Respostas interessantes marcadas com a tag

7

O principal é que estes plugins como o Java fornecem acesso quase irrestrito ao seu computador. Esta é grande "vantagem" de ter um aplicativo rodando Java no navegador. Pelo menos esse era o motivo no passado. O navegador é extremamente limitado quando se trata de fazer qualquer coisa fora dele, fora desenhar uma página e fazer uma comunicação básica dentro ...


6

A maioria dos problemas relacionados com importação de xml, seja no wordpress ou em qualquer outra aplicação (php ou não), está mais relacionada ao desempenho do servidor. Muitas vezes as pessoas encontram erros relacionados ao timeout para carregar o arquivo. Também pode ser que se encontre problemas ao carregar uma base dados muito grande no xml, e ele ...


5

O plugin do Java nada mais é do que algo que é utilizado para poder embutir applets Java em páginas de internet, semelhantemente ao que é feito com o Flash. A finalidade dele é apenas disponibilizar aplicativos Java em navegadores e não dar nenhum tipo de superpoderes aos navegadores. É verdade que antigamente os navegadores não tinham muitos recursos para ...


5

Se o qTranslate ainda não foi atualizado, pode-se forçar sua compatibilidade trocando o seguinte valor no arquivo plugins/qtranslate/qtranslate.php: define('QT_SUPPORTED_WP_VERSION', '3.8.1'); Além do qTrans, há três plugins principais para tradução: WPML: premium, cria um post/página espelho para cada tradução. Multilingual Press: freemium, trabalha com ...


5

A licença Apache 2.0 está na categoria das licenças permissivas, logo você pode utilizar comercialmente um código sob esta licença, mas deve obedecer alguns requisitos. Basicamente, esta imagem do site escolhaumalicenca.com.br resume aquilo que é exigido, permitido, e proibido: Neste wiki tem uma reposta mais completa sobre o funcionamento das licenças de ...


5

Segundo a documentação no github a cardinality (Cardinalidade) define quantos caracteres representam a definição a ser validada. No seu exemplo, o caractere '*' representa 1 caractere que vai ser validado com a regex: [A-Za-záãâÁÂÃéêẽÈÊẼìîĩÌÎĨòôõÒÔÕùûũÚÛŨ ] Exemplo $('#elemento1').inputmask({ mask: "*{1,255}", greedy: false, ...


4

Se já tiver uma conta em http://translate.wordpress.org use-a do contrario crie uma e se log. Depois faça download dos arquivos .po e .mo, versão 2.4 ou mais recente em http://translate.wordpress.org/projects/bbpress/2.4.x/pt-br/default/export-translations . CORREÇÃO: O link correto é http://translate.wordpress.org/projects/bbpress/dev/pt-br/default como ...


4

Como você está escrevendo um complemento para o Firefox, você deve saber que o Firefox em si é um grande programa escrito em JavaScript e XUL (a linguagem de marcação esquisita dele, que serve, de certo modo, como um HTML com cara nativa e com muito mais componentes). Pois bem, quando você clica no botão da extensão, o documento atual é a própria janela do ...


4

Pelas imagens você tem o DevExpress CodeRush instalado. Você precisa desabilitá-lo ou desinstalá-lo para não aparecer os três pontos. Se for a versão Express precisa fazer o Menu DevExpress desta forma: SHIFTCTRLALTO Aí com o menu aparecendo você vai em Unload. Para que ele não vote carregar terá que ir no mesmo menu e escolher Options -> Core -> ...


4

Não existe meio de confirmar se um e-mail existe diretamente. Isso porque, como você disse, o spam correria solto. O que deve ser feito é gerar um código de ativação embutido em um link que é enviado para o e-mail, e que o usuário deve seguir (o link) para completar o cadastro. Você já fez isso em vários sites, como usuário. Com relação a verificar o ...


3

Penso que aquilo que procuras é o Activity Feed, um dos muitos plugIns que o Facebook disponibiliza para que possas apresentar dados da tua página do Facebook no teu web-site. Não requerer programação nenhuma da tua parte, basta acederes ao link e preencheres o teu endereço. É gerado um código que deverás copiar para o teu site, colocando-o no local onde ...


3

Existe um plugin para isso chamado: Post Expirator O plugin Post Expirator permite ao usuário definir datas de validade (ou datas de expiração) para ambos, posts e páginas. Para além dessa opção, podes também optar por alterar as categorias de uma publicação após a data de expiração. Nota: Se optares por alterar a categoria da publicação, a ação padrão ...


3

Apache 2.0 é uma licença que permite modificações e comércio, mas você tem que creditar o cara que criou a biblioteca. Exemplo License Copyright 2013 Jake Wharton Licensed under the Apache License, Version 2.0 (the "License"); you may not use this file except in compliance with the License. You may obtain a copy of the License at http://www.apache.org/...


3

Ele serve para definir os padrões de edição do seu projeto. Um grande exemplo disso é a forma como seu código é identação. Vamos exemplificar com um caso onde você usa um editor que insere 4 caracteres para identar o código. Você então resolve editar o seu projeto na casa de um amigo, e o editor dele insere 6 caracteres de espaço. O seu código ficaria algo ...


3

Segue um exemplo de como fazer o que você precisa: $(function () { v1 = $("#elemento").val(); $('#elemento').keyup(function() { v1 = $("#elemento").val(); $('#texto').append("<p>"+v1+"</p>"); $("#texto").show(); }); }); <script src="https://ajax.googleapis.com/ajax/libs/jquery/1.2.3/jquery....


3

Você pode usar o BlockAdBlock (ou FuckAdBlock) como respondi em: https://pt.stackoverflow.com/a/87992/3635 Se tiver jQuery (geralmente wordpress usa) pode fazer assim: <script src="blockAdBlock.js"></script> <script> (function() { function adBlockDetected() { $(function () { $('#div_especifica').text("adblock ...


2

Não tenho certeza se o resultado desejado pode ser alcançado pois neste caso específico isso requer comprar, instalar e testar, mas desconfio que sim. O plugin Easy Digital Downloads (gratuito) tem uma variedade enorme de Add-ons (gratuitos e premium), e um deles é Points and Rewards ($59): Extension for building a “store credit” type system. Want to ...


2

Pesquisei um bocado para responder, e para mim a melhor opção que encontrei é um plugin chamado User Credits. Ele atende aos requisitos que você pede, e alguns outros mais. Depende da configuração que você efetuar! Note que o plugin vem primariamente integrado com o Paypal, mas preparado para integrar com outras soluções.


2

Depois de vários dias de busca, encontrei uma solução adaptável no blog da Suzanne Ahjira. Essa solução foi criada para WordPress, podendo ser totalmente adaptada para ser usada em qualquer site. Ela criou depois do script normal do SDK do Facebook, uma rotina que verifica qual plugin esta sendo executado, o de desktop ou o de mobile: <div id="fb-root"&...


2

Existem alguns plugins para fazer isso e até mesmo manualmente, entretanto com um plugin é legal para manter o controle. No caso um que é bem simples e completo é o Adminimize.


2

Você pode fazer utilizando a biblioteca greensock. Muito boa para animação em js. Ela é usada dessa maneira: HTML <html> <head> <meta charset="UTF-8"> <title>Document</title> </head> <body> <div class="cont1"> <a href="#" id="back">BACK</a> <p>Lorem ipsum dolor sit amet,...


2

O que está retornando não é um erro. Você configurou o Field para retornar um "Objeto da imagem". Então está imprimindo um objeto completo. Atenção que às vezes fora do loop pode não funcionar se não colocarmos o ID: the_field($meu_field, $post_id). Uma opção é trocar a configuração para "URL da imagem" e manter seu código. Mantendo a configuração atual, ...


2

Além do mais você colocou FOREIGN_KEY (partner_id) e deveria ser o id da mesmo tabela, ou seja, FOREIGN_KEY (id). E como os colegas falaram, você esqueceu o prefixo ao fazer a FOREIGN KEY. Tente deste modo: function create_tables(){ global $wpdb; require_once(ABSPATH . 'wp-admin/includes/upgrade.php'); // Query para a criação da tabela de ...


2

Um plugin que pode ser usado é o Cordova Local-Notification. O objetivo essencial de local-notifications é permitir que um aplicativo informe seus usuários que ele tem algo para eles - por exemplo, uma mensagem ou um compromisso futuro - não quando o aplicativo é executado em segundo plano. Eles são programados por um aplicativo e entregue no mesmo ...


2

Use $.ready ou $(function() {...}), algo como: <script type="text/javascript"> $(function() { $('body').vegas({ slides: [ { src: 'img/slide1.jpg' }, { src: 'img/slide2.jpg' }, { src: 'img/slide3.jpg' }, { src: 'img/slide4.jpg' }, { src: 'img/slide5.jpg' } ] }); }); </script> ...


2

Por default, esse plugin adiciona a barra de progresso para todos os eventos do jQuery, se você precisa só no evento de carregamento da pagina, pode manter o "startOnPageLoad": true e adicionar o "ajax": false que evitara de ficar exibindo a cada requisição. Ficando assim: <script src='js/vendor/pace.min.js' data-pace-options='{ "elements": false, "...


2

Uma solução é fazer um iFrame que funcione sozinho numa URL do tipo http://exemplo.com/wp-content/arcade/, e fazer o embed no post ou página usando um Shortcode básico. Vai precisar usar o swfobject.getQueryParamValue(param) para puxar informações da URL e passar para o objeto flashvars. Então a URL que o WordPress precisa construir seria: http://exemplo....


2

Parece que não tem mais jeito. A documentação inclusive dá um exemplo onde um plugin que precisa saber do seletor deve recebê-lo repetido como um parâmetro da função. Exemplo de declaração: $.fn.foo = function( selector, options ) { /* código */ }; Exemplo de chamada: $( "div.bar" ).foo( "div.bar", {dog: "bark"} ); Não é uma resposta satisfatória, ...


2

Bom dia.. É muito fácil resolver o problema que você está tendo. Na API do Facebook existe um parâmetro a ser passado no código que você trava aquele objeto dos comentários com a URL que você decidir. Se no seu site tem uma notícia que está na URL http://meusitebacana.com/noticia-2, no código você irá implementar assim: <div class="fb-comments" data-...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam