Respostas interessantes marcadas com a tag

8

No contexto da pergunta seria a 2ª opção: $atleta = new Atleta(); Mas vale lembrar que em PHP, não é necessário usar o parentesis () quando a classe não tem construtor ou o construtor não precisa de argumentos. Então, isso também seria válido: $atleta = new Atleta; Explicação de cada opção Não sei se estou enganado, mas a pergunta parece muito com uma ...


7

No seu primeiro exemplo, nada é definido no protótipo. As propriedades e o método são definidos diretamente na instância criada quando você chama new Biscoito(...). No segundo exemplo tem os seguintes problemas: Ok definir o método mostrarAtributos no protótipo, pois ele pode ser compartilhado por várias instâncias. Já as propriedades não faz sentido ...


7

É usar a opção 2, dessa forma: $atleta= new Atleta(); Pode consultar mais informações aqui php.net


7

Sim, dá, só que não tem muita utilidade porque o objeto morrerá em seguida já que não quis armazená-lo. Em alguns casos pode ser suficiente, mas se for, provavelmente não precisava ter criado a classe. Por exemplo, se só precisa instanciar o objeto, chamar um método e não fazer mais nada é um caso típico onde não deveria ser uma classe. Por isso minha ...


6

Isso se torna algo infinito correto? Sim, você instanciou um novo objeto do tipo Cao a cada instanciação da classe Cao, ou seja, recursivamente você criou novos e novos objetos Cao até estourar a pilha. Ao programar existe a possibilidade de se instanciar um objeto no próprio objeto? Ou NUNCA deve-se fazer isso? Você até pode, desde que defina um ponto ...


6

Você vai criar um membro estático na classe que guardará o contador de instâncias. No construtor vai incrementar este contador. Só precisa saber quantas foram instanciadas ou precisa saber quantas estão instanciadas? Se precisar da segunda, terá que decrementar o contador quando o objeto for destruído ou disponibilizado. Se deve ser decrementado na ...


5

Na prática, não parece existir nenhuma diferença. Pelo que percebo, a maioria das pessoas e das implementações de IDE preferem instanciar com parêntesis para seguir o code standard usado na própria documentação do PHP e pela comunidade em geral, que segue o de outras linguagens orientadas a objetos. Não encontrei uma referência na documentação do PHP, ...


5

Genericamente falando é a mesma coisa. Usuario usuario = new Usuario(); usuario.listar(); Obviamente o primeiro é armazenado em uma variável usuario e o objeto pode ser usado para outras coisas. A chamada do método listar()ocorrem em cima da referência armazenada em usuario. No segundo o objeto é criado na parte do new Usuario(), chama o método desejado (...


5

Acho que deseja criar uma instância e não uma estância. Não gosto do termo atributo, prefiro campo. Você pode acessar todos os membros públicos do tipo do objeto naquele momento. Não pode acessar os membros de um tipo que faça parte daquele objeto, mas que não seja o tipo sendo usado naquele momento. Se o tipo é o pai, só pode acessar os membros dele, não ...


5

A grosso modo podemos dizer que uma instância é um objeto. No caso estamos dizendo que está criando um objeto de um tipo específico. Quando escrevemos o código criamos duas coisas, uma estrutura de dados e algoritmos que operam essas estruturas. Em linguagens que adotam a orientação a objeto é comum que essas duas coisas sejam escritas juntas formando um ...


5

A diferença é só que um você não vê e a outra você vê, nada mais. A diferença é o método println(). nada acontece Premissa errada. neste momento foi criada uma instância Contradiz a premissa. O primeiro cria a instância nova e nada mais pode se fazer com aquilo. Teve custo para criar, ocupou memória e ficará lá até o objeto ser coletado. O segundo ...


5

Isso depende da sua necessidade ou facilidade que deseja ter. A primeira ele vai instanciar a classe com os valores padrões das propriedades (0 para int, 0.0 para double, false para boolean, etc). A segunda ele instancia e já passa diretamente o valor entre chaves para a propriedade. Note que os parenteses não são necessários neste caso se não há um ...


4

Seu código nem compila, então toda descrição da pergunta e dos comentários não são verdadeiros. Quando resolve-se os problemas que impedem a compilação o código funciona perfeitamente, apesar de não estar fazendo nada muito útil. Mas se o objetivo era atribuir uma valor para a propriedade e depois imprimi-lo pegando valor dela, isto está ocorrendo. class ...


4

Segundo o site oficial do PHP, deve-se utilizar a instrução new para instanciar uma classe. Caso você faça instância de um objeto genérico vazio o melhor caminho é utilizar o método abaixo: $obj = new obj(); Sendo a maneira mais correta e rápida. Só que indo mais além, no php7 existem outras maneiras de se instanciar um objeto vazio: $obj1 = new \...


4

Você precisa entender Para que serve um construtor?. Leia lá e praticamente terá sua resposta. Agora se quer saber porque não foi feito fora do construtor, assim: public partial class Form1 : Form { Farmer farmer = new Farmer { NumberOfCows = 15 }; public Form1() { InitializeComponent(); } } É algo que só o autor do código pode ...


4

Se instanciar localmente a variável certamente estará no stack, o que é sempre desejável se não tiver um motivo para usar fora do método. Se criar uma variável na classe ela ocupará espaço de memória no heap em toda instância dessa classe. Isso pode ser bom ou ruim. A vantagem de criar na classe é que não precisará criar várias instâncias. Além de ...


4

Acho que sua interpretação do que é o código está errada. Provavelmente não está pensando como ele é executado, imagino que ache que coloca palavras e magicamente algo acontece. Tudo que é escrito tem uma consequência e é preciso entender todo o processo, caso contrário não aprenderá programar. Vamos entender o que ocorre com a lista: Na linha List<...


4

Você pode fazer assim: (new MyClass()); Você também pode executar métodos, por exemplo: (new MyClass())->init(); E até usar dentro de funções, como num echo: echo (new Auth())->getToken();


4

Não é a mesma coisa, e na verdade geralmente não faz muito sentido. De fato métodos são funções que trabalham com um objeto específico. Sendo que o construtor é uma função especial que cria este objeto. Pode eventualmente fazer algo além de inicializar o objeto, mas não costuma ser recomendável mais que isto. Em PHP eu questiono o uso de classes de forma ...


4

Não existe necessariamente uma maneira correta para essa instância, as duas maneiras estão corretas, a principal diferença é que a primeira você consegue debugar o código e acessar seus membros separadamente.


3

Usuario usuario = new Usuario(); Você está criando um objeto Usuario e atribuindo a uma variável. Depois desta linha o objeto está acessível pela referência usuario. new Usuario().listar(); Você está criando um objeto da mesma forma, e utilizando um método deste objeto, - neste caso, talvez o método poderia ser static, então você usaria Usuario.listar() - ...


3

Primeira coisa é verificar a estrutura de pastas do seu projeto, talvez você tenha que colocar from seuprojeto.emails.models import GerenciarEmails Caso não seja isto, provavelmente é o problema que o mgibsonbr disse nos comentários: "Se sua app A depende (importa) de B, e B por sua vez depende de A". Utilize a ForeignKey dessa maneira para matar o ...


3

Ficaram algumas pequenas nuances por explicar, por isso deixo aqui alguns comentários. Para o teu exemplo using namespace std; class Carro { private: string modelo; string marca; public: Carro(){} Carro(string x, string y) { modelo = x; marca = y;} } Carro carro = new Carro; Esta instrução é inválida/a sintaxe não ...


3

Carro carro = new Carro; Não é possível. Carro carro; Está declarando a variável do tipo Carro mas nada está sendo atribuído para esta variável. Ela é armazenada no próprio stack. Carro carro(); Está declarando uma função que retorna um tipo Carro. Não faz muito sentido neste contexto. Carro carro("Astra", "Chevrolet"); Está chamando um construtor da ...


3

Basicamente o problema é que a sua variável amountOfDucks está codificada de forma que cada objeto tenha sua cópia dessa variável. Cada instância tem uma versão diferente e seus valores próprios. Então cada vez que você cria um novo objeto Duck ele vai ter o valor inicial que é 1. Pra esse valor ser compartilhado por todas instâncias você tem que declarar o ...


3

Você pode instanciar um objeto de uma mesma classe dentro de um objeto dessa mesma classe e em alguns casos é uma boa solução devido a recursividade de alguns problemas. Porém você nunca deve fazer e iniciar sempre no construtor porque isso irá estourar a pilha por ser uma recursividade infinita. Sempre que chama o new Classe() o construtor é chamado. ...


3

Na realidade o uso ou não do parênteses é opcional quando você não informa dados ao construtor da classe. A real necessidade de informar os parênteses é de repassar dados ao construtor. Mas por questão de padronização sempre utilize com parênteses, como dito pra manter um padrão. <?php class Foo { public function __construct() { } } class Bar {...


3

Criar um objeto assim: new Usuario(); Implica em não guardar a referência dele em uma variável. Isso pode ser feito, por exemplo, quando você precisa apenas instanciar, chamar um método, não precisando do objeto depois. Por outro lado, fazer assim: Usuario usuario = new Usuario(); Implica em guardar a referência (leia-se endereço de memória) do objeto ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam