Respostas interessantes marcadas com a tag

29

Atenção! Isto começou considerando apenas o contexto do C#, mas agora depois de pesquisa concluo que o que está escrito nesta resposta vale para qualquer linguagem de programação, talvez exceto Smalltalk. Me desculpe, mas a outra resposta está cheia de coisas mal pensadas, repetidas sem análise e criticidade, produzindo falácias. Eu posso estar errado, mas ...


25

A recomendação inicial é sempre usar o recurso existente na linguagem até que exista um motivo para não usar. Funcionamento da propriedade Entenda que uma propriedade é apenas syntax sugar, ou seja, na prática o compilador transforma uma propriedade em dois métodos. Por exemplo, se criar uma propriedade do tipo string chamada Nome, na verdade internamente ...


22

Ótimo ter perguntando. Nunca é legal sair usando coisas sem questionar. Mesmo que acerte será por coincidência. Os dois códigos de uso da propriedade (os do fim da pergunta) são equivalentes. Podemos dizer que o segundo será o código realmente gerado quando usa o primeiro. Não existe nenhuma razão para escrever o segundo (neste caso). A forma do segundo só é ...


22

Vamos por partes: Quando "toda a Internet" diz uma coisa e você não quer fazer o mesmo - quem você acha que está indo na contramão? Em Python não há o costume de se usar getters e setters, por que tem que se pensar de uma forma diferente. Quando você fala em "atributos privados" - eles são privados para "quem"? A ideia do encapsulamento em OO é que ...


21

Assunto bastante controverso, mas não deveria. Todo mundo pode ter sua opinião, pode seguir uma escola específica, mas tem evidências que a maior parte do uso é o que coloco aqui. Não renego que seja usado de outras formas, as cito. Atributo É uma característica em específico que um objeto terá, mas não se define bem como esta característica será ...


14

code, você pode fazer da seguinte forma: var Cadastro = function (descricao, editando) { this.descricao = descricao; this.editando = editando; }; Object.defineProperty(Cadastro.prototype, "titulo", { get: function () { return this.editando ? "Editar" : "Criar"; }, enumerable: true }); var cadastro1 = new Cadastro("Novo usuário", ...


13

A resposta do @Maniero já está perfeita, então vou apenas adicionar alguns pontos que considero boas práticas, e fazer notas sobre as já mencionadas: propriedades forçam o get e o set a permanecerem próximos visualmente... isso é muito bom, pois permite organizar o código de uma forma clara. propriedades podem ter getter e setter com visibilidades distintas,...


13

Definição Linguagens de programação modernas e de alto nível não servem para nada senão para expressar um modelo, expressar regras do domínio, então um diálogo conceitual é importante para quem quer se aprimorar como desenvolvedor. Em Orientação a Objetos, "atributo" e "propriedade" são termos que podem ser intercambiáveis. Isso porque "atributo", ...


12

Para criar uma propriedade com um nome dinamico como sugeres podes usar colchetes assim: var nomePropriedade = "Propriedade1"; var meuObjeto = { "nome" : "valor" } meuObjeto[nomePropriedade] = 'foo'; Se quiseres atribuir o valor de nome será meuObjeto[nomePropriedade] = meuObjeto.nome; Se o que pretendes é substituir a propriedade nome então isso ...


12

Existe exatamente essa pergunta no SO EN. Se precisas mesmo de setters e getters, dever usá-los através de property, ex: class Pessoa(object): def __init__(self, nome, idade, salario): self._nome = nome self._idade = idade self._salario = salario @property def nome(self): print('get do nome') return self....


11

Não está declarando a propriedade duas vezes, está declarando um campo e uma propriedade que usa este campo. Em algo simples assim não é necessário fazer desta forma, pode fazer: public int Years { get; } O campo é automaticamente declarado internamente (não fica disponível para seu código, nem dá para saber o nome que usado salvo com reflexão, o que não ...


10

Interfaces devem definir contratos públicos, por isto não faz sentido ter um membro privado nela. Pelo menos até agora. Há propostas provavelmente para o C# 8 das interfaces permitirem implementações e aí faria sentido ter membros privados, embora o nome interface comece perder o sentido. No momento você deve simplesmente ignorar o membro privado, se é ...


9

Mads Torgersen (da equipa de design de C#) anunciou que esta é um feature que está a ser considerado para a próxima release (C# 6.0?). Actualmente: private readonly int x; public int X { get { return x; } } Com C# 6.0: public int X { get; } = x; Fonte: Probable C# 6.0 features illustrated


9

Basta usar o modificador readonly num campo: public readonly int Numero; Por exemplo. Assim, Numero só poderá ser atribuído um valor no Construtor da classe. Note que não se usa readonly numa propriedade; Para tornar uma propriedade somente leitura, define-se seu setter como private: public int Numero { get; private set; }


9

var Cadastro = { descricao: "Novo usuário", editando: false, get titulo() { if (this.editando) { return "Editar"; } else { return "Criar"; } } }; console.log(Cadastro.titulo); Cadastro.editando = true; console.log(Cadastro.titulo);


9

Em C# o que você chama de atributo é tratado como campo, já que atributo é outra coisa na linguagem (algo semelhante a anotação do Java). Na verdade depois de estudo vi que em quase todos as linguagens o nome correto não é atributo. Embora possa fazer exatamente igual no C#, não é idiomático. C# possui um açúcar sintático que facilita o seu uso. No fundo o ...


8

O objectivo é apenas facilitar a escrita da classe, como por exemplo deixar de ser necessário declarar um construtor para fazer as inicializações, ou trás algo mais? Na verdade deixar de ser necessário declarar construtores. Inicialização de variáveis já eram feitas num contexto estático. Agora a linguagem abriu possibilidade para inicialização de ...


8

A primeira forma: public string Codigo { get; private set; } declara uma propriedade de leitura pública e escrita privada. A segunda forma: public string Codigo { get; } declara uma propriedade readonly pública, como é readonly apenas é possível iniciá-la no construtor ou durante a declaração. A segunda forma garante imutabilidade externa e interna,...


8

Inicializador de objeto Isso é um object initializer. É uma forma de iniciar os membros de um objeto independente de ter um construtor. Ele funciona de forma análoga ao construtor, mas pode inicializar qualquer membro público (não pode acessar membros privados, a não ser ser por forma indireta com um método público, exatamente como ocorre com o construtor). ...


8

você pode definir um get;set; personalizado. public class Mesa { public int Cdmesa { get; set; } public int Flsituacao { get; set; } public string Status { get { switch (this.Flsituacao) { case 1: return "LIVRE"; case 2: return "OCUPADO"; default: ...


8

O primeiro propósito da existência de propriedades no C# é permitir que a classe exponha publicamente valores(estado) mantendo privado(encapsulado) a sua implementação e validação. Isso é conseguido recorrendo ao uso de um campo privado(backing field) cujo valor é acedido através dos métodos get() e set() da propriedade. A declaração do backing field ...


7

Você pode fazer duas coisas: Marcar sua propriedade com o atributo [NotMapped] (recomendado): public class Customer { public int CustomerID { set; get; } public string FirstName { set; get; } public string LastName{ set; get; } [NotMapped] public int Age { set; get; } } Criar uma classe parcial da classe modelo que deve estar na ...


7

O caminho mais simples é usar uma função para gerar o objeto. Todos os valores que devem ser privados seriam variáveis visíveis somente no escopo dessa função. O getter e o setter seriam outras funções no mesmo escopo, e com acesso a essas variáveis via closure (basicamente seria a mesma técnica usada no module pattern, que expliquei em uma outra resposta). ...


7

Então!! Seguindo as dicas do @PageNotFound fiz da seguinte forma: Primeiro criei um componente para cada conexão: TRede = class(TComponent) private FPorta: Integer; FIP: string; published property IP: string read FIP write FIP; property Porta: Integer read FPorta write FPorta; end; TSerial = class(TComponent) private FPorta:...


7

A primeira forma pura e simples pode ser obtida com um Dictionary var casa = new Dictionary<string, object>(); casa.Add("cor", "verde"); casa.Add("tamanho", 2000); var cor = casa["cor"]; var tamanho = casa["tamanho"]; Veja funcionando no ideone. E no .NET Fiddle. Também coloquei no GitHub para referência futura. Usei a sintaxe de inicialização. Eu ...


7

Tanto as propriedades automáticas disponíveis desde o C# 2, quanto a inicialização delas disponível desde a versão 6 são apenas açúcares sintáticos. Dá no mesmo criar a propriedade de forma mais "manual" e inicializá-la em um construtor. Claro que se for mais fundo a própria propriedade é apenas um par de métodos com características específicas, mas vamos ...


7

Na verdade nem é necessário outro método pra fazer isto, um simples GetProperties() usando typeof já adiantaria. var properties = typeof(Pessoa).GetProperties(); Mesmo se quiser seguir na ideia dos genéricos, não é necessária essa passagem de parâmetro uma vez que você já tem o tipo em TEntidade. public static class Entities<TEntidade> where ...


7

É possível usando o operador typeof. Veja a diferença para o GetType(). Não sei se realmente precisa fazer isso, o código fica tão simples que nem precisaria desse método, menos ainda de outra classe. Claro que pode desejar fazer uma abstração, mas precisa ter um motivo pra fazer. using System; using System.Reflection; public class Program { public ...


7

De acordo com a documentação, os trechos são (praticamente) equivalentes. No segundo, você define um campo da classe como privado e cria uma propriedade para gerenciá-lo. public class Person { // Define o campo `name`: private string name; // Define a propriedade `Name`: public string Name { get { return ...


7

Provavelmente a forma mais simples seria: public lateinit var prop: String fun init(param: String) { valor = Executa(param) } Kotlin tem propriedades de forma muita parecida com as propriedades de C#, com uma sintaxe melhor, então pode parecer que ali tem um campo, mas é uma propriedade, mesmo que não tivesse o lateinit. Coisas como setContentView() ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam