pop, remove e del. Aqui, por exemplo. No seu caso, como voce quer retirar da lista pelo valor selecionado, então deve usar o remove... Segue um exemplo basico: objetos = ["1", "2", "3","4", "5", "6"] print(objetos) escolha_cliente = input("ESCOLHA OS ITENS OU DIGITE FIM PARA NAO ESCOLHER NENHUM: ") ...


1

Observe que apesar de você abrir arquivo com "a" no segundo acesso, você não está passando o arquivo que você abriu (que está na variável file) para a função savetxt do numpy - em vez disso, você passa só o nome do arquivo. E o comportamento do numpy.savetxt nesse caso é criar um novo arquivo do zero, ignorando qualquer conteúdo anterior. (Em sistemas Unix ...


2

Uma vez treinado seu modelo, é possível salvá-lo com o módulo pickle. Para salvar um modelo já treinado, basta fazer: import pickle filename = 'modelo_final.pkl' with open(filename, 'wb') as file: pickle.dump(modelo, file) Depois, para carregar: import pickle filename = 'modelo_final.pkl' with open(filename, 'rb') as file: modelo_carregado =...


-2

Você pode criar um arquivo usando arquivo = open('arquivodeconfig.cfg', 'r') #assim você pode usar arquivo.read() para aparecer o que está no arquivo print(arquivo.read()) arquivo = open('arquivodeconfig.cfg', 'w') #ao abrir o arquivo no modo w(Write) ele formata o arquivo input = input('') arquivo.write(input) #assim ele escreve um input no arquivo Você ...


0

Voce chegou a olha o arquivo setup.py? nele tem escrito isso: For Android install additional dependency PyJNIus:: pip install https://github.com/kivy/pyjnius/zipball/master Não sei se resolve seu problema, mas dê uma olhada e tente instalar essa dependência.


-2

def Verificar_tipo(num): try: num / 2 except TypeError: print("Não é um numero") return exit() else: exit() Verificar_tipo('Número')


1

O problema é que o valor antes do : na expressão de formatação, não é um indicador do valor numérico, antes das casas decimais - e, sim, é qual argumento posicional do format vai ser usado - ou seja, a linha: print('{0} moeda(s) de R$ {0:.2f}'.format(round(qtde), round(valor, 2))) vai imprimir duas vezes o primeiro argumento do format, no caso, a expressão ...


0

Obtive a resposta por meio do link enviado pelo @EltonNunes nos comentários. As seguintes duas formas funcionaram e respondem a minha dúvida: print('{0} moeda(s) de R$ {1:.2f}'.format(qtde, valor)) print('{} moeda(s) de R$ {:.2f}'.format(qtde, valor))


3

Em Python, as chamadas variáveis globais não são verdadeiramente "globais" - felizmente. Isso as torna gerenciáveis. O modelo que você está tentando fazer não é o melhor - mas faça assim, ganhe alguma experiência e com o tempo vai achar jeitos mais consistentes. Então - quando uma variável é declarada como global dentro de um módulo, ela se torna uma ...


0

Importante lembrar que em python as string são imutáveis com isso se passar um tipo imutável em um método não será passado sua referencia, consequentemente não será possível alterar. Porém se fizer isso com um objeto mutável, como uma lista, por exemplo. Será feita a passagem de referencia através do método e sendo assim será possível alterar o objeto. ...


1

Primeiro de tudo, você deve saber que a variável Resposta e a variável X na sua função são diferentes. Primeiro porque a nomenclatura é diferente, então se você quiser alterar a variável Resposta, você deveria ter dentro da sua função uma variável com o mesmo nome. Exemplo: def Pergunta(Y): Resposta = input(Y) Note duas coisas nesse exemplo acima. A ...


6

TDD não é isto TDD não é o que você parece acreditar ser. Ela é uma metodologia de desenvolvimento usada para entender melhor o problema e especificar formalmente como o código deve resultar. Acontece mais ou menos como OOP, as pessoas acham que é um mecanismo, mas é uma técnica para construir um sistema melhor. O objetivo de OOP não é construir objetos ...


1

O erro é que você está tentando remover aquilo que não existe. Ao executar, por exemplo, [1, 2].remove(3), dará o erro citado, porque não há como remover o número 3 da lista [1, 2]. Você está tentando remover o int(j) de sup[i], mas ele não existe. Outro detalhe é que o retorno de list.remove é None, pois ele modifica a própria lista, então ao utilizá-lo ...


4

Eu rodei o teu código e eu vou te dizer o que esta acontecendo com ele. Primeiro vamos a mensagem de erro Traceback (most recent call last): File "C:\Users\Lucas\Downloads\teste.py", line 28, in <module> game(method1(), method2()) File "C:\Users\Lucas\Downloads\teste.py", line 8, in game init() TypeError: 'NoneType' object is not callable ...


0

O consumo é mínimo em suas funções, mas se quer realmente saber aconselharia utilizar o módulo timeit , você terá o tempo de execução de cada função acredito que consequentemente a que levar menor tempo é a que exige menos recursos de processamento. from random import randint import timeit def maior_menor(): maior = menor = 0 for i in range(3): ...


0

Já que irá gravar em um arquivo txt você poderia tentar resolvendo da seguinte maneira resultado = str(numerador / denominadorP) f = open('resultado_denominador_fatorial.txt', 'w') #cria o arquivo com permissão de escrita f.write(resultado) f.close()


0

ValueError: empty separator Ao inves de .split(""), faça .split(" ") So lembrando que o input retorna uma string, ou seja, se quiser usar como operandos tera que transformar para inteiro ou float. E tambem neste tipo de entrada a validação tem que ser feita, pois o usuario pode por 3 espaços entre cada numero, ai vai da merda...


1

Você realmente não pode passar a queryset para o celery, precisa passar um objeto serializável, e provavelmente você está usando json como método de serialização, com isso, tem que passar algo que seja compatível com json. No seu caso, se sua query não for muito cara, eu sugiro passar um lista de inteiros: from .tasks import teste class CLASSE(APIView): ...


0

Solução encontrada: data['J'] = data['J'].str[:10] data['K'] = data['K'].str[:14] data['L'] = data['L'].str[:1] data


0

Uma comparação em Python, seja entre variáveis, ou entre valores diretos, vai ter sempre como resultado um objeto Bool - com valor True ou False. O sinal de = simplesmente resove a expressão a direita primeiro, e liga o nome a esquerda ao resultado dauela expressão. Ou seja, uma linha como esquerda = light_x > initial_tx primeiro faz a comparação ...


6

"+" e "," no print, são duas coisas bem diferentes "por baixo do capô" em Python - embora o resultado possa ser parecido ou até o mesmo. É importante entender o que acontece - e porquê "vale dos dois jeitos", e até mesmo entender jeitos ainda melhores. Primeiro: o print em Python 3 não é um "comando" (era em Python 2). Ele é uma função - igual a qualquer ...


2

Essas duas formas de se imprimir uma string funcionam perfeitamente e não possuem diferenças no resultado final, porém o processo é sim diferente. No primeiro caso, você está concatenando a string "Olá " com a string nome antes de chamar de chamar a função. Logo, isso é equivalente a fazer o seguinte código: print("Olá Júlia") No segundo caso, você está ...


5

Isso é chato de fazer, por que o "input" mesmo não faz isso, e aí depende de chamar, a partir do Python, as APIs que cada aplicação de terminal disponibiliza - e elas são fundamentalmente diferentes entre Windows e todos os outros sistemas operacionais. Então, se você realmente quer fazer seu jogo no terminal, é importante usar uma biblioteca para isso, ...


-2

Você pode armazenar o que foi digitado pelo usuário em uma variável, se o valor digitado for maior que 0 ele já executa o próximo método ou finaliza a aplicação.


5

Com a função input isso não é possível. Ela é implementada em C e projetada para armazenar em buffer todo o conteúdo digitado até receber o enter. O que precisará fazer é interagir diretamente sobre o STDIN do sistema operacional e capturar cada caractere separadamente. Por sorte, já existem bibliotecas que fazem isso, então não precisará ter o retrabalho. ...


0

O problema está em model.fit, pois espera-se que a variável target tenha o mesmo formato que definido no Sequential(). Então, quando faz hist = model.fit( x_train, x_train, batch_size=32, epochs=100, validation_data=(x_test, y_test) ) você coloca x_train como target, gerando o erro. O correto seria hist = ...


1

Partilho o meu exemplo, com Celery e RabbitMQ, e parametros ao invocar tasks: serializers.py class SensorsSerializer(serializers.HyperlinkedModelSerializer): class Meta: model = Sensor fields = '__all__' extra_kwargs = {'raw_data': {'required': False}} def create(self, validated_data): """Custom create method to ...


1

Basta você verificar com o operador in se as strings dentro da lista então dentro de seu texto, percorrendo a lista com um for loop e utilizando o método lower() para que não haja diferenças entre maiúsculos e minúsculos. Veja esse exemplo que eu fiz: def verifica(texto, palavrasProibidas): for palavra in palavrasProibidas: if palavra.lower() ...


0

Tens a tua rota a chamar a função errada. Altera o teu urls.py para: from django.urls import path from .views import * urlpatterns = [ path('', home), path('pessoas/', pessoas, name='core_pessoa'), path('pessoa-add/', PessoaAdd, name='core_pessoa_add'), # altera nesta linha pessoas para PessoaAdd


2

É o comportamento esperado, conforme a documentação. https://doc.qt.io/qt-5/qlistwidget.html Se não quer um ítem no final deve usar insertItem e não addItem. self.listWidget.insertItem( 0, self.item) Sendo que o 0 é a posição desejada. Tem outras coisas estranhas no seu código (me parece que o loop está inserindo um label no layout e não um texto na ...


As 50 principais respostas recentes são incluídas