Respostas interessantes marcadas com a tag

5

Não uso geobr, usei um shapefile que já possuo, simplificado dos shapefiles do IBGE. Como o geobr acessa o FTP do IBGE, o resultado será o mesmo. library(sf) library(ggrepel) states <- st_read("~/Shapefiles/IBGE/ufs.shp") > head(as.data.frame(states), 3) #> NM_ESTADO SIGLA_UF CD_GEOCUF NM_REGIAO geometry ...


5

O central no ggplot são sempre os seus dados. Seus dados estão em um formato numérico e, por isso, o ggplot acredita ser melhor usar uma escala contínua em X e fazer a divisão de tal forma que os intervalos que apareçam sejam de2.5 em 2.5. Há várias formas de corrigir isso: Explicitar o intervalo que você deseja mantendo a escala contínua; Transformar os ...


5

Segundo a secção Value de help("hnp), o objeto Graph16 é uma lista de classe "hnp". Estes objetos têm membros x, lower, upper, median e residuals, que são os vetores representados no gráfico. Primeiro tem que se criar um data.frame com esses vetores e depois traçar o gráfico. library(ggplot2) G16 <- with(Graph16, data.frame(x, lower, ...


5

Em primeiro lugar, carregar os pacotes necessários e ler os dados mas desta vez vou ler com read.csv2, uma vez que já tem os valores de header = TRUE, dec = "," e sep = ";". library(RColorBrewer) library(pals) dados <- read.csv2("datagraph.csv") dados$Group <- factor(dados$Group) dados$Colors <- factor(dados$Colors) ...


4

Antes de dar a minha resposta para a pergunta, gostaria de dizer que há uma série de problemas com essa análise de resíduos. Os gráficos criados sequer mostram a mesma informação. O gráfico para o modelo lm1 mostra Resíduos padronizados versus Valores ajustados (que em geral não é utilizado nesse contexto específico), enquanto o gráfico para o modelo fm1 ...


3

Olha, pelos nomes (.fitted, .resid) os resultados parecem ser ligados ao pacote broom, que usa esse padrão pros nomes das colunas. (ou mais especificamente o broom.mixed para modelos lme) Com a sintaxe de ggplot os gráficos ficariam assim library(splines) library(ggplot2) library(nlme) library(gridExtra) datanew1 = read.table("E:/Downloads/dadosnew....


2

Você pode criar o gráfico dessa forma: import matplotlib.pyplot as plt from pandas import read_excel df = read_excel('./carmen.xlsx', names = ['A','B','C','D']) Definindo o que será plotado: plt.plot(df['A'], df['B'], linestyle='--', marker='o', color = 'blue', markersize = 4) plt.plot(df['A'], df['D'], linestyle='--', marker='o', color = 'red', markersize ...


2

Os boxplots não estão aparecendo pela metade. Os dados tem uma assimetria bastante acentuada, o que faz algumas estatísticas se confundirem. Por exemplo, a variável CS tem o mínimo e o primeiro quartil idênticos para o controle, enquanto seus terceiro quartil e máximo são iguais para o IMD Comercial. library(tidyverse) dados %>% split(.$Trat) %>% ...


2

import matplotlib.pyplot as plt from numpy import polyfit Definindo X e Y conhecidos X = [0, 5] Y = [2, 4] Calculando os coeficientes m, b = polyfit(X, Y, deg=1) Novo x para o calculo x = 2.5 Equação da reta y = mx + b y = m * x + b Plotando plt.plot(X,Y) plt.plot(x, y, 'go') plt.show()


2

O método para não sobrepor as equações é usar os argumentos label.x.npc para o alinhamento no eixo dos x; label.y.npc para o alinhamento no eixo dos y. Este último é o que precisa de ser visto com cuidado. Após várias tentativas, encontram-se os valores seguintes: ylim_sup quanto é preciso aumentar o eixo dos y; xlim_sup quanto é preciso aumentar o eixo ...


2

Em primeiro lugar, para ler os dados é melhor, mais simples, usar a função help("read.csv"), que é a versão de read.table para ficheiros CSV com sep = ";" e "dec = ",". Nos ficheiros CSV há sempre nomes de coluna, portanto header = TRUE. Além disso, converto todas as colunas de classe "character" para fator com um ...


2

Como complemento à excelente resposta do Jorge Mendes, esta resposta separa os resíduos por níveis de DummyVariable no gráfico p1b. Isso é feito com o aes(group = DummyVariable). O segundo gráfico, p2, é igual ao da resposta no link acima, com algumas preocupações estéticas. O código é essencialmente o mesmo, repetido só para ter ambos os gráficos lado a ...


2

Seguindo o exemplo do livro "Flexible Regression and Smoothing Using GAMLSS in R", o plot dos valores preditos, ajustados, pode ser feito seguindo o exemplo abaixo. library(gamlss) library(dplyr) library(ggplot2) data(film90) # plot das observacoes plot(lborev1~lboopen, data = film90, col = "lightblue") model <- gamlss(lborev1~pb(...


1

O função scale_fill_distiller não possui uma paleta de cores chamada #2D3E50, pois o pacote RColorBrewer não define essa paleta. Para verificar as paletas disponíveis, rode o comando ?RColorBrewer. Se o objetivo for sair de uma cor clara (como branco) e chegar na cor #2D3E50, recomendo usar scale_fill_gradient. Para criar uma sequência de cores para essa ...


1

Você está fornecendo dois pontos como coordenadas xy; deve especificar uma quantidade igual à de pontos a serem plotados. Mas fornecer coordenadas independentes do conjunto de dados é uma prática ruim; ao invés disso, deixe a plot ou ggplot determinar os eixos pelos dados, ajustando os limites de exibição se precisar. library(ggplot2) dataSt <- read.csv2(...


1

Os warnings dão uma boa dica do que está havendo: Warning messages: 1: Use of `dados$logdose` is discouraged. Use `logdose` instead. 2: Use of `dados$periodo` is discouraged. Use `periodo` instead. 3: Use of `dados$proporcao` is discouraged. Use `proporcao` instead. 4: Use of `dados$periodo` is discouraged. Use `periodo` instead. É recomendado não ...


1

Se eu entendi bem o que você quer fazer, não precisa do DataFrame.plot. É mais simples que isso: import pandas as pd import matplotlib.pyplot as plt df = pd.read_csv("tabela_trabalho2.csv", sep=';' , encoding='latin-1') df["qnthomens"] = df["HomensNaoAlfabetRural"] + df["HomensNaoAlfabetUrb"] df["qntmulheres"...


1

Eis uma função simples para quebrar a linha em quantos pedaços quiser (dois por padrão): div.texto <- function(string, n = 2) { comp <- (nchar(string)/n)*1.2 paste(strwrap(string, comp), collapse = "\n") } nchar dá o número de caracteres em uma string. strwrap quebra um texto em pedaços de no máximo o tamanho especificado (por isso o *1....


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam