Respostas interessantes marcadas com a tag

15

Basicamente, para se criar um evento customizado e escutá-lo, você deve: Criar o evento usando new Event('eventName'); Disparar o evento usando .dispatchEvent(event); Escutar o evento usando .addEventListener(). O exemplo abaixo mostra todo o processo: // Para criar o evento: const myClickEvent = new Event('myClick'); const myDiv = document....


9

Gerar eventos nativos em JavaScript nativo pode ser uma dor de cabeça. Lembro de há uns tempos ter feito um teste para gerar evento wheel no MooTools e a função para disparar esse evento ficou assim: function dispatchFakeWheel(type, wheelDirection){ var event; try { // Firefox event = document.createEvent('MouseEvents'); event....


9

Seu código tem muito erro estrutural. Primeiro, nessa linha: var pessoa1 = new pessoa(document.getElementById('nome')); Você está atribuindo o elemento retornado por getElementById à propriedade nome, da classe pessoa, e não o valor do elemento. O correto seria document.getElementById('nome').value. Mas aí tem outro problema: Se você quer atualizar o ...


7

É um conceito bem simples, às vezes a forma que é apresentado deixa um pouco confuso, mas basicamente um evento .bubbles retorna um valor booleano indicando se determinado evento é "borbulhante". O termo "borbulhar" vem da ideia de uma bolha de água que sobe, ou seja, o evento é primeiro capturado no elemento mais interno e depois propagado para elementos ...


7

Resumo: bubbles é uma propriedade de alguns eventos e indica se o evento pode ser capturado fora do elemento onde foi criado, ou não. Explicação alongada: Por exemplo quando clica-mos num botão, podemos capturar o evento click. Esse é um evento que tem a propriedade bubbles e com valor true. Isso quer dizer que pode ser capturado ou interceptado em ...


7

Nativamente isso deverá ser feito através do método dispatchEvent de um objeto EventTarget. O parâmetro indicado neste método deverá ser um objeto do tipo Event. Ou seja, primeiro precisamos criar a instância do evento que desejamos disparar; nesse caso, para exemplificar, utilizarei os eventos click e mouseover. const click = new Event("click"); const ...


7

Você pode iterar nas propriedades do objeto document e criar um event listener apenas nas propriedades que começam com "on", como onclick, onblur, onmouseover etc. que são as propriedades dos eventos. No addEventListener você coloca o evento sem o "on", por isso o uso do método substr(), por exemplo, no evento onclick: on -> prop.substr(0,2) click -&...


6

Podes usar o evento load, que vai ser disparado quando todos os recursos forem carregados: const iframe = document.getElementById('iframe'); window.addEventListener("load", function(event) { console.log('Está tudo carregado'); iframe.style.display = 'block'; }); iframe { display: none; } <iframe id="iframe" width="560" height="...


6

Se a ideia é disparar o evento myClick sempre que houver um click, você pode fazer o seguinte: const myClick = new Event('myClick'); document.addEventListener('click', event => { EventTarget.prototype.dispatchEvent.call(event.target, myClick); }); Assim, sempre que ocorrer o evento click, será disparado o evento myClick para o mesmo elemento. ...


5

Javascript é uma linguagem que trabalha do lado do cliente (navegador). Sendo assim, ele não tem conexão direta com um servidor Mysql. Além do mais, se tivesse, seria um problema, uma vez que você precisaria especificar uma senha para conexão com o banco. E assim, qualquer um que lesse seu arquivo Javascript, poderia ver sua senha. Isso seria um ...


5

Podes usar ambos. Ambos fazem o que se pede deles. É verdade que o Internet Explorer tinha sérios bugs e não suportou, durante muito tempo, o addEventListener. Esses tempos são do passado. A regra que vejo entre programadores é similar no JavaScript e CSS. Da mesma maneira que não é boa prática ter CSS inline também se deve separar o JavaScript do HTML. O ...


5

A solução em JavaScript pode ser obtida da seguinte forma: function fireEvent(element,event) { if (document.createEvent) { // dispatch for firefox + others var evt = document.createEvent("HTMLEvents"); evt.initEvent(event, true, true ); // event type,bubbling,cancelable return element.dispatchEvent(evt); } else { // ...


5

Usando função anônima <input type="button" value="anonymous function" onclick="(function(){ console.log('ok'); console.log('ok2'); })()"> Nesse snippet apenas quis mostrar que é possível aplicar quebras de linha, tornando o código mais legível. Implementando para o seu caso específico: <input type="button" value="anonymous function" ...


5

Elementos form não podem ser aninhados. Na recomendação W3C, como Lucas postou nos comentários, diz: Flow content, but with no form element descendants. Como prova prática disso, basta verificar no inspetor do navegador. Rode o código: <form action='pagina1.php' method='post' id='form1'> <input type='text' name='teste' value='teste'> ...


5

Outra forma será utilizando o dispatchEvent, que implica criar previamente o objeto que representa o evento. const botao = document.getElementById("button"); botao.addEventListener('click', function() { console.log('olá mundo'); }); let evento = new Event('click'); //criar o evento para o click botao.dispatchEvent(evento); //lançar o ...


5

Fiz esse exemplo com jQuery, funciona assim vc tem dois input um obrigatório, e outro desable, então vc não consegue clicar no input que está desabilitado. Quando vc preenche o obrigatório ele remove o desabled do outro input no keyup. OBS: caso queira estilizar o input:disabled basta usar a pseudo classe :disabled. Repare que eu tb removi o tabindex do ...


4

Quando você lê os dados no interior de um <span></span>, você acessa o texto que está no interior das tags através do método .text(). Mas para ler os dados que estão em um <input></input>, você deve ler o seu valor, com o método .val(). Assim, se você substituir estas linhas no método calculate: var price = parseFloat($(obj).parent()...


4

Não tem porque colocar todo um script dentro de um único botão É possível? A resposta é sim É recomendado? A resposta é não Vou explicar depois o porque não é recomendado. Exemplo inline Mesmo não sendo recomendado vou dar um exemplo, para resolver você precisa trocar as aspas por "aspas simples" (apóstrofos): <!DOCTYPE html> <html> <body&...


4

Precisamos de dividir os tipos de eventos. Erros de HTTP e de compilação. Eles são detetados/capturados de maneira diferente. Vou referir primeiro a erros de HTTP que creio ser o foco da pergunta, e depois refiro-me a outros erros muito inspirado por esta resposta no SOen. HTTP Quando temos um recurso externo que precisa ser carregado, pode acontecer que ...


4

Utilize a propriedade onblur: var ftap = "3298765432"; var total = 0; var i; var resto = 0; var numPIS = 0; var strResto = ""; function ChecaPIS(pis) { total = 0; resto = 0; numPIS = 0; strResto = ""; numPIS = pis; if (numPIS == "" || numPIS == null) { return false; } for (i = 0; i <= 9; i++) { ...


4

Você deve declarar a variável com sua função antes de tentar usar ela... document.addEventListener('DOMContentLoaded', function() { var click = () => { alert("Clicou"); }; document.getElementById("test").addEventListener("click", click, true); }, false); <input type="button" value="test" id="test">


4

mude seu código para document.getElementById("recebeProduto1") pois o getElementById é um método do objeto document <!DOCTYPE html> <html> <head> <title></title> </head> <body> <div id="recebeProduto1"></div> <script type="text/javascript"> document.getElementById("...


4

Biblioteca: <script src="https://ajax.googleapis.com/ajax/libs/jquery/3.2.1/jquery.min.js"></script> <link rel='stylesheet' href='http://carlsednaoui.github.io/ouibounce/modal.css'> <script src='https://cdn.jsdelivr.net/ouibounce/0.0.12/ouibounce.min.js'></script> O arquivo modal.css obviamente pode e deve ser adaptado à ...


4

O método .getElementsByClassName retorna uma lista de elementos, tipo array, e não um elemento só. Para isso funcionar deves fazer document.getElementsByClassName('sticky')[0] ou document.querySelector('.sticky') const botaoSticky = function(e) { e.target.style.display = "none"; aparecerSticky(); } const aparecerSticky = function() { const ...


4

Não é recomendado você escutar todos os eventos por conta da performance, porém, para casos de teste você pode adicionar vários event listeners da seguinte forma: Object.keys(window).forEach(key => { if (/^on/.test(key)) { window.addEventListener(key.slice(2), event => { console.log(event); }); } }); O objeto ...


4

São eventos diferentes. O primeiro é o evento de clique, o segundo é evento do timeout; o segundo não possui um target, apenas o primeiro. O que você está fazendo é o que chamamos de closure, onde uma função é definida com base no escopo atual da definição. Como funcionam Closures em JavaScript? Para que funcione da maneira que você deseja, você deverá ...


4

Alguns erros: o getElementById quer somente a ID, como tens input#verificador é um seletor de CSS completo e pode funcionar por exemplo com o `querySelector`` usa somente document e não `document.window`` usa .value para extrair o valor do input coloquei os var dentro da função para evitar casos em que o JavaScript é lido antes do HTML ser interpretado. ...


4

Não é que o keyup não pode ser cancelado, mas quem trata que foi pressionada uma tecla é o keydown, uma vez que não cancelou o keydown isso não pode mais ser feito, e o que foi digitado já está no input. O evento keyup é mais um evento de notificação, para avisar que a tecla que foi pressionada agora foi liberada. É executado após o keydown e keypress, e ...


3

Você quer que quando o campo tenha o numero de caracteres corretos, ele seja habilitado novamente certo? Note que o $(document).keyup(function(){}); vai fazer a verificação sempre que uma tecla for pressionada. Meu código exemplo: $(document).keyup(function() { if($("#email-test").val().length > 0 && $("#password-test").val().length > 0) { ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam