Respostas interessantes marcadas com a tag

8

As funções trigonométricas como sin e cos não trabalham com graus de arco (de 0 a 360) e sim com radianos. Um radiano equivale a uma projeção do raio na circunferência: A volta toda equivale a 2 * PI, que é mais ou menos 6,28318530717958647692528676656. Então, em vez de usar algo como sin( ROTATION ) Você precisa de sin( ROTATION / 360 * 2 * M_PI ) ...


5

Você parece estar aplicando a rotação antes da translação para o ponto em torno do qual o giro deve ocorrer. Não tenho experiência com OpenGL, mas notei no seu código que as únicas operações que não estão entre um glPushMatrix e um glPopMatrix são operações de rotação (glRotatef). Como essa resposta no gamedev.SE indica, embora a ordem usual das ...


5

A grande diferença é 2D vs. 3D! A parte gráfica do SDL de dá uma API para fazer gráficos 2D, enquanto OpenGL te fornece tanto 2D como 3D. Importante ressaltar o SDL também fornece diversas APIs para além de gráficos: audio, mouse, teclado, joystick, etc. Não sei dizer o mesmo para OpenGL (pois nunca utilizei), mas é muito comum vê-lo sendo utilizado com ...


4

RESOLVIDO Bem, depois de pesquisar bastante, eu acabei encontrando uma solução na própria documentação da PhysX. O que eu fiz foi "parentar" (tornar "filho") o objeto que eu queria (que no caso é estático) ao um objeto rigidbody (objeto afetado pela física) multiplicando a transformação do objeto "pai" pela a do "filho". Depois eu usei o método ...


4

A maneira que você descreveu é de fato a mais simples. Ao renderizar um cena, pode-se usar dois modelos de iluminação: o local e o global. Modelo local No modelo local cada objeto é renderizado de forma independente dos demais. Isso permite que cada um deles - bem como cada uma de suas faces, seus vértices, etc - seja renderizado em paralelo, o que nas ...


4

Existe uma função ali chamada posicionaTriangulo2(...), não tem a implementação dela ali mas me parece que você ainda não entendeu o conceito do OpenGL moderno. A ideia do OpenGL é colocar todas as informações do que vai ser desenhado num array linear, vértices, cores, normal, etc. Com esse array na mão você faz o upload dessa informação para a GPU, do lado ...


3

Talvez std::wcout (wchar_t) resolva o seu problema #include <iostream> int main() { std::wcout << L"república" << std::endl; return 0; } No windows pra funcionar conforme essa resposta no SOen é necessário iniciar pelo cmd com o /u Outra coisa que pode tentar no caso do Windows é usar _setmode como descrito aqui: https://msdn....


3

Para importar arquivos gráficos 3D (ex: WaveFront obj, Collada, etc.) em uma aplicação PyOpenGL, de forma simples, são necessárias 4 operações: Criar uma janela para a aplicação Configurar os parâmetros do OpenGL Carregar os dados do(s) arquivo(s) para estruturas de dados dentro do programa (e demais componentes da aplicação) Criar um looping que: a cada ...


3

Trabalhando com openGL e C++ para criar um jogo você precisará programar ele bem baixo nível mesmo, digo isso pelo modo de tratar colisões e algumas outras funcionalidade por exemplo, é mais trabalhoso porém é muito prazeroso fazer do zero e ver o resultado final. Se aprende muito com isso. Eu fiz um experimento em C++ uma vez criando um joguinho bobo só ...


3

Os comandos OpenGL não são executadas imediatamente. Em vez disso, eles são submetidos a um buffer de comando que é então alimentado ao hardware. Os comandos glFlush() e glFinish() são ambos usados para forçar a submissão do buffer de comando para o hardware para execução. glFlush Serve para enviar para o hardware todos os comandos emitidos até ao momento, ...


3

Se entendi corretamente sua pergunta, como você já realiza os cálculos utilizando sua própria classe HTransform em vez de utilizar as funções clássicas do OpenGL clássico gltranslatef(), glRotatef() , glScalef() e etc. Então, basicamente, para que você possa mover, redimensionar e rotacionar um objeto utilizando sua matriz, antes você deve carregá-la no ...


2

De acordo com seu código, você cria dois programas exatamente iguais, um para cada objeto. O que não é necessário, e aliás, consome recursos extras desnecessariamente. É possível utilizar o mesmo programa para desenhar quantos objetos forem necessários, apenas chamando os devidos GLES20.glVertexAttribPointer(...); antes das chamadas GLES20.glDrawXXX(...);...


2

exatamente como o comentário do Guilherme propôs: o OpenGL tem um acesso de mais baixo nível que o Canvas e será mais rápido. No caso da lentidão em alguns dispositivos pode ter muitos motivos que variam desde a má programação utilizando o OpenGL (diversas chamadas desnecessárias no render por exemplo) ou o tratamento do render pelo driver do fabricante (...


2

À primeira vista, existe uma particularidade na ordem em que você está aplicando duas transformações: m_WorldTransform.translate(m_WorldPosition); m_WorldTransform.scale(m_WorldScaling); Se você mover primeiro, e redimensionar depois, a translação acabará sendo afetada pelo redimensionamento. Por exemplo, se você mover +10 no eixo X, e depois ...


2

Dois fatos importantes: O emulador não é totalmente garantido. O seu código pode ser perfeito, e mesmo assim falhar catastroficamente nele. Entre a versão 2.x e a 4.x do Android, certos comportamentos mudam. O código que funcionava no 2.2/2.3 pode não funcionar do mesmo jeito no 4.4. Solução: Chamar setEGLContextClientVersion(2); Chamar ...


2

Aparentemente o problema esta na função "desenhaCurvaLinha", você precisa apenas de alterar o tipo da variavel t para float e no loop "for" você precisa alterar o incremento de t++ para t += 0.05 ou outra precisão, de forma que seu codigo fique assim: void desenhaCurvaLinha(float centerX, float centerY){ float x, y; float t; glColor3f(1,1,1);...


2

Obrigado KaduAmaral pela dica, encontrei a fórmula no Math: x = r cos β sin α y = r cos β cos α z = r sin β Vetor: xî +yĵ +zk̂


2

O que acontece é que quando a janela do programa abre, primeiro é chamada a função resizeGL, depois a paintGL. Nesse caso, o desenho vai ser feito sempre sobre o último viewport especificado, o que é confirmado pelos teus dois exemplos. Se você quiser que o desenho seja feito nos dois viewports, você vai precisar chamar a função de desenho duas vezes, uma ...


2

É só você iterar sobre os vértices e salvar o menor/maior comparando a cada novo vértice observado. Mas para isso você vai precisar manter os vértices em uma lista/vetor (hoje você só os desenha). Eis um exemplo de código: #include <iostream> #include <vector> #include <limits> using namespace std; // Define um tipo genérico para um ...


2

Se estou lendo teu código corretamente, parece que não está controlando a ordem em que renderiza as formas. Sem DEPTH_TEST, a ordem de renderizar importa. A forma mais nova ficará em cima. Se o cilindro for renderizado depois do cubo e o cubo foi renderizado com DEPTH_TEST desligado, o cilindro DEVE ficar em cima. Se você que o cubo em cima, precisa ter ...


2

Procure sempre no Github quando não encontrar na sua busca preferida. Muitos desenvolvedores migraram para lá para manter seus fontes ativas em comunidade. Confira se é isto: https://github.com/nigels-com/glew


2

As coordenadas estão demasiado altas. Depois de testar aparece um triângulo da cor definida. shader = ps.from_string(v,f) shader.use() @t.event def on_draw(): glClearColor(0.5,0.5,0.5,1) glClear(GL_COLOR_BUFFER_BIT) glBegin(GL_POLYGON) glVertex2f(0.0, 0.95) glVertex2f(0.95, -0.95) glVertex2f(-0.95, -0.95) glEnd()


2

Você pode usar o GLSL linter que faz a verificação de sintaxe dos seus arquivos de shaders, existe extensões para ele em alguns editores de texto (eu uso no vscode), no seu caso você precisa extrair a string do shader em um novo arquivo e usar a lib de arquivos do python para fazer a leitura dos arquivos shaders, aparentemente seus shaders estão corretos. O ...


1

Se o objetivo é tentar programar uma engine para fins de aprendizado recomendo os tutorials do Benny: https://www.youtube.com/watch?v=0xcmTZPoJtM&list=PLEETnX-uPtBXP_B2yupUKlflXBznWIlL5 Ele inclusive tem uma série onde ensina fazer a engine física: https://www.youtube.com/watch?v=3Oay1YxkP5c&list=PLEETnX-uPtBXm1KEr_2zQ6K_0hoGH6JJ0 Como falei, ...


1

Não sei ao certo o que você está querendo fazer. As variáveis do tipo varying servem para repassar dados do vertex shader para o fragment shader. Existem as variáveis do tipo attribute que você envia os valores através da sua aplicação, então a partir do código da aplicação, você pode enviar para quantos shaders desejar. Também existem as do tipo uniform, ...


1

Você tem que trabalhar sobre uma textura OpenGL da viewport que possa ser usada pelas funções OpenGL. Então eu conheço 2 soluções: Usar uma função que leia um pixel (glReadPixel se eu não me engano). Mas geralmente essa comunicação entre GPU e CPU é lenta. Criar um código glsl que passa como uniformes as coordenadas do mouse e a textura (criada com o ...


1

Existem diferentes técnicas para trabalhar com seleção de objetos em OpenGL. Conheço essas duas: Cada objeto na cena deve possuir um id em memória, quando você capturar o clique, você deve percorrer todos os objetos que estão sendo renderizados e verificar se há colisão entre a coordenada de clique e cada objeto. Você deverá aplicar a sua matriz de projeção,...


1

Analisando seu código, me parece que você não está desenhando o código ao mudar os valores do eixo X, toda vez que você mudar o valor do eixo X, você precisa chamar o glFlush(), então no seu caso, a mudança ocorre apenas em memória, e apenas na última posição que você calcula é que é executado o glFlush() Dica: Você está utilizando uma versão muito antiga ...


1

A documentação da glutkeyboardFunc em diz que a assinatura da função de tratamento do teeclado é: def handler( (int) key, (int) x, (int) y ): return None Ou seja, você recebe o código numérico da tecla (um número) - e no seu cpódigo você compara esse número com um caractere - (o resultado da chamada a chr(97) que no caso é uma string com a letra "a")....


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam