Respostas interessantes marcadas com a tag

11

É possível, basta fazer: import Banco.* Que importará todas as classe do pacote Banco. Perceba entretanto que de acordo com o JavaBeans, pacotes devem ter a primeira letra minuscula, que é justamente para diferenciar das classes. Então o mais apropriado seria mudar seu pacote de Banco para banco. Seu código ficaria assim: import banco.*


9

O composer simplifica e unifica a distribuição de código no PHP, não existe muita diferença, porem os bundles para Laravel 3 em sua maioria não são compatíveis com o Laravel 4. Pelo composer, cada pacote que deseje instalar é uma dependencia do projeto, então, editando o arquivo composer.json, você deve adicionar o pacote em questão na sessão require, para ...


6

Em relação a memória não há diferença, a instrução import serve apenas para dizer onde se encontram as classes utilizadas. Porém há uma vantagem em usar importando diretamente a classe. Caso existam classes com o mesmo nome em dois pacotes ocorrerá um conflito em relação a qual classe está sendo referenciada. Por exemplo, utilizando os pacotes javax.swing....


6

Não, a não ser que importe tudo mesmo, até alguma coisa que pode não querer que importe. Nada impede que tenha conflitos de nomes nas classes que forem importadas e você pode nem perceber até usar. Usando o nome explicitamente você seleciona melhor o que será importado. O uso do * garante que tudo será importado, até mesmo o que ainda não existe. Se criar ...


6

Resumidamente o uso de til (~) oferece correções de correção de bugs e o circunflexo(^) oferece uma nova funcionalidade compatível com versões anteriores. Veja essa imagem que encontra-se em Semantic Versioning Cheatsheet: Veja uma demonstração na tabela: Referência Byte Ancher - Semver explained(en)


6

Este erro ocorre devido a 3 possíveis fatores: Erro de digitação O pacote não esta disponível Está tentando usar um pacote dev O primeiro erro é fácil de entender, o problema é o segundo, não fica muito claro o que é "package" ou aonde devemos deixa-lo disponível, a principio achei que o composer consultava o github e/ou bitbucket, mas na verdade não é ...


5

Sim, dá fazendo isto: import Banco.* Esta forma importa todas as classes existentes no mesmo pacote. Documentação.


5

Importe assim: import Banco.* É só colocar .* depois do ultimo pacote que você deseja importar


5

Desde o Java 6, você pode usar os métodos estáticos printBase64Binary e parseBase64Binary da classe DatatypeConverter. Veja um exemplo: String base64 = DatatypeConverter.printBase64Binary("Blá = 1".getBytes("UTF-8")); System.out.println(base64); String original = new String(DatatypeConverter.parseBase64Binary(base64), "UTF-8"); System.out.println(original)...


5

De maneira simplificada o TIL (~) aceita somente as minor version mais recentes (o número do meio). ~1.2.3 vai aceitar todas as versões 1.2.x mas vai rejeitar 1.3.0. Já o CIRCUNFLEXO (^) aceita as mais recentes Major Version (primeiro número) . ^1.2.3 vai aceitar qualquer release 1.x.x incluindo 1.3.0, mas vai rejeitar as 2.0.0. FONTE e link do ...


4

Os arquivos .lock nesses dois casos são gerados automaticamente pelo gerenciador de pacotes (composer ou yarn) para garantir qual a versão exata seu código está utilizando. Nos arquivos .json correspondentes, você geralmente tem uma constraint de versão, que quando você atualiza (usando o composer update por exemplo) irá baixar a versão mais recente daquela ...


3

Você pode começar tentando a busca na ajuda dos pacotes instalados na sua máquina, por exemplo ??"nome_da_funcao". Entretanto, isso só vai funcionar se (i) o pacote estiver instalado e (ii) a função tiver página de ajuda. Outra solução é buscar diretamente na documentação, pelo RSiteSearch: http://search.r-project.org/ Você consegue utilizar a busca ...


3

Quando você marca como dependência o Delphi ira somente compilar o ORM.bpl antes dele. O que você deve fazer é adicionar o DCP do pacote ORM em Runtime packages. Para isso entre em Options de seu projeto e procure por Runtime packages. Lembrando que caso esteja usando uma versão Delphi XE ou superior, tem que se atentar para o Target. Um coisa importante, ...


3

Eu conheço os script do Damico, mas particularmente eu prefiro a solução que eu vou apresentar aqui. Por conta de os dados da PNAD serem fornecidos como microdados, basta ter o dicionário da pesquisa que a leitura é trivial utilizando qualquer leitor com delimitador. Por razões de desempenho vou utilizar aqui o data.table e uma função em C++ do pacote desc ...


3

Recomendo utilizar o script criado pelo Damico e Djalma, o qual pode ser encontrado aqui. Já trabalhei bastante com ele e funciona perfeitamente. Você obtém os dados via: download all microdata.R, e então efetua a análise com single-year - analysis examples.R. Lá você também encontrará scripts para a PME, POF e PISA.


3

Está faltando ou está desabilitada a extensão mbstring do php no seu ambiente ou máquina necessário para o composer. Caso seja linux derivado do Ubuntu/Debian, tente: $ sudo apt-get update $ sudo apt-get install php-mbstring Depois rode composer install novamente. Caso seja no windows com stacks prontas, como Wamp ou Xampp, terá que buscar a solução de ...


2

Me parece que o pacote onde estarão os arquivos será sempre o mesmo. Desta forma, basta utilizar o código abaixo: Reader in = new InputStreamReader(getClass().getResourceAsStream("/com/app/json/file.json") ); Object o = JSONValue.parse(in); Caso contrário, você pode escrever uma função que receba o nome do pacote e transforme para um caminho válido dentro ...


2

Como complemento à resposta que já foi dado, recomendo o uso da instalação do pacote desejado diretamente pela linha de comando, pois o Laravel, por possuir muitas dependências, faz com que o Composer leia todas elas, verificando biblioteca por biblioteca, para ver se existe uma nova versão. Há casos onde esse comportamento não é desejado, por exemplo, ...


2

Olha uma forma muito simples é copiar o conteúdo da pasta C:\Users\User\Documents\R\win-library\3.2, ou no lugar de 3.2 sua versão do R e colar no novo computador que possui o R sem os pacotes, tendo cuidado com a compatibilidade da versão do R do computador de origem e de destino. Outra forma e no seu script testar se possui os pacotes e se não tiver ...


2

No diretório em que está o código do seu pacote, deve existir um arquivo de metadados chamado DESCRIPTION. Neste arquivo, um dos campos que pode ser incluído é o Imports, que indica que seu pacote depende de outro(s) pacote(s) para funcionar. Por exemplo, seu arquivo poderia conter o seguinte: Imports: raster, sp Veja que o seu pacote não instala ...


2

Olá, eu também tive um erro similar ao tentar baixar qualquer pacote via devtools::install_github. Depois de procurar em 'issues' do pacote devtools eu descobri que o problema era o fato do meu diretório do R em C:/Users/'nome do usuário' conter caracteres ASCII. Recomendo fortemente olhar: https://github.com/r-lib/devtools/issues/1787 Eu reparei que seu ...


2

Larissa, como você esta compilando na mão, tem que levar em conta algumas considerações: 1° Você escreve o código nos arquivos .java, mas antes de criar o executável JAR deve compilar os arquivos .java em .class. 2° Deve-se criar um arquivo que indique ao JAVA onde está o seu método public static void main(String[ ] args), este arquivo é ...


1

Só usar –RemoveDependencies. PM> Uninstall-Package NomeDoPacote –RemoveDependencies Se eu selecionar tudo e dar um Del e depois ir na pasta Packages e apagar tudo e depois no Package.config, isso é sinal de dor de cabeça ou não? Não, é justamente isto que o nuget faz. Remover a referência do projeto, apagar a pasta em packages e depois remover do ...


1

Recentemente tive o mesmo problema com o Newtonsoft. Consegui resolver atualizando. Update-Package Newtonsoft.Json


1

No caso 1 FindClass pegará a referência da classe a partir do nome dela, ou seja, pra você pegar a referência da classe você deverá saber o nome dela e sua assinatura completa. Exemplo da classe String: Nome String Assinatura completa java.lang.String - porém deve-se substituir os pontos por barras "java/lang/String" No caso 2 GetObjectClass pegará a ...


1

Como obter o APP Package Name do Android no JNI? Abaixo, mostro um exemplo completo de implementação, de como obtê-lo se forma simples em uma library. Obtemos o context através da jstring context na library. JNIEXPORT jstring JNICALL Java_com_simple_example_MainActivity_Native_Hello(JNIEnv *env, jclass clazz, jstring context) { jclass cls = (*env)->...


1

O seguinte cabeçalho do roxygen2 importa corretamente o método que você precisa: #' Hello #' @export #' @importFrom rgeos coerce hello <- function() { a = matrix(1, 2,2) as(a, "gpc.poly") } Isso é um pouco estranho: para a função as funcionar corretamente ela precisa da função coerce do pacote rgeos. Lembre-se que o pacote precisa estar ...


1

A data que está passando pode ser que conste a hora, dessa forma não trazendo o retorno esperado. Utilizando a função Trunc do oracle, poderá resolver seu problema. Não cheguei a testar, mas se você alterar os trechos abaixo: Atual: || rtrim (' WHERE DT_VIGENCIA >= to_date('''||p_tbl_paramSet('parametros').param('pDataInicial').ocorrencia(1)....


1

O package da sua classe MainActivity está errado. Altere o atributo "name" da sua classe MainActivity no seu AndroidManifest.xml ficando da seguinte forma: Antes: <activity android:name=".MainActivity" android:label="@string/title_activity_main" > <intent-filter> <action android:name="android.intent.action.MAIN" /> ...


1

Atualmente o npm não permite duas versões do mesmo pacote, visto que no package.json os pacotes são gerenciados por nome. No caso das subpastas, o npm não as gerencia como se fossem submódulos, como o git faz, por exemplo. Tudo que o npm toca está registrado no package.json. Se quiser ter pastas diferentes para módulos que pretende usar como dependência de ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam