Respostas interessantes marcadas com a tag

16

Só o repositório que você está no momento é atualizado (no caso deve ser o daniela3 se entendi certo). Se você deseja que outro repositório seja atualizado (não que pareça ser o seu caso) você terá que fazer um push para ele. Então o merge é local sempre. Quando você deseja atualizar outro repositório você traz seu conteúdo para o seu repositório local ...


10

Usando dplyr você pode fazer assim: > library(dplyr) > Teste3 <- left_join(Teste2, Teste %>% select(ISIN, AVG_VOLUME)) Joining by: "ISIN" > Teste3 X1 X2 ISIN AVG_VOLUME 1 0.5896936 0.1847698 A1 0.3473872 2 0.9254054 0.1172393 A1 0.3473872 3 0.3235616 0.3382006 A3 0.1330457 4 0.8382510 0.6392993 A2 0.9750695 5 0....


9

merge é a função que você está procurando - ela pode unir dois data frames. Como você só quer uma coluna do primeiro data frame, você pode filtrá-lo para ter apenas ela: Teste=data.frame(matrix(runif(20), nrow=5, ncol=4)) Teste$ISIN <- c("A1","A2","A3","A4","A5") colnames(Teste) <- c("AVG_VOLUME","AVG_RETURN","VOL","PRICE","ISIN") Teste2 <- data....


7

Se entendi o que você quer como resultado: data.frame(palavras = unlist(strsplit(palavras_cnae_agro$palavras, ' '))) EDITADO Ao invés de usar ' ' como espaço, é recomendado usar a sintax \\s+ do regex que considera todos os tipos de espaço: data.frame(palavras = unlist(strsplit(palavras_cnae_agro$palavras, '\\s+'))) Fonte: https://stackoverflow.com/a/...


6

Termine o que tiver para terminar e faça o commit normalmente. Depois, certifique-se de que está na master utilizando git checkout master e use git log para visualizar todos os commits que você fez. Verifique quais são os que deseja mudar, e os identifique pelo começo de seu hash, por exemplo: commit 53d51100b6bbcd7c27ae19d8ba5765f76afb9184 (HEAD -> ...


5

No repositório local: git reset --hard HEAD^1 O comando reset elimina commits, de duas maneiras. Usando --hard o commit é eliminado definitivamente. Para eliminar um commit é preciso passar o hash dele, mas nesse caso como é o anterior é possível usar o HEAD. A notação ^1 é igual a -1, ou seja commit anterior ao HEAD. É possível usar ^2, ^3…^n. Agora ...


4

Isso é normal e automático. Para evitar esse tipo de problema você deveria descartar as alterações feitas utilizando o comando: $ git reset --hard HEAD Execute este comando com bastante cuidado, pois ele descartará todas as alterações feitas sem "commit". Para maiores informações leia o manual: git reset --help. Como o Felipe Avelar lembrou é possível ...


4

Ronaldo, tudo bem? Veja só este experimento comparando a função merge() com a função inner_join() do pacote dplyr. # Garantindo a reprodução dos resultados aleatórios set.seed(101) # Gerando dois datasets com 8.000.000 de observações para exemplo df1 <- data.frame(x = sample(seq(1,16000000,1),8000000), y = sample(seq(1,16000000,1),...


3

O merge está duplicando as linhas pelo fato de que existem cargos e níveis diferentes entre as 2 bases de dados para a mesma pessoa. Por exemplo, em prof1, Fulano de Tal 1 possui CARGO P3G e em prof2 seu cargo é MS. Dito isso, você deve retirar essas duas variáveis do argumento by. merge(prof1, prof2, by = c("ID_SERVIDOR_PORTAL", "NOME", "CPF", "...


3

É possível de se fazer em qualquer linguagem, mas não é tão simples :-(, você vai precisar decodificar o áudio e armazenar de forma pura dentro de um vetor ou matriz, o processo lógico é: Decodificar o primeiro arquivo .mp3 armazenar o áudio decodificado em um Vetor de N posições Decodificar o próximo arquivo .mp3 Concatenar o novo vetor decodificado no ...


3

Na prática, são dois operadores iguais e são equivalentes ao método __getitem__, segundo a documentação do pandas que você pode ver aqui. Fica mais fácil entender essa equivalência observando um exemplo. Para replicar o resultado usando [] com o __getitem__ basta fazer: df.__getitem__('coluna1') que retorna: 0 1 1 4 2 1 Note que, como é uma ...


3

Apesar de já haver uma resposta aceite, eis uma solução com scan. data.frame(palavras = scan(what = character(), text = palavras_cnae_agro[[1]]))


2

Metodo refresh do EntityManager atualiza a instância do banco de dados, sobrescrevendo as propriedades especificadas e mantendo as outras. A entidade que deve ser passada deve estar no estado administrado(managed). Infelizmente o metodo refresh não funciona em gerenciadores de contêiner como Spring e EJB. Resumindo, o metodo refresh funciona como merge ...


2

Apenas a branch em que você está é afetada. No caso, apenas a branch daniela3. Isto ocorre porque a branch origin/develop é a branch de origem. Se visualizar as branches do Git como grafos, fica fácil entender que a branch não é afetada. Isto pode ser mostrado visualmente, com a situação das branches antes: .----C1<----C2 <- [...


2

Sua ideia é interessante, porém o ideal seria que a base local service apensa para leitura. Seu sistema deve estar preparado para ler localmente e salvar na matriz. Nesse caso lhe aconselharia uma replicação Transacional da matriz para sua base local. é bem simples.


2

Essa variável v0102 não é o código de município na PNAD. Os municípios não são divulgados porque a pesquisa não é representativa nesse nível. Portanto, não é possível juntar a PNAD com outra base tendo como chave o município.


2

Sim, o array_merge serve para unir dois arrays, de acordo com os índices. Se for numérico, ele junta os dois arrays, reordenando os índice. Se for um índice nomeado, ele vai substituir pelo array passado no segundo parâmetro. Para a operação que você está realizando, eu recomendo utilizar as funções array_merge_recursive ou array_replace_recursive. Exemplo ...


2

Analisar problemas específicos de merge são complicados sem entender exatamente quais comandos foram dados, que ordem foram realizados, se existiu conflito, se alguém tem permissão para fazer force push, se os usuários podem commitar direto na branch dev, se o que sumiu foi código dentro de classes existentes, se sumiram até mesmo classes novas, etc. Como ...


2

Para constar para o caso de alguém passar por algo semelhante. Concluímos que um dos devs da equipe fez uma feature nova e a base disso foi um branch antigo, sem as atualizações das últimas semanas e as enviou "matando" tudo que os demais devs fizeram. Para resolver o problema, segui a ideia do Guilherme Nascimento, fiz um "rollback" até um update antes do ...


2

Uma solução pode ser encontrada com o pacote igraph, para problemas de grafos. Parece ser natural tratar do problema da pergunta como sendo um problema de encontrar as componentes conexas de um grafo. 1. Carregar o pacote igraph e criar um grafo a partir da base. library(igraph) g <- graph_from_data_frame(input) plot(g, vertex.size = 30, vertex.color = '...


1

Sempre que você vê valores aleatórios deve desconfiar: vetor ordenado [ 1 2 3 5 7 7 8 9 6422300 ]                              ^^^^^^ Na maior parte das vezes significa que está a aceder a partes da ...


1

Não existe uma maneira automática de fazer isso, pois o resultado só depende do que você quer e uma ferramenta não saberia fazer essa escolha. Um merge é o retorno de uma mudança de código quando você tem uma branch, ou seja, inicialmente você fez uma cópia do código. Neste caso você não tem uma branch, o projetos são diferentes, e você quer uní-los por uma ...


1

Para casos assim, eu prefiro criar um branch temporário, fazer as alterações nele e só no final, eu mudo o branch que quero (no caso, feature) para apontar para este branch temporário. Então primeiro temos que criar o branch temporário (que chamarei pelo criativo nome de "temp"), fazendo com que ele aponte para o commit C9 (que é o último commit antes do ...


1

Para fazer o merge de ficheiros TIFF num multi page TIFF, não é necessário nenhuma referência ou alguma biblioteca e terceiros, basta usar esta função. Retirei a função deste site: Split/Merge TIFF using System.Collections; using System.Collections.Generic; using System.Drawing; using System.Drawing.Imaging; public void mergeTiffPages(string ...


1

O erro indica que você tem ainda um conflito do último merge que precisa ser resolvido. Para visualizar qual é a situação do seu repositório atual, use o comando: git status Este comando provavelmente irá mostrar o arquivo em conflito course-git-blog-project. Abra o arquivo, encontre o ponto de conflito, faça a edição do arquivo para ficar da forma que ...


1

A resolução do seu problema, permitindo que o merge de branchs funcione novamente, é resolvida apagando o commit de merge da branch master e, no seu caso, apagando também o commit de revert. Mas antes, vou explicar o que ocorreu. Consegui, tanto é que é o meu ultimo commit. Entretanto não consigo fazer o merge desse ultimo commit com o ultimo commit do ...


1

Tenta isso: SELECT c.NAME, c.COLOR, c.ICON, c.DESCRIPTION, count(e.DESCRIPTION) as count_evt FROM category c join event e on e.category_id = c.id group by c.NAME, c.COLOR, c.ICON, c.DESCRIPTION;


1

O código que você modificou ainda não faz parte do branch master. Ele está por enquanto constando como código modificado, mas não está no staging ou no repositório (seja local ou remoto). Para que você possa manter as alterações apenas no branch xxxx, faça o seguinte: Volte para o branch xxxx: git checkout xxxx Adicione suas alterações: git add . Comite ...


1

Se você está vendo um arquivo com a acentuação correta e outro com a acentuação incorreta no mesmo merge, provavelmente não é um problema com o Git. O Git pode alterar a forma de quebra de linhas dos arquivos (CRLF vs LF), mas não altera a acentuação. É bem provável que alguém comitou um arquivo com o encoding incorreto. Verifique a origem do arquivo com a ...


1

Tudo que preciso realizar com o Git, eu utilizo no GitKraken. Ele é uma ferramenta com interface para diversas (senão todas) do Git, diversas facilidades e velocidade para realizar atividades do Git, em comparação ao bash, como: auto-stash dos seus arquivos, se tiver alterações ao trocar de branch; Facilidade para seguir o padrão GitFlow; Mensagens de ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam