Respostas interessantes marcadas com a tag

8

Vamos por partes... this dentro da função De acordo com a documentação, no Node, o this dentro da função é igual ao objeto global: function foo() { console.log(this === global); // true } foo(); Já no browser, this é igual a window: function foo() { console.log(this === window); // true } foo(); Com e sem var De acordo com a documentação, ...


7

Quero contribuir na pergunta e vou, talvez, acrescentar na respota do @hkotsubo. Vou começar a minha resposta com uma pergunta: Por que o código abaixo requer mais tempo pra ser executado no navegador Chrome do que em um arquivo executado pelo NodeJS, se ambos usam o V8? console.time('loop'); for (var i = 0; i < 1000000; i += 1) { // faz nada.. } ...


7

O Create React App aceita os seguintes arquivos por padrão, sem precisar instalar o env-cmd: .env: padrão. .env.local: Sobreposições locais. Esse arquivo é carregado para todos os ambientes, exceto test. .env.development, .env.test, .env.production: Configurações específicas de cada ambiente. .env.development.local, .env.test.local, .env.production.local: ...


7

Basicamente, o método pipe "direciona" o fluxo de uma readable stream para uma writable stream. No caso da pergunta, o pipe está enviado os "pacotes" da read stream do arquivo para a write stream do servidor HTTP. Na verdade, a stream funciona corretamente na primeira requisição. Note que você está criando a read stream fora do server ...


6

Você pode usar a função Object.values() para obter os valores de um objeto: const resposta = { by: 'symbol', valid_key: true, results: { PETR4: { symbol: 'PETR4', name: 'Petróleo Brasileiro S.A. - Petrobras', region: 'Brazil/Sao Paolo', currency: 'BRL', market_time: [Object], ...


5

Não utilize o for..in, que deve ser usado para iterar sobre as chaves enumeráveis de um objeto. Utilize um for normal e, no momento de imprimir, some 1 ao contador (i). Algo assim: let vagas = ['Audi', 'HB20', 'Lamborghini', 'Maserati']; console.log(`No estacionamento tem ${vagas.length} vagas`); for (let i = 0; i < vagas.length; i++) { console....


5

Como a fonte no SOen sugere diversos usos para trabalhar com o import.meta.url Alternative for __dirname in node when using the --experimental-modules flag, no entanto o que não foi falado é que o propósito do fileURLToPath é além de "resolver" URLs com file://, como a própria documentação demonstra (url.fileURLToPath): fileURLToPath('file:///C:/...


5

Penso que não seja possível fazer isso com arrays (pelo menos não de forma simples) porque o compilador não tem como saber o tipo do elemento associado a uma chave específica para cada elemento do array. Ele formaria uma união com todos os tipos possíveis. Mas é possível fazer uma estrutura com objetos. Algo como isto: export interface IUser { userId: ...


4

O problema está aqui: const loadEvents = arrayOfEventsWithDateIniAndDateEnd.map( async event => await searchEvent(event).then(result => console.log(result)) ); return res.json(loadEvents); Note que você está mapeando um array de valores em um array de promessas. Lembre-se que funções assíncronas sempre retornarão uma Promise. Portanto, você ...


4

Equivalente a __filename Existe import.meta.url, que retorna o URL (não confundir URL com caminho, ou path no inglês) do arquivo atual sob o protocolo file:. Um exemplo: import.meta.url; //=> file:///Path/to/file.js Mas note que isso não é, de fato, um caminho (path), mas sim uma string de URL (que utiliza o protocolo file:). Para convertê-lo a um ...


4

Para obter o caminho da requisição Utilize a propriedade path. Da documentação: // https://example.com/users?sort=desc console.dir(req.path); //=> '/users' Para obter o URL completo Utilizar req.protocol para obter o protocolo da requisição, como http ou https; Utilizar req.get('host') para obter o host da requisição; O caminho pode ser obtido com req....


4

Partindo do ponto que esteja utilizando Express, o seu problema aí é que req.params como pode ver na documentação, retorna um objeto que contém propriedades mapeadas para os “parâmetros” da rota nomeada. Ou seja, quando faz isso: const id = request.params A constante id está armazenando o objeto params e não um valor único, no caso aí o seu id. O que te ...


4

Por que o Node.js aceita atribuição de valores para o “undefined”? Não é só o Node.js. Como o undefined não é uma palavra-chave da linguagem, pode ser utilizado como um identificador, de modo que pode atuar como nome de propriedade, variável, etc. Veja: function foo() { const undefined = 5; return typeof undefined; } const myObj = { undefined: ...


4

Ao contrário de browsers, que expõem uma função no objeto global chamada prompt, o Node.js não a implementa. Para pedir uma entrada do usuário, você pode utilizar o módulo readline, do próprio Node.js. Veja um exemplo: const readline = require('readline'); const rl = readline.createInterface({ input: process.stdin, output: process.stdout }); rl....


3

Podes fazer isso assim (notas nos comentários do código): const getRandom = (arr, nr) => arr .slice() // criar uma cópia para não mudar a array inicial .sort(() => 0.5 - Math.random()) // misturar .slice(0, nr) // retirar N elementos da nova array misturada const teste = [1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9]; console.log(getRandom(teste, 4)); console....


3

Tive o mesmo problema, adicionei o parâmetro "name" no createTransport e funciounou. O e-mail ainda é reconhecido como span quando as pessoas recebem, estou tentando resolver esse problema (isso se for possível), segue o exemplo: let transport = nodemailer.createTransport({ name: 'no-reply@dominio.com.br', host:'mail.dominio.com.br', service:'...


3

Se você tiver um script test no seu package.json, pode criar um outro chamado pretest, que sempre será executado automaticamente antes do test, ou posttest, que será executado depois de test (também automaticamente). Assim, sempre que (antes ou depois) um teste for executado, você pode fazer essa verificação. No package.json, algo assim: { "scripts&...


3

Como bfavaretto citou, você precisa consumir aos poucos para formar a resposta completa. Basta usar os eventos: // ... const partes = []; res.on('data', (parte) => partes.push(parte)); res.on('end', () => console.log(Buffer.concat(partes).toString('utf8'))); // ... Stream - Event: data The 'data' event is emitted whenever the stream is relinquishing ...


3

Tal qual foi sinalizado no comentário, aqui está uma possível solução para o problema: Usamos a função split() para obter um "array de nomes" a partir de user.name e selecionamos o primeiro dos "nomes" desse array com [0] const primeiroNome = user.name.split(' ')[0]; E então, no EJS, fazemos com que esse primeiro nome seja exibido dessa ...


3

Você colocou o nome da lib errado. Não é const bodyparser = require('body-parse'). Esqueceu um "r". O certo é const bodyparser = require('body-parser')


3

Isso não é um bug. Está funcionando como o código "mandou". Lembre-se que código nada mais é do que uma série de instruções a um computador. A questão é que o Express executa os handlers de cada rota de acordo com a ordem a qual foram definidos. Desse modo, o handler que vier primeiro no código será executado primeiro. Consulte a documentação de ...


3

Você não precisa criar um formData para isso, basta passar os campos direto no body da requisição. Exemplo: await api.post('usercreate', { userName: name, userPassword: password }); Ou se quiser trabalhar com formData você precisa configura para seu service api para receber requisição com conteúdo do tipo: "multipart/form-data" Segue um exemplo ...


3

Em primeiro lugar, em relação à repetição da "validação", você pode fazer algo como sugerido na outra resposta: ['username', 'password', 'email', 'fullName', 'birthDate'].forEach((key) => { if (!req.body[key]) return res.json({ error: `${key} not found.` }); }); No entanto, essa abordagem, embora extremamente válida, é um pouco limitada, uma ...


3

Somando 1, só isso. Porque você não quer contar partindo do 1, quer apenas que apresente o elemento como sendo vaga 1. let vagas = ['Audi', 'HB20', 'Lamborghini', 'Maserati']; console.log(`No estacionamento tem ${vagas.length} vagas`); for (let lugar in vagas) console.log(`na vaga ${parseInt(lugar) + 1} está o Automóvel ${vagas[lugar]}`); Outra ...


3

A maneira correta e utilizada é da seguinte forma retornando o promise e no node resolver e trazer a resultado, exemplo: AtividadesTodas() { return knex('Atividades').select('AtividadeDesc').orderBy('AtividadeDesc'); } e no node: async todosRegs(req, res) { try { const listaAtiv = await Atividades.AtividadesTodas(); if(listaAtiv != ...


3

Precisa mesmo usar reduce? Um loop simples resolve: let arr = [ {id: "xxx", amount: 2}, {id: "xxx", amount: 7}, {id: "yyy", amount: 2}, {id: "yyy", amount: 5}, {id: "zzz", amount: 5} ]; let result = {}; for (const e of arr) { if (result[e.id]) { // id já existe, somar amount result[e.id].amount += e.amount; } else { // id não ...


3

let result = {"0":4,"10":4,"30":6,"60":9,"90":12,"120":15,"150":18,"180":21}; const transformation = Object.entries(result).map(([key, value]) => ({ [key]: value })); console.log(transformation); Array.prototype.map() O método map() invoca a função callback passada por argumento para cada elemento do Array e devolve um novo Array como resultado. ...


3

Conforme disse nesta outra resposta, o JavaScript possui uma natureza intrinsecamente assíncrona. Além disso, uma vez que uma função trabalha com alguma operação assíncrona, o chamador da função precisa se adequar ao assincronismo também. Essa adequação do chamador pode ocorrer de duas formas principais: Callback, que é o modo antigo de lidar com ...


3

A maneira mais simples, ao meu ver, seria usar uma biblioteca para fazer o parse do XML para um objeto JavaScript/JSON. Poderia usar o fast-xml-parser no Node.JS: Instalaçao npm install fast-xml-parser Uso const parser = require('fast-xml-parser'); const jsonObj = parser.parse(response); // "response" é a sua variável Exemplo usando uma CDN: ...


3

Conforme já explicado aqui (e aqui, aqui, e principalmente aqui), não use regex para ler/manipular/fazer parsing de HTML. O ideal é usar bibliotecas específicas para HTML/XML. Vou dar um exemplo com o jsdom, mas você pode pesquisar e usar outra, se quiser. Só para você ter uma ideia de como ficaria: const jsdom = require('jsdom'); const { JSDOM } = jsdom; ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam