Respostas interessantes marcadas com a tag

9

Se você se refere ao needle plot, isto é, plotar as variáveis como barras saindo do eixo zero (ou mínimo), basta colocar o parâmetro type = h no plot. Por exemplo: with(economics, plot(date, unemploy, type="h")) Como você mencionou histograma,talvez você queira ver os pontos de uma única variável ao longo de uma linha. Para isso você pode usar o dotplot ...


5

Você também pode usar a função plot mod <- loess(Income ~ Education, data = Income) Income <- transform(Income, Fitted = fitted(mod)) plot(Income ~ Education, data = Income, type = "p", col = "red", cex = 1.25) lines(Fitted ~ Education, data = Income, col = "blue") with(Income, segments(Education, Income, Education, Fitted))


5

Até onde sei, pacotes gráficos mais avançados do R, como lattice e ggplot2, não possuem uma maneira fácil de colocar números em cima das barras do histograma. Imagino que dê pra fazer, mas é um trabalho bastante grande, justamente para desencorajar este uso. Isto se deve ao fato de quase ninguém atualmente achar que histogramas necessitam vir acompanhados de ...


5

Basta inverter a ordem do argumento ylim dentro do comando plot. Normalmente, ele faz o eixo ir do mínimo ao máximo da variável resposta. No teu caso, faça o ylim variar do máximo ao mínimo. cuc <- c(11.37,11.38,11.44,11.47,11.29,11.10, 11.29,11.40,11.45,11.35,10.53,10.39, 10.12,10.25,10.04,9.93,9.92,9.97, 10.91,9.29,8.67,9.40,...


4

Simples, inverta a resposta e depois customize os eixos! Exemplos com seus dados: ## Dados cuc <- c(11.37, 11.38, 11.44, 11.47, 11.29, 11.1, 11.29, 11.4, 11.45, 11.35, 10.53, 10.39, 10.12, 10.25, 10.04, 9.93, 9.92, 9.97, 10.91, 9.29, 8.67, 9.4, 10.14, 11.36, 10.44, 9.62, 9.68, 10.41, 11.22, 11.43, 10.12, 9.81, 7.28, ...


3

A primeira coisa a se fazer quando vamos analisar um experimento é a análise exploratória dos dados. Não ficou explícito na tua pergunta, mas estou assumindo que o Fator1 diz respeito às parcelas e o Fator2, às subparcelas. ggplot(dados, aes(x=Fator2, y=resposta)) + geom_point() + facet_grid(~ Fator1) Este gráfico já nos dá uma ideia do que esperar dos ...


3

No ggplot2 você pode utilizar o geom_segment para traçar retas entre os pontos e os valores previstos pelo modelo. Mas antes você precisará rodar o modelo "por fora" do gpplot2 para obter os valores previstos. Rodando o modelo e adicionando uma coluna à base de dados: require("ggplot2") mod <- loess(Income ~ Education, data = Income) Income <- ...


3

Uma outra solução, um tanto mais simples e talvez não tão bonita graficamente, é a função plotPlane do pacote rockchalk. A vantagem é que você pode fazer um gráfico 3D com apenas uma linha de comando. Usando os dados acima: require(rockchalk) model <- loess(Income ~ Education + Seniority, data = Income2) plotPlane(model, plotx1 = "Education", plotx2 = "...


1

Duas coisas que mudei pra conseguir fazer o gráfico. O eixo x tem que estar no formato datetime e não em date. Pra ficar no mesmo formato do eixo x do gráfico. Usei 11:00 como horário, mas serve qualquer um no dia que te interesse. Tirar o parâmetro rows, ou colocar o valor 1, já que só temos um gráfico e o parâmetro serve pra restringir as mudanças a ...


1

Fazendo com os gráficos base: Primeiro, rode o modelo: model <- loess(Income ~Education + Seniority, data=Income2) Crie sequencias de x e y: x <-range(Income2$Education) x <- seq(x[1], x[2], length.out=50) y <- range(Income2$Seniority) y <- seq(y[1], y[2], length.out=50) Crie os valores de z com todas as combinações de x e y: z <- ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam