Respostas interessantes marcadas com a tag

40

Funções Namespaces são confundidos por muitos programadores. Há dois entendimentos úteis. Primeiro para organizar seus tipos logicamente. É como se você colocasse determinados tipos (classes, estruturas, enumerações, delegações, interfaces, etc.) que são relacionados de alguma forma em uma mesma "caixa". A sintaxe da linguagem dá bem a indicação que é isto ...


28

Entendendo o using e o namespace Primeiro vamos deixar claro que existem dois tipos de using em C#. Existe o statement que é utilizado para finalização de recursos. Veja um pouco mais nessa resposta. E nessa também. Mas você está falando da diretiva do compilador. Está falando de algo que funciona como um alias, uma forma para simplificar o acesso a tipos ...


25

Namespaces servem para duas coisas ao meu ver: organizar o código, agrupando classes, estruturas e outros afins evitar conflitos de nomes de classes, estruturas, delegates, etc.. O que significa o namespace Quando você cria classes e outros dentro de um namespace, na verdade o namespace faz parte do nome daquela classe. namespace EspacoNomes { public ...


20

namespaces em c# são conjuntos de identificadores que servem para agrupar funcionalidades comuns. Por exemplo, em um projeto MVC, tenho um namespace para modelos (Models), um para controladores (Controllers) e um para visões (Views). Na declaração de uma classe, quando fazemos uso de outra classe (utilizando a declaração using), o uso de namespaces é útil ...


17

É uma boa prática. Quando é útil e quando se sabe como usar, sabendo que ele tem algumas implicações. Você pode ter encontrado um problema por uma situação específica. O real problema Talvez a prática ruim já começou na biblioteca que usou nomes iguais aos da biblioteca padrão da linguagem. Mas nem digo que isto é um problema de fato, afinal namespaces ...


14

Os namespaces são úteis principalmente para evitar colisão de nomes. Foram implementados no PHP 5.3. É muito comum ver bibliotecas mais antigos do PHP utilizando um padrão que consiste em utilizar underline no nome de classes, para evitar conflitos. Isso era necessário pois, como foram surgindo muitas bibliotecas, os nomes começaram a ficar "limitados" ...


14

Não há um critério claramente estabelecido. É mais gosto. Algumas pessoas preferem sempre usar de uma forma ou da outra. Outras preferem alternar dependendo do que está sendo usado ou mais ainda de quantas vezes é usado. Se você vai usar um nome só uma vez, costuma ser mais fácil escrever ele inteiro no local de uso em vez de fazer uma "importação". Mas tem ...


13

Os namespaces são semelhantes em diversas linguagens de programação, tal como esta resposta explica Como funciona namespaces no C#? (mesmo o assunto sendo uma linguagens diferente) Faço das palavras do Maniero as minhas: Ele não encapsula nada Este entendimento mostra que apesar da visão que os programadores têm sobre o namespace ser um módulo, uma ...


12

Parece que a confusão aqui é sobre a conceituação do que é namespace. Um namesapace é um sobrenome para um tipo (uma classe por exemplo). Se você tem uma namespace X e um class Y. É o mesmo que dizer que você declarou class X.Y. Import Quando você colocar o import X, você está apenas dizendo ao compilador que ele deve pesquisar por tipos (classes por ...


12

Usings são apenas definições de atalhos para nomenclatura de tipos (class/struct/enum/delegate)... de forma que é possível usar os nomes dos tipos diretamente sob os namespaces indicados pelos usings: using System; // agora será possível usar a classe String sem especificar o namespace class Xpto { public String Nome { get; set; } } Ao remover um ...


10

Uma forma menos "agressiva" de utilizar o using namespace é fazer dentro de um escopo. Dessa forma você tem a mesma facilidade, tendo mais controle sobre o namespace. Por exemplo, você pode usar o using namespace std somente dentro de uma função. void hello() { using namespace std; cout << "hello world" << endl; // Várias outras ...


10

Não afectam a performance do programa, mas no entanto podem afectar a performance das ferramentas de análise do código. Para além disso, deixar usings que não estão a ser utilizados aumenta a dificuldade de leitura do código (que namespaces é que estão a ser usados em concreto?). Também podem afectar o tempo de compilação dado que o compilador precisa de ...


10

Namespaces são utilizados para agrupar itens(classes, constantes ou funções no php) geralmente isso é determinado pela afinidade entre eles. Assim como uma classe agrupa propriedades e métodos para resolver um problema(responsabilidade única) com o namescape acontece o mesmo porém em um escopo maior, em outras palavras ele define quais são as '...


10

Para funcionar esse tipo de código e carregar automaticamente por namespace os diretórios devem seguir o mesmo nome que estão no namespace, no seu caso já tem um problema o diretório deveria ser minhaClasse/classe.php ou então o namespace deveria ser use classes\classe; (dentro da classe somente namespace classes;) qualquer uma das opções podem funcionar. ...


10

O principal uso dos namespaces é para organização e para evitar colisão de nomes de classes. O PHP não permite que duas classes tenham o mesmo nome, e para evitar esse problema tínhamos que criar classes muito específicas. O motivador disso foi o inicio dos frameworks em PHP, que vinham como proposta de resolver problemas comuns no desenvolvimento. Só que ...


9

Poder, pode, mas não é recomendado. Fica confuso. Há uma recomendação oficial. Há um artigo do Eric Lippert sobre isto. O ideal é nomear as coisas como elas são. A classe é um Cielo? Ou ela é um Serviço específico da Cielo? Já o namespace é da Cielo, certo? Deu para entender como nomear?


9

std::cout é o nome completo do objeto, incluindo o "nome de família" dele, o sobrenome. Muita gente gosta de usar assim, eliminando qualquer ambiguidade. Outros preferem usar só o nome do objeto para ficar mais curto. É um jeito mais informal de uso. Para ser possível é preciso indicar antes qual família vai usar. A principal do C++ é justamente a std. ...


9

global:: faz referência ao namespace global. Por exemplo, você pode redefinir a classe System, olha só: class foo { class System { } } Aí, por exemplo, se tu quiser usar Console.WriteLine() nesse escopo, sem conflitar, você usa: global::System.Console.WriteLine("teste"); Baseei minha resposta nessa aqui.


8

Não tem efeito na velocidade de execução, mas pode haver algum efeito na velocidade de compilação, pois há mais namespaces para procurar a classe adequada. Eu não me preocuparia muito com isso, entretanto você pode usar o item Organize Usings do menu para remover e ordenar as instruções using.


8

A outra resposta e o comentário me ajudaram a entender o problema: Talvez exista uma str_replace() naquele namespace, que não é o nativo da linguagem, e por esse motivo a \ é especificada para fazer a referência correta. - @Havenard No entanto acredito que seja necessário um exemplo para um melhor entendimento do motivo disto. O motivo de usarmos ...


8

É uma diretiva da linguagem que determina que você usurá um namespace naquele código de forma implícita. Este comando realmente evita que fique dando o nome do namespace. O namespace é um sobre nome para tipos, funções e outros possíveis membros. É uma forma de evitar nomes iguais fazendo coisas diferentes colidirem e. Então tudo o que você for usar tem ...


7

O namespace do C++ funciona da mesma forma que no C#. Ou seja, eles são apenas "sobrenomes" para seus membros, nada mais que isso. Uma das vantagens disso é que eles podem ser compostos. Você pode juntar no mesmo namespace coisas completamente isoladas, que não se conhecem. Por isso é um erro tentar usar esse mecanismo da forma apresentada na pergunta. Não ...


7

Isto não faz sentido. Pelo menos não sem uma explicação. Se viu em algum lugar e não explicou porque, ignore, possivelmente é gosto desta pessoa. Se tiver uma explicação, aí se você entender os fundamentos poderá avaliar se aquilo faz sentido ou não. Se não usar o include vai carregar os arquivos auxiliares para aquela aplicação de que forma? Tem outras ...


6

Você vai ter que adicionar um referência ao projeto. O fato de colocar no código que você deseja importar não indica onde está o assembly que contém este namespace. Tem documentação que fala sobre este erro. Instruções básicas para o Visual Studio: Abra o Solution Explorer. Com o botão direito do mouse clique no seu projeto e escolha Add Reference... Na ...


6

Namespaces são usados para agrupar, encapsular funcionalidades. É usado basicamente para evitar conflito de nomes. Ele funciona como um sobrenome para seus membros, desta forma você pode ter dois Joãos em sua aplicação desde que um seja Silva e o outro Oliveira. Neste caso o use serve para indicar apenas que esta família está disponível para uso, ou seja, ...


6

Posso estar enganado mas acho que você não está entendendo bem o que tem que usar neste using. Ele se refere a namespace, não a projetos e pastas. Para usar classes que estejam em nomeProjeto.NomedaPasta, elas devem estar dentro de um bloco assim: namespace nomeProjeto.NomedaPasta { //classes aqui } Mas provavelmente não é o que deseja. Não misture ...


6

É possível usar vários tipos de aliases em C#. Pode usar um simples: using WF = System.Windows.Forms; //só fez o alias do namespace Uso: var botao = new WF.Button(); Isso pode ser mais útil quando há ambiguidade. Porque no fundo quando não há, esse WF nem seria necessário. Então pra que criar um alias para usar em um lugar que nem precisaria ter nada? ...


6

Você deve olhar esses dois caminhos: \*VisualStudioInstallationDirectory*\Common7\IDE\ItemTemplates\*Language*\Code\*Locale*\ \*VisualStudioInstallationDirectory*\Common7\IDE\ProjectTemplates\*Language*\Code\*Locale*\ O que está em entre asteriscos é variável. Obviamente que precisa procurar no local onde seu VS foi instalado (a vers]ao vai variar ali ...


6

Na execução do código em si não pesa porque é só uma facilidade para escrever o código sem ter que digitar todo o nome. Pesa ligeiramente mais para interpretar o código já que tem que fazer uma análise completa do que está ali e que não será usado para nada. Então eu tiraria não só pela performance que é um ganho irrisório, mas para diminuir o tamanho do ...


5

Isso não afeta a performance do programa, é a mesma ideia de comentários redundantes nos códigos. Não faz diferença para o compilador mas pode atrapalhar o programador. O Máximo que pode acontecer é você diminuir o tempo de compilação do seu programa.


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam