Respostas interessantes marcadas com a tag

5

O problema é que você está tentando inserir seus dados de texto diretamente na query, e está acotnecendo o equivalente a um 'SQL injection" aí - simplesmente uma das strings de texto que você está colocando na query inclui um caracter '. Como você está interpolando a string do no seu código, sem nenhum cuidado de escapar ou sanitizar os dados, a query está ...


4

Não ficou muito claro se por otimização você se refere a escrita ou eficiência, mas caso seja escrita, acredito que o ideal seria substituir isso por um IN, exemplo: SELECT products.name, categories.name FROM products INNER JOIN categories ON categories.id = products.id_categories WHERE products.amount > 100 AND categories.id IN (1, 2, 3, 6, 9);


4

É possível de utilizar o ROW_NUMBER para estabelecer um índice para a categoria, assim, com o PATITION BY, toda vez que for uma categoria nova, ele reinicia o índice. Coloque isto como uma subselect e no WHERE da consulta de fora coloque filtrando a quantidade. SELECT * FROM ( SELECT ROW_NUMBER() OVER(PARTITION BY "PRODUCT_CATEGORIES"."IDCATEGORY" ...


3

Já que não usou um critério de desempate ele procurará a forma mais fácil possível para aquela query, o que pode até variar dependendo de uma série de critérios, ou seja, se quer uma ordem específica ou repetida então seja explícito em qual vai usar, não conte com uma ordem específica se você não especificar esta ordem. Não quer dizer que será aleatório, só ...


3

Matheus, Você pode utilizar a função trim no campo que deseja filtrar dentro do seu where, algo assim: SELECT * FROM Sessao p WHERE trim(p.dc_secao) = 'SECAO DE GELO'; Caso você possua tabulações, o trim pode não funciona, para isso existe o btrim, que você pode enviar um char que será substituído, então você envia o char referente a tabulação, em ...


3

Primeiramente na sua query você deve atribuir um alias à coluna: ResultSet rs = stmt.executeQuery("SELECT to_regclass('public.clientes_alter_log') AS existencia")); Depois verifique o se o valor da coluna é nulo: if (rs.next()) { final String existencia = rs.getString("existencia"); return !rs.wasNull(); } return false; wasNull ...


3

Você pode utilizar uma subquery: SELECT * FROM resultados a WHERE a.data = '20200220' AND EXISTS (SELECT 1 FROM resultados b WHERE b.idEmp = a.idEmp AND b.data = '20200221'); Uma dúvida: se é uma data por qual motivo você não declara o campo data como DATE?


3

Você precisa separar as condições OR e AND, se elas estiverem alinhadas, qualquer OR que seja true, vai ignorar os outros AND. Use ( ) e separe todos os OR: SELECT * FROM cnpj.cnae WHERE ( (cnae_fiscal BETWEEN 3700000 AND 3999999) OR (cnae_fiscal BETWEEN 4900000 AND 5399999) OR (cnae_fiscal BETWEEN 5500000 AND 5699999) OR (...


3

Utilize uma Window Function Utilize o particionamento pelo jobname, e a ordenação decrescente da duração: select t.*, rank() over w as i from t WINDOW w AS (PARTITION BY jobname ORDER BY duracao DESC) Resultado: Observe a última coluna, i que é o rank de cada registro: Depois você seleciona filtrando apenas os registros de rank = 1: SELECT x....


3

O postgres pode utilizar um tipo monetário personalizado. A maior capacidade para um tipo personalizado que podemos representar do tipo float (com 2 casas decimais) é o seguinte: create table pagamento( id serial primary key, valor numeric(1000,2) --representacao maxima ); Segue a documentação que diz: Note: The maximum allowed precision when ...


2

Eu tive esse mesmo problema hoje depois de baixar a imagem do postgre v12. O problema não é no banco e sim na versão do postbird. Na versão 12 do postgre houve uma mundança de estrutura nas tabelas de sistema do banco. Pra resolver basta baixar essa versão do postbird compilada no dia 14/10/2019 -> https://postbird.paxa.kuber.host/2019_10_14.06_42-master-...


2

Existe uma coluna chamada customernas duas tabelas envolvidas: tb_get_gap e tb_get_customers, então ele não sabe qual das duas deve pegar, você deve dar o nome completamente qualificado da coluna, por exemplo tb_get_gap.customer, da mesma forma que usou no WHERE. Parece existir um outro problema porque não está agrupando os dados.


2

Faço da seguinte forma via select com a condição que preciso. update ESTOQUE set QTDE=100 where CODMARCA in (select CODIGO from marca where nome = CONDIÇÃO)


2

Primeiro tenho que dizer que essas coisas não são fáceis de definir assim, não é algo que pode ser facilmente inferido, só testando para saber. Segundo, precisa ver se precisa mesmo dessa performance, fazer algo que não traga vantagens clara não vale o esforço. Essa parece ser uma mudança mínima que não vai mudar quase nada. Terceiro, eu acho que se ...


2

Você não pode utilizar um insert dentro do @Query. O jpa não permite, por isto o erro. A maneira correta é utilizar o método peresist do EntityManager. Por exemplo: EntityManager em = getEntityManager(); em.getTransaction().begin(); Conteudo conteudo = new Conteudo(); conteudo.setLogin("fulano"); conteudo.setSetConteudo("um conteúdo qualquer..."); ...


2

Esse erro corre quando o pacote tem uma dependência de uma versão específica do .NET Framework na qual o seu projeto não possui. Seu projeto está na versão 4.5.2 e segundo o pacote no site do Nuget, na opção "Dependencies", o seu projeto precisa estar na versão 4.6.1. Você tem duas opções, dependendo do que ver viável para você: 1 - Alterar a sua versão ...


2

Para mudar o navegador clique o direito do mouse/rato no icone do pgAdmin que fica no systemTry: Seleciona Configure... e então no campo Browser Command: Coloque o caminho do seu browser seguido de %URL%, exemplo: "C:\Program Files (x86)\Google\Chrome\Application\chrome.exe" %URL% Se for o Firefox seria algo semelhante a isto: "C:\Program Files\...


2

Inverti as aspas simples ' com as duplas " e deu certo. PIA_Estab <- dbGetQuery(con,' SELECT * FROM rais.rais_estabelecimento WHERE "CNAE 2.0 Classe" BETWEEN 5000 AND 34000 ')


2

Utilizando a cláusula IN: SELECT * FROM AUTOR WHERE ID IN (SELECT ID_AUTOR FROM LIVROS GROUP BY ID_AUTOR HAVING MIN(ANO) >= 1919);


2

Sua query está correta, sua metodologia de teste é que está errada: consegui até executar algumas pesquisas mas todas deram números absurdamente grandes O que é grande? O que é pequeno? Qual era o valor esperado de retorno? O fato é que sem uma referência não há como determinar se a sua consulta está certa ou errada. Como você não especificou a ...


2

REGEXP_REPLACE() - função PostgreSQL - substitui substrings que correspondem a uma expressão regular por uma nova substring. REGEXP_REPLACE(source, pattern, replacement_string,[, flags]) source - é uma string em que a substituição deve ser realizada. pattern - uma expressão regular com a qual o valor do elemento é verificado replacement_string - ...


1

Assumindo que você tenha algo como: CREATE TABLE a ( id INTEGER, descricao TEXT ); CREATE TABLE b ( id2 INTEGER ); INSERT INTO a ( id, descricao ) VALUES ( 1, 'alpha' ); INSERT INTO a ( id, descricao ) VALUES ( 2, 'beta' ); INSERT INTO a ( id, descricao ) VALUES ( 3, 'gamma' ); INSERT INTO a ( id, descricao ) VALUES ( 4, 'delta' ); INSERT INTO b (id2) ...


1

O padrão SQL não garante que os dados recuperados tenham uma ordenação padrão. Sem um ORDER BY específico, a ordenação dos seus resultados será sempre indeterminada. No PostgreSQL, a ordem das colunas que não fazem parte da cláusula ORDER BY é determinada pela maneira como o planner/optimizer decidiu criar o conjunto de resultados. Consultas simples como ...


1

Você pode utilizar a função array_position combinada com a função regexp_split_to_array. array_position(regexp_split_to_array(seu_campo_texto), elemento_a_pesquisar) NOT NULL Caso a função array_position retorne NULL é porque o elemento não existe no texto. Outra possibilidade, mais simples, é utilizar a função position: position(elemento in ...


1

Ao buscar um pouco na internet, percebi que a versão 12 teve algumas modificações que causaram isso, como a retirada desse campo ai de tabelas do sistema (ou algo assim). Rodei a imagem modificando para image: 'postgres:11.5-alpine' e foi. Ou seja, use a versão 11.5 pra resolver o problema.


1

Esses processos vazios podem ser operações realizadas a partir de uma ROLE diferente da usada para fazer a sua consulta. Ou seja, você não possui privilégios para visualizar as operações realizadas por outros usuários do sistema. A sugestão é usar uma ROLE de superusuário para fazer esse tipo de consulta, o que vai te dar poder total para saber o que está ...


1

Dá pra fazer usando a Window Function ROW_NUMBER. Nesse código, eu criei uma coluna para fazer uma especie de "classificação" dos registros. Quando a coluna rownum for igual a 1, significa que é o primeiro registro único do resultado. A unicidade é configurada pelas colunas especificadas na clausula PARITION BY. Inevitavelmente, você teria que informar ...


1

Tente isso: update Table set f_name = f_name || f_id where f_name in (SELECT f_name FROM table GROUP BY f_name HAVING COUNT(f_name) > 1); Não é a melhor solução, pois pega todos registros, inclusive o primeiro, mas vai conseguir destravar o Sprint.


1

Se o campo created é efetivamente TIMESTAMP então utilize SELECT id, title, description, city, created FROM budget WHERE created::DATE BETWEEN '2019-01-01'::DATE AND '2019-12-30'::DATE ORDER BY date_trunc('month', created), city, created; ou ainda: WHERE created BETWEEN TIMESTAMP '2019-01-01 00:00:00' AND TIMESTAMP '2019-12-30 23:59:59'


1

Correcao da sua query, use where EXISTS: insert into solicitacao_materiais(codigo_material,quantidade_estoque,descricao_material,almoxarifado_relacionamento_id) select codigo_material,quantidade_estoque,descricao_material,almoxarifado_relacionamento_id from tmp_x where EXISTS( SELECT codigo_material FROM solicitacao_materiais WHERE codigo_material != tempx....


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam