Respostas interessantes marcadas com a tag

13

Mapeamentos unidirecionais vs bidirecionais Antes de tudo, é preciso notar-se que cada um dos relacionamentos @OneToOne, @OneToMany, @ManyToOne e @ManyToMany pode ser unidirecional ou bidirecional. No relacionamento unidirecional entre duas entidades A e B, partindo-se da entidade A, eu chego facilmente a uma instância da entidade B, mas não consigo ...


12

public abstract class GenericDao<T, I extends Serializable> { @Inject protected EntityManager entityManager; private Class<T> persistedClass; protected GenericDao() { } protected GenericDao(Class<T> persistedClass) { this(); this.persistedClass = persistedClass; } public T salvar(@Valid T entity) { ...


9

As opções são essas: validate: validar o schema, não faz mudanças no banco de dados. update: faz update o schema. create: cria o schema, destruindo dados anteriores. create-drop: drop o schema quando ao terminar a sessão. Ai você tem que avaliar o que é melhor para seu projeto, geralmente eu utilizo o update. Link da resposta no SOen link


8

Tive esse problema, resolvi com a dica da algaworks: public List<Produto> filtrados(FiltroProduto filtro) { Criteria criteria = criarCriteriaParaFiltro(filtro); criteria.setFirstResult(filtro.getPrimeiroRegistro()); criteria.setMaxResults(filtro.getQuantidadeRegistros()); if (filtro.isAscendente() && filtro....


8

A solução para este problema é que ao realizar um JOIN FETCH deve-se começar a fazer o FETCH desde o primeiro relacionamento, no meu caso a consulta ficaria da seguinte maneira: Treinamento retorno = null; StringBuilder sb = new StringBuilder(); sb.append("SELECT t FROM Treinamento t "); sb.append("INNER JOIN FETCH t.idCurso c "); sb.append("LEFT JOIN ...


8

O Hibernate surgiu primeiro, em 2001. Dentre os frameworks de mapeamento objeto-relacional que surgiram em Java, ele foi provavelmente o mais famoso, completo e bem sucedido. Ele utiliza o Session. Entretanto, o Hibernate é um framework específico desenvolvido por um grupo específico. Em 2005, vários grupos se reuniram sob a coordenação da Sun para elaborar ...


7

O que é Open Session In View? É um padrão usado com frameworks de Mapeamento Objeto-Relacional como o Hibernate e outras implementações de JPA. Um objeto gerenciado por um framework JPA é conhecido como Entidade. Uma entidade pode ter relacionamentos com outras entidades e esses relacionamentos são resolvidos automaticamente pelo framework. O problema é ...


7

Eu utilizo algo similar ao que foi indicado pelo @Cassio Danilo. Só que as vezes é interessante que uma DAO seja implementada tanto via JPA quando AdHoc (JDBC). A minha sugestão é a seguinte: Crie uma interface para a DAO que sugira os métodos de interação principais com a entidade (CRUD) Crie uma classe abstrata de suporte para cada tipo de implementação: ...


7

@One-To-One: A associação de One-to-One é semelhante à associação many-to-one com a diferença de que a coluna será definido como único. Exemplo: @OneToOne public Endereco getEndereco() { return this.endereco; } Many-to-One: A associação de many-to-one é o tipo mais comum de associação em que um objeto pode ser associado a vários objetos. Exemplo: @...


7

Hibernate é uma tecnologia, ela foi a primeira tecnlogia de ORM para Java. Com a popularização da mesma a Oracle (empresa mantenedora do Java na época) acabou por convidar os criadores do Hibernate para construírem o JPA que é uma espeficicação indicando como deve ser implementado qualquer framework ORM para padronizar a forma com o desenvolvedor final ...


6

EntityManagerFactory pode e deve ser estático: Na especificação diz que ele é multi-thread Custo 'muito alto' para você instanciá-lo tempo todo Na classe que você criou, deixe o EntityManagerFactory como private static EntityManagerFactory emf. Depois crie um método estático como: public static EntityManager getEntityManager() { return emf....


6

Alguns métodos de obtenção de entidades resgatam a entidade da memória se ela já estiver lá, e não do banco de dados. Por exemplo, você busca uma pessoa: pessoa = entityManager.find(Pessoa.Class, id); daí alguém altera e persiste esta mesma pessoa e você busca novamente usando o mesmo método acima e a mesma instância do EntityManager. O que vai ocorrer é ...


6

Esta é a sua mensagem de erro: Caused by: java.lang.IllegalArgumentException: Unknown name value [fisica] for enum class [com.algaworks.pedidovenda.model.TipoPessoa] Este é o seu enum: package com.algaworks.pedidovenda.model; public enum TipoPessoa { FISICA, JURIDICA } Observe a diferença entre maiúsculas e minúsculas. fisica e FISICA são ...


6

Resumo: JPA é uma especificação e ORM é a ferramenta (Hibernate, Entity, etc). No contexto das aplicações Java, para facilitar o processo de transformação dos dados que trafegam entre as aplicações e os bancos de dados, podemos utilizar algumas ferramentas de persistência como o Hibernate ou o EclipseLink. Essas ferramentas funcionam como intermediários ...


6

A API de Persistência do Java (JPA - Java Persistence API) é uma especificação de como o Mapeamento Objeto-Relacional (ORM - Object-Relational Mapping) deve ser implementado na plataforma JavaEE. Portanto: ORM é um conceito geral JPA define um padrão de ORM, ou seja, como isso deve funcionar em Java na prática Hibernate, EclipseLink, Toplink, OpenJPA são ...


6

O mappedBy é para indicar qual é o lado inverso ou não dominante da relação. Diferente da annotation @JoinColumn que indica que a entidade é a responsável pelo relacionamento. Ex: public class Endereco { @Id @GeneratedValue private long id; private long numero; @OneToOne(mappedBy = "endereco") //Endereço não é o lado dominante ...


6

Você pode fazer isto modificando as propriedades da annotation @table. Aqui o exemplo para o 'unique_nome': @Table(uniqueConstraints = @UniqueConstraint(columnNames = "nome", name = "unique_nome")) Caso queria aplicar o mesmo exemplo para constraint que envolvam mais de uma coluna: @Table(uniqueConstraints = @UniqueConstraint(columnNames = {"nome", "email"...


6

Na realidade,(nota de edição 1: Não é aconselhado a "mistura") não deves misturar anotações Hibernate em JPA. a JPA é a especificação e o Hibernate a implementa, em casos de mudanças de implementação, para o EclipseLink por exemplo, não haveria problemas já que ambas implementam a JPA, ou seja, JPA é o padrão. 1º Tenha em mente a utilização e padronização ...


6

O erro TransientPropertyValueException ocorre quando você está persistindo um objeto que faz referência à um outro que não está persistido. No caso ao salvar o Endereco o seu objeto Cidade ainda não foi salvo. Para corrigir salve a referência da cidade ou modifique a anotação @ManyToOne adicionando o parâmento cascade=CascadeType.PERSIST para que a cidade ...


5

seu campo endereço parece estar indo vazio, veja o que diz a mensagem de erro ERROR: null value in column "endereco" violates not-null constraint certifique-se de setar o valor de todos os atributos obrigatórios, teste novamente e se não resolver poste o erro aqui e ajudaremos


5

Há duas alternativas (que conheço) para essa situação. Método XGH Recupere o objeto da conexão (Connection) Dê um update via JDBC Execute um find() para recuperar o novo objeto Método POG Execute um remove() para excluir a entidade do EntityManager Altere o ID Execute um persist() para inserir a entidade no banco como se fosse uma nova Considerações ...


5

Você poderia usar um Enum que faça a validação ou retorne um validador para reforçar que cada tipo de funcionário implemente devidamente a validação. Preparei um exemplo simples, abaixo... interface FuncionarioValidator public interface FuncionarioValidator { void validate(Funcionario f) throws Exception; } Implementações dos validadores public ...


5

Felipe, esse erro está relacionado ao JPA, mais precisamente ao contexto de persistência. Você está removendo uma entidade usando o EntityManager, porém sua entidade ainda não está no contexto de persistência. Para resolver o problema você deve usar: @Repository public class AuthUserRepository { public void delete(AuthUser authUser) { //detached user ...


5

Existem várias opções. Uma ideia é criar um coluna computada auxiliar a identity no banco de dados (veja esse artigo): CREATE TABLE MinhaTabela ( DbID INT IDENTITY NOT NULL PRIMARY KEY, ); CREATE FUNCTION GeraID (@id int) RETURNS CHAR(5) AS BEGIN RETURN RIGHT('00000' + CONVERT(VARCHAR(10), @id), 5) END; ALTER TABLE MinhaTabela ADD MeuID as DBO....


5

Eis aqui as regras de ouro: Você deve ter um EntityManager por interação com o banco de dados1. Você deve ter um EntityManagerFactory por base de dados na aplicação (persistence unit) e por ClassLoader. A maioria das aplicações não lida com ClassLoaders diretamente e não precisa lidar com múltiplas versões de uma mesma classe em memória ao mesmo tempo. ...


5

O seu principal problema parece estar na ConexaoJPA: public class ConexaoJPA { public static EntityManager getEntityManager(){ EntityManagerFactory emf = Persistence.createEntityManagerFactory("SisPU"); EntityManager em = emf.createEntityManager(); return em; } } Você está utilizando o EntityManagerFactory e o ...


5

OrphanRemoval está presente na maioria das anotações de relacionamento entre entidades, e que serve para definir a forma como uma ação de remoção atribuída a um objeto terá impacto sobre os objetos relacionados. O OrphanRemoval marca entidades "filhas" para serem excluídas quando não tem qualquer outro vinculo com uma entidade pai, por exemplo, quando você ...


5

A primeira coisa que você deve fazer é adicionar uma configuração de log para exibir os erros no console ou num arquivo de log. Vi no pom.xml do seu projeto que está usando o Log4j, portanto isso significa que seria interessante colocar um log4j.xml na pasta src/main/resources. Sem o erro/exceção alguém poderia apenas tentar adivinhar a causa do problema ...


5

Você pode identificar a Exception ConstraintViolationException em um catch e personalizar o retorno de uma mensagem para esse erro. } catch (ConstraintViolationException e) { e.printStackTrace(); }


5

boa noite, vamos esclarecer cada um desses pontos. JPA - É o que você falou. Hibernate - É o que você falou. Spring MVC - Ele é um framework, porem não um ORM, no caso seu ORM seria o próprio hibernate, o Spring MVC atua na camada Web da sua aplicação ele vai ser o responsável por gerenciar toda a camada de controladores da sua aplicação, ira prover ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam