Respostas interessantes marcadas com a tag

5

O problema está no fato de você estar usando a superclasse comum Enum: private Enum<SituacaoAvaliacaoPedidoEnum> situacao; Em oposição ao tipo direto da enum SituacaoAvaliacaoPedidoEnum: private SituacaoAvaliacaoPedidoEnum situacao; Lendo as partes relevantes da JSR 338 (JPA 2.2) e da Documentação do Hibernate todos os exemplos esperam que a ...


5

Tenho ciência de que, em Java, qualquer passagem de parâmetro de um objeto é por referência Sua ciência está errada, apenas objetos originários de classes são passados por referência. Objetos vindos de outras formas também são objetos. No momento apenas os tipos originários de classes descendem de Object e por isso talvez algumas pessoas confundem o que é ...


4

final: final é usado para aplicar restrições na classe, método e variável. A classe final não pode ser herdada, o método final não pode ser substituído e o valor final da variável não pode ser alterado. Exemplo: class FinalExample{ public static void main(String[] args){ final int x=100; x=200; //Compile Time Error } }...


3

Uma alternativa (além do substring já sugerido na outra resposta) seria usar split: String monthAndYear = ... String[] partes = monthAndYear.split("/"); // separar pela barra if (partes.length == 2) { int month = Integer.parseInt(partes[0]); int year = Integer.parseInt(partes[1]); } Lembrando que o método parseInt pode lançar um ...


3

Aqui está um exemplo com verificação do que o utilizador coloca. Neste exemplo o campo year permite colocar anos desde o ano 0. import java.util.Scanner; class Main { public static void main(String[] args) { Scanner in = new Scanner(System.in); String monthAndYear = ""; do{ System.out.print("Enter month and year to calculate income (...


3

Uma solução é colocar o trecho que você quer entre parênteses, pois isso formará um grupo de captura. Em seguida, basta passar o número do grupo para o método group: String data = "{Papel A}{Papel B}{} não é papapel"; List<String> papeis = new ArrayList<String>(); Pattern p = Pattern.compile("\\{([^\\}]+?)\\}"); // coloquei o trecho que quero ...


3

Primeiro, se você colocar um JOptionPane no seu model, você já está violando o MVC. Componentes swing são coisas da view. Não coloque absolutamente nada que referencie qualquer interface com o usuário no model. Segundo, que você deveria ter só um model. Mas como você está instanciando o model dentro do método chamandoModel e esse mesmo método acaba largando ...


3

float é um tipo primitivo, não possui métodos. Métodos pertencem a classes, daí o erro .class expected. O método parseFloat() pertence à classe Float. Altere float V = float.parseFloat(edittext3.getText().toString()); para float V = Float.parseFloat(edittext3.getText().toString()); Não esquecer de verificar/garantir que o conteúdo do edittext3 ...


3

Pelo erro parece que a interface que a Activity implementa não é aquela que o método setKeyListener() espera. Não sei se está a trocar o método ou se está a trocar a interface. Se de facto quer usar o método setKeyListener() então a Activity tem de imolementar a interface KeyListener. Se, por outro lado, quer usar a interface OnKeyListener então o método ...


3

Em Java String não é um tipo de primeira classe, então ele não tem operadores, e você deve comparar com o método compareTo(): import java.util.Scanner; class OrdenarNomes { public static void main(String[] args) { Scanner in = new Scanner(System.in); String[] nomes = new String[20]; for (int i = 0; i < nomes.length; i++) { ...


3

É interessante você levantar estes dois cenários: O armazenamento em cookie, vulnerável a CSRF, e também possui uma lista gigante de opções para se prevenir (porém, utilizar cookies é desencorajado pela especificação) O armazenamento via local storage / secure storage, que é vulnerável a XSS, e que também possui uma lista gigante de opções para se prevenir ...


3

Classes são estruturas de dados, elas servem apenas para declarar o que deve ter nessa estrutura, ela não pode ter algoritmos (mandar fazer), o lugar de algoritmos é o método. Classes não garantem ordem de execução, métodos sim, é uma linha atrás da outra, toda manipulação de dados tem que estar no método. Na verdade nem vejo sentido em fazer algo fora deles,...


3

A solução para seu problema é simplificar o teste para existência do aquivo, pois existindo ou não o arquivo você vai usar o FileWriter e retire a declaração FileWriter arq = new FileWriter(file); de dentro do if. Crie um novo arquivo com a função java.io.File.createNewFile() que atomicamente cria um novo arquivo vazio se e somente se um arquivo com este ...


2

sim tem como, no netBeans a maneira mais pratica é clicar com o botao direito em cima do seu jframe e ir em propriedades.. na primeira linha ja vai ter um defaulCloseOperation... tem 4 opções.. também outra idéia é criar um evento que salve sua aplicação antes de fechar literalmente o programa.. isso você pode fazer por exemplo clicando no seu frame com o ...


2

Utilize o next(); no lugar do nextLine();. Fiz um teste, tentei replicar seu código, apenas sem os métodos da classe Conta. Ele rodou até o final de acordo. public static void main(String[] args) { // TODO code application logic here Scanner in = new Scanner(System.in); String resp; int op; do{ System.out.println("/////////////////...


2

Sim é possível, um JFrame nada mais é que um código Java qualquer. Para rodar códigos Java no Visual Studio Code você deve instalar este plugin. Acredito não ser produtivo, pelo fato de você ter de escrever manualmente o código de suas telas, visto que o Visual Studio Code não possui um UI Editor, como o plugin WindowBuilder do Eclipse.


2

Provavelmente você possui conflito entre as libs do seu projeto e as libs do servidor, isso pode acontecer por algumas razões: Libs incompatíveis (diferentes libs onde as versões "não se conversam") Mesma lib em versões diferentes (várias versões do JSF por exemplo) Libs empacotadas no projeto, mas que já estão em alguma shared lib do servidor ... Esse ...


2

Estou até na dúvida se a dúvida é essa mesmo, porque me pareceu simples demais (se for isso eu completo a resposta, senão eu apago): class Main { public static void main(String[] args) { User usuario = new User("joao", "123"); System.out.println(usuario); } } class User { private String usuario; private String senha; public User(...


2

Bom, o removeé apena um alias para delete. Então nós devamos comparar: delete vs removeAt E não há muita diferença. A única diferença é que o delete faz uma verificação da chave com binarySearchantes de atribuir o Objeto vazio ao valor da chave. mValues[i] = DELETED; Esse DELETED é um atributo que contém um Objeto vazio. Esse objeto é o que substitui ...


2

No seu caso, além das estratégias já comentadas, também pode ser usado expressões regulares: String monthYear = "07/2019"; Pattern pattern = Pattern.compile("([\\d]{2})\\/([\\d]{4})"); Matcher matcher = pattern.matcher(monthYear); if (matcher.matches()) { int month = Integer.parseInt(matcher.group(1)); int year = Integer....


2

Como você possui o hibernate-validator em seu pom.xml, altere a anotação de: javax.validation.constraints.Email Para: org.hibernate.validator.constraints.Email Desta forma o Hibernate irá prover o validador adequado que está registrado na aplicação.


2

Utilizando Java 8 isso poderia ser resolvido da seguinte forma: public static void main(String[] args) { Map<Date, Integer> map = new HashMap<>(); map.put(LocalDate.now().toDate(), 1); map.put(LocalDate.now().plusDays(5).toDate(), 2); map.put(LocalDate.now().minusDays(10).toDate(), 3); map.put(LocalDate.now().plusDays(1)....


2

Se você só quer iterar pelo map, pode usar um TreeSet para guardar as chaves, pois ele já as ordenará: Map<Date, List<Exam>> map = ... // cria um TreeSet, com as chaves ordenadas SortedSet<Date> keys = new TreeSet<>(map.keySet()); for (Date date : keys) { // percorre as chaves ordenadas e obtém o respectivo valor setNewList(date,...


2

Ao passar um vetor assim como parâmetro em um método estarei alterando o próprio vetor ou gerando uma cópia? Vai alterar o próprio array. O método recebe como parâmetro o endereço do array na memória, logo você pode alterar o valores do array referenciado, mas não sua referência. Um vetor é considerado primitivo ou objeto? É um objeto. Em Java há ...


2

Primeiro, é preciso ler o arquivo CSV a partir do teste unitário. Uma boa prática é deixar estes arquivos de teste no diretório resources dos testes: /src/test/resources/ Melhor ainda é criar um diretório próprio para os CSVs: /src/test/resources/csvs/ Agora é preciso ler os arquivos dentro deste diretório. Esta classe utilitário quebrará o seu galho: ...


2

O problema é que você criou duas contas diferentes: ContaBancaria conta = new ContaBancaria(); ContaPoupanca poupanca = new ContaPoupanca(); Cada uma dessas variáveis é uma instância diferente, e cada uma possui o seu próprio saldo (que por default, começa com o valor zero, já que você não especifica nenhum). Depois você faz o depósito na variável conta, ...


2

Acessando a URL inválida no Chrome, o retorno foi o JSON: {"cod":"404","message":"city not found"} Mas se olharmos no Developer Tools (aperte F12), na aba Network, veremos que a URL retorna o código HTTP 404: E o IOUtils lança exceção quando recebe algum código de erro. A solução, neste caso, seria verificar antes o código de erro e usar o stream correto ...


1

Não é verdade que não tem construtor, tem uma resposta mostrando o uso de construtor estático. Então seria algo assim (não garanto porque não tem detalhes de como deveria ser): static { users.add(new Login(ADMIN_USER, ADMIN_PASS); } Coloquei no GitHub para referência futura. Este código pode até servir para um exercício, mas se fosse colocado em ...


1

Eu também não sou muito fã de jogar exceção, como falado pelo @Maniero, pois isso será lançado em tempo de execução e não faria diferença alguma em relação a verificação de null. Ao invés de lançar exceção, use import org.springframework.lang.NonNull; @NonNull na variável. Isso mostrará ao desenvolvedor que existe a possibilidade de estar criando um objeto ...


1

Não use esta classe, ela é problemática, para casos simples é mais fácil usar split() da String mesmo. class Program { public static void main(String[] args) { String text = "1 - -- * d 2"; String[] tokens = "1 - -- * d 2".split("--"); for (String token : tokens) { System.out.println(token); } } } Veja ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam