Respostas interessantes marcadas com a tag

25

Qual a diferença entre mock e stub? Enquanto um stub apenas provê respostas prontas para as chamadas que serão feitas durante o teste, o mock vai mais além e, além de prover as respostas, também valida as chamadas - ele conhece o comportamento esperado do sistema e testa este comportamento. Assim, ao substituir um componente durante os testes, um stub ...


19

Acho que a referência canônica sobre o assunto é o artigo do Martin Fowler. Ele mostra a diferença entre 4 tipos de substitutos: Dummy São objetos usados para preencher uma lista parâmetros quando o que contém neles não é relevante. Este objetos não serão usados de fato. Fake São objetos com implementações reais mas que não fazem exatamente o que se ...


7

Se você procura um serviço que você passe alguns parâmetros e ele retorno em formato JSON? Acredito que seja algo similar a esse site. Onde essa chamada: http://echo.jsontest.com/key/value/one/two Tem esse retorno: { "one": "two", "key": "value" } Verifique se isso lhe atende. Apesar de não aceitar QueryString, como solicitado na pergunta.


5

Eu uso esse site para mock de JSON. Não é exatamente o que você pediu, mas pode ajudar: http://www.json-generator.com/


5

Métodos estáticos são tão flexíveis quanto granito. Se você precisa fazer o mock de um método estático, é sinal de que há algo errado no projeto. Um método estático idealmente oferece uma funcionalidade definitiva e imutável. Se você precisa mocká-lo para isolar o seu teste de suas dependências, então é porque ou ele não é definitivo e nem imutável, e ...


4

Você está verificando se o método pi() é chamado uma vez, porém você não chama ele em momento nenhum. É exatamente isso que o erro está dizendo: Wanted but not invoked: Actually, there were zero interactions with this mock. Requerido, porém não invocado, não houve interações com esse mock. O primeiro problema é que você ora diz que o método ...


3

Fiz um exemplo bem simples de como resolver esse problema: function LoginController($scope) { $scope.cliente = [{ nome: "nomeedit", senha: "senhaedit", email: "nomeedit@senha.com" }, { nome: "nomezinho", senha: "senhazinha", email: "nome@senhazinha.com" }, { nome: "nomelegal", senha: "senhalegal", ...


3

Vou partir do princípio que não iremos entrar no mérito de como refatorar um código com métodos estáticos, pois eu entendo que isto seria uma outra discussão. Vamos as suas perguntas. Se podemos fazer, quando devemos fazer? Normalmente você precisa de um mock de método estático quando ele guarda muita complexidade que simplesmente tentar contorná-la ...


3

Para testar se o método findAll cumpre o seu papel de retornar todas as entidades de um dado tipo, a melhor opção é disparar esta consulta contra um banco de dados de verdade. Explico: você está testando uma implementação bem próxima do banco de dados. Entre o seu código e o banco, só existe o framework JPA (EclipseLink, Hibernate, whatever). Como não faz ...


3

Aparentemente não é possível com o Mockito, mas existe o PowerMock, um framework que estende outros frameworks como o Mockito, e permite testar métodos privados. Entretanto, em geral, se um método privado possui alguma lógica ou algoritmo suficientemente complexos para precisarem de um testes unitário por si só, então talvez seja conselhável delegar a ...


3

A explicação do mgibsonbr sobre a ordem de aplicação dos decorators faz sentido. Da mesma forma como uma pilha de decoradores é aplicada de baixo para cima. Eu é que esperava o contrário, por algum motivo. Mas de qualquer forma, depois de pensar sobre mocking (sou novato no assunto ainda) eu percebi que não faz o menor sentido tentar aplicar um novo patch ...


2

Nunca usei o Demoiselle Framework. No entanto, a dificuldade com múltiplos Runners não é incomum e ocorre com outros frameworks. Uma solução é usar o PowerMockRule. Segundo a documentação: Desde a versão 1.4 é possível iniciar o PowerMock usando uma regra do JUnit (JUnit Rule) ao invés do PowerMockRunner e da anotação RunWith. (tradução livre) Exemplo ...


2

Quais tipos de testes (unitário, funcional, integração) funcionam melhor com os dois? Existem situações específicas onde é mais evidente que vale a pena usar um ou outro? Exemplos em qualquer linguagem são bem-vindos. Para testes unitários, os mocks são as principais escolhas e acredito também que os fakes tem seu lugar. Comumente, em testes unitários ...


1

Isso acontece porque o corpo de classes são executados no momento de interpretação do arquivo, e você faz o mock depois disso ter acontecido (tarde demais). Minha sugestão é que faça ao mock diretamente da sua dataclass: with patch.object(Config, 'system', 'linux'): print(Config.system) # linux


1

Recomendo que não faça a autenticação dessa forma. Nunca exponha os dados de autenticação do usuário. De qualquer forma, para verificar se um determinado objeto faz parte de um array basta iterar sobre ele e verificar campo a campo. Ex: $scope.cliente.forEach(function(cliente) { if ($scope.nome === cliente.nome && $scope.senha === cliente.senha) ...


1

Foi necessário refatorar o getPlanilha para fazer uma busca por id ao invés do objeto inteiro public Planilha getPlanilha(String id) { return mongoCollection.findOne("{validacaoId : #, tipo : #}", id, "planilha").as(Planilha.class); } Após isso, consigo fazer que os mocks retornem o valor de acordo com o parâmetro recebido Teste @Test(...


1

Resposta traduzida do SOen: Parece que a única maneira de fazer é usar um provedor de localização simulada. Você precisa habilitar locais fictícios no painel de desenvolvimento e em suas configurações adicionar ao seu manifesto: <uses-permission android:name="android.permission.ACCESS_MOCK_LOCATION" /> Agora você pode ir no seu código e criar seu ...


1

Isso está correto, sim. Para que a classe seja passada para o decorador, é necessário que ela já esteja construída - o que signifia que seus campos e métodos já têm que estar prontos e atribuídos. Desse modo, o decorador do método já terá sido executado: >>> def decorador(x): ... print 'decorando ' + str(x) ... return x ... >>> @...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam