Use Stack Overflow for Teams no trabalho para encontrar respostas num ambiente privado e seguro. Os primeiros 10 usuários são grátis. Registre-se

Respostas interessantes marcadas com a tag

22

Objeto vs. Entidade Ao trabalharmos com JPA/Hibernate é importante ter em mente que um objeto qualquer, mesmo sendo instância de uma classe anotada com @Entity ou mapeada num XML, não é automaticamente uma entidade JPA. Isso significa que não importa se a PK está devidamente preenchida, um objeto não é uma entidade se não está gerenciado num contexto de ...


12

public abstract class GenericDao<T, I extends Serializable> { @Inject protected EntityManager entityManager; private Class<T> persistedClass; protected GenericDao() { } protected GenericDao(Class<T> persistedClass) { this(); this.persistedClass = persistedClass; } public T salvar(@Valid T entity) { ...


10

Escolher qual API utilizar não seria apenas uma escolha de mão no código, mas também deve-se pensar em arquitetura. Vou descrever o que penso sobre os dois: Considerações sobre arquitetura A vantagem de usar a API de Criteria nativa do JPA é que: Você terá mais flexibilidade para mudar de implementação, você poderá manter o código de JPA utilizado. Como ...


7

Eu utilizo algo similar ao que foi indicado pelo @Cassio Danilo. Só que as vezes é interessante que uma DAO seja implementada tanto via JPA quando AdHoc (JDBC). A minha sugestão é a seguinte: Crie uma interface para a DAO que sugira os métodos de interação principais com a entidade (CRUD) Crie uma classe abstrata de suporte para cada tipo de implementação: ...


6

Em geral você está correto. Repository Pattern Repository é um padrão de projeto similar ao DAO (Data Access Object) no sentido de que seu objetivo é abstrair o acesso a dados de forma genérica a partir do seu modelo. A diferença é que o Repository procura representar os dados como uma coleção de elementos, lembrando mesmo uma Collection. Spring Data Jpa ...


5

A primeira coisa que você deve fazer é adicionar uma configuração de log para exibir os erros no console ou num arquivo de log. Vi no pom.xml do seu projeto que está usando o Log4j, portanto isso significa que seria interessante colocar um log4j.xml na pasta src/main/resources. Sem o erro/exceção alguém poderia apenas tentar adivinhar a causa do problema ...


5

Existem seis tipos de cascades (CascadeType) na especificação do JPA. São eles: ALL = Realiza todas as operações em cascata DETACH = Realiza a operação detach em cascata MERGE = Realiza a operação merge em cascata PERSIST = Realiza a operação persist em cascata REFRESH = Realiza a operação refresh em cascata REMOVE = Realiza a operação remove em cascata ...


4

Tentarei responder de forma objetiva, mas também analisando as escolhas de tecnologias em termos gerais. Sobre Escolhas de API Em primeiro lugar, a ideia de independência de fornecedores que diversas APIs vendem é tentadora mas, na maioria dos casos, dificilmente ocorre. Veja o caso dos servidores de aplicação, por exemplo. Alguém consegue fazer a ...


4

A DAO é um padrão de design que abstrai a persistência de dados. Um Repositório é uma abstração de uma coleção de objetos e os seus respectivos métodos de manipulação. Os dois podem existir num mesmo projeto. A trinca DAO, Repositório e DTO (Data Transfer Object) pode ser considerada uma Unidade de Trabalho (Unit of Work). Uma definição formal de DAO tem ...


4

(...) o problema começa quando no deploy, o WildFly acusa que eu não posso ter mais de uma unidade de persistência no arquivo persistence.xml. Na verdade não é isso que a mensagem de erro acusa. Veja: Caused by: java.lang.IllegalArgumentException: JBAS011470: Persistence unitName was not specified and there are 2 persistence unit definitions in ...


4

Precisaria da stack trace inteira para te dizer exatamente o motivo do erro, mas adianto que sua consulta JPQL tem um problema. Em sua consulta JPQL, você está querendo comparar um ID (p.id NOT IN) com uma lista (SELECT p2.politicos). Isto não dará certo. Corrigindo a consulta, você poderia fazer desta maneira: StringBuilder sql = new StringBuilder("...


3

Nativamente não existe como deixar dados como Lazy, ainda. Abaixo faço sugestão de como contornar ou conviver com esse problema. Boa Prática 1 Dependendo do relacionamento não existe problema em deixar como EAGER o relacionamento. Algo como: @OneToMany(fetchType = EAGER) List<Email> emails; // sendo que aqui teria no max 3 emails @OneToMany(...


3

Solução ignorando o atributo ao serializar Após ver o comentário e entender melhor o problema, penso que a solução seja solicitar à biblioteca Json que ignore os atributos com as coleções na serialização apenas quando for necessário, já que você mencionou que em algumas situações você vai querer incluir as coleções. Solução com Gson Baseado nesta questão ...


3

Salve! Considerando que você pode trocar a implementação do TransactionManager da sua aplicação, eu sugiro a seguinte abordagem: applicatioContext.xml <beans xmlns="http://www.springframework.org/schema/beans" xmlns:xsi="http://www.w3.org/2001/XMLSchema-instance" xmlns:mvc="http://www.springframework.org/schema/mvc" xmlns:context="http://www....


3

O Hibernate possui uma anotação proprietária para lidar com valores gerados, @Generated. Ela é pouco conhecida, mas faz exatamente o que você quer (documentação oficial). // Valores gerados tanto em inserts quanto updates @Generated(GenerationTime.ALWAYS) @Column(insertable = false, updatable = false) private String propriedade1; // Valores gerados apenas ...


3

Este método existe no Java EE 7 (que tem a JPA 2.1): http://docs.oracle.com/javaee/7/api/javax/persistence/EntityManager.html#createQuery-java.lang.String-java.lang.Class- No Java EE 6 (que tem a JPA 2.0): http://docs.oracle.com/javaee/6/api/javax/persistence/EntityManager.html#createQuery(java.lang.String,%20java.lang.Class) Mas não no Java EE 5 (que ...


3

Execução de Store Procedure no JPA 2.0 não é possível através de métodos prontos, como pode ver neste link. JPA 2.0 does not have any direct support for stored procedures. O que você pode fazer é tentar executar a Store Procedure através de Native Query, desta forma em um banco Oracle, como no exemplo do link: Query query = em.createNativeQuery("BEGIN ...


2

O JPA/Hibernate apenas mapeia toda alteração que passar por ele. Ao realizar qualquer alteração via banco de dados o Hibernate não fica ciente que houve essa alteração. Na verdade, te aconselho a tomar bastante cuidado com isso pois é uma má prática. Se você não der sempre o refresh na entidade outro usuário pode ficar com a versão desatualizada do objeto ...


2

Primeiro, verifique se a alteração está isolada em uma transação não efetivada. Se estiver, faça o commit para os valores serem lidos corretamente pela aplicação. Pode ainda estar ocorrendo do valores estarem em cache. Se for o cache normal do JPA, execute o método refresh() do EntityManager passando as entidades a serem atualizadas. Os valores serão ...


2

Se estiver utilizando maven, é só rodar mvn clean


2

Já tive esse mesmo problema algumas vezes no passado. E já consegui resolvê-lo. A ideia é que cada requisição utilize um novo EntityManager para si. O que acontece é que o seu EntityManager tem um escopo de thread, afinal ele é mantido em uma variável ThreadLocal. No entanto, escopo de thread não é a mesma coisa de escopo de requisição e é aí que o seu ...


2

Problema resolvido. O que acontece é que o Hibernate Search, ao recuperar os dados no índice, usa esses dados para fazer uma busca na view no banco de dados e recuperar os dados completos da entidade mapeada. Ao buscar os dados na view, o tempo de execução da query era demorado e isso fazia com que minha aplicação ficasse lenta. Para resolver o problema eu ...


2

Essa relação ficaria melhor estruturada dentro de uma classe wrapper para essas duas entidades: @Entity public class Questao { @Id private int id; @OneToOne private Pergunta pergunta; @OneToOne private Resposta resposta; // getter, setter, hashCode, equals } Então em sua classe de rodadas: @Entity public class Rodada { //Id ...


2

JTA, JPA, Data Source? Acho que você está confundindo JTA, JPA e gerenciamento de conexões (ou EntityManager). Não quero dizer que você não sabe, mas talvez esteja atacando o ponto errado nesta situação em particular. JTA serve para gerenciar transações distribuídas, onde se altera várias bases de dados ao mesmo tempo. Se isso não ocorre em sua aplicação, ...


2

A consulta parece estar incorreta, se deseja retornar os acessórios também, em uma única consulta JPQL. Neste caso, você precisa usar o FETCH. A princípio, eu escreveria a consulta desta maneira: SELECT car FROM Carro as car JOIN FETCH car.acessorios WHERE car.codigo=? Assim, você retorna a entidade carro (SELECT car FROM Carro as car) com os acessórios ...


2

Existe a implementação nativa do First Level Cache, veja mais aqui, uma solução é você utilizar o .clear() antes das consultas, no seu caso é realmente necessário essas alteração diretamente na base? Tente evitar esse tipo de abordagem. entityManager.clear();


2

Consegui resolver alterando a anotação no usuário para @ManyToMany Como muito bem explicado acima pelo Matheus, OneToMany seria se as roles fossem de apenas um usuário. Por exemplo: Tabela pessoa e telefone, teria um atributo telefone em pessoa anotado com OneToMany, uma pessoa tem vários telefones, mas o telefone só pertence a uma pessoa. – Matheus ...


2

Tem sim. Em JPA você usa unidades de persistência, que representam bancos específicos. Se você quiser especificar mais de um banco é só declarar mais de uma unidade de persistência (PU) e criar os entity managers para cada uma delas. O arquivo persistence.xml que declara as PUs ficaria assim: <persistence-unit name="pu1"> <properties> &...


2

Você não tem como se livrar totalmente do persistence.xml, porque você precisa ter pelo menos o nome de uma unidade de persistência declarado: <persistence> <persistence-unit name="nomeDaPU"> </persistence-unit> </persistence> O resto das propriedades você pode criar da forma como estava fazendo que vai funcionar.


2

Você pode fazer a nível de classe dentro da anotação @Table, segue um exemplo: @Entity @Table(uniqueConstraints={@UniqueConstraint(columnNames={"cpf"})}) public class Entidade{ @Column public String cpf; } Fonte: http://docs.oracle.com/javaee/7/api/javax/persistence/UniqueConstraint.html


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam