Uma lista é um tipo abstrato de dados que representa uma sequência de valores, em que o mesmo valor pode ocorrer mais de uma vez. As principais formas de implementar uma lista é através de um array (arranjo, vetor ou matriz unidimensional) ou uma lista encadeada.

Uma lista é um tipo abstrato de dados que representa uma sequência de valores por ordem de entrada(add), em que o mesmo valor pode ocorrer mais de uma vez. Cada posição tem a ela associada um índice que permite o acesso direto ao valor guardado. Tipicamente, essa estrutura oferece as operações de "inserir na lista" (seja no início, no fim ou em posições arbitrárias), "remover da lista", consultar (e talvez substituir) um elemento da lista dado seu índice, percorrer a lista na ordem direta (e talvez inversa) de seus índices, entre outras.

A forma de implementar uma lista tem impacto na complexidade computacional de cada uma das suas operações. As mais comuns são através de um array, em que o tamanho é [inicialmente] fixo e os elementos ocupam posições contíguas de memória, ou através de uma lista encadeada, em que cada elemento guarda junto a si uma referência (ou ponteiro) para o próximo elemento [no mínimo]. Outras implementações são possíveis, mas não muito comuns.

Ver também:

histórico | histórico do fragmento