Novas respostas marcadas com a tag

1

Levando em consideração que a leitura será feita pelo menos uma vez, você pode colocar o trecho de código que você quer repetir dentro de uma estrutura de repetição do while, com a condição while(cont == 1). A condição que você usou não funcionou porque a função equals só é usada para comparar uma String com outra, e a variável cont é do tipo inteiro. Além ...


0

import javax.swing.JOptionPane; import javax.swing.ImageIcon; import java.util.ArrayList; import java.util.List; public class Javaapp { public static void main(String[] args) { ImageIcon icon = new ImageIcon("flag.png"); List<String> countries2 = new ArrayList<String>(); countries2.add("India"); ...


0

Solucao: Coloque o seguinte no seu application.properties: spring.datasource.initialization-mode=always Renomear o arquivo import.sql para data.sql Certifique que o arquivo data.sql está localizado em src/main/resources Se vc possuir um script de criacao das tabelas, o script tem que se chamar schema.sql. Daí, coloque o seguinte no seu application....


2

Você esta setando o adapter antes de iniciar ele. Na linha 325 você seta o diasAdapter no recyclerViewDias: //Seta o adapater no recyclerview recyclerViewDias.setAdapter(diasAdapter); Porém o adapter só é iniciado na linha 348. Tente iniciar a classe diasAdapter antes de setar ela no recyclerViewDias.


1

Segundo a documentação, Double.parseDouble lança uma exceção (um NumberFormatException) se a string não tiver um número válido. Então basta capturar esta exceção para saber se deu errado: Scanner input = new Scanner(System.in); double gradesTotal = 0; double gradesAmount = 0; while (true) { double grade; System.out.println("Insert a grade:")...


0

tive este mesmo problema e resolvi da seguinte forma Object ObjetoExemplo = new object(); *// este objeto é só um exemplo* byte[] EXAMPLE_DATA = gson.toJson(ObjetoExemplo).getBytes(StandardCharsets.UTF_8); lembre-se de usar a biblioteca do google Gson


1

Faça o que a mensagem de erro mostra que está errado. Se ela diz que há variável não estática é porque precisa que a variável seja estática, certo? Então torne as variáveis estáticas, afinal elas são acessadas em um método estático então só pode acessar variáveis estáticas, as variáveis do jeito que estão aí só poderiam ser acessadas instanciando a classe ...


0

Para multiplicar 2 matrizes, a quantidade de colunas da primeira deve ser igual à quantidade de linhas da segunda. Ou seja, se a primeira matriz é M x N (M linhas e N colunas), a segunda deve ser N x P (N linhas e P colunas) e o resultado será uma matriz M x P (M linhas e P colunas). De qualquer forma, eu acho mais fácil fazer um método que multiplica 2 ...


1

Todos os caminhos do seu código precisam ter um retorno. Você especificou o retorno dentro do IF, mas caso não entre no IF a função segue até o final sem nenhum comando de retorno. Há 2 formas simples de solucionar isso: Faz a checagem do numero de linhas e colunas antes de chamar a função. Mantém a checagem na função e retorna null caso não seja possível ...


1

O problema é basicamente o que está descrito aqui: ao misturar chamadas de nextLine e next com nextInt e nextDouble pode causar alguns problemas inesperados. Isso porque métodos que lêem números, como nextInt e nextDouble, não consomem a quebra de linha (que corresponde ao ENTER que o usuário digita). Então se você chama nextLine logo depois de um nextInt ou ...


0

Bem vindo ao StackOverflow, você só precisa colocar a variável senha no seu TextView... para isso remova texto.setText(R.id.gerarsenha); e coloque texto.setText(senha); Ficaria assim: public void texto(View view){ TextView texto = findViewById(R.id.gerarsenha); int senha = dia*mes*ano; // aqui onde calcula (ainda não testei) texto.setText(senha); ...


0

Seu if else sempre está sendo true, você precisa inserir a variavel imc para fazer as comparações, o correto seria: public void btCalcularIMC(View v) { float altura, peso, imc; altura = Float.parseFloat(edAltura.getText().toString()); peso = Float.parseFloat(edPeso.getText().toString()); imc = peso / (altura * 2); try { if (imc &...


0

Você não precisa inicializa os TextViews sempre na ação do botão, tanto eles como hppaladino e hpquimera dentro do onCreate. Do jeito que você está fazendo sempre que clica no botão os valores hppaladino e hpquimera sempre são 200. Então ficaria algo assim: public class MainActivity extends AppCompatActivity { //Declara as suas variáveis principais ...


0

Esta lógica está errada (sugiro que faça o teste de mesa, ficará claro o que está errado). Basicamente, você percorre (acredito eu) todos os elementos, e se for igual a 1, seta a variável ganhador2 para false, e se for diferente, seta para true. Então na verdade o que importa é o valor do último elemento encontrado. Se o último for 1, a variável será false, ...


0

o que você está fazendo de errado é usar esse else. E vou te mostrar porque. Suponhamos que sua array toda tem 3 números 1 0 1, quando o for passar pela primeira posição do array, ele vai verificar que aquele não é o ganhador, pois o número ali é 1, na segunda posição ele já determina que aquele é o ganhador pois o valor nessa posição é 0, contudo na ...


0

Resolvi, no meu Game estava : "Player player = new Player (0,0,19,21,spritesheet.getSprite(39, 0, 19, 21));" eu tinha que tirar o 1° Player e deixar assim: "player = new Player (0,0,19,21,spritesheet.getSprite(39, 0, 19, 21));"


0

System.out.println(“Seu texto é inserido aqui, entre aspas duplas”); No caso da tua variável é System.out.println(senha);


0

Você não pode fazer overload com tipos genéricos, a informação do tipo é removida em tempo de execução (veja sobre type erasure), por isso o erro. Você pode usar arrays tipados em vez de ArrayList genérico, ou deixar a assinatura do método genérico. Por exemplo: caso suas classes estendam TipoComum, a assinatura ficaria: public int somar(ArrayList<? ...


0

Consegui resolver, eu estava usando o SessionFactory para a conexão do banco e usando comandos do Entimanager, então criei minha conexão com o banco usando o persistence.xml e usei os comandos do EntityManger e funcionou tudo certo


0

É só criar a função que recebe as 3 matrizes (e os tamanhos) e retorna o resultado: static int[][] soma(int linhas, int colunas, int[][] matriz1, int[][] matriz2, int[][] matriz3) { int[][] resultado = new int[linhas][colunas]; for (int i = 0; i < resultado.length; i++) { for (int j = 0; j < resultado[i].length; j++) { ...


0

é realmente o problema foi esse mesmo, adicionei a linha export GTK_IM_MODULE="ibus" no meu eclipse.sh que inicio a aplicação e foi sem problemas, valeu a resposta amigo


4

Apenas para ser pedante e esclarecer o que foi dito nos comentários, o >> é um operador bit shift (neste tutorial da Oracle é clara a separação entre operadores bitwise - and (&), or (|), etc - e os operadores bit shift). Para ser mais preciso, a especificação da linguagem (que também coloca os operadores de bitwise e de shift em seções separadas, ...


7

Você testou? Alguém falar e ser verdade vai uma grande diferença. Eu não vou dizer e não tenho agora um ambiente que eu possa fazer um teste adequado para mostrar se isso é realmente verdade ou não. E não vou gastar meu tempo porque eu posso afirmar que a linguagem não fala nada sobre isso. Pode ser que alguma implementação da linguagem, talvez mesmo a mais ...


1

O Jpa Repository já atualiza dinamicamente caso o id da entidade que você esteja enviando exista, uma forma trivial e bem utilizada no mercado é a validação se o registro já existe no banco de dados para evitar utilizar o Put como "post" permitindo sua criação, ficaria algo parecido com isso User userupdate = userRepository.findById(id)....


0

A classe Thread é uma abstração do Java para threads do sistema operacional. A classe tipicamente usada para criar um pool de threads está errada. Não seria ThreadPool do pacote do CORBA, e sim por exemplo um Executor do pacote de concorrência do Java. Mesmo assim ele não dará acesso às threads individuais do pool (tanque) de threads e sim a uma API para ...


1

Não sei se foi erro de digitação, mas você criou o método somaDiagonal dentro do método main. Esqueça isso. Ou crie um método fora do main, ou não use o método e coloque todo o código no próprio main. Outro detalhe é que o for para preencher a matriz está errado. Você está indo da primeira à ultima linha, e sempre setando matriz[linha][coluna] (ou seja, está ...


1

Você só pode somar matrizes do mesmo tamanho. Se você tem uma matriz M x N (com M linhas e N colunas), só pode somá-la com outra matriz M x N, e o resultado será outra matriz M x N. Ou seja, não faz sentido ler o tamanho das 3 matrizes, pois o usuário pode digitar tamanhos diferentes para cada uma. O que você tem que fazer é ler o tamanho uma vez só, e ...


1

O erro é que você está declarando duas variáveis com o mesmo nome Palavras (que a propósito está fora do padrão do Java, o certo é em minúsculas) e fazendo confusão entre elas. Uma é variável de instância (a que você não preenche) e outra é variável local do método main() (a que você preenche, só que não está usando no código do JTextField, está usando a ...


1

A linguagem Java permite que você declare variáveis multidimensionais cujas dimensões sejam variáveis. No entanto, você esta definindo as dimensões das matrizes antes de lê-las; Do jeito que você está lendo as dimensões, acaba definindo, na posição [i, j] (que, pelo código postado, não têm um valor definido) o valor definido pelo usuário. É necessário que ...


0

O seu erro acontece porque, na hora de realizar a alteração do preço, você está usando o objeto 'filmeC', enquanto que o objeto que referencia o objeto da classe filme cujo ID é igual ao informado pelo usuário é 'valor'. Para que o código funcione corretamente, substitua a linha filmeC.setPreco(novoValor); por valor.setPreco(novoValor);


0

Estava com o mesmo problema, resolvi removendo a variável de ambiente classpath. No meu caso(Linux) ela apontava para "/usr/local/java/jdk1.8.0_261/lib", pelo que eu entendi ao tentar rodar a minha classe o Java estava procurando no caminho indicado pelo classpath.


-3

Pesquisando aqui consegui uma forma de não resetar o formulário ao invés de window.open('formulario') usei o history.back('formulario'). out.println("history.back('form_autocadastrar_cliente.jsp','_self');");


0

Resolvi meu problema fazendo as seguintes alterações Obs: Não sei dizer se é a melhor forma de fazer isso, porém depois de tanto sofrer consegui fazer funcionar dessa forma, caso tenham alguma dica sobre agradeço. no CatalogFragment adicionei a variavel static public static DatabaseReference subRef = FirebaseDatabase.getInstance().getReference().child("...


0

Está usando printf() errado. Troque: System.out.printf("Seu saldo atual é de R$ %2.f", saldoTotal + "\n"); por: System.out.printf("Seu saldo atual é de R$ %2.f\n", saldoTotal);


0

Uma alternativa interessante para esta situação é a seguinte: Adicionar no build.gradle: springBoot { buildInfo() } No source, para pegar as informações: @Autowired private BuildProperties buildProperties; Por exemplo, para pegar a versão: String version = buildProperties.getVersion();


-2

Cara estava com o mesmo problema com um projeto que exportei o pacote zip ou mesmo trazendo ele pelo compartilhamento do github, o que resolveu, eu comparando com um projeto de teste que fiz, vi a diferença entre um e outro percebi que a pasta que criei no diretório de arquivos do projeto não possuía a pasta com nome images no diretório src do projeto, o que ...


0

Antes de saber onde você deve colocar quais coisas dentro do projeto, eu sugiro uma breve leitura no Getting Started do Maven. Isso vai ajudar a você compreender vários detalhes e convenções utilizadas em um projeto Maven, para que você não entenda a dinâmica da ferramenta, e não que "deve ser assim porque alguém me disse apenas". A sua dúvida está ...


1

Primeiramente, se a classe deve representar um computador, então eu sugiro que ela tenha um nome adequado (Computador, talvez?) - apesar de parecer um detalhe bobo, dar nomes melhores ajuda muito na hora de programar. E não precisaria desta classe Dados dentro de AVA1. Leia aqui para entender melhor sobre inner classes - é um tópico um pouco mais avançado e ...


1

Ele imprime na tela o tempo total de execução em milissegundos necessários para encontrar um número entre 1 e 1000 que seja divisível por 17 e 19 ... Como ambos são primos e fácil notar que o número será 17*19! Quanto a notação - ${i} se refere a variavél i - quando o programa entra no bloco If especificado , ou seja quando for divisível por 17 e 19!


0

O programa imprime um número e o tempo utilizado pelo processador para encontrar esse número, entre 1 e 1.000.000, que retorne um inteiro na divisão por 17 e 19 ao mesmo tempo. É curioso porque ao dividir esse número por 17, ele resulta em 19; ao dividir esse mesmo número por 19, ele resulta em 17. for(let i = 1; i < 1000000; i++) { if ((i % 17 == 0)...


0

O código que você apresentou do arquivo ProcessaListas parece estar incompleto. Todo arquivo java deve possuir ao menos uma classe. Além disso, o código do laço while deve estar dentro de algum método ou construtor. Para que você acesso a variável listaPratos a partir da classe ProcessamentoPrincipal, listaPratos deve ser um atributo da classe ProcessaListas....


2

o operador % devolve o resto da divisao dos seus argumentos, se o resto da divisao de count por 17 e 19 for zero, entao ele é divisivel pelos dois. Acredito que é esta a funcionalidade do programa


3

Isso acontece porque herança em coleções não funciona da mesma maneira que funciona com classes. No próprio tutorial da Oracle é mencionado que: In general, if Foo is a subtype (subclass or subinterface) of Bar, and G is some generic type declaration, it is not the case that G<Foo> is a subtype of G<Bar>. Ou seja, se B é um subtipo de A (sejam ...


1

A única vantagem que eu vejo é que isso fica no controle dos devs para gerar esses relatórios, normalmente são bem pesados para o banco de dados para serem gerados e isso pode derrubar a aplicação se um usuário ficar apertando gerar toda hora ou tentar gerar em um horário de pico da aplicação.


1

Você tem que chamar o when antes de chamar o método sendo testado: Mockito.when(dao.obterAtrasados()).thenReturn(pendentes); service.notificarLocacaoEmAtraso(); Mockito.verify(email).enviarEmailCobranca(pedro); O when define o que o método obterAtrasados deve retornar. Mas como você já estava fazendo a chamada de notificarLocacaoEmAtraso antes, e esta ...


0

Me parece que o problema é relacionado ao uso do driver de conexão do MySQL. Nem todas as bibliotecas do Java funcionam no Android. Sugiro que consulte as seguintes questões relacionadas: Como usar MySQL em Android e Conexão Android com MySQL.


1

Ola, ocorreu o mesmo problema comigo! a unica forma que achei foi instalando o JavaFX direto do Merketplace do eclipse, desta forma ira funcionar. Help>Eclipse Merketplace> "Pesquise por JavaFX".


2

O Spring Data é um projeto guarda-chuva (conjunto de projetos) que agrega vários projetos relacionados ao acesso à dados, conforme descrição do site oficial: Spring Data’s mission is to provide a familiar and consistent, Spring-based programming model for data access while still retaining the special traits of the underlying data store. It makes it easy to ...


-2

É muito simples gente! Não precisa de nada disso! Uso o sketchware procurei a mesma coisa e encontrei algo muito prático Veja como é facil assistir um video de youtube em tela cheia, ou mesmo criar um webview com video em tela cheia. 1 - Abra o google chrome navegador do cel. 2 - entre no youtube normalmente 3 - digite o nome do video desejado 4 - ...


0

Você não pode declarar pacotes duas vezes no mesmo arquivo. Além disso, apenas uma classe pública pode ser declarada por arquivo. Divida sua classe em dois arquivos com a mesma declaração de pacote: // Arquivo Aula2.java package aula2; public class Aula2 { public static void main(String[] args) { Caneta c1 = new Caneta(); c1.color = &...


As 50 principais respostas recentes são incluídas