Respostas interessantes marcadas com a tag

84

O que é normalização? A normalização do banco de dados é o processo de transformações na estrutura de um banco de dados que visa a eliminar redundâncias e a eliminar anomalias de inserção, atualização e exclusão. Ao efetuar o processo de normalização, os dados cadastrados no banco de dados ficarão organizados de uma forma melhor e na maioria das vezes também ...


27

Primeiro vamos entender que desnormalizar não é a mesma coisa que não normalizar. Desnormalizar é um processo consciente com um objetivo claro. Um banco de dados bem normalizado costuma ser mais rápido que um banco de dados não normalizado. Cada forma normal é mais extrema que a outra. Reduzir de uma forma normal para outra seria desnormalizar? Ou seria ...


25

Introdução Pelo contrário. A ideia de separar as atividades das entidades que possuem relação de negócios com a organização é antiga e era usada porque ninguém tinha pensado direito na questão. Isto foi inventando há décadas quando os recursos computacionais eram extremamente escassos e não havia experiência do que funcionava ou não. Infelizmente há quem ...


23

Na minha opinião o melhor banco de dados de endereços do Brasil é o e-DNE que possui mais de 900 mil registros e, na minha opinião, funciona bem rápido. Segue o diagrama do banco deles. Quando precisei usar esse banco achei bem simples fácil e rápido, acredito que servirá para seus propósitos e claro que esse banco do correio é bem complexo pois abrange ...


14

No nosso caso, a forma como os dados são organizados está diretamente ligada ao uso dos mesmos para facilitar o seu preenchimento, recolha e análise, ou seja: Se vamos efetuar pesquisas ou elaborar estatísticas sobre determinada informação, essa informação deve estar separada: Estatísticas sobre a localidade da pessoa, obriga a que o campo localidade ...


13

A pergunta já tem uma resposta muito boa, quase um capítulo de um livro dando todos os detalhes, mas senti falta de algo importante nela que percebo que muita gente confunde ou não entende porque a normalização é necessária, e assim tem uma forma "resumida" para entender o assunto sem precisar ver todas as formas normais. Desnormalização indevida ...


13

Normalização de dados é um conjunto de regras aplicadas a tabelas de banco de dados relacionais a fim de manter a consistência dos dados, evitar duplicações/redundância e problemas com remoções ou atualizações de registros. As formas normais são 1FN, 2FN, 3FN, BCNF, 4FN e 5FN. As tabelas geralmente são normalizadas até a terceira forma, a quarta e quinta ...


11

Redundância de dados é admissível em dois casos: Performance É comum em um banco de dados projetado para grandes cargas terem alguns dados redundantes, para que sejam evitados alguns JOIN's em SELECT's, veja um exemplo: Imagine que estamos montando um clone do StackOverflow, uma tabela resposta poderia conter também os dados do usuário que respondeu, como ...


9

Trabalhando em um projeto gigantesco, percebi que não é possível fugir muito dessa forma de tratar esse paradigma, deixando cada tabela separada por logradouro, bairro, cidade...etc. Algo importante é sempre manter índices em todas as tabelas e otimizar suas consultas, hoje fazemos também um filtro, para que o usuário seja mais específico na busca caso traga ...


8

Tratando-se da questão de boas práticas você está no caminho certo, o ponto chave da questão é: Esse tipo de normalização é uma má prática? Poderia me trazer problemas mais adiante que talvez eu não esteja percebendo no momento? "Trazer problemas" é uma questão muito relativa, tratando-se em termos de programação a abordagem está correta, você está ...


8

Gostaria de saber, de quem já tem experiência lidando com um grande número de endereços, quais práticas seriam recomendadas: deixar tudo normalizado, usar um campo de texto aberto, condensar algumas tabelas numa só (ex.: cidade_estado_pais) e deixar outras separadas, etc. Na empresa em que trabalho sou responsável por um serviço que consolida endereços de ...


7

TL;DR Participando do desenvolvimento de um sistema financeiro usado por várias instituições, dentre elas um banco de uma montadora de carros muito famosa mundialmente, minha equipe decidiu eliminar a tabela de saldos em detrimento de queries de alto desempenho usando a função de agregação SUM para calcular sempre o saldo em tempo real. Background Na ...


7

Não vejo a necessidade de separar a informação de Pais de Aluno, a não ser que você queira fazer uma tabela de Responsáveis, cuja cardinalidade para Aluno seja 1 pra N. Em todo caso, vou supor que você apenas quer cadastrar pai e mãe, então a entidade Aluno fica assim: [DisplayColumn("Nome")] public class Aluno { [Key] public long AlunoId { get; ...


6

MySQL não tem nenhuma função que nos permita dividir um string em múltiplas linhas, pelo que o trabalho torna-se um pouco complexo: SQL Fiddle INSERT INTO press_tags (press_id, tag_id) SELECT press.press_id, SUBSTRING_INDEX(SUBSTRING_INDEX(press.tag_id, ',', n.n), ',', -1) tag_id FROM press CROSS JOIN ( SELECT a.N + b.N * 10 + 1 n FROM ...


6

Vou responder de forma genérica, mas se atente ao comentário que fiz acima. Eu estava escrevendo e a pergunta mudou (a versão que eu respondi), então a resposta pode parecer sem sentido. O modelo atual da pergunta parece fazer muito mais sentido e tem bem menos problemas. Vi que a nova piorou algumas coisas. O número do endereço passou ser int, isto é ruim. ...


5

Em relação a isso, como o Cigano disse, a não ser que os alunos não tenham o relacionamento com pais e sim com responsáveis. Se for apenas pais, sabemos que uma pessoa só pode ter 1 pai e 1 mãe (em tese), portanto poderia deixar as informações de cada um junto a informação do Aluno. Sobre os telefones, pela relação ser de 1 para n tenho costume de ver em ...


5

Manter o seu banco de dados com todos os dados não repetidos, etc., é chamado de normalização, e existem "5 formas normais" O processo inverso, que você descreve, é a desnormalização: tentar otimizar um banco de dados em relação à sua performance, em regra. Sobre desnormalização, a Oracle comenta (fonte em ingles): Considere a desnormalização como último ...


4

Você pode usar tabelas temporárias para lhe auxiliar: select distinct * into #tmp From tabela delete from tabela insert into tabela select * from #tmp drop table #tmp


4

Normalização existe essencialmente para resolver redundâncias. Vê alguma redundância aí? Endereço Nenhuma mostrada. É possível o cliente ter mais de um endereço? É possível mais de um cliente ter o mesmo endereço? Se puder, talvez faça sentido aplicar a normalização neste caso. Com apenas um endereço não faz sentido fazer esta separação. Não se aplica nem a ...


4

Armazenar em uma tabela separada na sua base de dados não violaria a primeira forma normal. Essa normalização não impõe nada que a informação deva estar em algum lugar externo, ela se refere ao modelo relacional da sua base de dados. Armazenar na mesma tabela será uma violação. A questão é saber se o resultado será o esperado. Os dados no recurso externo ...


3

As suas tabelas Cliente e Agência estão na primeira forma normal porque nenhum campo é multivalorado, então vamos focar na segunda forma normal. Há duas chaves candidatas na tabela Cliente: id e cpf. Claramente a partir do id, podemos obter qualquer outro campo e a partir do cpf também. E também não podemos utilizar apenas uma parte do id ou do cpf para ...


3

Não. A primeira forma normal dita que você não pode ter colunas multivaloradas, e não é isso o que você está tendo. Tópico relevante para maiores esclarecimentos: O que é normalização de banco de dados? Uma vez que você armazena o número da fatura a ser consultado, isso é o análogo a uma chave estrangeira. Isso não constitui (ao menos não por ...


3

Existe sim. É em um momento muito específico, que é a criação de datamarts para BI. É o que chamam de star schema versus snowflake schema. Vou dar minha visão de star schema pois snowflake é errado no devido contexto de datamarts para BI. Desnormalizamos para star schema, fazemos esta desnormalização de forma consciente pois existe técnicas para isso, para ...


3

A terceira forma normal (3FN) busca eliminar valores reduntantes nos dados de uma aplicação. No seu caso, a informação da coluna nivel é reduntante, já que pela própria coluna cod_pai você fica sabendo se aquela coluna possui uma categoria pai ou não. Na verdade, o certo seria que a coluna cod_pai fosse NULLABLE – dessa forma, uma tupla que não possui esse ...


3

Vamos supor que queremos relacionar quais cachorros têm quais donos e vice-versa. Temos que uma mesma pessoa pode ser dona de vários cachorros e um cachorro pode ter mais de um dono. Também existem cachorros sem donos e pessoas que não têm cachorros. Poderíamos implementar na tabela de pessoas, um campo com os ids de todos os cachorros que ela possui e na ...


3

Bom vamos la... vendo esta alternativa possível que você mostra na pergunta, eu chego nessa conclusão... Está em 1FN, pois todos os campos contém apenas valores atômicos e monovalorados, ou seja, não contém grupos de repetição. Também está em 2FN, pois não existe atributo não chave que é dependente de somente uma parte da chave primária. E está em 3FN ...


3

Sempre depende. Mas eu diria que o mais certo é uma entidade de Pessoa que pode até PessoaFisica e PessoaJuridica se achar interessante e ter outros objetos com papeis que essa pessoa exerce na sua organização. Quase sempre ter só os papéis com repetição dos meus dados da pessoa nessas entidades está errado por manter objetos diferentes no sistema para o ...


2

Além de seguir a recomendação do @Rodrigo Rigotti, de deixar o campo cod_pai como Nullable, também colocaria um coluna Id se pesquisar pelas categorias via SQL for ser uma operação comum. Este Id seria preenchido via trigger para facilitar as consultas e montagem de caminhos / arvores. A forma mais fácil é ir concatenando o id do registro pai com o codigo ...


2

Olha parabéns pela sua resposta @Zuul da p/ ver que tem muita experiência no MySql. Eu consigo chegar no mesmo resultado, mas de uma maneira mais humilde, talvez até seja considerada uma gambiarra, mas é o que sempre usei como solução para casos deste tipo. PREPARAR DADOS Eu faço um sql que irá gerar um "script": select concat('insert into press_tags (...


2

Tenho a seguinte pergunta no relacionamento N para N. As chaves estrangeiras se tornam uma chave primária composta da tabela associativa. Correto? Correto. Relacionamentos N para N devem gerar uma tabela própria que terá um relacionamento 1 para N com cada uma delas. A chave primária desta tabela será composta pelas chaves primárias das tabelas que ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam