Respostas interessantes marcadas com a tag

134

Primeiramente para ser objetivo tenho que sugerir algo subjetivo. Trabalho em equipe Você diz "facilitar quem for mexer no código depois". Esse "quem" é muito importante. Por mais que você tenha uma forma correta de tratar do assunto tecnicamente um aspecto não pode ser deixado de lado. Politicamente você tem que levar em consideração ...


65

A sugestão do Resharper ocorre porque costuma ser melhor você lidar com interfaces do que tipos concretos, ou analisando de outra forma usar um tipo mais genérico do que um mais específico. O fato de gerar um List<T> não significa que você não tem um objeto que não seja um IEnumerable<T>, afinal List<T> é derivado de IEnumerable<T>. ...


47

1. Concisão Via de regra, quanto menor o código melhor. Sua decisão de usar funções de nível mais alto é, na minha opinião, acertada: ao mesmo tempo que fica claro o que seus comandos fazem de modo geral (All: verifica se todo elemento da lista satisfaz um predicado; Sum: realiza um somatório), os detalhes específicos são expressos da forma mais simples ...


29

Performance Vou colocar uma outra forma do programa que mede a performance: using System; using static System.Console; using System.Collections.Generic; using System.Linq; using System.Diagnostics; public class Pessoa { public string Nome { get; set; } public DateTime? DataNascimento { get; set; } public int? Cpf { get; set; } public Pessoa(...


28

Existem diversas técnicas para melhorar a legibilidade do código, e em alguns casos isso pode ser até relativo. Um livro muito bom sobre o assunto é Código Limpo (Clean Code) do Uncle Bob. Essas duas práticas são simples e ajudam bastante na legibilidade do código: Métodos pequenos e que executam apenas uma tarefa Variáveis com nomes auto explicativos ...


27

IQueryable é uma interface mais específica que possui um provedor de consulta, como o LINQ-To-SQL. É um objeto especial, que ao utilizar um método, ele gera uma query ou uma estrutura de consulta para uma base de dados e retorna estes resultados como uma lista ou um enumerável. Embora pareça, ele não necessariamente gera apenas comandos SQL: dependendo do ...


25

TL;DR; Todos eles checam se um elemento existe numa determinada coleção de elementos, porém de maneiras diferentes. Any() veio com o Linq, funciona com qualquer coleção enumerável e recebe Func<T, bool> como parâmetro. O Any() também tem uma versão sem parâmetro nenhum que verifica se a coleção contém algum elemento, ou seja, se Count > 0. Exists() ...


23

Você está procurando pelo Except(). var resultado = lista1.Except(lista2).ToList(); Coloquei no GitHub para referência futura.


21

LINQ é uma coisa só e possui duas sintaxes diferentes: uma é a sintaxe de consulta ou forma declarativa e que muitas pessoas acham que apenas isto é LINQ (seu segundo exemplo) outra é a sintaxe de método ou forma imperativa que muitas pessoas acham que é uma lambda (seu primeiro exemplo) Já fica claro que as duas formas são LINQ, uma em linguagem mais ...


21

Você pode fazer: var resultado = lista1.Where(li => !lista2.Contains(li)).ToList();


19

A pergunta é quais outras técnicas podem ser usadas para melhorar a legibilidade um código? No meu ponto de vista pode ser uma conjugação de tudo que já foi dito. Todas são válidas. Acho que esses são os principais pontos: Tentar separar os blocos de código por funcionalidades; Se necessário comentar o código, mais vale um comentário aqui e ali do que dois ...


19

@pnet, LINQ tende a ser mais lento que um loop convencional, pelo simples motivo que o linq adiciona um overhead ao seu codigo. Este overhead é basicamente a conversão do seu LINQ em um loop tradicional. Mesmo se tratando de um loop convencional, ainda temos diferença de desempenho entre o for e o foreach, o for pode ser até 2x mais rapido que o foreach. ...


19

Language INtegrated Query ou consulta integrada à linguagem é uma tecnologia, e por isso pode ser considerado um mecanismo para facilitar consultas a dados organizados em coleções. LINQ To SQL O principal intuito da sua criação foi ter uma linguagem declarativa disponível para o .NET e de certa forma substituir o SQL. Assim você pode escrever a query para o ...


18

GroupBy serve para agrupar elementos de acordo com um determinado valor em comum entre eles. Por exemplo: public class Fruta { public String Cor { get; set; } public String Nome { get; set; } } Suponha algo assim: var frutas = new List<Fruta>(); Suponha também que colocamos várias frutas, com cores em comum, e queremos agrupar pelas cores: ...


17

A única forma de saber ao certo é testando e isso pode mudar de acordo com o conjunto de dados e do algoritmo a ser executado em cada item. Primeiro vamos notar que os dois algoritmos mostrados não são equivalentes. Um pega um dado incondicionalmente e o outro pega condicionalmente. Quando você comprar coisas que fazem tarefas diferentes não dá para escolher ...


17

Isso especificamente é um namespace do .NET. Veja em outra pergunta. Assim como no PHP, se algo está dentro de um namespace precisa ser "importado" para ter acesso aos seus membros (a não ser que use o nome completo). Obviamente que a biblioteca que contém esses tipos precisa estar referenciada no projeto também, mas isso é outro problema fora da ...


17

A melhor forma é sempre usar Count, ela é incrementada sempre que um item é adicionado à lista e decrementada sempre que um item é removido. A diferença entre os dois é que Count é uma propriedade de List e Count() é um método de extensão do namespace System.Linq. No caso de List's, o método Count() verifica se o objeto é realmente um ICollection e depois ...


17

Um coisa que poucas pessoas entendem é que o LINQ é um construtor de expressões. Ele não está executando tudo aquilo de uma só vez, ele faz um passo de cada vez, desde que esteja em métodos diferentes. Seu código é, em essência, o mesmo que: IQueryable<Produtos> query = _context.Produtos; query = query.Where(x => x.Nome == pesquisa.Nome); query = ...


16

LINQ em si é uma parte do .NET que adiciona ao framework funcionalidades de consulta. Linq não é atrelado a nenhuma tecnologia, ele trabalha sobre uma interface (IQueryable). A implementação da consulta final (que acessa o provedor de dados) fica a cargo de quem implementa a interface. Se você está utilizando linq para acessar um banco de dados SQL é porque ...


16

Any() - Determina se algum, qualquer um, elemento de uma coleção enumerável atende uma condição especificada. lista.Any(x => x == 1) Contains() - É um caso especial do Any(), em vez de estabelecer uma condição parametrizada ele já tem uma condição definida, ele pega o elemento e faz uma comparação de igualdade para saber se existe um elemento na lista ...


16

O método ForEach() não tem nenhuma relação com o Entity Framework. Ele é um método da classe List, vide documentação. Perceba que ele não tem nem relação com o LINQ, ele é nativo de List. Não existe nenhuma diferença importante entre os dois. São duas formas diferentes de se fazer a mesma coisa. No fundo o método usa o for para passar por todos os elementos. ...


15

Considerando que você esta usando o Entity Framework 6. O que acontece é que durante o AddRange() a checagem automática de alterações é desativada, ao contrário do que acontece com o Add(). Tente desativar a checagem e refaça o seu teste usando o Add(): context.Configuration.AutoDetectChangesEnabled = false; Você pode encontrar mais detalhes neste artigo ...


14

Prefiro utilizar nomes de variáveis e de funções completas mesmo que fique um pouco extenso, mas ajuda na leitura do código, diminuindo a necessidade de comentários pois o código é auto explicativo. Ex: int totalAlunosPresentes = TotalizarAlunosPresentesNaSala(IdSala); Sobre criar funções, separe os blocos do seu código que fazem uma função especifica, ...


13

Exists é um método de uma classe (acho que List) que verifica se um elemento está presente nessa lista, e está presente desde o .NET 2.0. Foi criado para ser usado com delegate, mas funciona com lambdas. Só funciona com listas, e deve ser (mais não tenho certeza) mais otimizado que os demais (por ser mais específico, mas posso estar falando besteira). ...


13

System.Linq é o namespace que implementa a Language Integrated Query (LINQ), ou seja, a sintaxe do C# para iterar seletivamente sobre coleções. No caso, int[] por padrão não tem o método Select? Não. Select neste caso é um método de extensão implementado em System.Linq, e que só aparece quando se faz menção ao namespace. Por que tenho que importar ...


13

Basicamente, existem duas formas de fazer isso. A maneira complicada, onde é necessário fazer um agrupamento por ano e outro mês, sendo este segundo dentro do primeiro (ok, nem é tão complicada assim). E também a maneira fácil, que seria agrupar diretamente por mês e por ano, juntos, ou seja, concatenar mês de ano de uma maneira que eles sejam chaves ...


12

Depende do tipo da enumeração. Se for baseada em ICollection<T>, .Count (propriedade, não método) é mais rápido porque o valor já é previamente calculado dentro da estrutura (otimizado). .Any() requer usar a sequência GetEnumerator() / MoveNext() / Dispose(). Já em quaisquer outras enumerações, .Count() (agora método) itera todos os elementos. Any()...


12

Dá para usar a SqlFunctions.StringConvert(), ela será convertida para o código adequado em SQL: ChaveArquivo = StringConvert(n.scanIma.Imagem) Coloquei no GitHub para referência futura. Isso responde a pergunta diretamente. Mas não resolve o problema mostrado nos comentários. O problema é que o tipo float não tem capacidade de dar exatidão. Já respondi ...


12

Acontece que sempre que OrderBy é executado, ele ordena toda a coleção, ou seja, a ordenação anterior é desconsiderada. Por isso, é preciso usar o método ThenByDescending() trabalhos.Where(a => a.Usuario == User.Identity.Name && a.Data.Month == DateTime.Today.Month && a.Data.Year == DateTime....


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam