Novas respostas marcadas com a tag

0

Vc já instlaou o package BodyParser no nodejs, caso não instale e faço o teste?


2

Pela mensagem de erro, dá para supor que o erro esteja nesse trecho: passwd !== await user.passwd Primeiro que utilizar await não faz sentido nenhum, mas isso não irá causar um erro, o problema é que o valor de user é igual a null, e acessar uma propriedade qualquer de null lança uma exceção. Mas por que pelo Postman funciona? Outra suposição: é possível ...


0

No código eu apenas estava enviando resposta sem fazer nenhuma tratativa de Exceção, então quando qualquer conexão com o banco fosse feita, eu coloquei o bloco try / catch. Código Antigo: await Model.find((err, resp) => { if (err) { return res.status(400).json(err); } else { return res.status(200).json(resp); } }); Código Atual: ...


0

Para realizar a conexão com o banco de dados Postgres, você pode utilizar o Sequelize. Documentação do sequelize Para criar uma nova migration você deve utilizar o comando: yarn sequelize migration:create --name=nome-migration E para cria-lá no banco basta executar: yarn sequelize db:migrate Lembre-se que para poder utilizar os comandos para criar as ...


0

Você pode criar o relacionamento das tabelas dessa maneira: No model de Team: static associate(models) { this.belongsTo(models.Team, { foreignKey: 'team_id', as: 'team' }); }; No model de Player: static associate(models) { this.belongsTo(models.Player, { foreignKey: 'player_id', as: 'player' }); }; Também é necessário fazer o relacionamentos nas ...


0

Problema solucionado, a collection que eu havia criado estava com letras maiúsculas. E o mongoose não conseguia encontrar. Alterei para tudo minusculo e Funcionou;


0

O .then no sql.connect e pool.request().query indicam que os seus retornos são promessas. Sendo assim o seu código é executado assíncronamente. Para executá-los de forma organizada você pode usar o async/await da seguinte forma: const mountFilter = ({ mpn, descricao }) => { let filter = `CompName LIKE '0%' AND CompID = '${mpn}' `; if (descricao !== ...


0

Bom dia! Para você acessar algo você deve passar o path de onde o mesmo se encontra, no seu caso você tenta acessar um ip e uma porta mas isso não te leva a diretorio nenhum dentro da maquina, por exemplo, um ftp lhe da acesso direto a uma pasta dentro da maquina atravez do ip + porta (exemplo: 192.168.0.5:21), uma outra coisa porque você não utiliza um ...


0

http://yvesdesprogramando.blogspot.com/2016/12/impressao-com-nodejs.html Encontrei este post sobre uma forma de realizar a impressão de um .pdf em uma impressora através do pacote "printer". No meu caso a solução foi gerar um .txt com o conteúdo do arquivo e enviar para a impressora.


1

Se eu entendi corretamente, você vai subir no docker 2 containers, um com o banco e outro com sua API utilizando o NodeJS + Express. Você pode fazer o vínculo de ambos utilizando o docker-compose. Aqui tem um exemplo de arquivo docker-compose.yml version: "3.4" volumes: data_sistema: services: db_sistema: image: mysql:5.6 ports: - "3306:...


1

Você pode fazer importação de 3 maneria sendo 1 delas dessa forma, caso de erros tente procrurar os types que nesse caso tem então faça a instalação deles com o seguinte comando npm i @types/redis --save caso continue o erro você pode fazer a importação de outro jeito sendo de 2 formas diferentes, sendo elas a seguinte: const redisClient = require('redis'...


0

Porta que vc vai usar para sua aplicação acessar -> 3307:3306 <- porta que o container abriu internamente, utilize a porta 3307 na conexão da sua aplicação. const connection = mysql.createConnection({ host: 'localhost', port: 3307, user: 'root', password: 'password', }); Ou: const connection = mysql.createConnection({ host: 'mysql-docker', ...


0

´<tr data-id="b5d1a5c7-ad27-4a80-b9ea-80b20ba63f4d" data-name="ANA PAULA" class="answer"> <td data-type="System.String" data- attribute="pmc_name_client" data-value="ANA PAULA" tabindex="0" data-th="Name Client" aria-label="Name Client ANA PAULA"> <a href="/oportunidades/detalhes-oportunidade/? id=b5d1a5c7-ad27-4a80-b9ea-80b20ba63f4d" ...


0

Você pode utilizar o Sequelize de forma assíncrona. Exemplo 1: async function userController(req, res) { //Meu código const userData = await User.findOne({fullName: seller}); //Desestruturação const { support: sellerSupport } = userData; //Minha lógica... }; Ou de maneira mais simples Exemplo 2: async function userController2(req, res) { ...


1

Pelo conteúdo do seu post, me parece que este código é da semana OmniStack 10 da Rocketseat. O erro do split ocorre porque ele está esperando receber uma string, desta forma, ele vai quebrar a string em um array, utilizando a vírgula como separador, por exemplo, a string "React,PHP" criaria um array com dois itens ["React", "PHP"] Seria interessante postar ...


0

Se alguém precisar, consegui utilizando as rules como array e utilizando o rule(): const { validate, rule } = use('Validator') doc: [rule("regex", /([0-9]{2}[\.]?[0-9]{3}[\.]?[0-9]{3}[\/]?[0-9]{4}[-]?[0-9]{2})|([0-9]{3}[\.]?[0-9]{3}[\.]?[0-9]{3}[-]?[0-9]{2})/g), rule("required"), rule("min", 11), rule("max", 11), rule("string")]


0

Pode estar dando conflito nos teste, pois eles não rodam em sequência por padrão, logo, quando tu cria as instâncias no banco, pode estar havendo duplicidade. Pra isto, no teu package.json, passa um parâmetro para o script de test: "test": "NODE_ENV=test jest --verbose --forceExit --runInBand"


0

Olá, Augusto. Eis o que você precisa fazer: 1) Verificar se o diretório existe no root(diretório raiz onde deseja manter todas essas pastas de cada dia) 2) Caso haja, acesse-o e escreva o conteúdo com o método fs.writeFile 3) Caso não, crie-o, e depois faça a etapa 2. Eis um trecho de como criar os diretórios dinamicamente: const fs = require('fs') ...


0

Pode-se contornar essa convenção de nomenclatura utilizada pelo Adonis informando no Model o nome da tabela a ser utilizada na migration. class User extends Model { static get table () { return 'my_users' } } Referencia Manual Adonis 4.1


0

Em resumo, você não pode exportar o valor da resolução (ou rejeição) da promessa. Para saber mais sobre o porquê, leia esta resposta. Assim, uma opção é exportar a própria Promise, e usar o then e/ou catch no módulo que a importar. Então, no módulo que você exporta, você deve exportar a Promise. Portanto: // ... // `rp` é uma função que retorna uma `...


1

Se a biblioteca (lib) que você está usando, foi escrita em Typescript, você pode ler o código fonte dela da mesma forma que você faria com Java: acessando o repositório daquela biblioteca (se for open-source ou se você tiver acesso). Porém o Typescript pode usar qualquer biblioteca escrita em Javascript ou que é compilada para Javascript, mesmo as que não ...


1

No seu código agora disponibilizado na pergunta fica fácil detectar os problemas, na importação, tem as chaves, mas, está fazendo a importação do próprio arquivo, então edite da seguinte forma: import Footer from './components/footer/Footer' import Header from './components/header/Header' e vai resolver essa primeira pendencia de problemas do seu código. ...


0

Note no seu arquivo Footer.js que você está exportando o componente como default: export default class Footer extends React.Component { /* ... */ } // ↑↑↑↑↑↑↑ // Notação de um default export E no index.js, você está importanto usando a notação de um named export: import { Footer } from './components/footer/Footer'; // ↑ ↑ // Notação de um ...


7

TypeScript é uma linguagem que roda em cima de JavaScript. Pelo menos ela foi pensada para isto, nada impede um dia ela mudar de rumo, mas o objetivo é continuar assim. Ela usa uma técnica chamada transpilação onde o compilador lê o código em TS e escreve outro em JS. O código em TS não precisa ser distribuído em lugar algum. O código em JS é distribuído e é ...


1

Após uma pequena pesquisa, encontrei este documento. Conforme ponderei nos comentários, o método evaluate realmente faz uma certa magia por baixo dos panos, o que causa toda essa confusão. O que ocorre é que como essa biblioteca utiliza Electron por baixo dos panos (de alguma forma que não procurei entender). Por isso, ele transforma a função de callback ...


0

Eu também estava com esse problema acabei descobrindo o erro. Isso vai ocorrer quando a tabela migrations contém rows que não existe um migration correspondente no sistema de arquivo. Provavelmente alguém executou migrações no mesmo banco de dados que você está tentando executar o up mas a pessoa não commitou as migrações dela ou o seu repositório local não ...


2

Adaptando a resposta da pergunta "how to group by and sum array of object?" para o seu exemplo, podemos utilizar a função reduce do array para obter um objeto com chaves de acordo com o campo que você que agrupar e somando os demais valores. Depois disso é possível utilizar a função Object.values para obter os valores selecionados previamente. const ...


1

Você pode dar uma olhada numa biblioteca chamada "Handlerbars Paginate helper". Para instalar, você faz o seguinte: npm install handlebars-paginate Você registra esta biblioteca como um helper var Handlebars = require('handlebars'); var paginate = require('handlebars-paginate'); Handlebars.registerHelper('paginate', paginate); E depois passa para o seu ...


4

Headless Browser (Tradução directa - Navegadores sem cabeça) Headless Browser isso significa apenas que não há interface gráfica do usuário (GUI). Ou seja, é um navegador da web sem uma interface gráfica do usuário controlada programaticamente, ele é geralmente usado para automação, teste e outros propósitos. Ora vejamos; O servidor retorna arquivos ou ...


0

Dentro do Chrome, use o atalho Ctrl+Shift+J. Ao abrir o console de desenvolvedor, selecione a aba network e verifique nas listas de requisições se todas elas são feitas ao seu servidor local. Para ter mais informações sobre a requisição, você pode clicar nela. Caso alguma requisição esteja sendo feita para outro host e seu status seja 200, a sua estação de ...


0

Aparentemente é algum problema de inserção no objeto serializado que o adonis retorna da minha query, eu consegui resolver convertendo o meu array de idioma para um objeto javascript simples: idioma.push(JSON.parse(JSON.stringify(await this.getDadosClasseIdiomaEstudante(idsClassesEstudante[i]))))


1

Sim é possível de várias formas! Mas vamos abstrair qual banco e falar sobre arquitetura. Eu crio uma base de dados com as informações de conexões de cada EMPRESA. Pode incluir qual DB vai usar, senhas, connectionstrings.. Se eu pensar em BACKEND abstraindo o front, precisamos pensar que cada request para API vc deveria ter todas as informações necessárias ...


0

const data = { "candidates": [ { "CLIENT_ID": "Dread Pirate Alannah Company", "VALUE": 0, "LOST_VALUE": 45, }, { "CLIENT_ID": "Dread Pirate Alannah Company", "VALUE": 56.25, "LOST_VALUE": 0, }, { "CLIENT_ID": "Dread Pirate Alannah Company", "VALUE": 45, "LOST_VALUE": 0, ...


1

Isso é porque a função sqlQuery não tem retorno, ela recebe como parâmetro um callback que será executado de forma assincrona, ou seja, quando a consulta tiver o resultado pronto, executa a função passada, mas continua não retornando nada Você pode criar a variável fora e setar seu valor dentro do callback: sqlQuery(dbConnection) const queryResults ...


3

O que ocorre é que o Node trabaha de forma assíncrona, ou seja, quando você executa a função "sqlQuery" ele não aguarda o retorno, ele já executa a linha seguinte. Por isso que o retorno é "undefined". Para aguardar o retorno, você precisa utilizar Async/Await. O seu código ficaria da seguinte forma: const results = await sqlQuery(dbConnection); console....


0

Há vários problemas no seu código, nem imagino como chegou a isso, parece que misturou várias formas de se fazer algo parecido com o que quer Vou colocar uma solução comentada para entender function allRejected(arr) { //O contador passa a ser um objeto, onde as chaves serão os nomes e os valores serão o número de repetições var contador = {}; ...


-1

Solução parra laravel Jquery--->> <script> $(document).ready(function () { var getVisits = sessionStorage.getItem('visit_'+"{{ $page_tag }}"); if(!getVisits) { var saveVisits = sessionStorage.setItem('visit_'+"{{ $page_tag }}", 1); $.ajax("{{ route("visits") }}/" + "{{ $page_tag }}/" + saveVisits); ...


0

Conforme ficou registrado nos comentários desta pergunta, o módulo ntwitter foi descontinuado (DEPRECATED). Uma alternativa a ele é o módulo twit. É preciso ver a documentação dessa API, pois algumas funções diferem daquelas que tentei usar anteriormente. Nesse repositório, existe um exemplo de uso do módulo Twit.


5

É impossível esconder HTML, CSS ou JavaScript do cliente. O máximo que você pode fazer é usar ferramentas de minificação (conforme sugerido pelo @Costamilam) ou obfusfação. Mesmo assim, se o código está no cliente, nenhuma dessas opções é realmente efetiva para esconder o código, já que se uma pessoa realmente quiser ver como funciona o código, ela irá ...


4

Não... Se você precisa passar todos esses dados do cliente pro servidor afim de cadastrar o usuário (ou fazer qualquer outra coisa), o cliente, em algum momento, vai precisar desses dados, não tem como deixar oculto dele ou remove-los (se remover, o servidor não irá recebe-los) O mesmo vale pro código JavaScript, o cliente precisa de todo esse código para ...


-2

Eu estava com o mesmo problema porque tinha repositorio com erro, no meu caso o spotify, entretanto o comando "curl -sL https://deb.nodesource.com/setup_10.x | sudo bash - " não funcionado porque não conseguia dar um update. Eu removi o pacote do spotify e deu certo.


0

Encontrei uma solução que resolveu meu problema: Utilizei os Operadores do Sequelize. Para isso, importei-o: import { Op } from "sequelize"; E no trecho de código onde recupero os dados do db e armazeno na variável, utilizei a seguinte expressão - [Op.gt] -, na qual me retorna apenas as linhas no qual o created_at sejam superiores à data da minha variável ...


0

É necessário passar a referência da função para o contexto da View. Você pode passar a função como parâmetro da mesma forma que envia dados para a View, por exemplo: res.render('myView', { formatDate }). Outra forma é utilizar o app.locals ou res.locals para disponibilizar a função dentro da sua view. A diferença está no ciclo de vida. O app.locals persiste ...


0

Você configurou 2 vezes as views? Primeira configuração: app.set('views', './views'); app.set('view engine','ejs'); Segunda configuração: app.set('views', __dirname + '/views'); app.set('view engine','ejs'); Não encontrei onde você está renderizando a view, o problema pode ser esse. Você deve renderizar com res.render('caminho_da_view'). Tenta fazer ...


0

Bem, a resposta do Augusto Vasques não resolveu meu problema, que seria enxergar as variáveis e funções dos módulos do client-side do Node.js através do Inspecionar do Chrome (navegador que uso). Após várias pesquisas, descobri como fazer para enxergar e manipular as variáveis e funções. Nos módulos ou no código principal (não é no arquivo index.js ou app....


0

Tenta <script src="./data-user.js"></script> <script type="text/javascript"> function sendData(){ dataUser(document.getElementById('nome_cad').value, document.getElementById('email_cad').value); } </script> E no ./data-user.js function dataUser(nome, email){ console.log(nome); console.log(email); }


0

Faz uma chamada ajax para o teu servidor Nodejs. O retorno dessa chamada você popula teus charts. Como você esta trabalhando no padrão MCV, front e back deveriam se comunicar por endpoints, ou seja, requisições ajax do teu front para as rotas do teu backend, e no response da chamada ajax popular os itens que você precisa.


0

Você instala o nodemon com npm install --save-dev nodemon ou com yarn yarn add -D nodemon No teu package.json, você deixa "scripts": { "dev": "nodemon teudiretorio/server.js" }, Para rodar, basta digitar npm run dev ou yarn dev. Evita usar start com nodemon porque quando fizer alguma build dele e jogar num servidor externo, como heroku, por exemplo, ...


0

O repositório do NodeJS para o Ubuntu está desatualizado. Remova complementamente o NodeJS sudo apt remove --purge nodejs* Depois instale via nvm curl -o- https://raw.githubusercontent.com/nvm-sh/nvm/v0.35.2/install.sh | bash export NVM_DIR="$([ -z "${XDG_CONFIG_HOME-}" ] && printf %s "${HOME}/.nvm" || printf %s "${XDG_CONFIG_HOME}/nvm")" [ -s "$...


0

Você criou o Schema mas não exportou essa instância. Basicamente, teu schema precisa ser "escutado" aonde ele for chamado, para isso, você precisa exportar esta instância. Para fazer esse export, se usa o module.exports. Neste teu caso, para que se consiga usar o Postagem, você precisa colocar no teu arqquivo do esquema module.exports = mongoose.model("...


As 50 principais respostas recentes são incluídas