Respostas interessantes marcadas com a tag

39

Instância X tipos De uma certa forma podemos dizer que é impossível instanciar um objeto para acessar um método estático. Métodos estáticos nunca operam na instância. Se eles estão em classes estáticas, isso realmente nem faria sentido. Se o método estático estiver em uma classe ou estrutura normal, ele não pode acessar membros de instância (pelo menos de ...


32

A assinatura é o jeito de identificar um método de forma única. Em linguagens onde vários métodos podem ter o mesmo nome, você precisa ter uma outra forma de evitar a ambiguidade. O compilador precisa saber qual dos métodos com mesmo nome você está chamando. Então você precisa se valer de informações extras disponíveis no método para tomar uma decisão. O ...


25

Segundo a Microsoft em texto escrito pelo Jon Skeet: O método Equals é apenas um método virtual definido na System.Object, e pode ser sobrepostos por quaisquer classes que optar por fazê-lo. O == é um operador que pode ser sobrecarregado por classes, quando normalmente ela tem comportamento de identidade. Para tipos de referência, onde == não foi ...


25

É obrigatório porque toda aplicação precisa de um ponto de entrada. Normalmente o sistema operacional precisa saber onde começa o código, no Java na verdade é o ambiente operacional dele, é o JRE que vai iniciar a aplicação e precisa saber o que chamar primeiro. Se convencionou que seria esse método chamado main(), já que outras linguagens usam algo assim. ...


23

Qual a função de um método estático? Executar um método sem precisar instanciar uma classe. Uma classe, grosso modo, é um conjunto de variáveis, propriedades e métodos. Quando os dois primeiros não são necessários num contexto de aplicação (ou seja, quando todos os componentes internos como variáveis e propriedades são privados, ou então quando não é ...


22

Por definição, um atributo ou método estático é aquele que não requer uma instância para ser utilizado. Isso quer dizer que um método estático, como no seu exemplo, pode ser executado livremente sem a necessidade de instanciação de um objeto. Entretanto, devido à sua forte ligação com à classe (uma vez que é declarado no escopo dela) isso quer dizer que seu ...


22

Você vai usar o StopWatch(). using static System.Console; using System.Diagnostics; public class Program { public static void Main() { var stopwatch = new Stopwatch(); stopwatch.Start(); Teste(); stopwatch.Stop(); WriteLine($"Tempo passado: {stopwatch.Elapsed}"); stopwatch.Restart(); for (var i = ...


16

TL;DR Existem várias formas de parametrizar métodos em Java: A de mais baixo nível por reflexão; A tradicional usando uma interface específica; Diretamente na forma mais moderna introduzida no Java 8 Exemplos Dada a classe abaixo: class Sorting { public static void staticSort(String[] vetor) { Arrays.sort(vetor); } public void sort(...


16

Deep clone Porque a clonagem, em geral, envolve copiar todo o conteúdo do objeto de forma profunda (deep). Ou seja, copia também os objetos referenciados dentro deste objeto. Eventualmente pode-se querer até que toda árvore de objetos seja clonada, se for possível (os objetos referenciados precisam ser capazes de serem clonados profundamente). Como a ...


15

Não é a mesma coisa, mas quase. A funcionalidade de ambos é a mesma. É uma diferença entre terminologia de paradigma imperativo e orientado a objeto. A função é um algoritmo, um conjunto de instruções que faz algum processamento, mínimo que seja. Em geral funções produzem algum resultado. Funções podem receber argumentos. O método é a mesma coisa com a ...


14

PHP é uma linguagem dinâmica, portanto isto não faz sentido. Até existe um conceito chamado overloading mas que é um pouco diferente do que você está pensando, mas consegue resultado semelhante. Em linguagens dinâmicas os parâmetros podem receber qualquer tipo então a resolução do que fazer com eles deve ser dado em tempo de execução através de seleção (if,...


14

Não é o mesmo se o método é declarado como private. Este modificador indica que o método só deve existir dentro da classe. É algo interna dela e ninguém mais deve ter acesso, nem mesmo os tipos derivados dela. Se o método só existe nela, ele não pode ser visto ou acessado pelos tipos derivados, qualquer método que possua a mesma assinatura é um novo método. ...


14

Ambos são mecanismos de polimorfismo. Métodos virtuais possuem implementação que podem ser sobrepostas por uma classe derivada. Métodos abstratos não possuem implementação e, portanto, devem ter uma implementação na primeira classe derivada concreta da hierarquia. Métodos virtuais podem estar em classes abstratas ou concretas. Métodos abstratos só podem ...


14

Nunca trabalhe com números absolutos. Essas métricas não funcionam. Se algo assim pudesse ser determinado os compiladores proibiriam um número maior. Você pode estabelecer algo para o seu projeto, mas é uma bobagem. No fundo isso é o que se chama "boa prática", ou seja, a pessoa estabelece uma regra porque não sabe como resolver o problema de forma ...


14

Fui pesquisar porque queria saber o motivo. Conclui que só há especulações, ninguém sabe o real motivo. Só os desenvolvedores podem responder isto. O que me parece claro é que o fato do array ser uma construção de linguagem seria mais adequado ter uma propriedade do que um método fantasma que a linguagem trata. Mais ainda, como isto foi uma das primeiras ...


13

Basicamente funciona assim: Se o tipo é primitivo (ou seja, Boolean (bool), Byte (byte), SByte (sbyte), Int16 (short), UInt16, Int32 (int), UInt32 (uint), Int64 (long), UInt64 (ulong), IntPtr, UIntPtr, Char (char), Double (double), ou Single (single)), a comparação entre duas variáveis será por valor; Qualquer outro objeto, a comparação será propriedade a ...


13

A resposta varia conforme a linguagem. No caso de C#, a assinatura de um método é composta por: o nome do método o numero de parâmetros genéricos (ex: T) o numero de parâmetros os modificadores dos parâmetros (ex: out, ref) os tipos dos parâmetros. O tipo de retorno, generic constraints (ex: where T: IDisposable) e o nome dos parâmetros não fazem parte da ...


12

O conceito pode parecer estranho para um programador Java, porque nessa linguagem os objetos sempre são tratados com "semântica de referência". Quando se faz algo como: Objeto obj1 = new Objeto(); Objeto obj2 = obj1; obj2.alteraValor(4); //Alteração é refletida em obj1 ambas as variáveis passam a referenciar o mesmo objeto, e portanto alterações feitas a ...


12

Cara, usa o Type.GetMethods, retirei a resposta do próprio StackOverflow gringo e funciona, pelo menos aqui. StackOverflow Gringo using System; using System.Linq; class Test { static void Main() { ShowMethods(typeof(DateTime)); } static void ShowMethods(Type type) { foreach (var method in type.GetMethods()) { ...


12

static int valor1 = 10 / 5; Isto é uma variável estática, provavelmente o compilador fará o cálculo e armazenará em área estática da memória o resultado. static int valor2() => 10 / 5; Aqui é um método estático, novamente pode haver uma otimização com o cálculo pronto armazenado em área estática, mas é menos provável, então sua invocação executará um ...


11

O termos estão completamente errados e misturados. Há uma relação entre classe e interface. Biblioteca é um termo genérico que não é usado no código em si. O que você provavelmente está falando são dos pacotes (packages). Então no exemplo o java.util é o pacote. E Scanner é a classe. Em nenhum momento está usando interface aí. Mais informações. Quando ...


11

Note que isso não é igualdade, é o operador de atribuição. Isso é um parâmetro com valor padrão (default). Se não for passado um argumento para preenchê-lo, esse valor é usado nessa variável. Ele atribui um valor à variável na falta do argumento que deveria atribuir um valor para ela durante a chamada do método. O nome mais correto para o recurso é ...


11

static int valor1 = 10 / 5; // Declaração de um campo. static int valor2() => 10 / 5; // Declaração de um método estático utilizando membro de expressâo incorporada. static int valor3 => 10 / 5; // Declaração de uma propriedade utilizando membro de expressão incorporada. A principal diferença é notada pelo uso de membros de expressão ...


11

Por padrão todo o código em PHP tem checagem Fraca, e para habilitar coloque uma linha no topo do arquivo inclusive antes dos namespace que vai garantir e checar os tipos de forma rigorosa (checagem Forte): (declare(strict_types = 1);): <?php declare(strict_types = 1); // habilitando checagem forte class Foo { public function bar(): ...


10

Não são os métodos estáticos que são má prática, mas sim o uso que se faz deles. Usar métodos estáticos em um código qualquer, torna esse código mais acoplado, pois os métodos estáticos não podem ser substituídos. Mas será que isso é ruim? Depende... Quando é bom ou ruim? Se for um código de altíssima performance, que tem que tirar proveito de cada ciclo ...


10

A palavra chave final significa que o método definido com ela não poderá ser sobrescrito em uma subclasse. Métodos privados são apenas acessiveis dentro da classe definida, logo não é possível acessar/sobrescrever um método private em uma subclasse. Declarar um método com a mesma assinatura não é o mesmo que sobrescrever? Isso depende onde o método é ...


10

Em C# os tipos de enumerações são tratados de forma diferente dos outros tipos. Não é um classe como é no Java. De fato você achou uma das poucas coisas que claramente o C# é pior que o Java e não é possível colocar métodos dentro das enumerações. É bom salientar que uma enumeração em C# é um tipo por valor e normalmente é equivalente a um inteiro (pode ...


10

Isto é feito com reflexão. Especificamente com o método GetMethods() da classe Type. É possível filtrá-los como quiser, ou através do próprio método ou depois com o array do tipo MethodInfo gerado por ele. Exemplos: objeto.GetType().GetMethods() //resolve o tipo em tempo de execução typeof(TipoAqui).GetMethods() //resolve o tipo em tempo de compilação ...


10

Primeiro, me parece que o exemplo citado nem é caso de usar um setter como ele costuma ser definido. Um setter é um método que recebe um valor que normalmente já iria em um campo, eventualmente faça algum processamento antes e/ou depois de atribuir para um campo privado que ele está encapsulando. A descrição indica que este é um método que pega um valor ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam